X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Brasileiro de Motocross

2ª etapa - Resultados de Sábado - Canelinha - SC
Publicado em: 25/04/2009

Mariana Balbi faz história em Santa Catarina
Redação MotoX.com.br - Fotos: Maurício Arruda 


Barro e confusão no início da MX3


Assista ao vídeo de sábado
O Campeonato Brasileiro de Motocross seguiu para Canelinha, SC, onde neste sábado, 25, teve início a 2ª etapa da temporada 2009. Seguindo os moldes da primeira rodada as provas de MXJr, 65 cc, MX3 e 50cc estavam programadas para o dia de hoje, mas as chuvas dos dias anteriores deixaram a pista pesada, provocando o cancelamento da classe 50cc. 

Veja também: Resultados das provas de domingo

O tempo seguiu instável, variando de chuvoso a ensolarado, apenas no final da tarde ficou mais firme, dando a impressão de que as provas de domingo serão sob Sol. 

Veja quais foram os detaques nas primeiras disputas da etapa.

MXJr - Gabriel Gentil vence e se emociona 


Gabriel Gentil

Dudu Lima largou bem na prova dos garotos liderando até sofrer uma forte queda na 6ª volta que, infelizmente, provocou seu abandono e uma fratura em seu tornozelo esquerdo. A liderança passou então para Gabriel Gentil que manteve a ponta até o final, aproveitando a boa vantagem que havia conquistado sobre os demais. Os pilotos da equipe Honda, andaram juntos trocando de posições por toda a prova, e subiram nas demais posições do pódio. As colocações se definiram apenas na última volta na seguinte ordem: Rodrigo Rodrigues em segundo, Rodrigo "Lama" em terceiro, Hector Assunção em quarto e Gustavo Takahashi em quinto.

"Venho trabalhando forte para conseguir bons desempenhos. Hoje contei com a sorte, mas estava focado na corrida", comentou Gentil após a prova. O catarinense chegou a chorar em uma entrevista após a premiação, quando comentou das dificuldades em se manter no campeonato quase sem apoio.

Pos No. MXJr Best Tm Diff Points Laps
1 31 Gabriel Bitencourt Gentil 2:07.174 - 25 12
2 32 Rodrigo De Castro Rodrigues 2:04.981 +41.600 22 12
3 332 Rodrigo De Andrade Santos 2:06.784 +44.306 20 12
4 30 Hector Freitas Assunçao 2:07.482 +47.357 18 12
5 41 Gustavo Takahashi 2:10.609 +49.354 16 12
6 938 Victor Feltz 2:14.862 +1:51.432 15 12
7 59 João Vinicius Gabriel Costa De Oliveira 2:12.173 +1:52.635 14 12
8 50 Marcal Muller 2:12.929 1 Lap 13 11
9 39 Mariana Balbi 2:16.922 +2.083 12 11
10 65 Samuel De Souza Pacheco 2:17.863 +28.328 11 11
11 515 Felipe Augusto Favero Simoes 2:19.587 +36.868 10 11
12 116 Gabriel Zenni 2:18.304 +45.636 9 11
13 90 Luis Felipe Claudino 2:19.704 +1:14.587 8 11
14 104 Leonardo Barros Pereira 2:24.864 +1:42.699 7 11
15 236 Dante Lupo Parra 2:19.745 +1:46.634 6 11
16 951 Fabio Bortolotti Lobo 2:29.412 +1:57.069 5 11
17 414 Pablo Ricardo Sebben 2:23.511 +2:03.866 4 11
18 361 Maicon Frena 2:20.764 +2:11.590 3 11
19 427 Lucas Ricardo Rezende 2:28.527 2 Laps 2 10
20 279 Fernando Alex Reis 2:30.840 +11.932 1 10

65 cc - Muita lama e abandonos 


Rodrigo Riffel

Devido ao estado da pista o traçado foi encurtado nesta bateria, mas mesmo assim muitos pilotos tiveram dificuldade. Prova disto foi que menos da metade dos 38 pilotos que largaram, conseguiram terminar a prova que foi vencida de ponta a ponta por Rodrigo Riffel. O piloto da equipe LEM Corse colocou uma volta de vantagem sobre Wilgner Francisco, segundo colocado. Pedro Bueno repetiu o bom desempenho da etapa de abertura terminando em terceiro. 

Com este resultado Riffel e Wilgner empataram na liderança do campeonato. "Fui muito bem em Canelinha. Consegui abrir do segundo colocado e mantive minha posição. A lama não chegou a me atrapalhar pois tenho procurado treinar nestas condições", declarou o vencedor.

Pos No. 65cc Best Tm Diff Points Laps
1 5 Rodrigo Jose Riffel 1:21.314 - 25 13
2 28 Wilgner Francisco 1:23.494 1 Lap 22 12
3 35 Pedro Henrique Rosa Bueno 1:29.800 +28.635 20 12
4 71 Matheus Galves De Souza 1:32.351 +38.255 18 12
5 99 Victor Monnerat 1:31.501 +40.154 16 12
6 15 Jose Brayan Padilha Soares 1:32.983 +55.620 15 12
7 9 Gustavo Alves Santos Borges 1:33.934 2 Laps 14 11
8 12 Enzo Lazaro Pedo Lopes 1:29.172 +3.441 13 11
9 115 Lucas De Almeida Calazans 1:33.657 +9.573 12 11
10 121 Jivago Del Claro Rigo Filho 1:35.187 +31.833 11 11
11 150 Daniel Reichhardt 1:29.385 +31.833 10 11
12 126 João Gabriel Michelin 1:36.464 +34.199 9 11
13 8 Kioman De Jesus Navarro 1:32.567 +36.584 8 11
14 102 Djalma Carvalho De Brito 1:36.692 +1:34.534 7 11
15 7 Gustavo Pessoa De Souza 1:30.517 3 Laps 6 10
16 60 Leonardo Seibert Limberger 1:46.093 +1.771 5 10
17 800 Joao Alves De Araujo Filho 1:40.314 +7.318 4 10
18 120 Raul Rodrigues Salmazo 1:47.431 4 Laps 3 9
19 333 Bruno Andrade Couto 1:45.214 +26.918 2 9
20 117 Glauter Ribeiro Da Silva Filho 1:53.151 +28.548 1 9

MX3 - Mariana vence e assume a liderança do campeonato


Mariana Balbi

Numa prova histórica, Mariana Balbi largou na frente, mas logo foi ultrapassada por Cristiano Lopes. Mas o paulista cometeu um pequeno erro pouco depois perdendo várias posições. Mariana reassumiu a liderança e aos poucos passou a abrir vantagem sobre Elton Becker, segundo colocado. Nas últimas voltas ela segue andando forte fazendo a volta mais rápida da prova, para se tornar a primeira mulher a vencer uma prova do Campeonato Brasileiro de Motocross. De quebra a mineira assumiu a liderança do campeonato. Elton Becker mesmo com o pneu traseiro furado nas últimas voltas conseguiu segurar a segunda colocação, enquanto Cristiano Lopes recuperou algumas posições terminando em quinto. Alexandro Martins, o Anão, garantiu a terceira posição da prova enquanto Israel Feitosa completou na quarta colocação.

"Esta vitória representa tudo na minha vida. Durante todo este tempo procurei sempre ficar entre os melhores me esforçando nos treinamentos e me privando de prazeres que meninas da minha geração normalmente tem.  Dedico esta vitória a meu pai, minha mãe, minha irmã, meu irmão (o também piloto Antônio Jorge Balbi) e meu primo Max. Sem eles, tenho certeza que jamais chegaria a este momento mágico" disse Mariana, que defenderá a liderança da categoria na próxima etapa.

Amanhã (domingo) será a vez das categorias MX2, CRF 230F, 85cc e MX1, disputarem suas baterias (nesta ordem). Os treinos livres estão previstos para se iniciarem as 7 horas da manhã. Por volta das 10:00h começam os treinos cronometrados e as provas serão a partir das 14h30min. Para ouvir o áudio da locução de Valério Neto ao vivo, direto de Canelinha, clique aqui

Pos No. MX3 Best Tm Diff Points Laps
1 39 Mariana Balbi 2:00.789 - 25 13
2 28 Elton Becker 2:00.868 +44.368 22 13
3 33 Alexandro Valerim Martins 2:05.557 +1:32.902 20 13
4 334 Jose Israel Batista Feitosa 2:08.191 +1:34.164 18 13
5 26 Cristiano Lopes 2:01.271 +1:42.944 16 13
6 45 Erivelto Donizete Rossi Nicoladelli 2:08.947 +2:04.532 15 13
7 550 Anderson Vaz Mendes 2:05.936 +2:07.995 14 13
8 49 Marcelo Alan Agostini 2:11.370 +2:18.454 13 13
9 731 Vagner Lachi 2:06.393 +2:33.345 12 13
10 610 Marcio Rogerio Do Nascimento 2:09.161 1 Lap 11 12
11 52 Leo Lopes 2:11.189 +3.593 10 12
12 925 Eliseu Glanert 2:10.294 +6.158 9 12
13 227 Ademir Antonio Todeschini 2:11.468 +24.645 8 12
14 16 Nicomedes Soares Da Rocha Filho 2:05.553 +1:01.345 7 12
15 82 Marco Muller 2:15.563 +1:06.051 6 12
16 800 Alencar Krefta 2:14.799 +1:08.107 5 12
17 128 Anisio Roberto Clasen 2:15.381 +1:13.184 4 12
18 327 Gustavo De Oliveira Visotto 2:12.325 +1:14.772 3 12
19 153 Nasri Weinhardt Sarkis 2:12.732 +1:18.935 2 12
20 823 Carlos Eduardo Coelho 2:17.236 +1:25.960 1 12
    



Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet