fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Reportagens > Motos

Apresentação KTM 250/300 EXC TPI 2018
Publicado em: 16/05/2017

Injeção eletrônica chega às dois tempos de Enduro
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: H Mitterbauer

A KTM fez nesta segunda-feira (15/05) a apresentação de sua aguardada linha enduro 2018, com as novas dois tempos 250 e 300 EXC TPI. A última sigla refere-se a Transfer Port Injection ou Injeção nas Portas de Transferência, tecnologia patenteada pela KTM para uso com a injeção eletrônica.


KTM 250 EXC TPI 2018

São dois bicos injetores de combustível localizados lateralmente no cilindro. Segundo a KTM esse novo arranjo torna o motor muito mais suave, e reduz drasticamente a emissão de poluentes, além de eliminar a necessidade de ajuste de carburador conforme altitude ou condições climáticas.

As novas motocicletas chegam aos revendedores na Europa e Estados Unidos a partir de junho em quantidades limitadas. A versão com o "antigo" carburador continua (pelo menos por enquanto) em produção paralelamente.


KTM 250 EXC TPI 2018

Como funciona


KTM EXC TPI 2018 - Central Eletrônica de Gerenciamento do Motor

A KTM desenvolveu uma unidade de gerenciamento eletrônico que utiliza dados de vários sensores, como pressão do ar ambiente e na admissão, posição da borboleta do corpo do acelerador e temperatura da água para otimizar o tempo de ignição e a quantidade de combustível a ser injetado. A central controla também o acionamento das ventoinhas dos radiadores. 

Há ainda um seletor de mapa opcional (padrão na versão Six Days) que permite ao piloto escolher entre diversas opções de entrega da potência.

Lubrificação


KTM 250/300 EXC 2018 - Quadro com o reservatório de lubrificante do motor

O novo modelo elimina a necessidade de mistura do óleo lubrificante com o combustível. Foi instalado um reservatório de 700ml exatamente abaixo do tubo central superior do quadro. O abastecimento do reservatório é feito por uma tampa à frente do tanque de combustível, ligada ao reservatório por uma mangueira que passa por dentro do tubo.

O lubrificante não é misturado com o combustível, mas pulverizado por bomba no corpo do acelerador. A quantidade de óleo é também controlada pela central eletrônica conforme abertura do acelerador e rotação do motor. O sistema reduz a formação de fumaça em até 50% sobre o sistema convencional de pré-mistura. Com mistura média lubrificante/combustível na proporção de 1,25%, o reservatório de óleo corresponde aproximadamente a cinco tanques de gasolina.

Corpo do Acelerador


KTM 250/300 EXC 2018 - Corpo do acelerador Dell'Orto. Repare o parafuso de ajuste manual da marcha lenta (esq.) e o comando da borboleta por cabo duplo (dir.)

A admissão de ar é controlada por um corpo Dell'Orto de 39mm, comandado por cabo duplo. Há um parafuso para ajuste manual da marcha lenta. O dispositivo também provê uma entrada de ar extra para a partida a frio.

TPI


São dois bicos injetores de combustível nas laterais do cilindro

Como o próprio nome diz, não é uma injeção direta na câmara de combustão. O combustível é injetado por dois bicos de alta pressão nas janelas de transferência do cilindro. Esse arranjo pulveriza o combustível para baixo e então ocorre a mistura com o ar. Segundo a KTM, produz uma queima mais eficiente da mistura, reduzindo significativamente as perdas por combustível não queimado. As janelas de escape continuam controladas por válvulas comuns aos modelos carburados. Os novos Modelos EXC TPI atendem às normas de emissões EURO 4 vigentes desde janeiro de 2016.

Mais novidades no motor

Para acomodar as necessidades do sistema de gerenciamento de motor, bombas e injetores foi instalado um alternador de 196W, com o mesmo regulador de voltagem dos modelos quatro tempos EXC-F.

O motor recebeu também um contrapeso lateral, que diminui as vibrações e consequentemente a fadiga do piloto durante competições ou trilhas mais longas.

A bateria de ion lítio provê a energia para o motor de arranque, mas a KTM preservou o bom e velho pedal de partida para os momentos de possíveis imprevistos no meio da trilha.


O novo motor KTM EXC TPI 2018

CDI Kokusan

Nesta imagem é possível ver o contrapeso anti-vibrações


Demais características


KTM EXC TPI 2018 - Acesso ao filtro de ar


KTM EXC TPI 2018 - Radiadores
Os modelos EXC 2018 recebem suspensões WP revisadas. Na frente um garfo WP XPLOR 48mm, com novos tubos externos, menor fricção, peso reduzido e ajuste mais firme. Atrás amortecedor WP XPLOR com sistema PDS, ligado ao braço oscilante sem links.

Embreagem com acionamento hidráulico Brembo e sistema DDS, desenvolvido pela KTM que utiliza um diafragma de aço no lugar das convencionais molas helicoidais.

A KTM continua fiel ao quadro de tubos de aço cromo molibdênio, em vez do alumínio usado na maioria das outras marcas.

A escolha se justifica pela maior leveza e alta rigidez torsional, permitindo alguma flexibilidade longitudinal, apreciada pelos pilotos ao complementar o trabalho das suspensões.

Como ficou o peso?

Todo esse embarque tecnológico teve seu custo na balança. Segundo as fichas técnicas, os modelos TPI pesam exatamente 3kg mais que as versões carburadas de 2017.

Com 103kg a 250/300 EXC TPI empata com a irmã 250 EXC-F de quatro tempos e é três quilos mais leve que a 450 EXC-F. Os valores das motocicletas nos mercados do hemisfério norte ainda não foram anunciados.





KTM 300 EXC TPI 2018


KTM 300 EXC TPI 2018
 
Vídeo



Ficha Técnica KTM 250/300 EXC-F 2018

Ficha Técnica KTM 250 (300)EXC TPI 2018
Motor Monocilíndrico 2 Tempos
Cilindrada 249 (293.2) cc
Diâmetro x Curso 66.4/72 (72/72)mm
Partida Elétrica e Pedal / Bateria Lítio Ion 12V 2 Ah
Câmbio 6 marchas
Alimentação TPI, Corpo Dell´Orto Ø 39 mm
Lubrificação Bomba regulada eletronicamente
Relações de marchas 14:32 16:26 20:25 22:23 25:22 26:20
Relação Primária 26:73
Relação Secundária 14:50 (13:50)
Refrigeração Liquida
Embreagem Multidisco em banho de óleo, Acionamento hidráulico Brembo
Ignição Synerject EMS
   
Quadro Berço duplo em aço cromo molibidênio
Subquadro Alumínio
Guidão NEKEN, Alumínio Ø 28/22 mm
Suspensão Dianteira WP USD Xplor 48mm
Suspensão Traseira Amortecedor WP Xplor PDS
Curso D/T 300/310 mm
Freios D/T Disco Ø260/220 mm
Aros D/T 1.60 x 21’’ / 2.15 x 18’’
Pneus D/T 80/100-21’’;140/80-18’’
Corrente X-Ring 5/8 x1/4”
Silencioso Alumínio
Cáster 63.5°
Trail 22 mm
Entre-eixos 1,482±10 mm
Altura livre do solo 370 mm
Altura do assento 960 mm
Capacidade de combustível 9 l
Peso em ordem de marcha (sem combustível) 103 kg











Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet