X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Enduro

Mundial de Enduro - 5ª e 6ª etapas - Kalambaka - Grécia
Publicado em: 12/05/2014

Defensor do título da E2, Salvini está fora da briga pelo campeonato
Redação MotoX.com.br - Carolina Arruda - Fotos: Future7Media

Na E3, Ivan Cervantes tem invencibilidade quebrada


Alex Salvini


Recém-recuperado de uma fratura em um dos dedos, Alex Salvini quebrou a clavícula durante o domingo
Uma viagem à Grécia pode ser a realização de um sonho para muitas pessoas, mas não é exatamente o que Alex Salvini, da Honda, pensa depois desse final de semana. O italiano fraturou a clavícula durante a quinta e sexta etapas do Mundial de Enduro em Kalambaka.

Salvini liderava a E2 quando o acidente aconteceu ao final do segundo dia de prova e, apesar da situação, ele se diz tranquilo diante do ocorrido. “Eu sou um piloto e não há outro lugar onde gostaria de estar. Estava brigando pela vitória de novo e dei meu melhor. Às vezes você vence, às vezes você perde. Mas o mais importante é que não me arrependo”, afirmou. Agora o atual campeão tira férias forçadas das competições depois de avaliar 2014 como um ano de pouca sorte – o italiano já havia fraturado um dedo e não estava em sua melhor forma na defesa do título da categoria.

Primeiro dia


Pela Renet


Oriol Mena
Durante sábado comentava-se que Alex Salvini tinha retornado finalmente a sua melhor pilotagem. O italiano chegou a liderar boa parte do dia, quando uma queda o empurrou para a terceira colocação.

Quem acabou lucrando em cima da trapalhada foi Pela Renet. O francês venceu a E2, saindo do terceiro posto até assumir o comando da disputa: “Foi outra briga incrível pela vitória. Primeiro contra Aubert e Salvini e então na última parte Meo atacou. Ainda bem que dessa vez não cometi erros e a vitória ficou pra mim”, declarou Renet. Antoine Meo ficou com a segunda colocação após um dia desastroso com queda atrás de queda – quatro no total. Atrás de Salvini, Johnny Aubert e Oriol Mena, nesta ordem, completaram o top 5.

O pódio de sábado seguiu dominado por franceses. Na E1, Christophe Nambotin venceu novamente, agora com uma margem de quase 40 segundos sobre o vice-líder. “Estou muito contente pela quinta vitória da temporada. Foi um bom dia e sem grandes erros”, avaliou o francês da KTM.


Cristobal Guerrero


Ivan Cervantes
Jeremy Tarroux se aproveitou do azar de Eero Remes para ficar com o segundo lugar. Remes, finlandês da TM, defendia o segundo posto quando defeitos mecânicos o obrigaram a ficar de fora da prova. Anthony Boissiere foi outro que lucrou com a situação, assumindo a terceira colocação à frente de Cristobal Guerrero. Jaume Betriu, da Husqvarna, se encarregou da quinta posição.

Ainda invicto na E3, no sábado, Ivan Cervantes levou pra casa sua quinta vitória da temporada. “É fantástico vencer novamente. Não tive um bom começo, mas logo encontrei um ritmo mais rápido e consegui vencer”, comentou o espanhol. Saindo da sexta posição, Mathias Bellino subiu até a vice-liderança seguido de Matt Phillips, terceiro colocado após um dia de altos e baixos: o australiano chegou a liderar a prova, mas após um tombo em um dos extreme testes foi passado pra trás. Luis Correia foi quarto à frente de Jeremy Joly.

Segundo dia


Matt Phillips


Mathias Bellino
O domingo foi a data final do domínio absoluto de Ivan Cervantes na E3. Matt Phillips superou o espanhol e venceu: “Hoje foi perfeito. Não poderia ser melhor. Me esforcei desde a largada e liderei durante todo o dia. É uma sensação incrível vencer pela primeira vez em uma categoria de ponta”, contou o australiano, campeão 2013 da categoria júnior. Cervantes ficou com a segunda posição, seguido de Mathias Bellino, completando o pódio. Deixando para trás o nono tempo de sábado, Matti Seistola foi o quarto colocado à frente de Luis Correia.

A E1 também foi palco de agitações no segundo dia de prova: Eero Remes pôde superar o defeito mecânico do dia anterior e marcar o melhor tempo da categoria. “Foi um dia brilhante para mim e para a TM. Estou muito feliz por levar a vitória, mas para a equipe é a primeira na E1, então é ainda mais especial”. Christophe Nambotin se contentou com a vice-liderança seguido de Cristobal Guerrero. Jeremy Tarroux e Thomas Oldrati completaram os cinco melhores.


Eero Remes


Antoine Meo
A E2 também não deixou a desejar no quesito surpresas – já mencionado o acidente de Alex Salvini, da Honda, obrigou o italiano a ficar de fora da prova. Antoine Meo aproveitou a ausência para vencer a categoria. “Foi um final de semana bastante difícil, mas é ótimo terminar com a vitória. O nível da E2 está bem alto e cometi alguns erros, tive que acelerar aqui na Grécia”, contou Meo.

A vice-liderança foi decidida entre Pela Renet e Johnny Aubert, com saldo positivo para Renet. Jonathan Barragan continua surpreendendo com sua adaptação do motocross para o enduro, o piloto ficou com a quarta colocação à frente de Oriol Mena, quinto.

O Mundial de Enduro parte rumo ao frio finlandês, na cidade de Heinola, para as próximas etapas nos dias 7 e 8 de junho.

Vídeo:




Christophe Nambotin


Johnny Aubert


Jonathan Barragan

Classificação geral no campeonato após quatro etapas
(resultados do fim de semana entre parênteses)

E1

1. Christophe Nambotin (FRA), KTM, 117 pontos (1-2)
2. Christobal Guerrero (ESP), KTM, 88 (4-3)
3. Eero Remes (FIN), TM, 80 (DNF-1)
4. Anthony Boissiere (FRA), Sherco, 78 (3-6)
5. Jeremy Tarroux (FRA), Sherco, 78 (2-4)

E2
1. Antoine Meo (FRA), KTM, 114 pontos (2-1)
2. Pierre-Alexandre Renet (FRA), Husqvarna, 106 (1-2)
3. Johnny Aubert (FRA), Beta, 86 (4-3)
4. Alex Salvini (ITA), Honda, 66 (3-DNF)
5. Oriol Mena (ESP), Beta, 63 (5-5)

E3

1. Ivan Cervantes (ESP), KTM, 117 pontos (1-2)
2. Matthew Phillips (AUS), KTM, 99 (3-1)
3. Mathias Bellino (FRA), Husqvarna, 83 (2-3)
4. Matti Seistola (FIN), Sherco, 77 (9-4)
5. Luis Correia (POR), Beta, 70 (4-5)






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet