fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Enduro

Copa EFX Brasil - 5ª etapa - Mogi das Cruzes - SP
Publicado em: 27/09/2015

Adrien Metge abre vantagem e se aproxima do título da Copa EFX Brasil de Enduro
Redação MotoX.com.br - Fotos: Maurício Arruda

Etapa dupla em Mogi das Cruzes (SP) teve vitória do francês, que se saiu muito bem no percurso escorregadio


Adrien Metge

Missão cumprida para os pilotos que disputaram a etapa dupla da Copa EFX Brasil de Enduro neste fim de semana, dentro da Fazenda ASW Off Road Park, em Mogi das Cruzes (SP). Depois de uma prova cheia de lama ontem, neste domingo (27) os participantes voltaram a enfrentar um solo encharcado na largada, mas - diferente do primeiro dia - o sol resolveu dar as caras no final, o que, a essa altura, não facilitou muito. Adrien Metge voltou a vencer na categoria Elite e, definitivamente tomou a ponta da categoria, ficando muito próximo do título. A disputa valeu também pela nona e décima etapas do Brasileiro de Enduro FIM.

Veja também:
Galeria de imagens da prova de sábado
Galeria de imagens da prova de domingo


Ian Blythe

Para o francês, a rodada mudou os rumos na competição. Para quem vinha em uma dura disputa pela liderança, a quarta e quinta etapas fizeram uma enorme diferença. "A prova de hoje foi boa, bem técnica. Com essa chuva, o terreno degradou muito. Foram quase cinco voltas ontem e quase quatro hoje. Eu gostei. Fiquei bem próximo do título. Agora vamos focar no futuro e continuar o rali que ainda tem etapas pela frente", planejou o francês que disputa a segunda temporada no Brasil. "Queria agradecer as pessoas que têm me acompanhado. Faz dois anos que comecei, bem aqui em Mogi. Muitas pessoas me acolheram bem. Tenho muitos amigos. Se não fossem eles, seria difícil ficar no Brasil", lembrou o francês.


Gustavo Pellin

Já o líder anterior da Elite, Rômulo Bottrel, teve um dia bastante difícil. Com a perna lesionada, o mineiro, décimo colocado no dia anterior, hoje sofreu uma queda e decidiu abandonar. A segunda colocação foi do norte-americano Ian Blythe, mesma posição de ontem. A diferença entre os dois na soma de todas as especiais ficou em quase 37 segundos.


Loandro Anton

Bruno Crivilin voltou a se sair bem e venceu a Júnior, assim como no sábado. O líder do campeonato Vinícius Calafati sofreu uma lesão no joelho e teve que deixar a disputa. Com isso, o caminho ficou livre para os adversários se aproximarem na classificação. Vinícius Lopes da Silva ficou com o segundo posto e Ronaldi Santi, que briga também pelo título, foi o terceiro.


Bruno Crivilin

Na E1, a vitória foi de Diego Colett e na E2 de Ruan Marra, depois de forte disputa com Maurício Rizzon. "A prova de hoje foi muito bacana, apesar do terreno molhado e difícil de andar, especialmente para mim que ando com uma 450cc", frisou Marra. "Foi uma etapa completa aqui em Mogi, que eu gosto bastante, com uma pista de motocross boa. A especial de Enduro Teste aqui dentro da fazenda foi show, com muitas cavas e um bom terreno. A especial de enduro na mata foi muito rápida e lisa. Para mim foi muito bom e acabei levando o primeiro lugar", avaliou.


Ruan Marra

A E3 teve como destaque Luiz Felipe Braga. Na E4, Bruno Martins terminou na frente, após uma excelente corrida. "Gostei bastante da prova. Estava bem difícil. Mas tentei me concentrar para manter um ritmo bom e ataquei o máximo que eu pude para o ter um bom resultado. Acho que a chuva atrapalhou um pouco, é algo que não se pode evitar, mas a sinalização foi muito boa e a organização está de parabéns", disse o vencedor da E4.


Luiz Felipe Braga

Na Over 35, o mineiro Dário Júlio cumpriu com louvor todo o trajeto e venceu com uma excelente vantagem, de seis minutos, sobre Rodolfo Ripamonti. "Foi bem legal. Dois dias de muita lama, que apimentaram ainda mais a prova. As especiais ficaram bem escorregadias. Mantive a calma e diminuí bastante o ritmo para não cair. O importante numa prova como essa é não cair, completar todas as especiais e ir somando o mínimo de tempo possível", receitou o experiente piloto. "Assim eu fiz e consegui vencer os dois dias. Estou feliz, liderando a EFX. Não estou participando do Brasileiro de Enduro FIM porque corro o Brasileiro de Cross Country, mas valeu a experiência de correr uma etapa com os pilotos do Brasileiro de Enduro", apontou Dário Júlio.


Dário Júlio

Evandro Bovetti faturou a Over 45, Guilherme Ambrósio Medeiros a E5, José Monteiro a E6, Flávio Yatsugafu a E7, Gilson Fernandes a E8 e Janaína Souza a categoria Feminina. Com isso, a piloto conquistou antecipadamente o tricampeonato na EFX e o título do Brasileiro, na estreia da classe no circuito nacional. "Sou a primeira campeã brasileira da categoria Feminina e tricampeã da EFX. Acho que a etapa foi muito bacana, com um nível muito alto. A equipe do Adrenatrilha não mediu esforços e levantou uma boa prova. A chuva aumentou a dificuldade, estava bem liso, bem técnico e tive que tomar cuidado para não cair, mas andei bem e procurei manter o ritmo. Foi ótimo, pois também teve recorde de meninas. Foram 12 inscritas e fico muito feliz por isso. É bom para a categoria", disse Janaína.


Gilson Fernandes

Na disputa por equipes, a Orange BH KTM Racing levou a melhor com os resultados de Ian Blyte, Rigor Rico e Bruno Crivilin. O Zanol Team Rinald ASW, com Vinícius Musa, Bruno Martins, Júlio César Ferreira, terminou em segundo, e a Motofield, com Júlio 'Bissinho' Zavatti, Ronald Santi e Renan Bueno, em terceiro.


Janaína Souza

Para Fábio Simões, do Adrenatrilha Trail Club, que organiza a Copa EFX, a cada etapa a disputa fica ainda melhor. "Estamos fazendo a competição em um novo formato, que foi implantado na etapa de Três Corações, com somente três especiais, sendo um Enduro Teste, um Extreme Teste e um Cross Teste, voltando sempre ao mesmo lugar onde é feita a concentração dos pilotos e com um tempo menor de volta para podermos fazer quatro voltas e mais uma dentro do parque. Nessas duas etapas junto com o Brasileiro, cada piloto cumpriu o percurso em mais de uma hora. Quanto maior o tempo, mais competitividade. Este formato deve ficar", confirmou o organizador. Sobre a grande final, prevista para 25 de outubro, o organizador adiantou: "Estamos definindo os últimos detalhes para poder anunciar a cidade sede, a concentração será em um local com ótima estrutura e acredito que todos vão gostar".


Vídeo - a emoção de Nielsen Bueno, em sua primeira vez sobre a moto desde o acidente que sofreu no Rally dos Sertões 2014, é um dos destaques do registro oficial da prova



Resultados da quinta etapa da Copa EFX Brasil

Elite
1. 4 Adrien Metge, 0:51:26.93
2. 1 Ian Blythe, 0:52:03.90
3. 6 Gustavo Pellin, 0:56:26.33
4. 17 Loandro Roger Anton, 0:56:45.71
5. 7 Rígor Rico, 0:56:56.01

Junior
1. 2 Bruno Crivilin, 0:54:08.62
2. 8 Vinicius Luis Lopes da Silva, 0:58:45.93
3. 10 Ronald Santi, 1:00:13.37
4. 27 Renato Hermann dos Santos, 1:02:48.22
5. 39 Riago Dilan de Oliveira, 1:19:24.74

Enduro 1
1. 19 Diego Baesso Colett, 0:58:11.53
2. 16 Felipe Rogerio Carlette, 1:00:52.37
3. 12 Renan Bueno da Silva Filho, 1:03:57.09
4. 31 Anderson Cardoso Vieira, 1:04:53.50
5. 26 Rafael Toaldo, 1:08:26.33

Enduro 2
1. 20 Ruan Marra Pires, 1:05:00.64
2. 23 Mauricio Rizzon, 1:05:46.50
3. 36 Alexandre B. Pejon, 1:11:08.10
4. 34 Valdimir Leite (Miro), 1:18:34.76

Enduro 3
1. 14 Luiz Felipe Braga Bastos, 0:59:44.21
2. 22 Otavio Augusto Carradori, 1:02:10.53
3. 37 Rodrigo Rivello, 1:16:05.01

Enduro 4
1. 18 Bruno Batista Martins, 0:58:54.67
2. 21 Victor Camargo Miranda, 1:03:51.19
3. 30 Fabricio Theiss, 1:06:51.94
4. 40 Vitor Martins Menino, 1:15:33.75
5. 42 Otavio Germinari, 6:52:16.42

Over 35
1. 24 Dário Júlio, 1:04:29.45
2. 28 Rodolfo Ripamonti, 1:10:51.66
3. 45 Eurico Borgonovi, 1:24:05.28
4. 50 André Ferreira, 1:36:18.21
5. 46 Mauricio Ghiraldelli, 2:31:35.18 

Over 45
1. 53 Evandro Bozetti, 1:08:26.64
2. 62 José Alexandre Tommaso, 1:10:26.13
3. 58 Alencar Krefta, 1:10:28.50
4. 56 Jose Ricardo de Castro, 1:12:56.01
5. 55 Jean Pierre Buttazzi Junior, 1:14:05.33

Enduro 5
1. 77 Guilherme Ambrosio Medeiros, 1:09:16.64
2. 74 Breno de Almeida Rezende, 1:10:06.60
3. 79 Rodrigo Matavelli Pagano, 1:11:12.79
4. 67 Thyago Silva Correa da Rocha, 1:12:30.48

5. 68 Gabriel Mattos, 1:19:01.15

Enduro 6
1. 90 José Monteiro, 1:05:22.24
2. 88 Thiago Peralva Procópio Valle, 1:10:58.69
3. 89 Thiago Ribeiro Odashima, 1:21:46.42
4. 87 Marcio Noel da Costa, 2:01:30.52

5. 85 Luiz Fernando Cler Pinheiro, 7:10:00.00

Enduro 7
1. 95 Flavio Yatsugafu, 1:22:09.55
2. 93 Leonardo Matuno Malagutti, 6:12:39.75
3. 94 Alberto Piva Santos, 6:29:58.56

Enduro 8
1. 96 Gilson Fernandes, 1:16:18.07
2. 99 Edmilson Junior, 1:17:38.28
3. 97 Marcos Adriano Ferreira, 1:20:31.20
4. 103 Murilo Silveira Rodrigues 1:26:29.08
5. 98 Thiago Soares da Silva, 1:28:51.86

Feminina
1. 114 Janaina Souza, 1:22:12.79
2. 115 Tainá Aguiar, 1:30:22.51
3. 126 Tatiane Szczerepa, 1:30:22.51
4. 118 Lilian Chagas, 3:31:09.59
5. 122 Vivian de Souza Noronha, 3:35:36.69

A Copa EFX Brasil é realizada pelo Adrenatrilha Trail Club, conta com o patrocínio da Honda, o co-patrocínio da Rinaldi e ASW, e apoio da Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes, Honda Motofield, Sorridents (unidade de Arujá), Edgers, Dahna Comércio de Areia e Pedra, Nova Minas Express, Sig Visual, Sacramento, Stocovich, Dust Off Road, Dutra 100, DellaVita e MR Pró Racing.

Download dos resultados completos em PDF
CopaEFX5_Categorias.pdf
CopaEFX5_Equipes.pdf

Classificação Geral
CopaEFX5_RankingCategorias.pdf








Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet