X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Paulista de Motocross

1ª etapa - Indaiatuba - SP
Publicado em: 14/06/2007

Paulista retorna com abertura da temporada no Centro Educacional de Trânsito Honda em Indaiatuba
Texto e fotos: Maurício Arruda


Largada categoria 85cc


Nivaldo Viana
E o Campeonato Paulista de Motocross está de volta! Após um início de ano conturbado para o motociclismo paulista com a suspensão da Federação do Estado pela Confederação Brasileira de Motociclismo, assunto que segue em discussão, finalmente foi dada a partida para o estadual de motocross de São Paulo.

Problemas a parte a promotora do campeonato, Beilstrein Eventos, com o patrocínio de Honda e Mobil anúnciou no final de maio o retorno da competição. O palco escolhido não poderia ser outro senão a tradicional pista do CETH (Centro Educacional de Trânsito Honda) em Indaiatuba, local que recebeu nos dias 09 e 10 de junho a primeira das seis etapas programadas para o Paulista 2007. O circuito é famoso por contar com a melhor infraestrutura do país para competições da modalidade, com um amplo box totalmente asfaltado atendendo todas as necessidades dos competidores.

Veja Também: 
Galeria de Imagens das corridas de domingo com 581 fotos!
Galeria de Imagens dos treinos de sábado e corrida 50cc com 426 fotos!


Paulinho Giovani


Luiz Laurindo
A pista é velha conhecida dos pilotos e já foi palco de todas as competições possíveis. Além do estadual já passaram por ali todas os mais importantes eventos: Brasileiro de Motocross, Mundial de Motocross e até o Motocross das Nações - na sua edição de 1999 - competição que reúne os melhores pilotos do mundo e é considerada a olímpiada do motocross.

Mas vamos ao assunto principal desta matéria, o retorno do Campeonato Paulista de Motocross, competição que sempre foi considerada a principal entre todas realizadas regionalmente e pelo que vimos neste início manterá esta coroa. Novas categorias, um formato mais enxuto e inscrição com um valor mais baixo são novidades positivas para esta temporada. Foi também muito bom rever e ouvir o sempre competente locutor Francisco Marques, o Chicão, que durante anos trabalhou no motocross do nosso estado e retornou a locução da modalidade. Chicão atualmente também faz a locução da Stock Car e da Corrida de São Silvestre entre outros grandes eventos esportivos e devido a esses outros compromissos não estará presente em todas as etapas do Paulista. Além de Indaiatuba o campeonato deve passar também pelas cidades de Americana, Rio Claro, Praia Grande e Sorocaba (o calendário ainda pode passar por alterações).  


Marcos Moraes


Mateus Mendonça
Outra boa novidade para o campeonato deste ano é que a nova moto off-road da Honda, a CRF 230, tem agora uma categoria exclusiva (com preparação limitada). Esta classe deve atrair muitos novos praticantes para o motocross já que a motocicleta funciona muito bem na modalidade, é um projeto totalmente off-road e o consumidor pode retira-lá direto da concessiornária para pista, sem necessidade de modificações. 

O custo será controlado graças ao regulamento que permite poucas alterações. Substituir o conjunto de escapamento é uma das poucas mudanças permitidas, assim
a categoria cumprirá bem o papel de porta de entrada para novos praticantes, ou mesmo como um bom canal de retorno para antigos pilotos que queiram competir (e ser competitivos) com baixo custo. 

Mas, além da CRF 230, outras oito categorias estiveram na pista em Indaiatuba. Vamos conferir como foram as provas e todas as emoções desta 1ª etapa do Campeonato Paulista de Motocross 2007.

Corridas


Djalminha Britto


Guilherme Costa
As corridas começaram no sábado, quando a garotada da 50cc teve uma bateria única com classificação separada nas classe A (5 e 6 anos) e B (7 e 8 anos). A prova foi aquela tradicional correria de pais e mães de coração apertado pelo pit stop e contou com a presença de 13 pilotinhos. 

Dois deles foram os grandes destaques: Djalminha Britto e Matheus Mendonça, pilotos que disputaram a ponta intensamente com diversas trocas na liderança. Em um determinado momento um toque entre os dois ponteiros interrompeu a batalha. Matheus Mendonça levou a pior e caiu, mas retornou a disputa ainda em segundo. Para Djalminha Britto tudo correu bem até a bandeirada e com a vitória na categoria B ele sai na frente na disputa pelo título. O pódio completo da B contou com Dodô Bueno na terceira posição, Luca Rosa em quarto e Gustavo Martins em quinto.


Kaio Miranda


Ricardo Jurça
O atual campeão da A, Guilherme Costa, também foi destaque da bateria e, andando em um ritmo bastante forte, garantiu a vitória da categoria (e a terceira posição geral da prova). Seu principal oponente foi Carlinhos Evangelista, piloto que vem mais experiente para esta temporada e promete dar trabalho. Renato Paz, Lucas Friderich e 
Emerson Rocha completaram os cinco mais rápidos da A. 

No domingo durante a cerimônia de abertura um minuto de silêncio. Momento de homenagem ao jovem piloto Daniel Guelman e também a José Valadares (pai do piloto Wellington Valadares), ambos falecidos recentemente.
 
Os motores começaram a roncar com a bateria da CRF 230. Dada a largada Carlo Mônaco pulou na frente abrindo grande vantagem já na primeira volta. A segunda posição era ocupada por Nivaldo Viana, piloto que já foi campeão paulista da categoria Tornado B (em 2005), seguido de perto por André Stocovich e Andreo Blóes, o Urso.
  
Nivaldo quase perde a segunda posição ainda na primeira volta quando ultrapassou a parede na curva de acesso a subida da largada. Enquanto isso Mônaco abre distância rapidamente, mas a briga pela segunda posição é a que vale (Mônaco acabou desclassificado no final da tarde, quando a direção técnica da prova informou que sua moto tinha alterações não permitidas) e vai esquentando volta a volta.


Gustavo Takahashi

Na metade da bateria Nivaldo começa a escapar e assim garante a primeira posição da categoria. A principal briga da prova envolve os dois pilotos da equipe Moto Snob / Novamoto, André Stocovich e Marcos Moraes. A briga é boa e Moraes, que já havia ultrapassado Hélpio Nogueira e Andreo Blóes supera também Stocovich que passa então a preocupar-se com o quarto colocado Diego. Este no entanto termina nesta mesma posição e quem completa o pódio é Thiago Pioli vindo da nona posição no início da prova.

A outra bateria reservada a motos de fabricação nacional, a Tornado, largou em seguida. Esta categoria agora é unica (sem divisão de preparação A e B) com cilindrada liberada, para alegria do piloto Valmir Polaco. E é justamente ele quem usa a força de seu motor 400 (!!!) para partir na primeira posição.


Thallis Cirilo
Polaco e Chiquinho Velasco iniciam a prova imprimindo um forte ritmo só acompanhando por Luiz Laurindo que assume a terceira posição.  Pouco mais atrás Paulinho Giovani ocupa a quarta posição enquanto Danilo Fumes e Murilo Tomazelli disputam o quinto lugar. A liderança de Polaco dura pouco e ele acaba ultrapassado por Chiquinho e Laurindo. "Tive problemas com o câmbio da moto que ficou travado em uma única marcha", afirmou.

Para Chiquinho a liderança não dura uma única volta já que ele cai e deixa a disputa. Laurindo é o terceiro líder da bateria enquanto Polaco já sofre a pressão de Paulinho Giovani. Antes da metade da prova ele consegue a ultrapassagem e daí pra frente segue em busca de Laurindo conseguindo a ultrapassagem nas voltas finais. Giovani recebe a bandeirada e vibra muito com a vitória: "Não tive uma boa largada e os cinco primeiros concorrentes andam mais ou menos no mesmo segundo, por isso tive trabalho. No finalzinho ví que dava para superar o primeiro, fui pra cima e conquistei a vitória", disse Giovani feliz com a primeira posição.


Alexandro Martins


Wellington Valadares
Já Laurindo lamentou a perda da liderança na parte final da prova. "Travou o braço. Troquei de luva pra corrida, fui testar na corrida e travou a mão", afirmou o segundo colocado. Polaco apesar dos problemas confirmou a terceira posição e Murilo Tomazelli levou vantagem na disputa com Danilo Fumes pelo quarto lugar.

As motos especiais invadiram a pista para a bateria da MX2 com o primeiro duelo entre os profissionais. Wellington Garcia partiu na ponta seguido por Marcello Ratinho Lima, Felipe Grimberg e Roosevelt Assunção. Esta bateria teve a presença de pilotos que competem na MXJr no campeonato nacional, como por exemplo Dudu Lima e Gustavo Amaral (piloto que teve uma queda durante a prova prejudicando seu resultado), promovendo duelos que não podemos acompanhar no Brasileiro.

Rapidamente definem-se as disputas neste início com Wellington, Ratinho e Roosevelt na frente, Grimberg isolando-se em quarto e Thales Vilardi disputando o quinto lugar com Dudu Lima. Rafael Zenni, que recupera-se de uma lesão, chegou a largar, mas completou apenas quatro voltas e deixou a corrida.


Rodrigo Lama


Hector Assunção
Aos quinze dos 25 minutos (+ duas voltas) de prova o ritmo é bastante forte com Ratinho tentando colocar pressão no líder Wellington. Roosevelt vai ficando com a terceira posição e Grimberg também firma-se em quarto com boa vantagem para Dudu que esta altura já superou Thales. 

Para Grimberg a prova termina mais cedo de forma péssima. Com o pé atingido por uma pedra (e fraturado) o piloto deixa a pista e recebe o atendimento da equipe Astra Médica. Na ponta Wellington confirma a vitória com pouco mais de dois segundos de vantagem sobre Ratinho. "Ontem me soltei bem nos treinos e hoje consegui andar bem redondo. O Ratinho desde o início colocou pressão, mas consegui administrar bem a liderança e chegar em primeiro", comentou o vencedor.

Roosevelt confimou uma tranquila terceira posição e Dudu Lima fez bonito garantindo o quarto lugar. Thales Vilardi fechou o pódio seguido por Edson Bertos, Carlo Mônaco, Natto Peres, Heinz Crispim e Rodrigo Ranieri.

Ricardo Jurça pulou na frente na bateria da 65cc com Kaio Miranda em segundo Gustavo Pessoa em terceiro e Anderson Amaral em quarto. Embalado por sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro Kaio Miranda determinou o ritmo da prova e conseguiu a liderança ainda na volta inicial.


Wellington Garcia

Após pouco mais de vinte minutos Kaio cruzou a bandeirada em primeiro, sem pressão de Jurça que no entanto não permitiu que o líder abrisse muita vantagem chegando em segundo com uma prova consistente. Mesma situação ocorreu na disputa do terceiro lugar com Anderson Amaral levando vantagem sobre Gustavo Pessoa.

Uma das melhores batalhas desta bateria ocorreu pela quinta posição com Guilherme Guarnieri, Matheus Corguinha e Felipe Ribeiro disputando cada metro da pista até uma volta do final. Nesta Corguinha confirmou a posição enquanto Guarnieri deixou a disputa e Ribeiro perdeu posições terminando em nono.


Marcello Ratinho
A Intermediária partiu com gate completo, 40 motos, e começou com uma queda coletiva na largada envolvendo mais ou menos seis competidores. Quem escapou da confusão e começou na frente foi Thiago Tsuji seguido por Guilherme Piva.

Mas quem brilhou na bateria foi o estreante Gustavo Takahashi, piloto oficial Honda da classe 85 que correu pela primeira vez na categoria. Takahashi logo assumiu a liderança e depois não olhou mais pra trás garantindo a vitória. 

Tsuji caiu ainda na primeira volta perdendo algumas posições. A briga pelo segundo lugar envolveu Thallis Cirilo e Guilherme Piva com vantagem para o primeiro que vibrou muito com a conquista. Em quarto chegou Marcos Moraes que roubou a posição na última volta de Thiago Pioli (os dois no segundo pódio do dia, já que também foram destaques na prova da CRF).

Na categoria MX3, destinada aos pilotos sêniores, Alexandro Martins conquistou uma bela e tranquila vitória de ponta a ponta. Wellington Valadres também foi destaque completando a bateria na segunda posição. Antes porém o piloto precisou defender-se de um motivado Wilson Sato que andou forte e colocou pressão até abandonar a corrida quando restavam quatro voltas.


Roosevelt Assunção
Outro que ameaçou a posição de Valadares foi Márcio Joanita Nascimento, mas o segundo colocado controlou bem o adversário mantendo o posto até a bandeirada. Em uma grande prova de recuperação Júlio Betke ultrapassou Marco Mugão Paz na última volta para garantir uma disputa quarta posição. João Carlos Nunes, o Pézão, deixou escapar um lugar no pódio terminando em sexto.

O vencedor, o catarinense Alexandro Martins, explicou que pretende fazer todo campeonato e lutar pelo título: "Tenho que continuar treinando, me dedicando, largar bem e buscar as vitórias. Me desfiliei em Santa Catarina e pretendo participar de todas as provas". 

Gustavo Takahashi voltou a pista em seguida para disputar a 85cc. Nesta prova ele e seus companheiros de equipe, Rodrigo Santos Lama e Hector Assunção, foram os protagonistas na disputa pela vitória. Neste momento o locutor Chicão chamou três grandes nomes com muita história dentro do motocross para acompanhar a corrida da torre de locução. Jorge Negretti, Cristiano Lopes e Nuno Narezzi já protagonizaram muitas disputas nesta mesma pista e desta vez acompanharam a disputa e também comentaram as disputas da nova geração.


Thales Vilardi
Takahashi sofreu uma leve queda ainda no início, mas manteve-se bem na prova que tinha Rodrigo Lama na liderança. Hector Assunção ocupava a terceira posição enquanto a veloz Jaqueline Poltronieri, piloto local, para delírio do publico vinha na quarta posição.

Os três pilotos Honda seguem na briga pela liderança enquanto Hugo Marchi supera Jaqueline assumindo a quarta posição. Takahashi pression Rodrigo Lama até conseguir a primeira posição, mas logo em seguida se atrapalha com um retardatário e vai mais uma vez ao chão. Lama volta pra primeiro e agora tem a presença de Hector cada vez mais próximo.

Hector Assunção consegue a liderança, mas a prova segue indefinida pois Lama continua na sua cola. No final Hector confirma a vitória com Lama em segundo e Gustavo Takahashi em terceiro encostando na última volta em uma recuperação impressionante. Hector ficou surpreso com a primeira posição: "Ontem nos treinos cai, machuquei o dedo e precisei fazer bastante gelo. Não esperava a vitória, andei para pontuar, mas Graças a Deus deu tudo certo e consegui o primeiro lugar", comentou.


Quem também fez grande prova de recupração foi Gabriel Zenni que chegou a quarta posição em uma manobra muito parecida com a de Jorge Negretti sobre Chumbinho nesta mesma pista no início do ano. antes da última curva ele superou Hugo Marchi, quinto colocado. Francisco Martins, o Netinho, ficou com a sexta posição e Jaqueline, após enfrentar problemas para religar a moto depois de um erro completou em sétimo.

Finalizando o evento a bateria da categoria MX1 viu mais uma ótima disputa entre Marcello Ratinho, Wellington Garcia e Roosevelt Assunção com os três partindo nesta ordem.

Roosevelt começa a prova muito forte, consegue ultrapassar Wellington e depois Ratinho. Até a metade da prova ele vai ganhando terreno, mas é neste momento também que Wellington começa a reagir e consegue ultrapassar Ratinho assumindo o segundo lugar. A esta altura quarta e quinta posições já parecem definidas - e mais se confirmariam - para Thales Vilardi (estreante na categoria) e o catarinense Djohny Aquino. 


Veja Também: 
Galeria de Imagens das corridas de domingo com 581 fotos!

Galeria de Imagens dos treinos de sábado e corrida 50cc com 426 fotos!
Rapidamente Wellington vai abrindo de Ratinho e começa a descontar a vantagem de Roosevelt. Faltando poucos minutos acontece a mudança definitiva na liderança com Wellington ultrapassando seu companheiro de equipe. Roosevelt tenta reagir sem seucesso e ainda sofre uma queda que lhe custa a segunda posição. "Tentei um traçado diferente na subida da largada acabei passando em uma valeta no barro que travou a moto e virei pra frente", explicou o piloto que finalizou a bateria em terceiro, atrás de Ratinho.

Assim Wellington Garcia terminou a competição como grande destaque do evento vencendo as duas principais categorias, MX2 e MX1. Quarta e quinta posições foram conquistadas por Thales Vilardi e Djohny Aquino. Atrás poucas mudanças com Edson Bertos superando Cauê Aguiar para conquistar a sexta posição ainda nos primeiros minutos de prova. Cauê ainda contou com o assédio constante de Uyran Silva que perseguiu de perto por toda bateria sem contudo conseguir uma tentativa de ultrapassagem. 

A segunda etapa do Campeonato Paulista de Motocross acontece em Mogi das Cruzes nos dias 30 de junho e 01 de julho.

O Campeonato Paulista de Motocross tem organização da Beilstrein Eventos, supervisão da Federação Paulista Motociclismo (FPM), patrocínio de Honda e Mobil e conta com o apoio da Rádio 89fm, Jornal Votura e Mxbrasil.

Resultados

P. MX1 M. Volta Equipe
1 5 Wellington Garcia Matos 00:01:45.327 Hon, Did, Pirelli, Asw, Mobil, Ngk
2 4 Marcello Ferreira Lima 00:01:46.494 Vaz/yamaha/fox/brigstone/pro X/pro C
3 6 Roosevelt De Freitas Asuncao Jr 00:01:46.037 Hon,mobil,asw, Ngk, Did,oakley,pir
4 19 Thales Villardi Felix Da Silva 00:01:50.197 Hon/mobil/showa/asw/master.did/rif
5 22 Djohny Luiz De Aquino 00:01:50.916 Mcr-motoshop-mercado Do OlÉo-tbt Rac
6 36 Edson Luiz Bertos 00:01:53.029 Ting Luiz Bertos
7 251 *caue Paulini Aguiar 00:01:54.982 Mx Rancing
8 77 *uyran Carlos Faria Da Silva 00:01:54.351 Stylos Metris/proterra/circuit/mr Pr
9 181 *roger Torres Tiradentes 00:01:59.368 Rede Tiradentes Radio E Tv
10 818 *edson Carlos De Angelis 00:01:58.327 Do Bolso
P. 85cc M. Volta Equipe
1 4 Hector De Freitas Assuncao 00:01:54.048 Hon Mobil Asw Oakley Pirelli Ng
2 11 *rodrigo Andrade Santos 00:01:55.339 Hon/mobil/riffel/did/polisport/orb
3 6 Gustavo Vieira Takahashi 00:01:53.611 Hon/mobil/pirelli/asw/orbital
4 19 Gabriel Zenni 00:02:02.632 Zenni Preparacoes
5 333 Hugo Marchi 00:02:02.505 Luiz Racing/ze Marchi Madura
6 170 Francisco Martins 00:02:03.902 Apoio Hon Racing
7 41 Jaqueline Cristina Poltronieri 00:02:03.821 W3 - Scoot
8 67 Raul Faustino 00:02:05.080
9 35 Guilherme R. Nascimento 00:02:05.411 Jc. Racing Motopecas
10 236 Dante Lupo Parra 00:02:04.847
P. MX3 M. Volta Equipe
1 21 Alexandro Valerim Martins 00:01:54.792 Toque De Pele Intima
2 116 Wellington Valadares 00:01:56.623 Ims/polisport/protaper/honda
3 610 Marcio "Joanita" R. Nascimento 00:01:56.670 Joanita
4 691 Julio Sergio Bithke 00:01:55.471 Zr Ziper Da Moda/ File Preparacoes
5 100 Marco Antonio Paz Mugao 00:01:56.878 Hon Ims Orbital
6 5 Joao Carlos Nunes 00:02:00.663
7 64 Alessandro Pereira Dias 00:01:59.735 Mrp Racing
8 61 Rinaldo Jose Spagnol 00:02:00.207
9 316 Flavio Bueno Machado 00:02:01.403 Motocross Connection
10 233 Ricardo Sato 00:01:59.942 Rm Motos/ss Motos
P. Intermediária M. Volta Equipe
1 150 Gustavo Takahashi 00:01:53.791 Ortda/mobil/pirelli/asw/orbital/poli
2 101 Thalles Cirilo Pereira 00:01:55.071
3 769 Guilherme Piva 00:01:55.128 Ims/polisport/racoes Ouro Verde/db D
4 2 Marcos Roberto Roza De Moraes 00:01:54.823 Novamoto/motosnob - Jm Comercio De C
5 920 Thiago Piolli 00:01:55.917 Lm Preparações-skf-total Fitness-ale
6 551 Kaique A. Polimeno 00:01:56.772 Asw/lxm/mc Racing/galleon
7 142 Fernandes Lemos 00:01:56.378 Mogogas/skf/mauro Motos/jlracing/óti
8 74 Thiago Tsuji 00:01:58.133 Tsuji Motos/animais Pet Shop/z Racin
9 7 Elvis Tezotto De Miranda 00:01:58.675 Moto Speed Racing,mx Tech Suspensoes
10 126 Willian Da Silva Gil Sanches 00:01:59.822 Auto Posto Cascas/ Moto Freitas
P. 65cc M. Volta Equipe
1 1 Kaio Cesar Miranda 00:02:04.798 Oakley-frigeri-fox-circuit-racetech-
2 99 Ricardo Tadeu 00:02:05.249 Z Racing/negreti Preparacoes
3 19 *anderson Amaral 00:02:06.705 Circuit/mr Pro/polini
4 536 Gustavo Pessoal 00:02:07.375 Asw/motul/rodas Manguros/big Rodas
5 17 *matheus Ribeiro Corguinha 00:02:09.191 Beijoca Confeccao
6 715 Matheus Luiz Prado 00:02:09.200 Motul/heberj Motos
7 94 Wilgner Francisco 00:02:12.484
8 53 Felipe Zambrini Santos 00:02:14.058 Directlink
9 22 *felipe Sorrentino Ribeiro 00:02:08.953 Lufi Lingerie
10 71 Italo Almeida Bonkowski 00:02:17.147 Jaime Motos Cacapava
P. MX2 M. Volta Equipe
1 5 Wellington Garcia Matos 00:01:44.871 Hon, Did, Asw, Orbital, Ngk, Pirel
2 1 Marcello Ferreira Lima 00:01:44.935 Vaz/yamaha/fox/brigstone/pro X/pro C
3 6 Roosevelt Freitas Assuncao 00:01:46.103 Hon/mobil/did/orbital/oakley/maste
4 338 Eduardo Ferreira Lima 00:01:48.226 Vaz/yamaha/fox/brigstone/pro X/pro C
5 19 Thales Vilardi Felix Da Silva 00:01:48.490 Hon/mobil/pirelli/showa/orbital/as
6 36 Edson Luiz Bertos 00:01:49.150 Ting/dismotor/ims/borges/b. Carneiro
7 330 Carlo Monaco Valenca 00:01:50.228 Duboy Racing/frigeri/vaz/orbital/ace
8 449 Renato Peres 00:01:50.989 Oakley, Marco Negretti Preparaaoes,
9 150 Heinz Chrispim 00:01:52.545 Race Tech/ims/mr Pro/ Ims / M3
10 823 Rodrigo Ranieri 00:01:54.593 Plena Saude
P. Tornado M. Volta Equipe
1 15 Paulo Giovani De Oliveira 00:01:58.510 Skf/polaco Preparacoes/vipmunck/rata
2 43 Luiz Carlos Laurindo De Faria 00:01:59.075 Mc Racing/procros
3 4 *valmir Targino 00:01:59.316 Protork/polaco Preparacoes
4 917 Murilo Tomazelli Scisci 00:02:00.370 Xandao,mxr Graficos, Zoff Club, Ims,
5 17 Danilo Milton Fumes 00:02:00.325 Shadormotocross,gtrodas,wacs,agfraci
6 152 Rodrigo Guedes Peguinelli 00:02:05.211 Tag Veiculos,solucard,ate Preparaçoe
7 49 Tiago Risso 00:02:06.806 Mxr Graficos/sumer Piscinas/mb Motos
8 304 Tiago Henrique Pires 00:02:10.018 Jr Rolamenstos/vsi/bike/frazzini
9 55 Luciano Amorim Cabral 00:02:10.018 Agua Mineral Cascataí/ricamar Pneus
10 72 Ailton Avelino Alves 00:02:12.425 Cont-alves Contabilidade / Visecar P
P. CRF230 M. Volta Equipe
1 53 Nivaldo Viana 00:02:05.666 Moto Mesquita/sanmell/honda
2 2 Marco Roberto Roza De Moraes 00:02:05.952 Novamoto/motosnob/jm Comercio
3 127 Andre Stocovich 00:02:08.188 Moto Snob/nova Moto
4 94 Diego 00:02:06.777 Brc/mr Pro/master/ims/dablio
5 920 Thiago Pioli 00:02:09.759 Skf-all/clean/shift/smith/alemao Pne
6 77 Andreo Luis Bloes 00:02:09.632 Urso Motos
7 8 *helpio Nogueira 00:02:13.475
8 57 Florindo Zatti 00:02:13.950 Zatti Essey/soro Diesel/salto Vacuo
9 28 Paulo Rogerio Da Silva 00:02:12.339 Prea Motos
10 7 Francisco Jose Marino 00:02:08.484
P. 50cc A Tempo Equipe
1 1 Guilherme Costa 00:18:57.246 -
2 14 Carlos Evangelista 00:19:19.160 -
3 22 Renato Paz 00:20:05.213 -
4 77 Lucas Friderich 00:18:55.266 -
5 3 Emerson Rocha 00:19:39.181 -
6 261 João Craveiro 00:19:06.955
7 17 Leonardo Corrêa 00:19:38.548 -
8 22 Gui Varicoda 00:17:40.369
P. 50cc B Tempo Equipe
1 13 Djalma Brito 00:18:37.112 -
2 8 Mateus Mendonça 00:18:52.780 -
3 70 Douglas Bueno 00:20:00.804 -
4 93 Luca Rosa 00:19:19.998 -
5 67 Gustavo Martins 00:19:26.225

Clique aqui para conferir os resultados completos com todas as posições    



Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet