X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > Motocross Regional

Desafio Internacional Edgel de Supercross - Capim Branco - MG
Publicado em: 16/10/2009
Clique e saiba mais

Roberto Castro vence desafio internacional de Supercross em Minas Gerais
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Maurício Arruda 


Largada do Desafio Internacional Edgel de Supercross


Roberto Castro comemorou mais uma vitória no Brasil...
Realizado em conjunto com a 2ª etapa do Mineiro da modalidade, o Desafio Internacional Edgel de Supercross aconteceu no último domingo, 11 de outubro, reunindo estrelas nacionais do esporte com destaques latino-americanos na pequena Capim Branco, MG, na microrregião de Sete Lagoas. O final de semana foi bastante agitado com a disputa também da prova válida pelo campeonato estadual na noite de sábado. Além disso o público pôde acompanhar dois shows de rock após as competições, uma noite com o Detonautas Roque Clube e outra com a banda CPM 22.

No desafio internacional, 21 pilotos disputaram as vagas da bateria final, onde apenas os 14 mais rápidos competiram. O evento contou com três pilotos estrangeiros: o costarriquenho Roberto Castro, atual campeão latino-americano de motocross MX2, o venezuelano Humberto Martin, atual vice-campeão da mesma competição, e o norteamericano Vince Devany, veterano de 40 anos que já não compete profissionalmente. 


...E já estuda a possibilidade de competir por aqui em toda a próxima temporada


Com a segunda colocação Rafael Zenni foi o melhor brasileiro no evento
Muitos atletas brasileiros também foram atraídos pela boa premiação da prova (o campeão levou R$ 10 mil, o segundo, R$ 6 mil, o terceiro, R$ 4 mil, o quarto, R$ 2 mil e o quinto R$ 1000) entre os destaques nacionais Jorge Balbi, Pipo Castro, Marcello Ratinho, Dudu Lima, Rafael Zenni e Jean Ramos. A noite prometia boas disputas apesar da pista extremamente fácil, consenso entre os principais pilotos, que a organização justificou com a realização do estadual no sábado, quando competiram pilotos de menor índice técnico. Para o domingo o circuito ganhou mais costelas em relação ao sábado, mas ainda assim era muito simples para o nível dos competidores, tirando parte do brilho das disputas.

As classificatórias começaram no início da noite e os cinco melhores de cada um dos dois grupos se qualificaram para a disputa principal. Na primeira Roberto Castro mostrou velocidade e venceu seguido de Jean Ramos, Pipo Castro, Dudu Lima e César Boaventura. Na segunda Jorge Balbi garantiu o primeiro lugar com Rafael Zenni, Humberto Martin, Vince Devany e Rômulo Bottrel nas outras vagas. 


Pipo Castro largou mal, mas recuperou-se até o terceiro lugar


Balbi liderava quando cometeu um erro, terminando na quarta colocação
A repescagem era a última chance para se chegar ao evento principal e a bateria começou com a liderança de Mariana Balbi. Após algumas voltas Marcello Ratinho conseguiu a primeira colocação, vencendo com Mariana na segunda colocação. Os outros classificados foram Adoflayter Peter e Daniel Damasceno. O público que encheu as arquibancadas esperava ansioso a largada da última e principal corrida, que definiria o campeão do Desafio Internacional Edgel de Supercross.

Na hora da final, largar bem era fundamental para um bom resultado, então quando o mineiro Jorge Balbi surgiu na frente o público festejou. O trabalho do ídolo local começou com perfeição, mas Marcello Ratinho, Rafael Zenni e Roberto Castro estavam no encalço do piloto da 2B Racing. Jean Ramos, um dos favoritos, de cara enroscou-se com outros pilotos e ficou fora da briga. "Não foi minha prova. Enfrentei muitos problemas, me enrosquei várias vezes com outros pilotos", contou o paranaense, desapontado com o resultado na final.

Ratinho pressionou Balbi no início da prova, exigindo que ele mantivesse um ritmo forte. Ao mesmo tempo, Roberto Castro tentava a ultrapassagem sobre Rafael Zenni e Pipo Castro a recuperação depois de uma má largada. Após completar a manobra, o costarriquenho partiu pra cima dos líderes encurtando a distância. 


Marcello Ratinho se enroscou com Roberto Castro na final e acabou  com a quinta colocação


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 443 Fotos!
Neste momento Ratinho precisou mudar de estratégia tentando preservar a segunda colocação dos ataques de Castro. Sem muitos pontos para ultrapassagem, a pista exigia agressividade para ganhar posições, fato que ficou claro quando Castro e Ratinho se enroscaram na disputa pelo segundo lugar. O piloto da Costa Rica conseguiu a segunda colocação apesar de perder vários segundos em relação à Balbi. Para Ratinho o prejuízo foi bem maior com a perda de várias posições.

Balbi respirou na frente, mas a tranquilidade mudou de lado quando o líder deixou o motor de sua 450cc apagar. Roberto Castro passou ao primeiro lugar e daí para frente só administrou a corrida. "Precisei ser duro para conseguir as ultrapassagens. Eu não gosto de ganhar assim, mas a pista era muito simples e era a única forma de ganhar posições", comentou o piloto em seu segundo triunfo em terras brasileiras (em setembro ele venceu o Latino-Americano de Motocross MX2, realizado em Rondônia). Castro negocia para na próxima temporada competir no Brasil. "Hoje as chances de correr por uma equipe brasileira são de 80%", completou o vencedor do desafio de Supercross. 


Show com a banda CPM 22 foi atração depois da prova


Público prestigiou o evento
O paulista Rafael Zenni completou a bateria na segunda colocação, conquistando o melhor resultado entre os brasileiros. "Eu estava muito bem treinado e esperava ganhar esse Desafio, mas minha moto estava ajustada para uma pista bem mais técnica do que a que encontrei em Capim Branco. Mesmo assim fiquei feliz por ter feito o melhor tempo nas classificatórias e obter o melhor resultado da prova entre os brasileiros! Venho intensificando meu ritmo de treinos e espero agora vencer na última etapa do Arena Cross em Itu, dia 24/10", disse o piloto que corre em casa a etapa final da modalidade.

O pódio ficou completo com Pipo Castro em terceiro, Jorge Balbi em quarto e Ratinho em quinto. "Fiz uma largada péssima e a pista estava lisa, perigosa, muito difícil de trocar o trilho, patinava muito. Por isso o terceiro lugar foi um bom resultado", acredita Pipo. Já Balbi lamentou o erro que acabou com suas chances de vitória: "O Ratinho pressionou no início, mas eu estava administrando a corrida quando o motor da moto apagou", contou. "A pista era fraca, então ficou difícil me recuperar. O público tem muito carinho comigo por isso é sempre bom correr aqui", completou Balbi. 


Mariana Balbi foi destaque no sábado com vitórias em duas categorias do Mineiro de Supercross, SX3 e SXJr


Pela SX1 no Mineiro de Supercross Balbi venceu seguido por Pipo Castro e Rômulo Bottrel 
O promotor Geraldo "Edgel" Gonçalves ficou satisfeito com o sucesso do evento, mas ressaltou a necessidade de novas parceiras para o crescimento do esporte: "O evento foi dentro do esperado. Investimos alto e precisamos de novos parceiros. Nossa intenção é de promover novas edições da prova", afirmou.

Antes do Desafio internacional, foram os pilotos locais que agitaram Capim Branco. A noite de sábado, quando foi realizada a 2ª etapa do Mineiro de Supercross, começou com problemas na iluminação. Apesar do atraso de horas na solução do problema e das corridas realizadas madrugada à dentro, o público manteve a Arena da competição cheia. Na SX1 Jorge Balbi venceu a prova, seguido de Pipo Castro e Rômulo Bottrel. Mariana brilhou com o primeiro lugar na SX3 e SXJr. Nas demais baterias os vencedores foram Daniel Damasceno (Iniciantes), Filippe Gonçalves (85cc) e Hugo Evantuil (65cc).

O Supercross Edgel foi uma realização de Edgel Industrial, com supervisão da Federação Mineira de Motociclismo. Cerveja oficial do evento: Itaipava e PAD. Promoção: 98 FM e Prefeitura Municipal de Capim Branco. Apoio: Rede Globo Minas, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de MG. Organização: Conectmais Comunicação.

Resultado

P. N. Desafio Internacional Patrocinador País
1 191 Roberto Castro Suzuki Cos
2 931 Rafael Zenni Suzuki/Petrobras/Zenni Preparações/Bra Bra
3 13 Christopher Castro 2b Racing/I9/Mart Plus Bra
4 3 Jorge Balbi 2b Racing/I9/Mart Plus Bra
5 38 Marcelo Lima Equipe Honda/Mobil Bra
6 708 Humberto Martin Suzuki Thor Ven
7 338 Eduardo Lima Equipe Honda/Mobil Bra
8 8 Vince Devany 2b Racing/I9/Mart Plus Eua
9 225 Romulo Bottrel 2b Racing/I9/Mart Plus Bra
10 39 Mariana Balbi 2b Racing/I9/Mart Plus Bra
11 72 Adoflayter Peter Morato Racing/Maqmotos Yamaha Bra
12 174 Daniel Damasceno - Bra






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet