fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

Clique e saiba mais

> Competição > Mundial de Motocross

2017 Rússia - Orlionok - 10ª etapa
Publicado em: 12/06/2017

Chuva transforma etapa russa em teste de sobrevivência
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Pascal Haudiquert / Ray Archer / J. P. Acevedo / Bavo Swijers


Clement Desalle


Evgeny Bobryshev
E choveu para valer na virada de sábado para domingo sobre o circuito de Orlyonok, sede da décima etapa do Mundial de Motocross, o MXGP da Rússia. A chuva caiu de noite e pela manhã, e choveu mais ainda durante a primeira bateria da MX2, que largou sob uma torrencial queda d'água. Apesar de alguns pontos críticos, a organização manteve os tempos de prova e todas as quatro principais baterias programadas.

Na classe MXGP uma baixa importante foi anunciada durante a semana anterior ao evento: o atual campeão Tim Gajser se ausentaria para tratar uma fratura no ombro. No sábado, mais duas baixas importantes: Jeremy Van Horebeek e Valentin Guillod sofreram fraturas nas mãos, vítimas de uma queda coletiva na largada da classificatória. Por outro lado, os russos comemoravam a volta de Evgeny Bobryshev, após cirurgia para colocar uma placa na clavícula.

Corridas


Jeffrey Herlings

Chuva forte mesmo enfrentou a garotada da MX2, mas mesmo com o Sol de volta, a situação não ficou muito mais palatável nas baterias da MXGP. Antonio Cairoli fez o holeshot seguido de Jeffrey Herlings. Ambos abriram vantagem de Max Anstie que ocupou a terceira posição por mais da metade da bateria.

Foi pouco depois de entrar na segunda metade que Herlings ultrapassou o companheiro de equipe pela liderança. Em seguida, Anstie perdeu também a terceira posição para Clement Desalle. O britânico chegou a ser ultrapassado por Gautier Paulin, mas recuperou o quarto posto a quatro voltas do fim.

A chuva às vezes abre oportunidades para pilotos que não transitam entre os favoritos. Foi o caso de Alessandro Lupino que andou bastante tempo em quarto e completou a bateria na sexta posição, à frente de Arminas Jasikonis.


Gautier Paulin

Após uma má largada, Romain Febvre andou muito rápido saltando da 11ª para a quinta posição em apenas duas voltas. Pouco depois o francês caiu, teve de parar no pit para trocar óculos e luvas e não avançou mais além da 10ª posição. Fevbre teria a chance de ouro para voltar a vencer uma bateria no Mundial na largada seguinte...

Segunda bateria


Romain Febvre

Dono da segunda volta mais rápida na primeira bateria (só perdeu para Cairoli que largou na frente), Romain Febvre saiu na liderança e mostrou plena desenvoltura na lama da pista deteriorada, cujos tempos de volta aumentaram cerca de dez segundos. O francês teve Clement Desalle em sua cola por boa parte da corrida, mas ao entrar na fase final já havia aberto mais de dez segundos e tinha a corrida sob controle, exceto por uma fator: os retardatários.

E a coisa complica ainda mais com um retardatário do calibre de Jeffrey Herlings, que tomou um tombaço no começo da bateria e ocupava a décima posição a três voltas do fim. A coisa complica ainda mais com um Herlings levemente fora de controle. Numa das subidas escorregadias e sem opções, Febvre chocou-se com a roda traseira do holandês e as suas chances de vitória simplesmente evaporaram.


Antonio Cairoli

Curioso é que, naquele momento, embora não estivessem disputando diretamente posições na bateria, ambos lutavam por um degrau no pódio. Após o incidente Febvre perdeu apenas uma posição - para Desalle - e Herlings subiu dois postos, aproveitando as quedas de Cairoli e Bobryshev.

A corrida do belga Desalle foi extremamente cautelosa. Foi interessante notar que em certo momento ele encostou (literalmente) em Febvre, mas parou para esperar o adversário completar a subida pelo único trilho navegável. Foi uma cena mais comum às provas de Hard Enduro do que propriamente o Mundial de Motocross. Com a vitória geral no GP garantida mesmo com a segunda posição, a queda de Febvre premiou sua paciência com mais três pontos e a vitória também na bateria.

"Duas vitória seguidas, isto é muito bom! Tudo tem que correr a seu favor nestas condições, mas também podemos fazer a nossa própria sorte quando se é um bom piloto na lama", comentou Desalle. "Não fiz uma boa largada na primeira corrida, mas trabalhei bem para subir à terceira posição. Mudei a estratégia na segunda corrida e funcionou bem, já que larguei em segundo. Sofri uma pequena queda na seção de ondas, mas mantive o segundo lugar. Tentei manter a calma e, quando Febvre caiu, venci a corrida e o GP. É importante ser rápido em todas as condições e estamos conseguindo. A equipe tem trabalhado muito e vamos tentar manter o embalo."


Max Anstie


Kawasaki comemora a segunda vitória consecutiva
Jeffrey Herlings: "É terrível ser segundo pela terceira vez no ano! Melhoramos alguns pontos este fim de semana e estamos analisando tudo. Quase fiz o holeshot na segunda largada, mas a primeira curva estava tão lisa, alguém tocou minha roda dianteira e fui pro chão. Na segunda volta cai novamente e fui praticamente para último. Pensei que era o fim da minha corrida, mas continuei em frente e capturei pontos suficientes para o segundo geral. Não tenho muita intimidade com a lama, porque não gosto muito! Mas é bom subir ao pódio. Estou aguardando Ottobiano (Itália) e acho que serei capaz de vencer lá."

Via 5-3 Gautier Paulin ficou com a terceira posição no pódio: "Foi um GP difícil, então conseguir mais um pódio foi vital para o campeonato. Me senti muito bem no sábado, mas as mudanças no clima mudaram completamente as coisas para as baterias principais. Na primeira bateria sofri para manter meu óculos limpo, o que tornou as coisas ainda mais difíceis. Com uma largada ruim tive que forçar muito para chegar em quinto. Na segunda largada saí melhor e cheguei a cair com um piloto mais lento quando estava em quarto. Felizmente consegui levantar e pegar a terceira posição".

Apesar da segunda bateria bem abaixo das expectativas, Cairoli voltou para casa com 47 pontos de vantagem na liderança. "Fiquei um pouco preocupado com a chuva, porque começo a sentir meu joelho e numa lama assim o peso extra na moto pode causar um estrago ao se apoiar no chão, então fui bastante cuidadoso. Fiz uma boa largada na primeira bateria e liderei por 20 minutos, até que Jeffrey me passou. O segundo lugar foi ok. Na segunda largada alguém bateu em mim e quase caí em cima do Jeffrey. Houve algum drama no início, mas me estabilizei na oitava posição. Então cai com outro piloto num trilho e bati meu joelho. Estou um pouco desapontado, mas agradecido pela situação no campeonato. Agora vamos para Ottobiano, uma pista que gosto muito".


Pódio MXGP

A vitória colocou Desalle um ponto a frente de Gautier Paulin no campeonato. Quarenta e cinco pontos atrás, Herlings aproveitou as ausências de Tim Gajser e Van Horebbek e subiu duas posições na pontuação.

MX2


Thomas Kjer Olsen venceu a primeira bateria


Pauls Jonass conquistou mais um GP e ampliou a liderança na classificação
As corridas da MX2 também foram bastante afetadas pelas condições da pista, como era de se esperar. Jorge Prado fez o holeshot e a primeira volta na frente da primeira corrida. Logo depois o jovem espanhol foi a chão passando o bastão para Thomas Kjer Olsen. O dinamarquês controlou a corrida, apesar de permanecer na alça de mira de Pauls Jonass até a bandeirada.

Boa recuperação teve Benoit Paturel, que mesmo com a queda na primeira curva, subiu da última para a terceira posição. O jovem da Suzuki Hunter Lawrence chegou em quarto após passar boa parte da corrida em segundo.

Jorge Prado fez seu oitavo holeshot da temporada na segunda bateria, mas logo foi ultrapassado por Brian Bogers e Benoit Paturel. O francês poderia ter feito uma grande corrida, mas caiu na terceira volta e depois ainda atolou numa das piores partes da pista, completando apenas na 12ª posição, três voltas atrás.

A coisa realmente complicou para a garotada, com muita gente atolada em várias partes do circuito russo. Quem se saiu muito bem nessa corrida foi Jeremy Seewer, que manteve a velocidade com consistência e deu volta (pasmem), até no terceiro colocado Pauls Jonass.


Jeremy Seewer

Na soma dos pontos da etapa, entretanto, o piloto letão ficou com a vitória e abriu mais quatro pontos em relação a Seewer.

Vídeo Highlights



Resultados

P. # MXGP Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 25 Desalle, Clement BEL KAW 20 25 45
2 84 Herlings, Jeffrey NED KTM 25 13 38
3 21 Paulin, Gautier FRA HUS 16 20 36
4 99 Anstie, Max GBR HUS 18 16 34
5 222 Cairoli, Antonio ITA KTM 22 12 34
6 461 Febvre, Romain FRA YAM 11 22 33
7 4 Tonus, Arnaud SUI YAM 12 18 30
8 27 Jasikonis, Arminas LTU SUZ 14 14 28
9 259 Coldenhoff, Glenn NED KTM 9 15 24
10 12 Nagl, Maximilian GER HUS 13 10 23
11 77 Lupino, Alessandro ITA HON 15 7 22
12 777 Bobryshev, Evgeny RUS HON 8 11 19
13 9 de Dycker, Ken BEL HON 7 9 16
14 191 Romancik, Jaromir CZE KTM 5 5 10
15 999 Goncalves, Rui POR HUS 6 4 10
16 595 Mikhaylov, Evgeny RUS HUS 10 0 10
17 7 Leok, Tanel EST HUS 1 8 9
18 17 Butron, Jose ESP KTM 0 6 6
19 301 Golovkin, Viacheslav RUS KTM 3 3 6
20 71 Graulus, Damon BEL HON 4 1 5
21 551 Leonov, Vladislav RUS KTM 2 2 4

P. # MXGP Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 41 Jonass, Pauls LAT KTM 22 20 42
2 91 Seewer, Jeremy SUI SUZ 14 25 39
3 189 Bogers, Brian NED KTM 15 22 37
4 6 Paturel, Benoit FRA YAM 20 9 29
5 161 Östlund, Alvin SWE YAM 13 15 28
6 96 Lawrence, Hunter AUS SUZ 18 10 28
7 33 Lieber, Julien BEL KTM 10 16 26
8 19 Olsen, Thomas Kjer DEN HUS 25 1 26
9 61 Prado Garcia, Jorge ESP KTM 6 18 24
10 919 Watson, Ben GBR KTM 9 14 23
11 66 Larranaga Olano, Iker ESP HUS 7 12 19
12 98 Vaessen, Bas NED SUZ 16 2 18
13 338 Herbreteau, David FRA KAW 11 6 17
14 64 Covington, Thomas USA HUS 12 5 17
15 67 Klingsheim, Magne NOR KAW 2 13 15
16 426 Mewse, Conrad GBR HUS 8 4 12
17 223 Tropepe, Giuseppe ITA HUS 0 11 11
18 57 Sanayei, Darian USA KAW 3 8 11
19 88 van der Vlist, Freek NED KTM 4 7 11
20 747 Cervellin, Michele ITA HON 5 0 5
21 110 Verhaeghe, Alexis FRA KTM 1 3 4

Classificação Geral
P # MXGP Nat. Moto Pts
1 222 Cairoli, A. ITA KTM 381
2 25 Desalle, C. BEL KAW 334
3 21 Paulin, G. FRA HUS 333
4 84 Herlings, J. NED KTM 291
5 243 Gajser, Tim SLO HON 261
6 89 Van Horebeek, J. BEL YAM 261
7 461 Febvre, Romain FRA YAM 242
8 777 Bobryshev, E. RUS HON 233
9 12 Nagl, M. GER HUS 223
10 4 Tonus, Arnaud SUI YAM 202
11 259 Coldenhoff, G. NED KTM 200
12 99 Anstie, Max GBR HUS 180
13 27 Jasikonis, A. LTU SUZ 171
14 24 Simpson, Shaun GBR YAM 123
15 7 Leok, Tanel EST HUS 110
16 17 Butron, Jose ESP KTM 91
17 22 Strijbos, K. BEL SUZ 90
18 77 Lupino, A. ITA HON 74
19 999 Goncalves, Rui POR HUS 68
20 911 Tixier, Jordi FRA KAW 61
21 92 Guillod, V. SUI HON 61
22 71 Graulus, Damon BEL HON 33
23 9 de Dycker, Ken BEL SUZ 31
24 151 Kullas, Harri EST HUS 21
25 141 Desprey, M. FRA KAW 16
26 45 Nicholls, Jake GBR KTM 15
27 191 Romancik, J. CZE KTM 11
28 595 Mikhaylov, E. RUS HUS 10
29 664 Bengtsson, F. SWE KTM 8
30 121 Boog, Xavier FRA HON 8
31 212 Dewulf, J. BEL KTM 7
32 201 Martens, Y. BEL HUS 6
33 301 Golovkin, V. RUS KTM 6
34 221 Ratsep, Priit EST HON 5
35 32 Potisek, Milko FRA HON 5
36 60 Salazar, Jetro ECU HON 4
37 551 Leonov, V. RUS KTM 4
38 251 Getteman, Jens BEL KAW 4
39 149 Ullrich, D. GER KTM 3
40 37 Krestinov, G. EST HON 3
41 685 Lenoir, Steven FRA KAW 3
42 920 Valentin, A. ESP HON 2
43 73 Irt, Peter SLO YAM 2
44 179 Poli, Joaquin ARG HON 1
45 261 Hendro Fahrodjie , F. INA KAW 1
P # MX2 Nat. Moto Pts
1 41 Jonass, Pauls LAT KTM 414
2 91 Seewer, Jeremy SUI SUZ 369
3 19 Olsen, T. DEN HUS 317
4 33 Lieber, Julien BEL KTM 308
5 6 Paturel, B. FRA YAM 294
6 61 Prado Garcia, J. ESP KTM 230
7 64 Covington, T. USA HUS 225
8 96 Lawrence, H. AUS SUZ 199
9 189 Bogers, Brian NED KTM 184
10 172 Van doninck, B. BEL YAM 174
11 57 Sanayei, D. USA KAW 168
12 747 Cervellin, M. ITA HON 154
13 10 Vlaanderen, C. NED KTM 133
14 18 Brylyakov, V. RUS KAW 129
15 321 Bernardini, S. ITA TM 111
16 919 Watson, Ben GBR KTM 104
17 161 Östlund, Alvin SWE YAM 103
18 426 Mewse, Conrad GBR HUS 90
19 98 Vaessen, Bas NED SUZ 74
20 811 Sterry, Adam GBR KAW 72
21 66 Larranaga Olano, I. ESP HUS 62
22 128 Monticelli, I. ITA KTM 61
23 81 Hsu, Brian GER HUS 60
24 297 Gole, Anton SWE HUS 54
25 88 van der Vlist, F. NED KTM 43
26 46 Pootjes, Davy NED KTM 42
27 29 Jacobi, Henry GER HUS 41
28 118 Rubini, S. FRA KAW 34
29 152 Petrov, Petar BUL KAW 32
30 67 Klingsheim, M. NOR KAW 26
31 338 Herbreteau, D. FRA KAW 23
32 223 Tropepe, G. ITA HUS 18
33 107 van Berkel, L. NED KTM 16
34 170 Ward, Caleb AUS HUS 14
35 132 Kutsar, Karel EST HUS 14
36 951 Furlotti, S. ITA YAM 10
37 411 Dercourt, N. FRA YAM 5
38 110 Verhaeghe, A. FRA KTM 4
39 95 De Waal, M. NED HON 2
40 44 Lesiardo, M. ITA KAW 2
41 142 Petrov, Ivan BUL HUS 1
42 48 Wilson, Jay AUS YAM 1
43 97 Ivanov, M. BUL HON 1
44 218 Tanti, Aaron AUS HUS 1
45 28 Notsuka, C. JPN HON 1







Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet