fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Regional

Copa MX Park de Motocross - 5ª etapa - São Paulo - SP
Publicado em: 24/10/2015

Prova encerrou a temporada da competição
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Ronaldo Sampaio


Largada da MX4

Depois de ser adiada por duas vezes por conta do mau tempo, finalmente foi realizada nos dias 17 e 18 de novembro a prova de encerramento da Copa MX Park de Motocross. A quinta etapa, como as demais, reuniu um grande número de pilotos, tanto que as categorias MX1 e MX2 - que inicialmente correriam juntas - tiveram que ser separadas. Nas duas categorias os vencedores foram decididos com a soma dos pontos conquisatdos em duas baterias.

Deninho Alves terminou a temporada na MX1 como começou: com vitória. Aliás, foram cinco vitórias em cinco eventos, ou seja, 100% de aproveitamento. Na primeira bateria desse último evento, Deninho largou em primeiro e desde as primeiras voltas manteve uma distância segura dos demais competidores, deixando as emoções das disputas para as demais posições. Os outros degraus do pódio foram decididos entre Ariel Silva, Diego Jimenes, Rodrigo Alvarenga, Giancarlo Vancini e Flávio Loffredo. A segunda posição promoveu um duelo entre Diego e Ariel desde a primeira volta. Ariel pressionou o adversário praticamente o tempo todo e chegou a superar Diego algumas vezes, mas em todas recebeu o troco. Diego, que retornou as pistas depois de alguns meses se recuperando de uma lesão, terminou a primeira bateria na segunda posição mesmo contra um adversário tão duro, mostrando que não perdeu o jeito e a velocidade. Ariel foi o terceiro, com Rodrigo garantindo a quarta posição à frente de Gian, que garantiu a quinta colocação ao superar Flávio ainda nas voltas iniciais.


Deninho Alves


Carlos Flocos
Na segunda bateria da MX1 quem estava na ponta depois da primeira curva era Guilherme Castanho e sua YZ 250cc 2 tempos (na primeira bateria, de KTM 450cc, seu desempenho não foi tão bom e ele terminou fora dos cinco primeiros). A liderança de Castanho não se manteve por muito tempo, já que Deninho vinha atrás determinado a terminar o dia com um resultado perfeito. E assim foi, Deninho superou Castanho e venceu mais uma, confirmando a vitória geral. Castanho manteve a segunda posição se defendendo dos ataques de Rodrigo Alvarenga nas primeiras voltas, enquanto Diego, Flavio e Ariel completavam o pelotão. Rodrigo deu passagem a Diego, que por sua vez foi superado por Ariel, que apesar de rápido não conseguiu superar Castanho e acabou em terceiro. Flavio Loffredo e  Bruno Batista foram quinto e sexto colocados respectivamente.

Somando as dusa baterias, o resultado final da MX1 ficou assim: Deninho Alves, Ariel Silva, Guilherme Castanho, Diego Jimenes e Flavio Loffredo.

Na MX2 a emoção não foi menos forte, com grandes disputas acontecendo tanto nas duas provas. Carlos Flocos assumiu a ponta na primeira volta da corrida de abertura com Gabriel Reis na sua cola e pressionando muito. Gabriel tinha a velocidade necessária para assumir a ponta, mas cometeu um pequeno erro na segunda metade da bateria que lhe custou caro: deixou a moto morrer em uma curva e perdeu muito tempo até retornar. Com isso a decisão da segunda posição ficou entre Leonardo Alves e Hérico Gonçalves, que conseguiu superar o adversário nas voltas finais da prova. Eduardo Ballan foi o quarto colocado e Maninho completou os cinco primeiros.


Gabriel Reis

Na prova decisiva da MX2 Carlos flocos, Leonardo Alves e Gustavo Ferreira se espremeram na primeira curva para decidir quem assumiria a liderança. Novamente Flocos começou em vantagem, mas logo atrás a concorrência vinha forte, com todos ávidos por melhores posições e brigando a cada  curva. Flocos foi superado depois das primeiras voltas por um determinado Gabriel Reis, que seguiu na liderança até a bandeirada quadriculada. Já Flocos passou a disputar a segunda posição com Danilo Fumes. Os dois deram um show enquanto se revesavam na vice-liderança, aceleraram lado a lado e, no final da prova, se chocaram. Danilo voltou na frente e garantiu a segunda posição, enquanto Flocos foi o terceiro, à frente de Leonardo Alves.

O resultado final da MX2 teve Carlos Flocos em primeiro, Gabriel Reis em segundo, Leonardo Alves em terceiro, Eduardo Baion em quarto e Luis Messias em quinto.


Ariel Silva

Na MX3 Dener Alves e Ariel Silva ditaram o ritmo da prova enquanto duelavam pela liderança. Ariel tomou o primeiro posto de Dener, que não se deu por vencido e manteve o ritmo forte até retomar a liderança com poucas voltas para o final esquentando a disputada. O degrau mais alto do pódio só foi definido quando o diretor de prova sinalizou as duas últimas voltas e Ariel novamente superou o adversário. Diego Jimenes ficou com a terceira posição à frente de Fábio Aleixo e Júlio Preto.


Giancarlo Vancini


Guilherme Castanho
Giancarlo Vancini, com uma largada perfeita, dominou a prova da MX4 do início ao fim. Se a ponta foi definida rapidamente, para compensar a segunda posição foi bastante disputada. Claudio Cuhiniro sustentou a vice liderança nas primeiras voltas, quando Guilherme Castanho recuperava posições. Logo ele encostou em Claudio que defendeu a posição como pôde, até que um choque provocou a queda de Castanho e o fez perder muitas posições. Depois foi a vez de Hérico Gonçalves superar o adversário aos cinco minutos de prova. Dener Alves recuperou posições depois de uma largada ruim, ficando em terceiro. Aleixo foi o quarto mais uma vez e Lincoln Ventura completou os cinco primeiros colocados.

A bateria das 2 Tempos reuniu pilotos das categorias 125cc e 250cc. Nessa prova Laércio Neves liderou as primeiras provas pressionado de perto por Guilherme Castanho, que teve seu trabalho facilitado quando um problema mecânico tirou o adversário da prova. Desse ponto em diante Castanho não teve mais com o que se preocupar, manteve a boa distância dos demais competidores e confirmou a vitória. Jean Marino seguiu na segunda posição depois do abandono de Laércio até a bandeirada. Dois pilotinhos mais novos, das categorias de base, impressionaram na prova, deixando muitos marmanjos para trás. Fernando Dias e Jairo Júnior iniciaram a prova nas últimas posições, mas foram se recuperando, até que na metade da prova Jairinho assumiu a terceirca posição ao ultrapassar Maurílio Anastácio. Fernando também chegou a superar Maurílio, mas recebeu o troco na última volta, e acabou na quinta posição. Castanho venceu a geral e a 250cc, enquanto Jean confirmou a vitória na 125cc.


Jean Marino

Robson Santana não deu chances a concorrência na prova da Nacional, liderando todas as voltas da bateria. Na primeira parte da bateria Alexandre Borracha até que tentou acompanhar o ritmo do líder, mas acabou demonstrando cansaço e terminou a prova na quarta posição. Ernani Teixeira fez uma excelente apresentação assumindo a segunda posição ao deixar Alison Barreto para trás a duas voltas do final. Paulo Lopes foi o quinto colocado.


Robson Santana

Mais quatro provas decidiram seus vencedores na quinta etapa da Copa MX Park. Na MX Intermediária Ouro Ernani Teixeira venceu, com Sandro Leite, Gustavo Ferreira, Guilherme Fernandes e Maurilio Anastácio na sequência. Na Intermediária Prata, Anderson Marques, Alexandre de Thomazzo, Felipe Santiago, Celso Paulo e Marcelo Penteado foram os cinco primeiros colocados. A MX Park Prata foi vencida por Hugo Ricardo e a MX Park Ouro consagrou Enio Gomes como vencedor.


Ernani Teixeira

Mais uma temporada da Copa MX Park de Motocross se encerrou com sucesso absoluto, mas as disputas no local ainda terão espaço até o final do ano. A organização irá realizar uma prova por equipes em novembro, um evento de pura confraternização para encerrar 2015 em grande estilo. Junte os amigos e participe!


Anderson Marques

A Copa MX Park de Motocross tem apoio da 2DI Publicidade, Turismo Visual, Ohlins, Wiseco, Centro Automotivo Adonai, New Implantes, JP Motos e Village.

Resultados


Enio Gomes
MX1
1º 188 Denner Daniel Alves(Deninho)
2º 151 Ariel Silva
3º 13 Guilherme  Castanho
4º 12 Diego Jimenes
5º 357 Flávio Loffredo
6º 7 Rodrigo Alvarenga
7º 994 Bruno Batista
8º 35 Alex Sander
9º 137 Matheus Araujo
10º 222 Gian Carlo Vanccini

MX2
1º 108 Carlos Flocos
2º 900 Gabriel Silva
3º 118 Leonardo Daniel Alves
4º 29 Eduardo Ballan
5º 87 Luiz Mrssias
6º 747 Maninho
7º 4 João Batista
8º 2 Hérico Gonçalves
9º 12 Danilo Fumes
10º 235 Rafael Batista

MX Park Prata
1º 43 Hugo Ricardo
2º 2 Edson Ferreira
3º 100 Iris Pena
4º 7 Willis Martins
5º 10 Leonardo Silva
6º 15 Messias Honorato
7º 41 Icaro Real
8º 77 Jorge Santos

Hugo Ricardo

9º 184 Pedro Penna
10º - 100 Jhon Hilario

MX Intermediária Prata
1º 13 Anderson Marques
2º 88 Alexandre de Thomazzo
3º 95 Felipe Santiago
4º 998 Celso Paulo
5º 104 Marcelo Penteado
6º 86 Fábio Thomaz
7º 27 Leandro Diniz
8º 4 Marcos Reis
9º 308 Michel Torquato
10º 99 Otacílio Júnior

MX3
1º 151 Ariel Silva
2º 91 Dener Alves
3º 12 Diego Jimenes
4º 51 Fábio Aleixo
5º 220 Júlio Preto
6º 29 Eduardo Ballan
7º 99 Valmir Antunes
8º 13 Guilherme Castanho
9º 240 Renato Bragion
10º 3  

MX4
1º 222 Giancarlo Vancini
2º 2 Hérico Gonçalves
3º 91 Dener Alves
4º 51 Fábio Aleixo
5º 727 Lincon Ventura
6º 97 Leonardo Santos
7º 357 Flávio Loffredo
8º 62 Roque Colman
9º 294 Sandro Leite
10º 99 Valmir Antunes

MX 2T 250cc
1º 13 Guilherme Castanho
2º 240 Renato Bragion
3º 27 Leandro Diniz
4º 137 Matheus Araujo
5º 308 Michel Torquato

MX 2T 125cc

1º 3 Jean Marino
2º 800 Jairo Júnior
3º 704 Maurilio Anastácio
4º 33 Fernando Júnior
5º 12 Messias Honorato
6º 969 Laercio Neves

MX Nacional
1º 800 Robson Santana Xim
2º 95 Ernani Teixeira
3º 100 Alisson Barreto
4º 56 Alexandre Borracha
5º 77 Paulo Lopes
6º 7 Genesio Moraes
7º 41 Vanderlei Real
8º 12 Vanderlei Real Júnior
9º 10 Ícaro Real
10º 184 Pedro Penna

MX Park Ouro
1º 99 Enio Gomes
2º 41 Vanderley Real
3º 93 Victor Moreira
4º 9 Laercio Nakayama
5º 76 Ari Barreto
6º 612 David Lima
7º 17 Cezar Forte
8º 7 Jorge Santos
9º 709 Leandro Santos
10º 10 Icaro Felipe

MX Intermediária Ouro
1º 211 Ernani Teixeira
2º 294 Sandro Leite
3º 26 Gustavo Ferreira
4º 292 Guilherme Fernandes
5º 704 Maurilio Anastácio
6º 399 Marcelo Silva
7º 137 Matheus Araujo
8º 300 Leandro Andrade
9º 709 Frankyly Macedo
10º 300 Ricardo Cruz







Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet