fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Enduro

Brasileiro de Enduro FIM - 1ª etapa - Caxias do Sul - RS
Publicado em: 08/03/2016

Gustavo Pellin vence em casa e sai na frente na temporada 2016
Redação MotoX.com.br - Fotos: Janjão Santiago


Gustavo Pellin

Confirmando a alta competividade aguardada para a nova temporada, o Brasileiro Borilli de Enduro FIM 2016 começou intenso em Caxias do Sul (RS) no último fim de semana, dias 5 e 6. A preocupação em fazer um bom reconhecimento do terreno era prioridade antes de acelerar pelas trilhas gaúchas, tradicionalmente lisas e exigentes, por isso grande parte dos pilotos e principais equipes chegou na cidade com antecedência.

A prova contou com quatro especiais bastante distintas: Extreme da Matinha, em um terreno bastante escorregadio em mata fechada; Enduro Teste das Parreiras, com trecho cronometrado mais longo e alguns pontos de lama; Cross Teste do Galioto, em uma pista de motocross; e Enduro Teste do Gringo, com trechos mais rápidos e abertos. Com cada giro percorrendo cerca de 45 quilômetros, no sábado, os pilotos enfrentaram quatro voltas, sendo a primeira apenas para reconhecimento do percurso. No domingo, novamente, foram três voltas cronometradas.


Ian Blythe

O piloto local Gustavo Pellin, da equipe Sacramento Racing, faturou a geral no primeiro dia, seguido do americano Ian Blythe (Orange BH KTM) e do mineiro Rômulo Bottrel (Zanol Team Rinaldi ASW). Já no domingo, o jovem capixaba Bruno Crivilin (Orange BH KTM) se sobressaiu – depois de uma estreia mais discreta, na sexta posição – e venceu. Pellin teve mais um bom desempenho, conquistando o segundo lugar, novamente à frente de Blythe, que foi o terceiro. Na soma das duas etapas, a vitória ficou com Pellin, seguido por Blythe em segundo e Crivilin em terceiro.

“Melhor impossível. Vencer em casa, ao lado da família e dos amigos, foi inesquecível”, disse o gaúcho. “Tive um ritmo forte na prova de sábado, aproveitei a vantagem de conhecer muito bem as trilhas da região. O domingo foi divertido e corri com tranquilidade, sem arriscar, mas mesmo assim mantive o ritmo e deu certo”, analisou o líder do campeonato.


Rigor Rico

Na categoria E1, a disputa pelo pódio também foi acirrada e a primeira vitória do ano foi decidida pelo critério de desempate. Rigor Rico (3R Orange BH KTM) foi o segundo colocado no sábado e venceu no domingo, enquanto Rômulo Bottrel conquistou os resultados inversos e ambos contabilizaram 47 pontos. O melhor desempenho no segundo dia entregou a vitória à Rigor.

“Uma prova para ficar na memória. Sábado comecei vencendo, estava muito bem na disputa e confiante. Na última volta torci o joelho que machuquei no ano passado, quase abandonei por conta das fortes dores, mas terminei o dia no sacrifício e para minha surpresa terminei em segundo. No domingo amanheci sem saber se ia largar, o joelho incomodava, mas larguei, aos poucos fui me soltando e no fim do dia Deus me abençoou com a vitória, que foi conquistada com muita garra e suor”, comentou Rigor.


Rômulo Bottrel

Mesmo com a vice-liderança da E1, Bottrel não ficou satisfeito. “A corrida não foi muito boa para mim no sábado. Senti bastante o tempo que fiquei fora das competições. Faltou um pouco de ritmo. No domingo acordei mais determinado a vencer, atacando desde cedo, fazendo bons resultados em algumas especiais. Mas, acabei levando um tombo em um trecho rápido e a moto ficou enroscada no cipó. Erro meu. Demorei muito tempo para tirar a moto o que acabou com minhas chances de vitória. Preciso tampar este buraco de falta de ritmo rápido. Nunca é bom começar perdendo", disse Bottrel. 


Michel Cechet
Na E2, Ian Blythe mostrou que disputar o Rally Dakar durante a pré-temporada contribuiu para chegar bem preparado ao evento, vencendo os dois dias de prova. No acumulado, Blythe lidera à frente de Loandro Anton e Júlio César Ferreira, respectivamente. Na E3, Gustavo Pellin faturou a vitória geral e Ripi Galileu foi o segundo.

Pela classe EJ (Júnior), Bruno Crivilin superou Vinícius Calafati nos dois dias e garantiu a liderança na classificação. "Foi uma prova bem legal, bastante técnica. Estava muito liso e escorregadio e no decorrer do dia foi piorando cada vez mais. No sábado eu não consegui andar bem, mas venci minha categoria e fui o sexto no geral. Já no domingo entrei mais concentrado e focado, consegui andar bem, num ritmo bom, sem cair e o resultado veio. Fui o primeiro na geral e terceiro na somatória dos dois dias", destacou o vencedor.


Bruno Crivilin

Já na E35, Michel Cechet (Zanol Team Rinaldi ASW) começou o ano com invencibilidade, mas espera muito equilíbrio no campeonato. "Foi uma prova ao estilo da Serra Gaúcha: muita pedra, muita raiz, tudo muito liso, molhado. A expectativa era grande para saber como eu mesmo me encontrava e meus principais concorrentes. Este ano estão comigo o Nielsen (Bueno), o Luis Felipe (Braga) e o Oriel (Casagrande), todos já campeões Brasileiros e eu defendendo o título do ano. Vai ser um ano muito puxado, com um nível alto na minha categoria. Vamos manter os treinos bem puxados para fazer frente a esta turma. Fico feliz de ter conseguido sair na frente, mas é apenas o começo", comentou Cechet. 


Pélmio Simões

Na E45, Pélmio Simões (Orange BH KTM ) garantiu o melhor desempenho. "Vim para a prova com uma ansiedade grande, por estar voltando às competições em uma grande equipe. Nos dois dias resolvi imprimir um ritmo conservador, tentando comparar a minha velocidade com os meus concorrentes. Felizmente deu tudo certo e saí de Caxias com 50 pontos", revelou o veterano.

Outros vencedores da prova de abertura do campeonato foram Cassiano Tebaldi, na Over 40, e Vitor Miranda, na Light. Os resultados completos podem ser conferidos abaixo.


Pódio geral com Blythe, Pellin e Crivilin (da esq. para dir.)

A próxima rodada será realizada em solo mineiro, na cidade de Patrocínio, no dia 10 de abril, porém, antes disso, no próximo dia 20, os pilotos disputam a primeira etapa da Copa EFX Brasil, que abre a temporada com a tradicional prova no Shopping SerrAzul, em Itupeva (SP). 

Resultados (soma dos dois dias)

Pos Geral Pontos
1 Gustavo Pellin 47
2 Ian William Blythe 42
3 Bruno Crivillin 40
4 Loandro Anton 36
5 Julio César Ferreira 32
6 Romulo Bottrel 32
Pos E1 Dia 1 Dia 2 Pontos
1 Rigor Rico 22 25 47
2 Romulo Bottrel Alvarenga 25 22 47
3 Bruno Batista Martins 20 18 38
4 Cristian Kehl 18 20 38
5 Ronald Santi 16 15 31
6 Mauricio Miorando 14 16 30
7 João Vitor Ferreira Lima 15 14 29
8 Anderson Vieira 13 13 26
9 Miguel Gemelli 12   12
Pos E2 Dia 1 Dia 2 Pontos
1 Ian William Blythe 25 25 50
2 Loandro Anton 22 22 44
3 Julio César Ferreira Eliziario 20 20 40
4 Eduardo Tonial Nazari 18 18 36
5 Antonio Edu Brazaca 16 16 32
6 Antônio Eustáquio De Miranda J 15 15 30
7 Guilherme Quissini 13 14 27
8 Douglas Turella 12 13 25
9 Gilberto Antonio Anceski Filho 14   14
10 Riago Dilan 11   11
Pos E3 Dia 1 Dia 2 Pontos
1 Gustavo Pellin 25 25 50
2 Ripi Galileu 22 22 44
3 Felipe Legarrea 20 20 40
4 Thiago Vermelho 18 18 36
Pos Júnior Dia 1 Dia 2 Pontos
1 Bruno Ribeiro Crivillin 25 25 50
2 Vinicius Calafati Ribeiro 22 22 44
3 Lucas Bottesini Dos Santos 20 20 40
4 Augusto Roncatto Benvenutti 18 18 36
5 Roberto De Cezaro Theodoro 16   16
Pos E 35 Dia 1 Dia 2 Pontos
1 Michel Luiz Cechet 25 25 50
2 Luiz Felipe Braga Bastos 22 22 44
3 Andre Soares Barbosa 20 16 36
4 Oriel Casagrande Neto 18 18 36
5 Nielsen P. Bueno 14 20 34
6 Anildo Theiss Junior 16 15 31
7 Marcelo Debastiani 15 14 29
Pos E 45 Dia 1 Dia 2 Pontos
1 Pélmio Simões De Carvalho 25 25 50
2 Daniel Dos Reis 20 22 42
3 Sergio Colett 22 18 40
4 José Ricardo De Castro 16 20 36
5 Marcos Egidio Benvenutti 15 16 31
6 Laurindo Zatorski Filho 18 11 29
7 Jean Pierre Buttazzi Junior 14 14 28
8 Julio Cesar Lemos 12 15 27
9 Douglas Alan Silva 13 12 25
10 Maricelio Francisco 10 13 23
11 Evandro Bozetti 11   11
Pos Over 40 Dia 1 Dia 2 Pontos
1 Cassiano Marcos Tebaldi 25 25 50
2 Sandro De Oliveira 22 20 42
3 Luciano Frozi De Lima 20 22 42
4 Fernando Mauri Spindler 18 18 36
5 Sidnei Siquela 16 16 32
6 Fábio Cardoso Ribas 14 15 29
7 Marcos Antonio Bartelle 15 14 29
8 Jairo Tonolli 13   13
Pos Light Dia 1 Dia 2 Pontos
1 Victor Camargo Miranda 25 25 50
2 Bernardo Petzhold 20 22 42
3 Jaime Zorral 22 20 42
4 Fabricio Theiss 18 18 36
5 Alisson Anton 16 16 32
6 Rafael Santos 15   15








Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet