X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Rally

Rally de Merzouga - Marrocos
Publicado em: 29/10/2014

Pal Anders Ullevaalseter retorna à modalidade com vitória
Redação MotoX.com.br - Carolina Arruda - Fotos: Sabatier - Rophé e Paolo Rugieri

Espanhola Laia Sanz brilha ao chegar na frente no prólogo e um estágio



Laia Sanz
A  5ª edição do Rally de Merzouga teve início no dia 19 e terminou no dia 24. Cerca de 120 veículos, entre motos e quadriciclos, largaram com um desafio a ser cumprido: aproximadamente 1415 km desde o prólogo até o quinto e último estágio da competição. Apesar de rápido e curto, o Merzouga é conhecido por ser traiçoeiro com os pilotos por conta da navegação nas dunas e o clima desértico.

O primeiro dia de corrida - o Prólogo - aconteceu em um circuito de 1340m. "Ouvi dizer muitas coisas sobre esse rally, todos dizem que é ótimo para treinar navegação, então aqui estou", comentou Laia Sanz. Para sua própria surpresa, a espanhola foi a mais rápida do dia: "O Prólogo foi bem curto e me surpreendi ao ver que terminei em primeiro", revelou. A segunda colocação ficou com Arnold Brucy, filho de Jean Brucy, e a terceira com Johnny Aubert.

1º Estágio - Erfoud - Erfoud - 228 km

O palco do 1º Estágio foram terrenos montanhosos e pedregosos na primeira parte e depois trilhas na areia até a chegada. Com trecho cronometrado de 169 km, totalizando 228 em todo percurso, a rota do dia foi um laço em torno de Erfoud.

Pal Ullevaalseter assumiu seu lugar no topo do pódio com pouco mais de um minuto de vantagem sobre Ondrej Llimciw, segundo colocado. Brucy Arnold se manteve entre os primeiros, em terceiro lugar, à frente de Johnny Aubert. Laia Sanz foi a sexta mais rápida.


Johnny Aubert

 
2º Estágio - Erfoud - Merzouga - 304 km

A ordem do dia foi técnica. Com variações marcantes de terreno, as motos passearam por dunas, areia fina, travessias de rio e pedras. Para completar, o terceiro dia de competição marcou o início da famosa etapa maratona, quando os pilotos não podem contar com a assistência técnica da equipe.

Foi a vez de Johnny Aubert vencer depois de ultrapassar Pal Ullevalseter. O francês retorna às disputas da modalidade depois de quase três anos ausente, após o Dakar 2012. "É ótimo estar de volta aos ralis, já que é meu sonho ser um piloto da modalidade. Estive ocupado com o Campeonato Mundial de Enduro, então não pude testar minha moto ou treinar navegação para chegar aqui mais preparado, de qualquer forma vou dar meu melhor", declarou Aubert. Ondrej Klimciw foi o vice-líder, com Ullevalseter na terceira posição.

3º Estágio - Merzouga - Erfoud - 274 km
O final do quarto dia de competição foi de alívio duplo para Laia Sanz: depois de enfrentar problemas no seu roadbook durante o segundo estágio e se ver limitada a 26ª colocação, a espanhola venceu o final da etapa maratona com honras.

"Foi bastante divertido largar com todo mundo junto, como se fosse uma bateria de motocross. Eu assumi a liderança e abri o caminho pelos 240 km do trecho cronometrado hoje. Foi uma etapa bem bonita, mas com bastante areia e navegação difícil. Tinha noção de que Pal e Aubert estavam atrás de mim e próximos, mas eles não me passaram. Estou feliz com o resultado", avaliu Sanz.


Pal Ullevalseter


Txomin Arana
Em segundo lugar ficou Pal Ullevalseter: "É minha primeira vez no Merzouga e é mais difícil do que eu esperava. Até agora é o mais exigente em termos de navegação e os estágios são longos, mas os cenários recompensam todos os esforços. É incrível." Johnny Aubert completou o pódio.

4º Estágio - Erfoud - Erfoud - 230 km

Palco de reviravoltas, o penúltimo dia de competição viu a liderança passar por mais de um dono. Laia Sanz e Pal Ullevaalseter abriram a trilha até o km 85, quando perderam tempo em um dos checkpoints. Então veio a chance do pelotão que os seguia assumir o controle: Heink Knuiman foi o vencedor, seguido de Dany Philippaerts, irmão do campeão mundial de motocross David Philippaerts. Txomin Arana foi o terceiro colocado.

"A primeira parte do dia foi em trilhas rápidas e chão duro, até chegarmos nas dunas. Houve um problema no check point do km 85 e então alcançamos Laia e Pal. A partir de então, corremos todos juntos. Foi bastante divertido", revelou Johnny Aubert, quarto colocado, seguido de Ullevaalsetter, em quinto, e Sanz, em sexto lugar.

5º Estágio - Erfoud - Erfoud - 142 km


Largada do 5º Estágio no estilo Le Mans

O lago Jasmina e as dunas Erg Chebbi foram o palco de encerramento do Rally Merzouga. O último estágio inclusive contou com trecho de 28km nas dunas apelidado de "extremo GP", onde o necessário era acelerar.

O mais rápido do dia e também vencendor da competição foi Pal Ullevaalsetter. "Já corri muitos ralis, mas sinceramente nunca competi em um tão exigente em termos de navegação. As rotas eram muito boas e também gostei do "extremo GP", que foi como uma corrida de motocross. Estou muito feliz pela minha primeira vez aqui e é uma satisfação enorme vencer", declarou o piloto.


A segunda colocação ficou com Laia Sanz, à frente de Txomin Arana. A espanhola foi a sexta melhor na classificação geral do rali. "Foi uma pena ter recebido a penalização de uma hora, que me deixou fora da briga pelo pódio, mas no geral fui bem. Esse é um rali bastante complicado em relação a navegação e eu abri caminho em vários estágios, aprendi bastante. As etapas também foram exigentes e longas, de cinco a seis horas praticamente todos os dias. E gostei bastante do Extremo Grand Prix nas dunas", encerrou Sanz.

O quarto colocado do quinto estágio foi Deny Philippaerts seguido de Johnny Aubert. A dupla da Beta, completou o pódio na classificação geral com Aubert em segundo lugar e Philippaerts em terceiro.


Deny Philippaerts
"Estou feliz com o resultado. Finalmente estou de volta aos ralis depois do Dakar 2012 e no começo foi difícil para mim na questão da navegação, mas no final tudo correu bem. Também foi ótimo trabalhar com Deny na equipe", declarou o francês.

Surpreendendo, Philippaerts saiu de sua primeira participação com um resultado no top 3. "Esta foi minha estreia na competição e também neste tipo de terreno. Treinei antes de vir para cá, mas em treinos você não pode criar as situações que a navegação vai te obrigar a passar durante a corrida, assim como as dunas. Foi uma grande experiência e imagino que seja só a primeira".

A sexta edição do Rally de Merzouga é prevista para o segundo semestre de 2015.


Resultado Final

P Piloto Categ Moto Total Diff Penalti
1 18 Ullevaalseter Pal Anders Rally Ktm 19:03:03 00:00:00 00:00:00
2 16 Aubert Johnny Rally Beta 19:17:24 00:14:21 00:00:00
3 4 Philippaerts Deny Rally Beta 19:52:51 00:49:48 00:00:00
4 56 Klimciw Ondrej Rally Ktm 20:32:20 01:29:17 00:00:00
5 37 Arana Kobeaga Txomin Rally Yamaha 20:48:32 01:45:29 01:00:00
6 24 Sanz Pla-giribert Eulalia Rally Honda 20:56:39 01:53:36 01:00:00
7 26 Knuiman Heink Rally Ktm 21:33:17 02:30:14 01:00:00
8 59 Metelli Livio Lite Yamaha 22:56:51 03:53:48 00:15:00
9 8 Udry Damien Rally Ktm 23:09:02 04:05:59 01:00:00
10 61 Romero Font Rosa Maria Lite Ktm 24:27:25 05:24:22 00:00:00
11 79 Gimeno Antonio Rally Ktm 24:32:19 05:29:16 00:00:00
12 25 Brucy Arnold Lite Ktm 24:34:07 05:31:04 00:00:00
13 60 Cominardi Davide Lite Husaberg 24:40:00 05:36:57 00:05:00
14 23 Pedemonte Angelo Rally Honda 24:41:00 05:37:57 00:01:00
15 43 Fasani Stefano Lite Beta 25:07:00 06:03:57 00:00:00
16 10 Papa Giorgio Vincenzo Lite Ktm 25:35:16 06:32:13 00:05:00
17 68 Martens Guillaume Hubert Marie Rally Husqvarna 26:14:45 07:11:42 02:01:00
18 71 Bertoldi Alberto Lite - 26:18:57 07:15:54 01:14:00
19 42 Blanpain Jean-louis Alex Rally Ktm 26:57:58 07:54:55 01:00:00
20 40 Stroobants Alexandre Lite Ktm 27:14:59 08:11:56 00:00:00


 


Laia Sanz


Paul Anders Ullevaalseter e Henk Knuiman




Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet