X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > Enduro

89º International Six Days Enduro - 5ª e 6ª etapas - San Juan - Argentina
Publicado em: 10/11/2014
Clique e saiba mais

França é tricampeã da competição
Redação MotoX.com.br: Lucídio Arruda - Fotos: Future7Media

França conquista o Six Days pela terceira vez consecutiva. Estados Unidos fica com o vice-campeonato e o título da Junior


 Pódio World Trophy

O quinto dia de competição do Six Days 2014 encontrou um terreno mais aberto e menos macio que a areia fofa dos dias anteriores, mas o calor e a poeira ainda marcaram o tom do evento.

A França administrou a vantagem e apesar de perder dois minutos em relação ao time norte-americano, o mais rápido do dia cinco, ainda garantiu a boa margem dez minutos para o último dia.


 Menos areia e mais pedras, mudança de terreno no quinto dia

Os pilotos se dirigiram ao norte de San Juan, num dia que foi considerado mais tranquilo em relação aos anteriores. A média de tempos nos trechos cronometrados foi ao redor de 35 minutos para o pelotão dianteiro, contrastando com os mais de 50 minutos dos dois primeiros dias.

O mais rápido foi o norte-americano Robert Taylor, que bateu pela primeira vez o francês Pela Renet. Foi por menos de um segundo, mas a vitória elevou a moral da equipe, ainda na expectativa de uma reviravolta final.


Pela Renet

Enquanto os ianques atacavam, a tônica na equipe francesa foi não cometer erros que pudessem comprometer o resultado final. Liderada por Ivan Cervantes a Espanha marcou a terceira posição. Com poucas chances de encostar nos ponteiros, consolidou a terceira posição geral abrindo mais dois minutos sobre a seleção alemã, uma das poucas, além da França, a contar com a equipe completa até a fase final da corrida, o que permite o privilégio de descartar o pior resultado.

6º Dia Final

 

O último dia é reservado para a tradicional prova de motocross que nesta edição foi realizada na pista da Asociación Sanjuanina de Enduro y Rescate (ASER). O veterano Mike Brown lembrou seus dias de campeão do AMA Motocross 125 e foi o mais rápido do dia vencendo a bateria da E3 a frente de seu companheiro Robert Taylor. Kailub Russel, também dos EUA, venceu a E2 seguido do australiano Matthew Phillips e Christophe Nambotin ganhou a E1 com boa margem sobre o espanhol Jaume Betriu.

Novamente a cautela dominou os esforços do time francês. As rápidas baterias de pouco mais de 12 minutos pouco poderiam mudar no resultado final, a não ser que dois de seus pilotos abandonassem.


Taylor Robert

A terceira vitória consecutiva da França, com dois atuais campeões mundiais na equipe, confirmou o país no topo do enduro. Pela Renet foi também o vencedor na contagem individual.

“Foi fantástico, não apenas vencer pela França, mas também pessoalmente ser o o piloto mais rápido de todo o evento”, comentou o piloto. “Não foi um dos ISDE mais fáceis, muitos sofreram com problemas mecânicos e a poeira dificultou para todos, mas minha moto esteve perfeita do início ao fim. Não enfrentei grandes problemas, apenas uma ou duas pequenas quedas, e isso é importante numa prova como essa. O resultado vem coroar uma temporada fantástica.”

Christophe Nambotin, primeiro colocado na E1, ajudou a consagrar o resultado francês: “Quando cheguei, meu foco foi tentar lutar pela vitória (individual) geral, mas a quantidade de testes na areia dificultou. Mas foi bom vencer a Enduro 1 e ajudar a França a conquistar o troféu principal.”


Christophe Nambotin

Os norte-americanos vem aos poucos subindo no ranking do ISDE e vão se tornando uma das equipes favoritas. O abandono prematuro de Zach Osborne complicou as chances do time, cuja determinação não deixou a França relaxar até a bandeirada final.

Taylor Robert: “Foi uma competição de altos e baixos para mim. Estou feliz com minha performance – fui um dos mais rápidos e acho que vencer o quinto dia pode provar isso. Foi um caso de má sorte sofrer com problemas mecânicos no terceiro dia e perder nove minutos. Mas eu nunca desisti e lutei até o fim, no verdadeiro espírito do ISDE. Terminar em segundo com os EUA foi brilhante”, comentou o piloto que ficou também com a segunda posição geral.


Mike Brown

Capitaneando a seleção espanhola, Ivan Cervantes foi o segundo colocado individual na E3 e terceiro na geral: “A corrida foi ok. As condições lembravam um pouco as da Espanha. Os dias três e quatro castigaram as motos, então tomar cuidado foi crucial. Procurei chegar ao final no pódio e foi o que aconteceu, perfeito para mim.”


Ivan Cervantes

Sem grandes estrelas e expectativas, a seleção alemã usou a consistência para chegar na quarta posição. O pódio escapou por pouco mais de dez minutos. Correndo em casa, os Hermanos argentinos conquistaram uma quinta posição histórica, apesar de perder o segundo piloto no quarto dia, que acrescentou nove horas no resultado geral da equipe. Os australiano tinham uma equipe para brigar pelo pódio, mas só metade dos pilotos completou a competição, limitando seu resultado geral à sexta posição. Mesma situação do Chile, que acabou a disputa com apenas três pilotos, mas superou a equipe canadense onde quatro chegaram ao final.


Mathew Phillips, Austrália

No Troféu Junior, os EUA levaram a melhor por apenas 1m42s sobre a França. A Austrália ficou com a terceira posição. Entre as mulheres, com apenas três equipes participando, a ordem foi a seguinte: Austrália, Canadá e EUA.



Vídeos Oficiais





Vídeos Enduro 21





Vídeos Mototime





Resultado final









© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet