X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Enduro

Brasileiro de Enduro FIM 2019 Nova Bréscia - RS - 2ª etapa
Publicado em: 11/04/2019

Francês Romain Dumontier assume liderança na Enduro GP e Bruno Crivilin estreia com vitória na E1
Redação MotoX.com.br - Fotos: Rogério Leite, Idário Café/Mundo Press e Janjão Santiago

Campeonato 2019 teve nova rodada com chuva no Rio Grande do Sul


Romain Dumontier

Os pilotos que disputam a temporada 2019 do Brasileiro de Enduro FIM enfrentaram mais uma difícil rodada neste fim de semana, dias 6 e 7, com muita chuva em Nova Bréscia (RS). Superar as dificuldades do terreno encharcado foi o desafio da segunda etapa do campeonato com o francês Romain Dumontier (equipe Yamaha O2BH Racing) conquistando o melhor desempenho entre todos, garantindo a vitória na Enduro GP e Na E2. Os competidores cumpriram três voltas por dia em um trajeto de 40 quilômetros, com três Enduro Testes (especiais cronometradas) em cada giro.


Bruno Crivilin

Com o resultado Dumontier assumiu a liderança da categoria Enduro GP e abriu vantagem na E2 onde também venceu a abertura do campeonato. "O sábado foi muito bom, um dia com poucos erros, consegui vencer a Enduro GP e a categoria E2. Estava muito confiante neste domingo, comecei bem, ganhando a primeira especial, mas caí na segunda volta e perdi segundos importantes em uma disputa muito apertada com o Bruno Crivilin (Honda Racing). Foi uma prova com muitos desafios, com lama, pedras e raízes grandes, muito fácil de errar. O importante foi que saímos liderando o campeonato. Agora temos um intervalo grande até a próxima rodada e poderemos nos preparar ainda mais", destacou o francês.


Gabriel Soares


Júlio Ferreira
Atual campeão, o capixaba Crivilin fez seu retorno ao campeonato após cinco meses em recuperação de uma cirurgia no joelho direito e foi o mais rápido da E2 nos dois dias, além de garantir o melhor tempo entre todos no domingo, terminando com o segundo lugar da Enduro GP na soma dos dois dias. "Estou muito feliz com meu desempenho, mesmo em recuperação da recente cirurgia. A intenção era marcar bons pontos e andar com cuidado, pensando no campeonato. A prova foi bastante desgastante e a cada volta fui me adaptando mais. Foi surpreendente o final de semana, consegui vencer os dois dias na minha categoria e fiz um primeiro e um terceiro na Enduro GP", disse o piloto da equipe Honda Racing.  

Apesar do terceiro na Enduro GP e do segundo na E2, Gabriel Soares (Honda Racing) afirmou que teve difuldades com o estilo da prova. "O fim de semana foi bem difícil, porque a etapa contou com três especiais só de Enduro Teste, que é um grande desafio para mim, que prefiro o Cross Teste. Mesmo assim, consegui andar bem na lama e estou satisfeito com o resultado para manter o impulso para as próximas provas".


Lolo Anton

Júlio Ferreira também seguiu no pódio, tanto na E1, onde foi o segundo colocado, quanto na Enduro GP, onde completou a rodada com um bom quinto lugar. "Fim de semana de boas disputas. Resultado positivo para uma prova tão difícil, mas ainda temos muito trabalho pelo frente. Quero agradecer a minha equipe Edgers Racing por todo trabalho".


Gustavo Pellin

Outro piloto que não teve vida fácil no Rio Grande do Sul foi Lolo Anton (KTM Sacramento / Pro Tork), terceiro colocado na E1. "A prova estava bem pesada, difícil, bastante desgastante, com muitas pedras, raízes e canaletas fundas em trilhas muito lisas. Não parou de chover um minuto", disse o catarinense. "O sábado foi um dia muito bom, gostei do meu desempenho, mas o domingo foi um pouco ruim para mim. Em uma das voltas bati em uma raiz e a corrente da moto saiu. Perdi cerca de um minuto e 20 segundos para coloca-lá no lugar e acabei com um tempo alto na especial. Tentando recuperar o tempo caí duas vezes, isso me desconcentrou e acabei perdendo algumas posições", explicou Lolo.


Patrik Capila

O gaúcho Gustavo Pellin (Power Husky) perdeu a liderança da Enduro GP, mas manteve 100% de aproveitamento na E3. "O final de semana foi muito bom, consegui pontos importantes para o campeonato na categoria E3. Venci os dois dias. Apesar de estar acostumado com o tipo de terreno, bem liso, não consegui andar em um ritmo muito bom para disputar a Enduro GP (onde foi o quarto mais rápido). Acho que por causa da lesão no ombro não consegui me posicionar muito bem na moto. Agora vamos focar na recuperação e preparar para a próxima etapa", destacou.


Anderson da Luz, o Caxopa

Na EJ o capixaba Patrik Capila (Yamaha O2BH Racing) também venceu os dois dias. "Estava há 21 dias sem andar de moto por causa da minha lesão nas costas, então sofri um pouco com o cansaço. No sábado, consegui vencer a minha categoria, e no domingo tive alguns problemas depois de começar bem na primeira especial, com o segundo melhor tempo na Enduro GP. Fiquei sem a terceira marcha, mas segui na raça e garanti a vitória do fim de semana na EJ", relatou.


Nielsen Bueno

Na E4 Pró, Anderson da Luz, o Caxopa, (MXF Team) conquistou a primeira posição competindo com a MXF 250RX. Entre os veteranos, Nielsen Bueno faturou a E35 (Power Husky), Erasmo Klering a E40 (Yamaha O2BH Racing), Fábio Bizarria a E45 e Roges Viccari a E50. Completando os mais rápidos do evento, Fernando Pereira (Q4 Enduro Team) venceu na E4 230 e Juliano Wilgen na EAmador.


Fábio Bizarria

A terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM está prevista para os dias 25 e 26 de maio em Campos do Jordão (SP).


Fernando Pereira

Resultados da segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro

Enduro GP

1. Romain Dumontier, 47 pontos
2. Bruno Crivilin, 45 pontos
3. Gabriel Soares, 42 pontos
4. Gustavo Pellin, 36 pontos
5. Júlio Ferreira, 29 pontos

E1
1. Bruno Crivilin, 50 pontos
2. Júlio Ferreira, 40 pontos
3. Loandro Anton, 38 pontos
4. Tiago Wernerbach, 36 pontos
5. Rômulo Bottrel, 36 pontos

E2
1. Romain Dumontier, 50 pontos
2. Gabriel Soares, 44 pontos
3. Diego Colett, 40 pontos
4. Felipe Legarrea, 18 pontos

E3
1. Gustavo Pellin, 50 pontos
2. Crispy Arriegada, 44 pontos
3. Vinicius Calafati, 38 pontos
4. Nicolás Rodriguez, 38 pontos

E4 Pró 
1. Anderson da Luz, 47 pontos
2. Judi Brescansin, 47 pontos
3. Vitor Borges, 40 pontos

E35
1. Nielsen Bueno, 50 pontos
2. Pablo Zanchet, 44 pontos
3. Anderson Vieira, 38 pontos
4. André Urso, 38 pontos
5. Fábio Nascimento, 16 pontos

E40
1. Erasmo Klering, 47 pontos
2. José Mário da Fonseca, 47 pontos
3. Fernando Splinder, 38 pontos
4. Cassiano Tebaldi, 38 pontos
5. Adriano de Avila, 32 pontos

E45
1. Fábio Bizarria, 45 pontos
2. Frederico Garcia, 44 pontos
3. Orlei Brazaca, 41 pontos
4. Maurício Fernandes, 36 pontos
5. Fábio Ribas, 36 pontos

E50
1. Roges Viccari, 43 pontos
2. José Antônio Cadima, 40 pontos
3. Washington da Silva, 38 pontos
4. Daniel dos Reis, 38 pontos
5. Sérgio Colett, 22 pontos

E4 230 
1. Fernando Pereira, 50 pontos
2. Agenor Varela, 42 pontos
3. Flávio Volpi, 42 pontos
4. Fabio Racoski, 36 pontos

EA
1. Juliano Wilgen, 47 pontos
2. Felipe Schwantz, 40 pontos
3. Bruno Zanchet, 37 pontos
4. Elisandro de Morais, 34 pontos
5. Adenon Joel, 34 pontos

Classificação geral após duas etapas

Enduro GP

1. Romain Dumontier, 87 pontos
2. Gabriel Soares, 82 pontos
3. Gustavo Pellin, 81 pontos
4. Júlio Ferreira, 69 pontos
5. Loandro Anton, 58 pontos

E1
1. Júlio Ferreira, 87 pontos
2. Rômulo Bottrel, 83 pontos
3. Loandro Anton, 78 pontos
4. Tiago Wernerbach, 70 pontos
5. Gabriel Bellaver, 60 pontos

E2
1. Romain Dumontier, 97 pontos
2. Gabriel Soares, 91 pontos
3. Diego Colett, 80 pontos
4. Felipe Legarrea, 54 pontos
5. Vitor Borges, 30 pontos

E3
1. Gustavo Pellin, 100 pontos
2. Crispy Arriegada, 82 pontos
3. Nicolas Rodriguez, 80 pontos
4. Vinicius Calafati, 78 pontos
5. Marcel Maison, 32 pontos

EJ
1. Patrik Capila, 97 pontos
2. Washingto Silva, 84 pontos
3. Augusto Benvenutti, 74 pontos
4. Willian Laurens, 67 pontos
5. Gabriel Mattos, 32 pontos

E4 Pró
1. Anderson da Luz, 47 pontos
2. Judi Brescansin, 47 pontos
3. Vitor Borges, 40 pontos

E35
1. Nielsen Bueno, 100 pontos
2. Anderson Vieira, 80 pontos
3. André Urso, 74 pontos
4. Mauricio Rizzon, 56 pontos
5. Fabio Nascimento, 48 pontos

E40
1. José Mário da Fonseca, 97 pontos
2. Cassiano Tebaldi, 82 pontos
3. Adriano de Ávila, 70 pontos
4. Erasmo Klering, 63 pontos
5. Sidnei Siquela, 59 pontos

E45
1. Frederico Garcia, 88 pontos
2. Maurício Fernandes, 86 pontos
3. Fábio Bizarria, 81 pontos
4. Fábio Ribas, 71 pontos
5. Marcos Bartelle, 46 pontos

E50
1. Daniel dos Reis, 77 pontos
2. Washington da Silva, 70 pontos
3. Marcos Benvenutti, 67 pontos
4. Júlio Lemos, 47 pontos
5. Roges Viccari, 43 pontos

E4 230
1. Fernando Pereira, 97 pontos
2. Flávio Volpi, 89 pontos
3. Agenor Varela, 42 pontos
4. Ewerson Araújo, 40 pontos
5. Fábio Racoski, 36 pontos

EA
1. Juliano Wilgen, 97 pontos
2. Felipe Schwantz, 82 pontos
3. Diego Schneider, 40 pontos
4. Roberto Theodoro, 37 pontos
5. Bruno Zanchet, 37 pontos





Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet