X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Rally

Rally dos Sertões - 5ª etapa - Porangatu (GO) - Natividade (TO)
Publicado em: 29/07/2013

Paulo Gonçalves volta a vencer e sobe na disputa pelo título
Redação MotoX.com.br – Carolina Arruda – Fotos: Edo Bauer/ Vitor Eleutério/ Eric Schroeder/ Ricardo Leizer/ Marcelo Maragni/ FotoArena/ DFotos/ Idário Café/ Vipcomm

Vitória foi decidida nos momentos finais da etapa. Dário Júlio foi o brasileiro melhor colocado do dia
 

Paulo Gonçalves


Marc Coma
Nesta segunda-feira (29), as motos do Rally dos Sertões cruzaram a fronteira estadual e chegaram a Tocantins. Entretanto, não foi o dia da semana que assustou os pilotos e sim a missão: cumprir a primeira metade da etapa maratona, fase da disputa que não se pode contar com ajuda mecânica externa - qualquer apuro deve ser resolvido entre o piloto e a moto em 30 minutos ao final do dia, depois o equipamento segue para parque fechado.

Saindo do Porangatu (GO), o percurso do dia foi de 487 quilômetros, sendo 295 de especial – o mais longo do Rally dos Sertões até então. Como previsto, a briga entre os líderes esquentou. Cyril Despres e Marc Coma largaram na frente, chegando a correr lado a lado em certos pontos da trilha, para nos momentos finais da prova, assistirem a ultrapassagem de Paulo Gonçalves, que ficou com a vitória do dia.

O português agora assume a vice-liderança no acumulado. “Estou muito feliz de conquistar a terceira vitória para minha equipe neste Sertões. Agora, na metade da prova, até o décimo dia, a vitória no acumulado é claramente o nosso foco”, declarou Gonçalves, sem esquecer o dia seguinte: “Mas, mesmo assim, amanhã eu vou correr com cautela. Não foi permitido trocar os pneus, então tenho que tomar cuidado para alcançar a chegada seguro na terça.”

A segunda colocação ficou por conta do líder do acumulado, Marc Coma. A prova do espanhol, assim como da maioria dos competidores, foi em função da ausência de ajuda mecânica ao final do dia. "Dia mais travado, de muitas pedras e trial. Hoje foi mais questão de administrar o equipamento por causa da maratona, porque amanhã saímos do mesmo jeito que chegamos hoje", avaliou Coma.
  

Cyril Despres


Jakub Przygonski
Depois da vitória de domingo, Cyril Despres contentou-se com a terceira posição, também adotando um estilo conservador nesta primeira fase da etapa maratona. Mas, o francês já avisou: “Resolvi poupar pneus para amanhã andar forte”. O piloto segue com a terceira colocação no acumulado e, neste momento da prova, estratégias passam a ser vitais, já que apenas três minutos, aproximadamente, separam Marc Coma de seu principal adversário.

O quarto lugar ficou para o piloto de apoio de Despres, Michael Metge. No dia anterior, ele enfrentou problemas com o GPS e chegou a fazer dez quilômetros a mais de trilha. “Uma nova antena de GPS vai resolver o problema”, comentou. Para completar, Metge declarou estar contente com os resultados da equipe. “Meu resultado não está tão ruim e estou bem feliz com a vitória de Despres (no domingo)”.

Jakub Przygonski foi o quinto colocado, seguido de Dário Júlio, o melhor brasileiro do dia. A prova do mineiro também foi planejada para manter o equipamento inteiro para seguir na competição. “Hoje foi um dia bem completo, mas desgastante fisicamente também. Pilotei mais com a cabeça, já que tínhamos que chegar com o equipamento sem problemas para andar amanhã, e eu cheguei com a moto perfeita. Fico feliz por isso, e também por ter sido o melhor brasileiro do dia”, explicou o mineiro, que agora assume a sétima colocação no geral.
  

Dário Júlio


Ike Klaumann
Por alguns segundos de diferença, Ike Klaumann ficou com o sétimo lugar e segue como o representante nacional melhor colocado no acumulado na sexta posição. O catarinense mantém a cautela na competição. “O dia foi bem duro, mas correu tudo bem. O mais importante foi manter a moto bem, por causa da maratona. O dia teve trechos de alta velocidade, mas alguns mais travados e escorregadios. Amanhã penso em completar de novo a prova, e depois pensar em resultado”, comentou Klaumann.

O próximo foi Jean Azevedo, com a oitava colocação. O paulista fez uma avaliação geral dos obstáculos do rali até o momento. “Está sendo um rali com muitas pedras e erosões. Acredito que será assim até seu final, exigindo bastante de todos. Hoje, por exemplo, tinham muitas valetas secas. Passamos por estradinhas abandonadas, além de muitas subidas e descidas”, contou o piloto que sobe para a oitava posição no acumulado.

E em relação à etapa maratona, Jean Azevedo cumpriu a palavra de ordem: cautela. “Tivemos que andar para conservar a moto”, contou o brasileiro. Só que terça-feira será outro dia e, como disse o piloto: “Minha moto está 100% e posso andar sem tanta precaução”. 
  

Jean Azevedo


Fausto Mota, de Portugal, foi o nono mais rápido do dia e o catarinense Ricardo Martins fez sua estreia entre os dez melhores, na décima colocação. Esta é a terceira participação de Martins na competição.


Moara Sacilotti
Ramon Sacilotti, depois de um 15º lugar no domingo, enfrentou problemas na segunda-feira e encerrou o dia na 26ª colocação. “Não sei se foi por conta de um tombo que eu sofri ou por uma pedrada, mas o radiador furou e a moto esquentou. Tive que parar e só consegui continuar por conta da ajuda de um piloto de quadri, já que faltavam apenas dez quilômetros para o fim da especial”, relatou Ramon, que terá de mexer na motocicleta e já espera uma penalidade por conta da Maratona.

“Fiquei frustrado, porque me preparei demais para esse rali e estava tudo funcionando muito bem. Mesmo assim, vou continuar até o fim para acumular experiência com a motocicleta”, concluiu.

A irmã de Ramon, Moara Sacilotti, deixou a competição depois de uma queda. De acordo com a equipe médica, a piloto está bem e se queixou de dores na mão e na cabeça.

Na terça-feira, o Rally dos Sertões segue rumo a Palmas (TO). A sexta etapa contará com 424 quilômetros, sendo 355 de trecho cronometrado, e ainda mantém o formato etapa maratona. O estágio será o mais rápido do rali, com muitos trechos de alta velocidade, mas sem deixar de lado as estradas sinuosas e o chão de cascalho. 
  

Marc Coma
  

Ruben Faria
 

Ike Klaumann
  

Cyril Despres
  

Paulo Gonçalves
  

Jean Azevedo

Resultados

P N Resultado da 5ª etapa Categoria Tempo
4 Paulo Goncalves (1)450 03:58:05
1 Marc Coma (2)450 03:59:07
5 Cyril Despres (3)450 04:00:42
7 Michael Metge (4)450 04:02:52
3 Jakub Przygonski (5)450 04:02:59
10 Dario Julio (6)450 04:07:10
13 Ike Klaumann (7)450 04:07:51
25 Jean Azevedo (8)450 04:10:15
34 Fausto Mota (9)450 04:11:08
10º 17 Ricardo Martins (10)450 04:15:34
11º 19 Leandro Silveira (11)450 04:26:44
12º 31 Julio Zavatti (1)pda 04:33:06
13º 14 Dimas Matos (12)450 04:33:47
14º 50 Raul Lima (13)450 04:32:26
15º 38 Pericles Dutra (14)450 04:37:07
16º 33 Dominique Robin (15)450 04:42:35
17º 18 Guilherme Piva (16)450 04:40:33
18º 43 Ezair Bossa (17)450 04:41:18
19º 30 Glauco Feitosa (18)450 04:42:54
20º 26 Norton Lopes (1)over 04:45:48
21º 22 Ricardo Medeiros (19)450 04:46:14
22º 20 Fabricio Bianchini (20)450 04:46:31
23º 41 Luiz Almeida Jr. (21)450 04:46:38
24º 36 Rui Oliveira (22)450 04:51:07
25º 37 Wilson Franceschi (23)450 04:45:31
26º 23 Marcos Finato (2)over 05:00:44
27º 29 Eduardo Amaral (24)450 04:58:33
28º 44 Danilo Gomes (1)mar 05:08:23
29º 46 Guilherme Kury (25)450 05:18:12
30º 27 Wilson Pereira Jr. (3)over 05:35:06
31º 45 Israel Carvalho Segundo (2)mar 05:26:36
32º 47 Marieta Moraes (1)ov4 05:54:09
33º 39 Roberval Silva (3)mar 05:53:35
34º 8 Humphrey Van Basel (26)450 06:00:00
35º 11 Ramon Sacilotti (4)over 04:57:11
36º 6 Ruben Faria (27)450 06:00:00
37º 21 Deni Do Nascimento (28)450 06:00:00
38º 16 Moara Sacilotti (29)450 06:00:00


P N Classificação Geral Penalidade Total Diferença do 1º
1 Marc Coma   11:38:59 -
4 Paulo Goncalves   11:41:23 00:02:24.0
5 Cyril Despres   11:42:14 00:03:14.1
3 Jakub Przygonski   12:02:16 00:23:16.7
7 Michael Metge   12:02:39 00:23:39.9
13 Ike Klaumann   12:09:31 00:30:32.1
10 Dario Julio   12:12:12 00:33:12.9
25 Jean Azevedo   12:24:03 00:45:03.6
17 Ricardo Martins   12:45:19 01:06:19.1
10º 34 Fausto Mota 00:20:00 13:01:16 01:22:16.6
11º 14 Dimas Matos   13:15:49 01:36:50.3
12º 50 Raul Lima 00:03:57 13:17:43 01:38:43.8
13º 19 Leandro Silveira 00:20:00 13:23:25 01:44:25.7
14º 31 Julio Zavatti 00:20:00 13:28:47 01:49:47.6
15º 20 Fabricio Bianchini 00:01:00 13:38:43 01:59:43.9
16º 43 Ezair Bossa 00:01:32 13:40:09 02:01:10.3
17º 38 Pericles Dutra 00:05:00 13:42:47 02:03:47.8
18º 37 Wilson Franceschi 00:12:06 13:44:55 02:05:56.3
19º 33 Dominique Robin   13:49:06 02:10:06.8
20º 26 Norton Lopes   13:50:14 02:11:14.7
21º 6 Ruben Faria   13:53:07 02:14:07.5
22º 30 Glauco Feitosa   13:55:01 02:16:01.9
23º 41 Luiz Almeida Jr.   13:59:29 02:20:29.8
24º 23 Marcos Finato   14:13:13 02:34:13.6
25º 18 Guilherme Piva 00:02:15 14:20:16 02:41:16.4
26º 44 Danilo Gomes   14:46:33 03:07:33.8
27º 22 Ricardo Medeiros   14:53:34 03:14:34.5
28º 29 Eduardo Amaral 00:25:23 15:02:07 03:23:07.3
29º 27 Wilson Pereira Jr. 00:17:53 16:13:25 04:34:25.8
30º 45 Israel Carvalho Segundo 00:47:00 16:23:45 04:44:45.5
31º 46 Guilherme Kury 00:34:21 16:41:20 05:02:21.3
32º 47 Marieta Moraes 00:00:36 17:10:53 05:31:53.9
33º 39 Roberval Silva 00:51:00 18:19:20 06:40:20.9
34º 11 Ramon Sacilotti 06:25:00 19:43:04 08:04:05.0
35º 8 Humphrey Van Basel 02:41:00 21:57:03 10:18:04.2
36º 36 Rui Oliveira 08:20:00 24:04:41 12:25:42.3
37º 21 Deni Do Nascimento 11:10:00 25:16:24 13:37:24.7
38º 16 Moara Sacilotti 15:10:00 31:18:24 19:39:24.7



Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet