fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Notícias > Últimas Notícias

Histórico circuito de Unadilla recebe 10ª etapa do AMA Motocross
Publicado em: 11/08/2017

Eli Tomac e Zach Osborne entram na reta final do campeonato como franco favoritos
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Garth Milan

Unadilla, circuito inaugurado em 1969 e presente no campeonato desde 1976, recebe a 10ª de 12 etapas da temporada 2017 do Lucas Oil AMA Motocross. No século passado, Unadilla também foi palco em diversas ocasiões do antigo Trans-AMA - série nos Estados Unidos com a presença de pilotos selecionados da Europa - e de etapas do Mundial de Motocross.


Unadilla em 2013

Com características bastante naturais e utilizada pouquíssimas vezes no ano, no passado uma das principais particularidades da pista era o traçado de grama. Peculiaridade removida nos últimos anos com o excesso de preparação do terreno e da construção de diversos osbstáculos artificiais. Apesar de descaracterizada, Unadilla ainda se destaca pelo charme e belíssimo cenário.

+ Direto dos EUA - Edu Erbs: Reta final do AMA, novas motos e a indefinição para o Nações
+ Motocross das Nações 2017: mudança de pilotos na seleção brasileira
+ Motocross das Nações 2017: anunciados times da Itália, Bélgica e França

Fim do mistério?

Uma das grandes expectativas para este sábado é o anúncio da seleção norte-americana para o Motocross das Nações. É consenso que Zach Osborne será o representante na MX2, porém os demais nomes não passam de especulação até o momento. Com os principais pilotos da 450 sem vontade de ir (Tomac), ou fora de ação, ou contundidos (Baggett, Anderson), o nome de Cole Seely ganhou força segundo várias publicações internacionais, mas deixemos os chutes de lado, já que dentro de algumas horas o anúncio oficial será feito.

Situação do Campeonato

Mesmo com a ascensão de Marvin Musquin, que venceu as últimas quatro baterias, Eli Tomac é quem tem um campeonato para ganhar e muito para perder. O piloto da Monster Energy Kawasaki tem 32 pontos sobre Blake Baggett - que está no sacrifício com um ligamento do polegar rompido - e 54 sobre o francês. Temos 150 pontos possíveis em jogo nas três etapas restantes.

Por falar em Musquin vocês já assistiram o terceiro episódio desta temporada do MX Nation? Musquin é o protagonista no documentário que pauta o programa de Treinamento com Aldon Baker, mas quem roubou a cena foi a sua esposinha Mathilde. Vale a pena assistir, basta clicar na imagem abaixo.



Um dado interessante da classe 450 é que nenhum dos antigos vencedores estará na pista esse ano: Ken Roczen (2016) em processo de recuperação, Ryan Dungey (2015/14/12/10) e Ryan Villopoto (2013/11) aposentados e Chad Reed (2009) só quer saber de Supercross. Entretanto, tanto Tomac (2013) como Musquin (2012) já venceram na categoria 250. 


Ken Roczen, vitorioso em 2016

Na classe 250 atual, a situação de Zach Osborne é ainda mais confortável que a de Tomac. O piloto da Husqvarna tem 74 pontos de vantagem sobre o bicampeão Jeremy Martin (Honda). Hipoteticamente, se Osborne não pontuar nas próximas três baterias, Martin tem de vencer as três para trocar de posição na tabela. Olho também em Joey Savatgy, quarto na pontuação e vencedor das últimas quatro baterias, que vem animado após resolver os problemas de acerto de sua Kawasaki. Alex Martin, terceiro nos pontos, não participa da etapa por uma fratura na clavícula sofrida antes de Washougal.

Olho também no líder do Brasileiro de Motocross Gustavo Pessoa que vai para a sua sexta etapa no AMA Motocross, com o apoio do sempre presente pai e mecânico Douglas Branco e do multi-tarefas Fábio Aleixo, o famoso "faz tudo". 

Quem está fora

Jason Anderson comunicou nesta semana que não corre mais nessa temporada. O piloto passou por cirurgia para corrigir um probleminha no pé que o incomoda desde o Nações do ano passado.

Na 250 a Kawasaki Pro Circuit alinha apenas com dois pilotos: Savatgy e Adam Cianciarulo. Austin Forkner ainda lida com as consequências de uma concussão sofrida em treinos antes de Milville e inicialmente seu retorno era esperado para este sábado, mas a equipe já anunciou que foi postergado. Já se fala que não corre nas demais etapas também. Justin Hill, com uma lesão no pulso adquirida também em Millville, é outro que não corre em Unadilla.

Quem retorna

*Atualização 12/08 9h30m - Justin Barcia não foi liberado pelo médico, portanto não corre neste sábado.

Justin Barcia, ficou fora de Washougal após uma queda que o deixou desacordado. Volta em Unadilla, aparentemente ainda a caça de uma boa equipe para o ano que vem. Depois de duas etapas fora por problemas no joelho, Cooper Webb confirmou que corre neste sábado. Quem também volta a competir é Phill Nicoletti, de molho desde o Supercross.

Cronometragem e resultados das baterias ao vivo

A classificação das baterias e a cronometragem ao vivo podem ser acompanhadas em tempo real neste sábado (12/08) no link: https://www.motox.com.br/liveresults/amamx/. Os resultados das corridas são salvos e disponibilizados ao final de cada sessão.

Cronograma das baterias (horário de Brasília)
14h10 250 Class Moto #1
15h10 450 Class Moto #1
16h10 250 Class Moto #2
17h10 450 Class Moto #2







Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet