X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Enduro

Copa Verão Maxxi Energy de Cross Country - Itupeva - SP
Publicado em: 19/01/2012

Evento abriu temporada da modalidade com parte das disputas debaixo de chuva
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Luiz C. Garcia


Evento foi realizado na Pista do Juba


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 308 Fotos!
A temporada 2012 começou com força total para a equipe Asfaltozero com a realização da primeira fase da tradicional Copa Verão Maxxi Energy de Cross Country, disutada no ultimo fim de semana, na Pista do Juba, em Itupeva, interior de São Paulo. Mesmo debaixo de forte chuva, o circuito de mais de seis mil metros, suportou bem a condição meteorológica desfavorável e só precisou ser desviado em um trecho devido à grande quantidade de água.

A prova contou com pilotos de renome nacional como Márcio Joanita e o vice-campeão brasileiro da XC1, Nielsen Bueno, que venceu a mesma categoria, principal prova do dia. Largando bem, mesmo com a pista pesada, o mineiro conseguiu imprimir um bom ritmo de corrida e venceu com certa folga. Joanita largou no meio do pelotão e foi subindo de posições até superar Luis Felipe Augusto e assumir o segundo lugar. Claudiney Couto terminou na quarta colocação. Mauricio Ghiraldelli sustentava a quinta posição até a última volta, quando caiu e perdeu o posto para Bruno Lopes.


Nielsen Bueno


Clericson ‘Kison’
Cada bateria teve cerca de uma hora de duração, por isso, a primeira largada contou a participação das categorias XC3, XC4 e XC5.

Mesmo com Theo Lopes bem próximo, Clericson ‘Kison’ manteve a liderança da XC3 de ponta a ponta. Correndo com uma 230cc, Alan Ferro conseguiu fazer uma boa prova de recuperação e terminou em terceiro. Eurico Borgonovi ocupava a segunda posição até a ultima volta, quando seu equipamento apresentou problemas e terminou em quarto. Rubens Curti completou o pódio.

O então líder Betinho Polaz teve que fazer uma parada para arrumar um problema na moto e, com isso, Dalmir Zenni assumiu a ponta da XC4, mas na penúltima volta não suportou a pressão e perdeu a posição para Manoel Fernando. Polaz retornou à pista em sétimo e foi recuperando posições até terminar em terceiro. Agnaldo Quatá andou uma parte da prova em terceiro lugar, no entanto, uma queda na parte final da prova fez com que perdesse o posto e logo em seguida a quarta posição para Claudinei Rosinha.


Manoel Fernando

Toninho da Mata liderava com certa folga a XC5 quando sofreu uma queda e abandonou a prova. Com isso, quem assumiu a ponta para vencer foi Moacir Baez, com Lino Degan em segundo.


Moacir Baez


Adrian Segvald
A Importada Amador e a Nacional Amador foram as categorias seguintes a largar. A chuva deu uma trégua no começo da bateria, mas caiu forte na metade final e muitos pilotos ficaram pelo caminho. Adrian Segvald pressionou por quatro voltas até assumir a liderança da Importada Amadora de Otávio Caradori. No resultado final, João Paulo Souza conquistou o terceiro lugar e completaram o pódio Tiago Valfner e Pieter Boersen.

Para as motos nacionais a prova foi questão de sobrevivência, principalmente no trecho de mata fechada. As três primeiras posições da Nacional Amador foram definidas logo no inicio de prova. Osvaldeir Silva venceu com vantagem em relação a Marcio Zago.

Elcio Pereira tentou acompanhar o ritmo dos ponteiros, mas teve que se contentar com o terceiro lugar. Rafael Krabenborg e Fábio Sega terminaram, respectivamente, na quarta e quinta colocação.



Osvaldeir da Silva


Alan Ferro
A última largada juntou as categorias XC1, XC2, Nacional acima de 230 e Nacional 230. Sem chuva e com forte calor, a disputa pela liderança da XC2 foi acirrada com Márcio Lins largando na frente. Alan Ferro ficou no gate e saiu com dez segundos de desvantagem. Após imprimir um ritmo forte, Alan conseguiu assumir a segunda posição ainda nas primeiras voltas. Com uma boa vantagem, Márcio Lins tinha tudo para vencer, mas uma queda fez com que perdesse a posição no finalzinho para Alan Ferro. Francisco Maldonado terminou em terceiro. Com a folga no calendário de motocross os irmãos Rafael e Ramon Barros andaram pela primeira vez na modalidade e terminaram respectivamente em quarto e quinto.

A Nacional acima de 230cc foi dominada apor Pedro Junior que largou muito bem e não deu chance a ninguém. Márcio Takamune se recuperou após uma largada não muito boa e mesmo sofrendo uma queda durante a prova terminou em terceiro, próximo do segundo colocado Lucas Augusto. Carlos foi o quarto. Simey Fernandes chegou a ocupar a terceira colocação no começo da prova, mas teve que parar para arrumar o pedal de cambio que ficou torto após uma queda na mata. Voltou e terminou em quinto.


Pedro Júnior


Éder ‘Gó’ Jordin
Após ficar afastado das competições, Éder ‘Gó’ Jordin retornou com vitória na Nacional até 230cc. Imprimindo um bom ritmo, Gó chegou a abrir mais de meia pista da disputa pela segunda colocação entre Douglas Lins e David Roberto. Mesmo pressionado até o final da prova, Lins conseguiu ficar à frente e terminou em segundo. Gustavo Macedo fez uma bela prova de recuperação e ficou em quarto. Único piloto com XR 200, Sérgio Raphael terminou em quinto.

No próximo final de semana (21), será realizada a final da copa com a premiação aos dez melhores em todas as categorias somando-se os pontos das duas provas. A prova será no mesmo local, com a pista no sentido contrário ao da primeira etapa, passando pela parte de motocross e com alguns cortes na parte da mata.

A Copa Verão de Cross Country tem patrocínio de Maxxi Energy Drink, Maxxi Ice, JR Rolamentos, Casa do Óleo de Itupeva, Sherco, Estância das Trilhas, All Sign Gráficos, Loja Equilíbrio, Advance Comunicação Visual, Duda Preparações Socorro-SP, Costa Maneira, Auto Já Veículos VW, Mineiro Motos Sumaré, Bike Sport Brasil e apoio de Miami Náutica.

Resultados

Pos XC-1
1 2 Nielsen Bueno
2 610 Marcio Joanita
3 92 Luis Felipe Augusto
4 33 Claudiney Couto
5 62 Bruno Lopes Camargo
6 111 Mauricio Ghiraldelli
7 510 José Luis Alves
8 741 Francisco Graciano
9 112 Fabio Rogério Guedes Vieira
Pos XC-2
1 9 Alan Ferro
2 3 Marcio Luis Pinheiro
3 63 Francisco Maldonado
4 34 Rafael Alberti Barros
5 377 Ramon Alberti Barros
Pos XC-3
1 89 Clericson 'Kison'
2 60 Theo Lopes
3 83 Alan Ferro
4 6 Eurico Borgonovi
5 29 Rubens Curti
6 75 Cassio Lopes Camargo
7 28 Rafael Antonio Berg
8 51 José Luis Alves
9 88 Bruno Guilhermino
Pos XC-4
1 30 Manoel Fernando
2 27 Dalmir Zenni 'Catarina'
3 21 Betinho Polaz
4 25 Claudinei Rosinha
5 49 Agnaldo Quatá
6 36 Pradela
7 19 Gilberto Paschoalin
8 80 Peu Souza
9 74 Ivan Ferreira de Camargo
Pos XC-5
1 55 Moacir Baez
2 54 Lino Ricardo Degan
3 46 Toninho da Mata
Pos Nacional até 230cc
1 67 Eder 'Gó' Jordin
2 85 Douglas Lins
3 133 David Roberto
4 18 Gustavo Macedo
5 15 Sergio Raphael
6 93 André Hansen
7 17 Bruno Pannain
8 91 Wesley Bruno
Pos Nacional acima de 230cc
1 59 Pedro Junior
2 26 Lucas Augusto
3 171 Marcio Takamune
4 192 Carlos Magno
5 71 Simey Fernades
6 13 Erik Fabricio da Costa
7 121 Ricardo Covaes
Pos Importada Amador
1 94 Adrian Segvald
2 5 Otavio Caradori
3 42 João Paulo Souza
4 20 Tiago Valfner
5 84 Pieter Boersen
6 7 Rodrigo José Soares
7 971 André Almeron
8 715 Wilians Luis Armênio
Pos Nacional Amador
1 77 Osvaldeir da Silva
2 158 Marcio Zago
3 82 Elço Pereira
4 79 Rafael Krabenborg
5 70 Fabio Sega
6 24 Leandro da Costa
7 305 Juba
8 76 Rafael Souza
9 52 José Roberto Muraro
10 8 Gustavo Takamune

Classificação Geral

P Nome Tempo Vl
1 2 Nielsen Bueno 0,51,59 7
2 610 Marcio Joanita 0,52,33 7
3 30 Manoel Fernando 0,55,26 7
4 94 Adrian Segvald 0,56,04 7
5 92 Luis Felipe Augusto 0,56,06 7
6 27 Dalmir Zenni 0,56,20 7
7 77 Osvaldeir da Silva 0,57,28 7
8 158 Marcio Zago 0,57,41 7
9 9 Alan Ferro (XC-2) 0,57,49 7
10 89 Clercson 'Kison' 0,57,53 7
11 60 Theo Lopes 0,57,58 7
12 83 Alan Ferro (XC-3) 0,58,26 7
13 6 Eurico Borgonovi 0,58,32 7
14 29 Rubens Curti 1,00,09 7
15 5 Otavio Caradori 1,00,29 7
16 21 Betinho Polaz 1,00,59 7
17 42 João Paulo Souza 1,01,16 7
18 75 Cassio Lopes Camargo 1,01,35 7
19 28 Rafael Antonio Berg 1,01,42 7
20 25 Claudinei Rosinha 1,01,44 7
21 51 José Luis Alves (XC-3) 1,02,25 7
22 49 Agnaldo Quatá 1,03,57 7
23 36 Pradela 1,04,36 7
24 20 Tiago Valfner 1,04,59 7
25 84 Pieter Boersen 1,08,00 7
26 3 Marcio Luis Pinheiro 0,51,23 6
27 67 Eder 'Gó' Jordin 0,51,36 6
28 33 Claudiney Couto 0,53,20 6
29 59 Pedro Junior 0,54,16 6
30 62 Bruno Lopes Camargo 0,54,48 6
31 111 Mauricio Ghiraldelli 0,55,25 6
32 82 Elço Pereira 0,55,29 6
33 79 Rafael Krabenborg 0,56,09 6
34 7 Rodrigo José Soares 0,56,39 6
35 19 Gilberto Paschoalin 0,56,51 6
36 79 Fabio Sega 0,57,09 6
37 85 Douglas Lins 0,58,02 6
38 26 Lucas Augusto 0,58,14 6
39 80 Peu Souza 0,59,16 6
40 88 Bruno Guilhermino 0,59,22 6
41 171 Marcio Takamune 0,59,24 6
42 510 José Luis Alves (XC-1) 0,59,36 6
43 971 André Almeron 1,00,16 6
44 133 David Roberto 1,00,24 6
45 55 Moacir Baez 1,00,34 6
46 54 Lino Ricardo Degan 1,01,00 6
47 192 Carlos Magno 0,50,52 5
48 18 Gustavo Macedo 0,53,03 5
49 24 Leandro da Costa 0,55,26 5
50 305 Juba 0,58,12 5



Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet