X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Rally

Sertões 2019 - Campo Grande, MS - Aquiraz, CE
Publicado em: 03/03/2019

Tunico Maciel conquista bicampeonato nas Motos
Redação MotoX.com.br - Carolina Arruda – Fotos: Victor Eleutério / Eduardo Carvalho  


Tunico Maciel

Após 4.887,59 km, sendo 2.858 cronometrados, chegou ao fim o Sertões 2019. Em sua 27º edição, o maior Rally do Brasil contou com oito etapas, largando em Campo Grande (MS) rumo à Aquiraz (CE). A prova contou com variedade de terrenos, desde areia à pedras, passando por muitos trechos de aceleração e cânions.

Nas motos, Tunico Maciel (Honda) sagrou-se campeão, superando Jean Azevedo, segundo colocado na classificação geral. Maciel assumiu a liderança na segunda etapa e não desacelerou mais: foi o mais rápido em cinco das oito etapas. O piloto leva também o título da categoria Production Aberta

“Que sensação! O Sertões é uma prova única, todos que ganham parece que é a primeira vez. Eu já estava emocionado antes de subir na rampa”, conta o bicampeão Tunico Maciel. “Tivemos dias longos e extremamente difíceis para chegar ao final com o título. Mantive o foco e a calma o tempo todo, não encostei o guidão da moto no chão em momento algum. Foi um rali incrível”, declarou.


Jean Azevedo

O veterano Jean Azevedo (Honda) sofreu com imprevistos logo no início da prova e não conseguiu superar a vantagem de Tunico Maciel nas etapas seguintes, entretanto leva pra casa o primeiro lugar da Super Production. “Terminamos com uma dobradinha no pódio, o Tunico fez uma grande prova e está de parabéns. Agora vamos preparar para 2020, sempre estou em busca de mais e quero conquistar o meu oitavo título no Sertões” revela Azevedo.


Ricardo Martins
Em uma prova de recuperação, Ricardo Martins colocou a Yamaha no pódio, com a terceira colocação geral e o vice-campeonato na categoria Super Production. “O rally começou bem pra gente, porém no segundo dia, de uma hora pra outra eu me vi no chão. Tomei uma queda muito forte em uma erosão traiçoeira, nem vi como cai. Acabou quebrando bem a moto. Dali pra frente começou uma corrida de recuperação e, no terceiro dia, talvez por atacar demais, tive problemas com o mousse da roda. Mas o rally é isso, nem sempre são só maravilhas, temos que ser fortes pra poder enfrentar os dias ruins, e assim como no rali, também é na vida”, afirma Martins.

Bruno Leles e Vitor Closs completam o top 5 entre as motos. Vale o destaque para Rami Sfredo, sexto colocado na geral e campeão da categoria Marathon. O piloto caiu nos primeiros quilômetros da prova, fraturando o pulso esquerdo. Contrariando as recomendações médicas, Sfredo seguiu na competição e ao final recebeu o prêmio de “herói da prova”. “Ou eu sou muito frouxo ou esse cara é muito macho”, brincou o Dr. Jorge Vigoreto, médico chefe do Sertões, quem entregou o prêmio ao piloto.

Entre os UTVs, os competidores encontraram uma categoria acirrada. A regularidade definiu os vencedores: Denísio Nascimento e Idali Bossi. “Foram quase cinco mil quilômetros, então foi preciso ter muita atenção na navegação. Havia muita informação na planilha, como advertências de perigo e mudanças de roteiro. Chegamos aqui com 100% de aproveitamento e é uma honra ser campeão dos UTVs no Sertões 2019”, avalia o navegador Idali Bosse.


Marcelo Medeiros

Confirmando o favoritismo, Marcelo Medeiros faturou o título entre os quadriciclos. “Imprimi um ritmo forte desde a primeira etapa, com segurança e consciente. Completei todas etapas sem problemas e mantive o foco, a concentração e o ritmo até o final. Foi bom chegar aqui, foi um dos mais difíceis que participei, com especiais longas, trechos com alto grau de dificuldade, mas estou feliz por ter completado e conquistado mais um título”, comemora Medeiros.


Sertões 2019

Dos 187 veículos que largaram, 158 completaram a prova, sendo 57 motos, 6 quadris, 49 UTVs, 29 carros do Cross Country e 17 carros do regularidade. Para o próximo ano a expectativa é por uma prova ainda mais complexa e desafiadora, já que o objetivo da organização dos Sertões é transformar a competição no maior rally do mundo até 2022, passando por todas as regiões do Brasil, “do Oiapoque ao Chuí”.

Confira o resultado da oitava etapa  - Cratéus – CE / Aquiraz – CE

Motos
1. #3 Jean Azevedo, Super Production, Honda CRF 450RX, 11min47s
2. #2 Ricardo Martins, Super Production Yamaha WR 450F, 11min47s
3. #1 Tunico Maciel, Production Aberta, Honda CRF 450RX, 12min56s

Quadriciclos
1. #105 Giovanni de Castro, Yamaha Raptor 700r, 12m28s
2. #102 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM 700R, Taguatur Racing, 12m29s
3. #107 Milton Martens, Yamaha Protótipo, 13m44s

UTVs
1. #210 Bruno Varela/Gustavo Bortolanza, Can-Am X3, 11min18s
2. #216 Rodrigo Varela/Fábio Pedroso, Pro, Can-Am X3, 11min34s
3. #249 Charles Martins / George Araújo, Over45, Can-Am X3, 11min48s

Carros
1. #301 Cristian Baumgart/Beco Andreotti, T1-Codasur, Ford Ranger X Rally, 11m53s
2. #302 Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, T1-Codasur, L200 Triton Sport Racing, 11m56s
3. #303 Marcos Baumgart / Kleber Cincea, Ford Ranger X Rally, 12m00s

Resultado Final, após oito etapas:

Motos
1. #1 Tunico Maciel, Production Aberta, Honda CRF 450RX, 34h03min18s
2. #3 Jean Azevedo, Super Production, Honda CRF 450RX, 34h27min35s
3. #2 Ricardo Martins, Super Production, Yamaha WR 450F, 36h11min09s
4. #18 Bruno Leles, Super Production, Yamaha YZ 450FX, 36h31min14s
5. #9 Vitor Closs, Production Aberta, Beta 480RR, 37h03min25s

Quadriciclos
1. #102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing Team, 39h10min39s
2. #107 Milton Martens, Martens Rally Team, 60h11min07s
3. #101 Wescley Dutra, Girão Racing, 60h16min32s
4. #105 Giovanni de Castro, BPM Raceteam, 73h18min15s
5. #104 Heli Pessoa, Dango Racing, 105h23min48s

UTVs
1. #202 Denisio do Nascimento/Idali Bosse, Pro Elite, Can-Am X3, 33h32min38s
2. #210 Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, Over, Can-Am X3, 33h52min12s
3. #216 Rodrigo Varela/Fábio Pedroso, Pro, Can-Am X3, 34h03min39s
4. #225 Bruno Varela/Gustavo Bortolanza, Pro Elite, Can-am X3, 34h19min24s
5. #212 Gabriel Cestari/Jhonatan Ardigo, UTVP, Can-am X3, 34h49min06s

Carros
1. #323 Lucas Moraes/Kaique Bentivoglio, T1-Codasur, Ford Ranger X-Rally, 30h33m04s
2. #301 Cristian Baumgart/Beco Andreotti, T1-Codasur, Ford Ranger X Rally, 30h41m49s
3. #302 Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, T1-Codasur, L200 Triton Sport Racing, 33h31m56s
4. #303 Marcos Baumgart/Kleber Cincea, T1-Codasur, Ford Ranger X Rally, 33h44min04s
5. #309 Gunter Hinkelmann/Deco Muniz, T1-Codasur, Mitsubishi ASX, 35h15min07s
 




Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet