X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > Rally

Rally Dakar 2009 - 14ª etapa (Final) - Córdoba - Buenos Aires
Publicado em: 18/01/2009
Clique e saiba mais

Buenos Aires reencontra a caravana do Dakar. Marc Coma confirma vitória de ponta a ponta.
Texto: Maurício Arruda - MotoX.com.br


Hora de comemorar: David Fretigne, Marc Coma e Cyril Despres estouram o champanhe em Buenos Aires
Foto: David Santos

14ª Etapa (16/01) - Córdoba / Buenos Aires - Total do dia: 792 km
Deslocamento: 224 km
Especial: 227 km
Deslocamento: 341 km


Marc Coma conquistou pela segunda vez o título de campeão do Dakar 
Foto: David Santos
O espanhol Marc Coma confirmou neste sábado, 17, seu domínio na 31ª edição do Rally Dakar, a primeira disputada em território sul-americano percorrendo 14 etapas por Argentina e Chile. O desfecho da competição foi o aguardado e exatamente aquele que, há alguns dias, já vinha se desenhando. Coma abriu uma importante vantagem logo no início do rali que só fez aumentar com o passar do tempo. Cyril Despres, ao contrário do concorrente, começou enfrentando problemas com os pneus de sua moto e teve um longo caminho para recuperar-se até a segunda colocação. Quem em boa parte do trajeto foi o principal adversário de Coma foi David Fretigne que, com uma 450cc, esteve na luta pela liderança geral. Terminou com um merecido terceiro lugar geral e o título da categoria."Subir ao pódio no Dakar é uma proeza. Penso ter conseguido algo único com as 450 cc. Queria me tornar o primeiro a subir ao pódio. Fui o primeiro a acreditar que era possível, quando todos pensavam o oposto. Agora, aqui estou, com um terceiro lugar, e quase toda a corrida em segundo. Estou muito satisfeito. Além do resultado, há o prazer de pilotar e tem sido extraordinariamente bem sucedido. O rali foi duro, mas eu esperava algo ainda mais difícil. Tinha me preparado bem, o que me permitiu desfrutar plenamente estes 15 dias."


O assédio da imprensa com o piloto espanhol após o término da prova
Foto: Papp T.


Edição foi histórica, a primeira em terras sul-americanas
Foto: André Chaco
Quando partiram para o último dia os envolvidos na disputa pelo título sabiam que só um grande imprevisto poderia tirar o título de Coma. Depois do ocorrido na edição anterior, quando o espanhol abandonou na antepenúltima etapa tendo uma folgada liderança, o espanhol adotou um discurso cauteloso e de que havia aprendido a lição. De fato parece que sim, pois na disputa deste ano Coma foi preciso, atacou nos momentos convenientes e depois administrou sem nenhum grande erro. Na etapa entre Córdoba e Buenos Aires terminou com o sexto tempo e enfim comemorou o bi-campeonato (títulos de 2006 e 2009). "Tantos dias de competição, de trabalho, estou muito feliz. Era uma corrida bastante complicada. Nós não conhecíamos bem o terreno e, por isso, foi difícil definir a tática. Gostaria de agradecer toda a equipe. Eles fizeram um trabalho fantástico. Existem muitas pessoas que trabalham nos bastidores e também merecem essa vitória. Agora quero saborear o momento", disse o campeão. 


Equipe KTM comemora o título da 31ª edição do Dakar
Foto: David Santos


David Fretigne fez um grande rali. Além da terceira posição geral foi o piloto mais rápido com uma moto 450cc 
Foto: Papp T.
Dos últimos 792 quilômetros 227 foram cronometrados. Com disposição e vontade de assegurar seu quinto lugar na classificação geral, o português Hélder Rodrigues atacou e acabou o rali com a vitória nesta última etapa, a terceira em sua carreira no Dakar. O norueguês Pal Anders Ullevalseter foi o maior adversário de Hélder tanto na etapa quanto na soma total dos tempos, acabou precisando se contentar com o segundo lugar do dia e a sexta posição na classificação geral.

Cyril Despres marcou o terceiro tempo ficando com o título de vice-campeão. Talvez se não tivesse tantos problemas no início do rali, pudesse ter protagonizado um duelo mais contundente com Marc Coma. "Foi um belo final, digno de uma chegada do Tour de France na Champs Elysees. A especial foi muito rápida, sem qualquer dificuldade, nada de navegação, mas um grande clímax para terminar a viagem na América do Sul. Seria difícil terminar pior do que comecei os primeiros dias deste rali, mas eu não lamento nada", afirmou o francês, vencedor da edição anterior, realizada em 2007. Jordi Viladoms e David Casteu completaram os cinco mais rápidos da etapa final.

Dos cinco brasileiros que enfrentaram o rali na categoria moto apenas dois completaram a prova, e com méritos. Ambos estreantes no Dakar, mas com históricos completamente diferentes, chegaram emocionados ao final. José Hélio Rodrigues, dono de diversos títulos do Rally dos Sertões, foi nosso melhor representante na competição e encerrou a prova com a 12ª posição geral, além de ser o terceiro melhor com uma 450cc (atrás de David Fretigne e Hélder Rodrigues). "Para mim, o mais importante foi conseguir concluir o maior rali do Mundo", destacou depois de sua chegada a Buenos Aires. "Quero disputar novamente e estar melhor do que desta vez. Minha moto se comportou muito bem durante todos os dias de prova e minha equipe está de parabéns. Deu tudo mais certo do que esperava", comentou o paulista que no total pilotou por mais de 57 horas apenas nos trechos especias da prova. 


Zé Hélio Rodrigues completou a prova como melhor brasileiro nas motos
Foto: André Chaco


Rodolpho Mattheis levou título na classe Marathon até 450cc - para motos de série, com preparação e troca de peças limitada
Foto: Donizetti Castilho
Para Rodolpho Mattheis, piloto menos experiente que Zé Hélio e que compete profissionalmente há apenas dois anos, a última etapa reservou uma inesperada surpresa: a vitória na categoria  marathon até 450cc - para motos de série, com preparação e troca de peças limitada. "Foi uma verdadeira lição de vida completar o Dakar. Voltarei pra casa diferente, com a sensação de ter me tornado uma pessoa melhor, mais paciente. Cada etapa é uma superação e esses ensinamentos sei que carregarei por toda a minha vida", afirmou emocionado o piloto que terminou com a 31ª colocação geral.

Encerrando a programação do Dakar, aqueles que completaram a 31ª edição do maior rali do mundo, 113 de 217 pilotos na categoria motos, realizaram um desfile na Avenida Libertador, uma das principais de Buenos Aires, no domingo, dia 18. A apresentação finalizou o evento que teve início no dia 03 de janeiro, e fez história como o primeiro Dakar disputado em terras sul-americanas. Nas trinta edições anteriores o palco mesclou terras européias e africanas no trajeto deste fantástico desafio para homens e máquinas.

Resultado 14ª etapa

Pos Piloto Moto Tempo Interv. Penalização
1 Rodrigues (prt) Ktm 01:42:37 00:00:00
2 Ullevalseter (nor) Ktm 01:44:44 00:02:07
3 Despres (fra) Ktm 01:45:18 00:02:41
4 Viladoms (esp) Ktm 01:46:08 00:03:31
5 Casteu (fra) Ktm 01:47:14 00:04:37
6 Coma (esp) Ktm 01:47:43 00:05:06
7 Verhoeven (nld) Ktm 01:47:49 00:05:12
8 Visser (nld) Ktm 01:48:23 00:05:46
9 Knuiman (nld) Ktm 01:48:25 00:05:48
10 Farres Guell (esp) Ktm 01:48:29 00:05:52
11 Jakes (svk) Ktm 01:48:54 00:06:17
12 Vinters (lva) Ktm 01:51:30 00:08:53
13 Przygonski (pol) Ktm 01:51:48 00:09:11
14 Fretigne (fra) Yamaha 01:51:52 00:09:15
15 Stanovnik (svn) Ktm 01:52:53 00:10:16
16 Rodrigues Filho (bra) Honda 01:54:33 00:11:56
17 Goncalves (prt) Honda 01:56:37 00:14:00
18 Watt (gbr) Ktm 01:57:47 00:15:10
19 Extance (gbr) Honda 01:59:20 00:16:43
20 Guasch (esp) Ktm 02:00:02 00:17:25
54 Rodolpho (bra) Ktm 02:15:17 00:32:40

Classificação final

Pos Piloto Moto Tempo Interv. Penalização
1 Coma (esp) Ktm 52:14:33 00:00:00
2 Despres (fra) Ktm 53:40:11 01:25:38 03:00
3 Fretigne (fra) Yamaha 53:53:29 01:38:56
4 Casteu (fra) Ktm 54:32:27 02:17:54
5 Rodrigues (prt) Ktm 54:36:44 02:22:11 03:00
6 Ullevalseter (nor) Ktm 54:39:35 02:25:02
7 Viladoms (esp) Ktm 54:43:02 02:28:29 20:00
8 Verhoeven (nld) Ktm 55:05:12 02:50:39 38:00
9 Knuiman (nld) Ktm 55:37:14 03:22:41 06:00
10 Goncalves (prt) Honda 56:27:15 04:12:42 06:00
11 Przygonski (pol) Ktm 56:53:04 04:38:31
12 Rodrigues Filho (bra) Honda 57:09:30 04:54:57 20:00
13 Stanovnik (svn) Ktm 58:52:20 06:37:47 06:00
14 Vinters (lva) Ktm 58:59:45 06:45:12
15 Visser (nld) Ktm 59:31:10 07:16:37 26:00
16 Cottet (che) Ktm 61:42:21 09:27:48 24:00
17 Van Den Goorbergh (nld) Honda 62:08:19 09:53:46 06:00
18 Macek (cze) Yamaha 62:35:02 10:20:29 50:00
19 Farres Guell (esp) Ktm 63:00:03 10:45:30 05:00
20 Czachor (pol) Ktm 63:15:21 11:00:48 04:00:00
21 Willemsen (nld) Yamaha 63:38:27 11:23:54 18:00
22 Jarmuz (pol) Honda 63:39:38 11:25:05 03:00
23 Bethys (fra) Honda 63:43:39 11:29:06 04:00:00
24 Guasch (esp) Ktm 63:52:52 11:38:19 24:00
25 Pronk (nld) Honda 64:19:24 12:04:51
26 Extance (gbr) Honda 65:29:02 13:14:29 04:08:00
27 Barrot (fra) Yamaha 65:29:39 13:15:06 28:00
28 Gadioux (fra) Ktm 65:33:16 13:18:43
29 Croquelois (fra) Yamaha 65:37:34 13:23:01
30 Bianchi Prata (prt) Bmw 65:42:29 13:27:56 06:00
31 Rodolpho (bra) Ktm 65:54:06 13:39:33
32 Duclos (fra) Ktm 65:56:11 13:41:38 02:27:00
33 Van Pelt (nld) Honda 66:06:00 13:51:27
34 Puertas Herrera (esp) Ktm 66:23:38 14:09:05 06:00
35 Villarrubia Garcia (esp) Gas-gas 66:39:55 14:25:22 21:00
36 Schwarz (aus) Ktm 67:05:24 14:50:51 04:00:00
37 Meillat (fra) Kawasaki 67:06:42 14:52:09 06:00
38 Watt (gbr) Ktm 67:19:30 15:04:57 04:00:00
39 Prohens (chl) Ktm 68:01:16 15:46:43
40 Van Den Broek (nld) Honda 68:07:11 15:52:38 02:26:00
41 Zegers Correa (chl) Honda 68:17:33 16:03:00
42 Pedrero Garcia (esp) Ktm 68:21:37 16:07:04 02:38:00
43 Jakes (svk) Ktm 69:10:28 16:55:55 03:00:00
44 Fronek (cze) Ktm 69:32:37 17:18:04 01:23:00
45 Carillon (fra) Ktm 69:56:40 17:42:07 20:00
46 Dubois (fra) Ktm 70:18:45 18:04:12 05:00
47 Lormand (fra) Yamaha 70:50:57 18:36:24 04:06:00
48 Liefhebber (nld) Yamaha 71:02:50 18:48:17
49 Messiaen (bel) Ktm 71:23:16 19:08:43
50 Snijders (nld) Honda 71:26:37 19:12:04
51 Serradori (fra) Beta 72:19:06 20:04:33 04:05:00
52 Waldschmidt (nam) Ktm 72:40:01 20:25:28 10:00
53 Pol (nld) Honda 73:01:16 20:46:43 04:00:00
54 Bounds (gbr) Ktm 73:06:36 20:52:03
55 Dasse (fra) Ktm 73:35:37 21:21:04 15:00
56 Villy (fra) Yamaha 73:42:26 21:27:53
57 Trolard (fra) Yamaha 73:57:33 21:43:00 21:00
58 Jobard (fra) Ktm 74:07:09 21:52:36
59 Junco Andres (arg) Ktm 75:02:28 22:47:55 04:14:00
60 Arnoult (fra) Ktm 75:06:54 22:52:21 03:00:00
61 Desi (hun) Ktm 75:36:11 23:21:38 10:05:00
62 Duicu (rou) Ktm 76:16:46 24:02:13 04:29:00
63 List (nld) Yamaha 76:31:40 24:17:07 27:00
64 De Bois (nld) Ktm 76:41:07 24:26:34 29:00
65 Pabiska (cze) Ktm 76:48:32 24:33:59 04:11:00
66 Rond (nld) Ktm 77:46:40 25:32:07 02:29:00
67 Fonjallaz (che) Ktm 78:03:38 25:49:05 06:00
68 Pavey (aus) Bmw 78:20:23 26:05:50 15:00
69 Koolen (nld) Honda 78:54:57 26:40:24 04:06:00
70 Coet (fra) Ktm 79:06:59 26:52:26 06:00:00
71 Maion (fra) Beta 79:08:54 26:54:21 06:00
72 Miti (arg) Yamaha 79:09:45 26:55:12 04:05:00
73 Schiano (fra) Sherco 79:49:21 27:34:48 04:00:00
74 Pagnon (fra) Ktm 80:17:54 28:03:21 04:00:00
75 Sanchez Tapia (esp) Ktm 81:13:20 28:58:47 09:00
76 Seel (swe) Ktm 81:14:58 29:00:25 04:26:00
77 Van Der Laan (nld) Husqvarna 81:19:46 29:05:13 07:12:00
78 Van Olst (nld) Ktm 81:40:45 29:26:12 02:05:00
79 Gomez Pallas (esp) Honda 82:24:43 30:10:10 04:05:00
80 Schuttel (nld) Yamaha 82:56:47 30:42:14 04:00:00
81 Van Bergeijk (nld) Ktm 85:49:51 33:35:18 05:23:00
82 Kronseder (deu) Ktm 86:45:31 34:30:58 08:06:00
83 Domet (fra) Yamaha 87:08:25 34:53:52 04:14:00
84 Domet (fra) Yamaha 87:19:01 35:04:28 04:06:00
85 Domet (fra) Yamaha 87:40:49 35:26:16 04:27:00
86 Palante (bel) Honda 87:50:12 35:35:39 05:43:00
87 Ennis (irl) Ktm 88:00:07 35:45:34 04:22:00
88 Memi (arg) Bmw 88:17:40 36:03:07 04:30:00
89 Saghmeister (srb) Ktm 88:19:54 36:05:21 08:41:00
90 Buchan (gbr) Ktm 88:52:38 36:38:05 04:03:00
91 Pennarun (fra) Yamaha 89:51:42 37:37:09 08:25:00
92 Roos (nld) Ktm 90:20:58 38:06:25 18:00
93 Bonnet (fra) Ktm 90:50:35 38:36:02 15:00
94 Shepherd (nzl) Ktm 92:33:19 40:18:46 27:00
95 Orfanos (grc) Honda 93:44:55 41:30:22 06:08:00
96 Estrade (fra) Sherco 93:46:18 41:31:45 08:06:00
97 Braat (nld) Ktm 94:50:52 42:36:19 01:23:00
98 Rahm (swe) Ktm 96:05:28 43:50:55 05:15:00
99 Slapsys (ltu) Ktm 98:46:42 46:32:09 10:00:00
100 Depoorter (bel) Ktm 98:52:35 46:38:02 07:27:00
101 Ano (fra) Yamaha 99:59:43 47:45:10 12:00
102 De Roo (nld) Yamaha 103:13:03 50:58:30 12:45:00
103 Cherpin (fra) Ktm 104:17:41 52:03:08 04:10:00
104 Lecomte (fra) Yamaha 104:18:10 52:03:37 06:10:00
105 Vulliet (fra) Yamaha 104:59:47 52:45:14 14:30:00
106 De Groot (nld) Yamaha 106:12:06 53:57:33 07:11:00
107 Diguiet (fra) Ktm 108:34:54 56:20:21 04:08:00
108 Verriest (bel) Suzuki 111:39:37 59:25:04 11:52:00
109 Alan (arg) Ktm 113:11:08 60:56:35 19:46:00
110 Ghitti (ita) Ktm 117:31:00 65:16:27 14:03:00
111 Guyomarc’h (fra) Ktm 122:36:43 70:22:10 14:09:00
112 Merkit (tur) Ktm 160:59:12 108:44:39 66:15:00
113 Knecht (che) Ktm 205:46:02 153:31:29 18:40:00






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet