X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Rally

Rally dos Sertões - 3ª etapa - Pirenópolis - Uruaçu (GO)
Publicado em: 27/07/2013

Marc Coma vence disputa de sábado e assume liderança no acumulado
Redação MotoX.com.br – Carolina Arruda – Fotos: Edo Bauer/ Eric Shoeder/ Marcelo Maragni/ DFotos/ Vipcomm

Cerca de arame farpado rouba vitória de Paulo Gonçalves. Nielsen Bueno está fora da competição


Marc Coma


Nielsen Bueno
Aconteceu neste sábado (27) a terceira etapa do Rally dos Sertões. Saindo de Pirenópolis (GO) rumo a Uruaçu (GO), os competidores percorreram 414 quilômetros, sendo 287 de especial. Pode-se dizer que neste terceiro estágio o rally começou para valer, aliás, de forma bem agitada.

O cenário ficou mais desafiador. Neste sábado o caminho foi marcado por serras e zona de canaviais, além de pistas estreitas e locais com referências pouco visíveis. Para completar, algumas das trilhas eram em mata fechada com eucaliptos caídos na proximidade.

Além da navegação ser mais exigida daqui para frente, o físico dos pilotos também começa a ser cada vez mais cobrado. “Foi uma etapa completa, típica de Rally dos Sertões”, resumiu Ramon Sacilotti. “A maior parte da especial foi em um caminho sinuoso, com muita serra e erosão, o que desgastou e exigiu muito a parte física dos pilotos. Houve também trechos de altas velocidades em plantações, onde superamos os 155 quilômetros por hora”, completou Sacilotti.

Com todos esses fatores, o percurso de hoje foi um verdadeiro teste aos pilotos. Nielsen Bueno que o diga. O melhor brasileiro na competição hoje foi obrigado a deixa-la por conta de um acidente no qual fraturou um pulso.

"Estava muito feliz, ontem tinha sido o melhor brasileiro e vinha numa tocada segura, tentando manter o ritmo. Fiquei muito chateado com a atitude do Michael Metge. Corri 100 km na poeira dele, já tinha tirado uns quatro ou cinco minutos de diferença e ele não me deixava passar. No reabastecimento, pedi duas vezes para passar e ele não deixou”, revelou Nielsen Bueno. “Considero uma atitude antidesportiva. Eu mesmo deixei o Ruben Faria passar, porque ele estava mais rápido e o Metge também deixou. É muito perigoso ficar na poeira e foi o que aconteceu. Acabei escorregando numa pedra, cai e o pulso entrou no protetor do guidão. Tive uma fratura. Infelizmente estou fora do rali", lamentou.
 

Guto Klaumann

O companheiro de equipe de Bueno, Guto Klaumann, também passou por um dia ruim. O catarinense se chocou contra Guilherme Cascaes. Ambos os pilotos foram atendidos no local pela equipe médica, apenas reclamando de dores no corpo, e passam bem. Nenhum dos dois envolvidos na queda completaram a prova. Conforme decisão da equipe Honda, Nielsen Bueno e Guto Klaumann foram encaminhados para um hospital em Brasília (DF). 


Paulo Gonçalves
“Conversei com todos da equipe e decidimos em conjunto encaminhá-los para um hospital. Assim, podem fazer exames detalhados e checar se tudo está bem. Pela conversa, o Nielsen tem algumas dores no pulso direito. Já o Guto é mais por precaução”, contou Dário Júlio, piloto e chefe de equipe da Honda Mobil de Rali.

Não só os brasileiros sofreram no caminho a Uruaçu, os estrangeiros também lidaram com alguns contratempos. Primeiro piloto a largar, Paulo Gonçalves manteve a liderança até se perder em uma curva, a 15km do final, e parar numa cerca de arame farpado. Além de cinco minutos, o piloto perdeu a vitória do dia.

“A segunda parte do estágio era bem apertada com muitas curvas. Então eu me perdi em uma das curvas e cai em cima de uma cerca de arame farpado. Minha moto ficou enroscada e meu equipamento em pedaços”, contou. O português reconheceu a sorte de ter saído inteiro. “Fui muito sortudo de não ter me machucado. Entretanto foi nessa hora que Coma me passou... apesar de tudo foi um bom dia”, completou. Gonçalves terminou o dia na terceira colocação.

Com o caminho livre, Marc Coma levou a melhor: “Vencer hoje é um bom sinal porque foi um dia longo e complicado. Parecido com o estágio de ontem (26). Tinha muita poeira e pouco grip. Amanhã também será assim, mas o mais importante é não cometer erros. Devemos ser consistentes, já que a corrida é longa”, analisou o espanhol.

Marc Coma, que largou em segundo, agora assume a liderança no acumulado, porém a vantagem é pequena: está apenas dois minutos à frente de Paulo Gonçalves. A segunda colocação de sábado ficou para Cyril Despres. O francês foi outro que enfrentou problemas ao longo do dia ao perder o odômetro no início do trecho cronometrado. Sem o equipamento para navegação, foram necessárias mais cautela e atenção.


Cyril Despres


Ike Klaumann
"Perdi o odômetro logo no começo da especial e não foi nada fácil ficar sem referência para navegar. O mais importante é que comecei a entender melhor como a moto funciona, mas ainda assim é um processo longo e não dá para ficar forçando nesse estágio inicial. Além disso, está muito quente, pelo menos 20 graus a mais do que está na França, então tem sido bem difícil", avaliou Despres, que relembrou uma das dificuldades extras que os europeus sofrem: aclimatação com o calor da região.

Atrás do português Paulo Gonçalves, chegou Ruben Faria na quarta colocação seguido do companheiro Jakub Przygonski, quinto. A dupla da KTM ocupa as mesmas posições na classificação geral do Rally dos Sertões. E o melhor brasileiro foi Ike Klaumann. O catarinense fechou o dia na sexta posição e se mostrou estrategista: “Fiquei muito feliz com o resultado de hoje, pois procurei não me arriscar. Os estrangeiros andam bastante forte e procuro acompanhá-los na medida do possível. Temos ainda sete dias de provas e é necessário manter a tranquilidade até o fim”, revelou Klaumann.

Sobre as dificuldades técnicas o catarinense destacou as pedras. "Já sabia que hoje seria duro e até o ponto do abastecimento foi legal, rápido. Depois tinha muita pedra, chão solto, bem difícil de segurar a moto. A especial exigiu muito dos pneus, os meus ficaram quase sem gomos", contou.
  

Dário Júlio

Perto de Ike Klaumann, chegou Dário Júlio. O mineiro comentou as dificuldades da prova e relembrou o principal objetivo de um competidor ao começar um rally: chegar ao final.

“O início e os últimos 50 quilômetros de especial eram só pedra, curvas sinuosas e serra. Conseguimos ter um respiro nos canaviais. Foi fácil fazer os roteiros, no entanto a etapa foi dura”, contou. “Tive que economizar gasolina na especial, pois houve um problema com o tanque traseiro. Não foi um bom dia, mas isso acontece. Sempre digo que no Rally dos Sertões, primeiramente, você precisa pensar em terminar. Testamos nossos limites físicos e dos equipamentos a todo instante. Por isso, preciso pensar primeiro em chegar até Goiânia”, completou.


Ramon Sacilotti
O piloto de apoio de Despres, Michael Metge foi o oitavo colocado, à frente de Deni do Nascimento. Jean Azevedo completou os dez mais rápidos do dia. O penta campeão da competição iniciou o Rally dos Sertões dentro do time de competidores favoritos ao título. Neste sábado, em breves palavras, o brasileiro indica ainda permanecer entre os candidatos às primeiras colocações: “Estou me soltando aos poucos”, afirmou.

Ramon Sacilotti foi o 11º colocado do dia e segue contente com os resultados. “Estou em sintonia com a moto e muito satisfeito com o desempenho até aqui, mas o rali está apenas começando”, comentou. A irmã do piloto, Moara Sacilotti, passou por um bom dia de competição, correndo junto aos homens, completou a prova na 33ª posição.

“O dia foi ótimo para mim, a especial teve muitas dificuldades, mas eu me diverti muito andando de moto. Não caí nas ‘pegadinhas’ da navegação e, quando o percurso travou no final da especial, eu ainda estava inteira fisicamente e bastante animada”, explicou. E ainda acrescentou: “Todos os dias são importantes no rali, principalmente os mais longos, sempre decisivos”.


Jean Azevedo

No domingo os pilotos seguem de Uruaçu até Porangatu, também dentro de Goiás. O percurso diminui e será de 289 km, sendo 233 de trecho cronometrado. 
  

Marc Coma
  

Paulo Gonçalves
  

Cyril Despres

Resultados

P # Resultado da etapa País Classe Tempo Penalty Bonus 03:50:24
1 1 MARC COMA ESP (1)450 03:50:24     03:50:24
2 5 CYRIL DESPRES FRA (2)450 03:51:29     03:51:29
3 4 PAULO GONCALVES POR (3)450 03:53:14     03:53:14
4 6 RUBEN FARIA POR (4)450 03:58:38     03:58:38
5 3 JAKUB PRZYGONSKI POL (5)450 03:58:45     03:58:45
6 13 IKE KLAUMANN BRA (6)450 04:00:31     04:00:31
7 10 DARIO JULIO BRA (7)450 04:03:41     04:03:41
8 7 MICHAEL METGE FRA (8)450 04:04:18     04:04:18
9 21 DENI DO NASCIMENTO BRA (9)450 04:05:56     04:05:56
10 25 JEAN AZEVEDO BRA (10)450 04:07:16     04:07:16
11 200 GREGORIO CASELANI BRA (1)PDA 04:12:28     04:12:28
12 37 WILSON FRANCESCHI BRA (11)450 04:20:21     04:20:21
13 14 DIMAS MATOS BRA (12)450 04:21:08     04:21:08
14 50 RAUL LIMA BRA (13)450 04:22:40     04:22:40
15 30 GLAUCO FEITOSA BRA (14)450 04:24:36     04:24:36
16 26 NORTON LOPES BRA (1)OVER 04:26:27     04:26:27
17 18 GUILHERME PIVA BRA (15)450 04:27:00     04:27:00
18 20 FABRICIO BIANCHINI BRA (16)450 04:28:16     04:28:16
19 40 JULIAN VILLARRUBIA ESP (17)450 04:28:58     04:28:58
20 33 DOMINIQUE ROBIN FRA (18)450 04:29:01     04:29:01
21 11 RAMON SACILOTTI BRA (2)OVER 04:09:49 00:20:00   04:29:49
22 17 RICARDO MARTINS BRA (19)450 04:45:36   00:15:01 04:30:35
23 43 EZAIR BOSSA BRA (20)450 04:30:35     04:30:35
24 38 PERICLES DUTRA BRA (21)450 04:32:13     04:32:13
25 34 FAUSTO MOTA POR (22)450 04:13:24 00:20:00   04:33:24
26 23 MARCOS FINATO BRA (3)OVER 04:34:56     04:34:56
27 41 LUIZ ALMEIDA JR. BRA (23)450 04:38:30     04:38:30
28 36 RUI OLIVEIRA POR (24)450 04:52:16     04:52:16
29 51 IGOR TORRES BRA (25)450 04:51:25 00:01:00   04:52:25
30 16 MOARA SACILOTTI BRA (26)450 04:56:06     04:56:06
31 29 EDUARDO AMARAL BRA (27)450 04:56:13     04:56:13
32 44 DANILO GOMES BRA (1)MAR 04:42:57 00:20:00   05:02:57
33 31 JULIO ZAVATTI BRA (2)PDA 04:45:26 00:20:00   05:05:26
34 27 WILSON PEREIRA JR. BRA (4)OVER 05:13:04     05:13:04
35 46 GUILHERME KURY BRA (28)450 05:03:31 00:20:00   05:23:31
36 22 RICARDO MEDEIROS BRA (29)450 05:25:53     05:25:53
37 45 ISRAEL CARVALHO SEGUNDO BRA (2)MAR 05:06:32 00:20:00   05:26:32
38 47 MARIETA MORAES BRA (1)OV4 05:28:20     05:28:20
39 39 ROBERVAL SILVA BRA (3)MAR 05:21:10 00:21:00   05:42:10
40 42 LUCIANO NOVOA BRA (4)MAR 05:28:56 00:16:00   05:44:56
41 8 HUMPHREY VAN BASEL HOL (30)450 06:32:06     06:32:06
42 19 LEANDRO SILVEIRA BRA (31)450 04:44:18 05:20:00 00:15:48 09:48:30
DNF 12 GUTO KLAUMANN BRA (DNF)450        
DNF 15 NIELSEN BUENO BRA (DNF)450 -05:20:00 05:20:00    
DNF 32 GUILHERME CASCAES BRA (DNF)450        


P N Resultado Acumulado Parcial Final Penalidade Total Diferença do 1º
1 MARC COMA 05:01:13   05:01:13 -
4 PAULO GONCALVES 05:03:09   05:03:09 00:01:56.7
5 CYRIL DESPRES 05:03:17   05:03:17 00:02:04.6
6 RUBEN FARIA 05:11:10   05:11:10 00:09:57.4
3 JAKUB PRZYGONSKI 05:14:16   05:14:16 00:13:03.8
13 IKE KLAUMANN 05:14:34   05:14:34 00:13:21.3
7 MICHAEL METGE 05:15:27   05:15:27 00:14:14.1
10 DARIO JULIO 05:19:10   05:19:10 00:17:57.7
21 DENI DO NASCIMENTO 05:22:22   05:22:22 00:21:09.1
10º 25 JEAN AZEVEDO 05:27:23   05:27:23 00:26:10.2
11º 200 GREGORIO CASELANI 05:27:29   05:27:29 00:26:16.5
12º 14 DIMAS MATOS 05:43:50   05:43:50 00:42:37.5
13º 11 RAMON SACILOTTI 05:24:26 00:20:00 05:44:26 00:43:13.7
14º 37 WILSON FRANCESCHI 05:45:19   05:45:19 00:44:06.3
15º 50 RAUL LIMA 05:46:06   05:46:06 00:44:53.2
16º 17 RICARDO MARTINS 06:05:58   05:48:59 00:47:46.7
17º 40 JULIAN VILLARRUBIA 05:49:01   05:49:01 00:47:48.3
18º 18 GUILHERME PIVA 05:49:05   05:49:05 00:47:52.5
19º 20 FABRICIO BIANCHINI 05:50:12   05:50:12 00:48:59.5
20º 30 GLAUCO FEITOSA 05:50:31   05:50:31 00:49:18.7
21º 43 EZAIR BOSSA 05:51:57   05:51:57 00:50:44.9
22º 26 NORTON LOPES 05:52:37   05:52:37 00:51:24.2
23º 34 FAUSTO MOTA 05:35:46 00:20:00 05:55:46 00:54:33.2
24º 38 PERICLES DUTRA 05:57:03   05:57:03 00:55:50.7
25º 33 DOMINIQUE ROBIN 05:57:34   05:57:34 00:56:21.5
26º 23 MARCOS FINATO 06:02:33   06:02:33 01:01:20.8
27º 41 LUIZ ALMEIDA JR. 06:06:01   06:06:01 01:04:48.7
28º 51 IGOR TORRES 06:18:45 00:01:00 06:19:45 01:18:32.1
29º 36 RUI OLIVEIRA 06:23:34   06:23:34 01:22:21.1
30º 31 JULIO ZAVATTI 06:04:13 00:20:00 06:24:13 01:23:00.1
31º 16 MOARA SACILOTTI 06:33:11   06:33:11 01:31:58.4
32º 44 DANILO GOMES 06:17:06 00:20:00 06:37:06 01:35:53.3
33º 29 EDUARDO AMARAL 06:22:02 00:20:00 06:42:02 01:40:49.0
34º 27 WILSON PEREIRA JR. 06:51:37   06:51:37 01:50:24.5
35º 22 RICARDO MEDEIROS 06:54:26   06:54:26 01:53:13.5
36º 45 ISRAEL CARVALHO SEGUNDO 06:42:55 00:20:00 07:02:55 02:01:42.3
37º 46 GUILHERME KURY 06:46:20 00:20:00 07:06:20 02:05:07.1
38º 47 MARIETA MORAES 07:21:14   07:21:14 02:20:01.6
39º 42 LUCIANO NOVOA 07:16:28 00:16:00 07:32:28 02:31:15.2
40º 39 ROBERVAL SILVA 07:40:50 00:21:00 08:01:50 03:00:37.6
41º 8 HUMPHREY VAN BASEL 08:48:00   08:48:00 03:46:47.8
42º 19 LEANDRO SILVEIRA 06:02:58 05:20:00 11:07:10 06:05:57.7






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet