fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Regional

Copa MX Park de Motocross - 2ª etapa - São Paulo
Publicado em: 08/04/2017

Homenagem a Denão Alves abriu programação do evento
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Ronaldo Sampaio


Pilotos reunidos durante homenagem a Dener Alves

A segunda etapa da Copa MX Park de Motocross movimentou o primeiro fim de semana de abril na consagrada pista da capital paulista. O Sol dominou o domingo, permitindo que as provas fossem realizadas num circuito em condições perfeitas. Antes da primeira largada, competidores e organização se reuniram no gate para uma emocionante homenagem ao piloto e incentivador do esporte Dener Alves, falecido há pouco mais de um mês. Denão, como também era conhecido, tinha muitos amigos no motocross e vários deles correram com o número 91 estampado na camisa, uma forma de relembrar o parceiro que tanto gostava de participar dos eventos no MX Park.

+ Veja mais fotos na Galeria de Imagens da prova


Reinaldo Pinheiro, o Piu

Onze baterias foram disputadas nesta etapa, com os mais experientes abrindo a programação. Depois de dividir a primeira curva com Manoel Lisboa, o Manézinho, Carlos Lázaro assumiu a liderança na largada da MX5. Atrás deles, Reinaldo Pinheiro, o Piu, acelerando com apetite para cima dos ponteiros, logo roubou a segunda posição de Manézinho começando a pressionar o líder da prova. Lázaro resistiu por algumas voltas, mas depois entregou a liderança definitivamente para Piu. Valmir Antunes ocupou a terceira posição antes da metade da bateria e ali permanenceu até a bandeirada. Luciano Souza e Edson Almeida completaram o pódio deixando Manézinho com a sexta colocação.


Rogério Louro

Em seguida o gate baixou para a bateria da MX3, onde Rogério Louro fez uma largada perfeita e assumiu a liderança da bateria. Com um ritmo forte, Louro consolidou a liderança até a metade da prova e em momento algum teve a posição ameaçada. Já o segundo lugar foi bem mais disputado, com Diego Jimenes tendo que aguentar a insistente presença de Guilherme Castanho e o zunido de sua 250cc 2 tempos durante toda a prova. Castanho investiu incansavelmente contra o adversário, mas Diego soube neutralizar as tentativas de ultrapassagem garantindo a segunda posição até o final. Completando os mais rápidos, Jean Marino foi o quarto colocado e Daniel Milan o quinto.


Hérico Gonçalves

A MX4 foi uma bateria sensacional, cheia de disputas até a definição completa do pódio apenas na última volta. No início, Marcos Cavedem foi o primeiro a liderar, mas poucas voltas depois ele cedeu a posição para Eduardo Tanimoto, piloto que retornava às pistas depois de dois anos parado por conta de uma lesão. De carona no ritmo do novo líder, Valmir Polaco, a bordo de um de seus protótipos nacionais, fez frente as importadas e assumiu o segundo posto já pressionando o líder. Duas voltas depois, Polaco passou a ser o terceiro competidor a liderar a bateria. A essa altura outro piloto aparece no primeiro pelotão: Hérico Gonçalves deixou a moto apagar no início da bateria retornando nas últimas posições e, em uma incrível recuperação, assumiu a vice-liderança. Logo em seguida, com um ritmo muito forte, Hérico passou também Polaco, garantindo uma incrível vitória. Atrás de Polaco, Joãozinho Batista garantiu a terceira colocção, Tanimoto a quarta e Rogério Marques a quinta.


Largada da MX1

Hérico retornou para a pista na prova da MX1, e dessa vez largou muito bem assumindo a liderança seguido por Rogério Louro, Diego Jimenes, Deninho Alves e Diego Reis. Deninho não foi explosivo no início da bateria, foi crescendo o ritmo a medida que escalava posições e antes da metade da bateria já estava incomodando o ponteiro. Sem muita pressa, Deninho escolheu o momento certo e deu o bote assumindo a primeira posição de forma definitiva. Nesse momento, com aproximadamente 5 minutos de prova, o pódio já estava definido: além de Deninho em primeiro, com Hérico, Louro, Diego Reis e Herbert Tresoldi ocupando as posições seguintes.


Valmir Polaco

Na MX Nacional, Valmir Polaco contornou a primeira curva na frente, assumiu a ponta, e deixou a tarefa da concorrência mais difícil. Com pista livre e nenhum impedimento para torcer o cabo de sua moto, Polaco não deu chance aos adversários na prova vencendo de ponta a ponta. Pedro Sampaio foi perseguido por Giancarlo Vancini, mas conseguiu manter a posição até a bandeirada. Atrás de Gian, chegaram Allan Pettermann e Robson Dias.


Gabriel Reis

Na prova da MX2, Guilherme Negrão percorreu parte da reta de largada em wheeling chegando a assumir a liderança, mas atrás vinha Gabriel Reis brigando forte por posições e ele não demorou para assumir o comando da prova. Desta forma, Reis garantiu a vitória praticamente de ponta a ponta. Jean Marino foi o rival que esteve mais próximo do ritmo do ponteiro e assim conquistou a segunda colocação à frente de Bruno Biella, Guilherme Negrão e Leonardo Alves.


Deninho Alves

Na Super Final, prova que encerra o evento, os melhores de cada categoria se enfrentaram uma última vez. E o encerramento foi em grande estilo, com Deninho Alves e Gabriel Reis protagonizando, sem sombra de dúvidas, a disputa mais impressionante do evento. Gabriel largou na ponta e de cara ficou evidente que ele não venderia barato a liderança. Deninho tentou de um lado e até chegou a passar, mas levou o troco e os dois seguiram disputando em alto nível proporcionando um belo espetáculo aos espectadores. Mais ou menos na metade da prova, Deninho fez a manobra que determinou a ultrapassagem definitiva partindo para mais uma vitória. Gabriel manteve o ritmo terminando em segundo com Diego Reis em terceiro, Herbert Tresoldi em quarto e Leonardo Alves em quinto.


Wladimir Mignela

O dia também contou com as categorias da MX Park Prata, que teve o pódio formado por Wladimir Mignela, Marcelo Bela, Fabiano Luccas, Gledson Crispin e Robson Portela; a MX Intermediária Prata, com vitória de Danilo Anselmi seguido por Edson Almeida, Fabiano Giordani, Robson da Silva e Thiago Gomes; a Intermediária Ouro, com Bruno Biella em primeiro, e Danilo Lucas, Carlos Neto, Adelmo Dias e Alessandro completando os cinco mais rápidos; e finalmente a MX Park Ouro, com Alison Barreto vencendo a prova à frente de Pedro Alexandre, Alexandre Luccas, Ilidio Mazzolin e Rafael Sacchetto.


Danilo Anselmi

A Copa MX Park de Motocross tem o apoio de 2DI Publicidade, Visual Turismo, MX Family, New Implantes e Montanna. Agradecimentos aos pilotos Rogério Louro e Giancarlo Vancini, das empresas Visual Turismo e Montanna, que viabilizaram a cobertura do evento pelo repórter fotográfico Ronaldo Sampaio pela cobertura do evento para o MotoX.


Bruno Biella


Alexandre Lucas

Resultados

MX5

1º 121 Reinaldo Pinheiro (Piu)
2º 199 Carlos Lazzaro
3º 99 Valmir Antunes
4º 143 Luciano Souza
5º 67 Edson Almeida
6º 108 Manoel Lisboa
7º 42 Valter Barbosa
8º 41 Vanderlei Real
9º 118 Marquinho Loureiro
10º 988 Celso Paulo

MX3
1º 120 Rogério Louro
2º 12  Diego Jimenes 
3º 113 Guilherme Castanho
4º 311 Jean Marino
5º 117 Daniel Milan
6º 4 João Batista
7º 969 Rogério Marques
8º 78 Alessandro Fusquinha

MX Park Prata
1º 777 Wladimir Mignela
2º 18 Marcelo Bela
3º 765 Fabiano Luccas
4º 788 Gledson Crispin
5º 528 Robson Portela
6º 00 Iris Penna
7º 111 Robson Hussein
8º 711 Mario Neto
9º 10 Luiz Monteiro
10º 4 Wagner Lizzi

MX4
1º 2 Hérico Gonçalves
2º 1 Valmir Pollaco
3º 4 João Batisata
4º 22 Eduardo Tanimoto
5º 969 Rogério Marques
6º 401 Marcos Caveden
7º 28 Herbert Tresoldi
8º 116 Júlio Preto
9º 199 Carlos Lazzaro
10º 787 Ivanildo Dias

Intermediária Prata
1º 42 Danilo Anselmi
2º 67 Edson Almeida
3º 73 Fabiano Giordani
4º 5 Robson Da Silva
5º 18 Tiago Gomes
6º 569 Leandro Lauria
7º 50 Alison Augusto
8º 399 Marcelo Silva
9º 71 Marcio Silva
10º 56 Alexandre Borracha

MX1
1º 188 Denner Alves (Denninho)
2º 2 Hérico Gonçalves
3º 120 Rogério Louro
4º 110 Diego Reis
5º 28 Herbert Resoldi
6º 12 Diego Jimenes
7º 292 Guilherme Negrão
8º 24 Adelmo Dias
9º 14 Thiago Nunes
10º 612 Rafael Tenório

Intermediária Ouro
1º 20 Bruno Biella
2º 282 Danilo Lucas
3º 8 Carlos Neto
4º 24 Adelmo Dias
5º 78 Alessandro Fusquinha
6º 949 Barbara Fernandes
7º 949 Fabricio Koga
8º 3 Pedro Sampaio
9º 787 IvanildoDias
10º 99 Carlos Lazzaro

Nacional
1º 1 Valmir Polaco
2º 3 Pedro Sampaio (Paraná)
3º 222 Gian Vanccini
4º 909 Allan Petermann
5º 800 Robson Dias
6º 50 Alisson Barreto
7º 5 Robson Silva
8º 56 Alexandre Borracha
9º 03 Rafael Sacchetto
10º 95 Felipe Santiago

MX2
1º 90 Gabriel Reis
2º 311 Jean Marino
3º 20 Bruno Biella
4º 292 Guilherme Negrão
5º 118 Leonardo Alves
6º 72 Stefano Mello
7º 14 Thiago Nunes
8º 8 Carlos Neto
9º 949 Fabrício Koga  

MX Park Ouro
1º 438 Alexandre Lucas
2º 135 Pedro Alexazndre
3º 7 Ildo Mazzolin
4º 03 Rafael Sacchetto
5º 82 Willinas Oliveira
6º 18 Marcelo Bella
7º 14 Eduardo Boldrin
8º 777 Wladimir Mignela
9º 740 Vanderlei Real Filho
10º 612 David Lima

Super Final
1º 188 Denner Alves (Denninho)
2º 90 Gabriel Reis
3º 110 Diego Reis
4º 28 Herbert Tresoldi
5º 118 Leonardo Alves
6º 12 Diego Jieines
7º 969 Rogério Marques
8º 612 Rafael Tenório
9º 283 Danilo Lucas
10º 99 Valmir Antunes








Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet