X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > AMA Supercross

2019 Houston - TX - 13ª etapa
Publicado em: 06/04/2019

Na entrada da reta final do campeonato, pilotos da KTM lideram corrida pelo título 450
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Octopi / Simon Cudby


Largada 450

Em Houston tivemos a terceira etapa do ano no formato Tríplice Coroa. A segunda etapa texana foi mais ou menos uma amostra da temporada: Webb fez o que tinha que ser feito para continuar na liderança (e vencer a etapa), Musquin lutando para alcançar o topo, mas sofrendo muitos percalços, um Tomac indeciso e (aparentemente) pouco disposto a sair de sua zona de conforto pelo título e um azarado Ken Roczen, que viu sua noite entrar em espiral decadente após uma convincente vitória na primeira final.

Vamos realizar um balanço sobre o campeonato e seus principais atores até aqui.


Cooper Webb

Cooper Webb - o jovem contratado da KTM passou de azarão a força dominante da temporada. Os mais atentos perceberam que ele poderia virar a página de dois anos decepcionantes com a Yamaha logo na primeira etapa em Anaheim, onde caiu na largada e fez uma excelente recuperação até o quinto lugar.

Webb foi de uma carreira dominante na classe 250 para dois anos de "sofrimento" e resultados abaixo da média, mesmo permanecendo com a Yamaha. A verdade é que a sua transição para a 450 foi cheia de percalços, problemas de confiança e, inclusive, contusões que minaram suas possibilidades de testar e acertar a moto. Em entrevista recente ele contou vários detalhes da sua conturbada promoção de categoria e porquê mudou para a KTM.

Nos dois anos com a Yamaha 450, Webb, cuja estatura é das menores, não chegou a encontrar o acerto ideal da motocicleta. De fato, disse que no meio de 2017 a equipe lhe trouxe uma moto 2018 completamente original e ele imediatamente baixou 2 segundos na pista de testes. Ele e a equipe, então, deixaram de lado o desenvolvimento da moto 2017, mas por um atraso na homologação com a AMA a 2018 só foi liberada para as corridas nas três últimas etapas... quando ele caiu e se machucou.


Cooper Webb


Cooper Webb
Em termos de resultados o ano de 2018 não foi muito diferente, com o agravante de outra lesão o deixar de molho na fase final do campeonato. Sem resultados e machucado, foi uma surpresa receber a oferta de Roger DeCoster para um contrato de dois anos com um bom salário e a opção de renovação para um terceiro ano. Ainda sentindo-se em dívida com a Yamaha, Webb pensou em permanecer na mesma equipe, mas lhe ofereceram apenas um ano com redução de salário e a possibilidade de renovação apenas se fosse campeão... Não foi difícil escolher... Estes detalhes e muito mais foram revelados numa entrevista ao site swapmotolive. Clique aqui para conferir (em inglês).

Esses detalhes revelam que entre os austríacos a competição fora de estrada ainda é tratada como missão vital da companhia, enquanto os japoneses veem como algo secundário com seguidos cortes de orçamento.

Bom, falando sobre Houston, Webb deu na pista o recado de que fará de tudo pelo título e deixou isso claro ao bater guidão com o companheiro de equipe Musquin, sem hesitar em empurrá-lo para fora da pista com um "totó". Ao ultrapassar o francês, o americano garantiu a segunda posição na primeira final. Em seguida venceu a segunda praticamente de ponta a ponta e pôde administrar a vitória da etapa com a terceira posição na última final. Com 2-1-3 Webb fez exatamente o que é necessário para alcançar o campeonato. Evitou resultados ruins e esteve sempre entre os primeiros. Sua consistência está lhe dando uma tremenda vantagem sobre os demais.


Marvin Musquin

Marvin Musquin - O início de campeonato foi difícil para o francês, com um joelho machucado que o impediu de se preparar plenamente. Mas o joelho melhorou - apesar de alguns "insiders" comentarem que ainda precisa de uma cirurgia para ficar perfeito - e as vitórias finalmente apareceram.

Musquin venceu Indianapolis e Seattle, apesar de que na última uma decisão errada - ou falta de - lhe custou 7 pontos no campeonato por não respeitar a bandeira médica na pista, logo na segunda volta da final. Se Musquin perder o título por menos que isso, acredito que terá infindáveis pesadelos com a visão da bandeira, se já não estiver tendo.


Marvin Musquin


Quanto tempo vai levar até a KTM fotografar Musquin e Webb comemorando juntos novamente?
Em Houston falhas nas tomadas de decisões também prejudicaram sua noite, como na ânsia de recuperar posições após o totó de Webb, tentou ultrapassar Dean Wilson por fora e decolou para fora da pista. Faltando quatro etapas, Musquin tem 17 pontos de desvantagem (poderiam ser 10 sem a penalização de Detroit) e não depende mais apenas de seus resultados para o título.

E com a guerra declaradamente aberta entre os companheiros de equipe, a KTM tem um problema "bom" para administrar, que não deixará a tensão baixar dentro do time.

Eli Tomac - Na minha opinião Tomac tem um estilo muito peculiar. Sobre a motocicleta é um cavalo de guerra, com muita força e agressividade, porém falta-lhe a finesse na pilotagem para tomar vantagem em trechos técnicos e apertados. Talvez isto explique sua dificuldade em pistas complicadas como Seattle e sua superioridade no campo aberto de Daytona, onde conquistou sua quarta vitória.


Eli Tomac


Eli Tomac
Além disso também já ficou claro que psicologicamente ele não é o mais seguro dos pilotos. Por várias vezes já o vimos simplesmente abandonar a batalha, entregando posições sem lutar para tentar o troco ou perdendo completamente o foco após uma queda ou escorregada na pista. Em Houston entregou uma posição a Musquin literalmente na linha de chegada ao, inexplicavelmente, abortar o duplo. Algumas más línguas também dizem que o clima interno na Kawasaki não está dos melhores, fofoca reforçada pela saída repentina do veterano mecânico chefe Mike Williamson.

Talvez sua cabeça já esteja pensando na temporada outdoor do Motocross. A 26 pontos do líder, Tomac entra na reta final do Supercross 2019 exatamente uma etapa atrás de Webb.


Ken Roczen


Com o terceiro lugar geral, Dean Wilson conquistou seu melhor resultado na 450
Ken Roczen - Após o mais que revisitado acidente onde fraturou seriamente o braço esquerdo e depois a mão direita - menos grave, mas nem por isso sem gravidade - Ken Roczen sofre com o peso de ainda não ter reencontrado a vitória. Sim, entrou na temporada como forte candidato ao título, chegou a liderar a pontuação e sustentou a segunda posição por um longo período. 

Porém a falta de pódios o distanciou do topo da classificação. No ano, ele e Tomac têm seis pódios cada, enquanto a dupla da KTM tem nove cada. Nas seis últimas etapas o alemão esteve no pódio apenas em Seattle. Em Houston a noite começou muito bem, com uma vitória convincente na primeira final. Roczen estava de bem com a pista e muito disposto, mas uma queda na largada literalmente ferrou sua noite. Com uma forte dor no tornozelo desistiu da bateria, chegando até mesmo a suspeitar de uma fratura. Porém a dor no tornozelo melhorou durante o intervalo e Roczen voltou, ainda incomodado com um dedão do pé prensado na queda. Salvou um oitavo lugar que o deixou em décimo na etapa, mas ao mesmo tempo a noite praticamente marca sua despedida do grupo de pretendentes ao título deste ano.

250 - Com segunda vitória, Dylan Ferrandis encosta em Adam Cianciarulo


Adam Cianciarulo saltando para fora da pista após estampar dois oponentes

A noite foi complicada para o líder da classe 250 Oeste Adam Cianciarulo. Após marcar o melhor tempo nos treinos e vencer a primeira bateria, Cianciarulo perdeu feio o ponto de frenagem na largada da segunda final e teve um início de prova difícil, além de mandar dois outros pilotos pro chão.

Depois sofreu uma queda após um salto e teve literalmente que rebolar para não ser atropelado. Sua moto foi. Quem se aproveitou foi Dylan Ferrandis que venceu a segunda final e pode se dar ao luxo de entregar a terceira final ao companheiro de equipe Colt Nichols e ainda vencer a etapa.


Pódio 250 Oeste com RJ Hampshire, Dylan Ferrandis e Colt Nichols

Depois de um décimo na segunda bateria e terceiro na última, Cianciarulo ficou com a quarta posição da etapa, perdendo sete pontos em relação a Ferrandis, que agora está apenas cinco pontos atrás.

O brasileiro Enzo Lopes sofreu um acidente feio durante os treinos, quando entrou neutro num dos saltos. Ele virou para frente e machucou o ombro.

Vídeos









Resultados

P. # 450 Moto M1 M2 M3 Pts Equipe
1 2 Cooper Webb KTM 450 SX-F Factory Edit 2 1 3 26 RED BULL, KTM, MOTOREX, AKRAPOVIC, DUNLOP
2 25 Marvin Musquin KTM 450 SX-F Factory Edit 5 3 1 23 RED BULL, KTM, MOTOREX, AKRAPOVIC, DUNLOP
3 15 Dean Wilson Hus FC450 3 2 5 21 Rockstar Energy Hus Factory Racing
4 3 Eli Tomac Kaw KX 450 6 7 2 19 MONSTER ENERGY KAWASAKI
5 14 Cole Seely Hon CRF 450 4 4 11 18 Team Hon HRC
6 16 Zach Osborne Hus FC450 10 6 4 17 Rockstar Energy Hus Factory Racing
7 19 Justin Bogle KTM 450 SX-F Factory Edit 8 5 7 16 Rocky Mountain ATV/MC - KTM - WPS
8 4 Blake Baggett KTM 450 SX-F Factory Edit 9 9 6 15 Rocky Mountain ATV/MC - KTM - WPS
9 17 Joey Savatgy Kaw KX 450 7 11 9 14 MONSTER ENERGY KAWASAKI
10 94 Ken Roczen Hon CRF 450 1 21 8 13 TEAM HONDA HRC, FOX RACING, RED BULL, STA
11 46 Justin Hill Suz RM-Z450 14 8 10 12 Jgrmx/Yoshimura/Suz Factory Racing
12 43 Tyler Bowers Kaw KX 450 12 10 12 11 Triggr Racing/Blud Lubricants/AHM Factory Services/K
13 11 Kyle Chisholm Suz RM-Z450 15 12 13 10 H.E.P. Motorsports Suz/Mayhem Wheels/Thor/Redl
14 41 Ben Lamay Hon CRF 450 16 13 14 9 Smartop Bullfrog Spas Hon
15 97 Adam Enticknap Suz RM-Z450 18 17 15 8 H.E.P. Motorsports Suz/Thor/Mayhem Wheels/Suzu
16 62 Alex Ray Suz RM-Z450 17 14 19 7 H.E.P. Motorsports Suz/Thor/Mayhem Wheels/Redl
17 51 Justin Barcia Yam YZ450F 11 19 20 6 MONSTER ENERGY-YAMAHA FACTORY RACING
18 99 Austin Politelli Hon CRF 450 20 15 16 5 TPJ Fly Racing/HRT/BK Tree Service/DSC Constructi
19 805 Carlen Gardner Hon CRF 450 19 16 17 4 BWR I L-Tec I SSI Decals
20 33 Joshua Grant Yam YZ450F 13 20 21 3 MONSTER ENERGY-YAMAHA FACTORY RACING
21 224 Charles Lefrancois Suz RM-Z450 21 18 18 2 TEAM SR75/Suz/Shift/Shoei/Scott/FMF/Mika/Motul
22 800 Mike Alessi Hon CRF 450 22 22 22 1 Smartop Bullfrog Spas Hon GDR Fox

P. # 250 Leste Moto M1 M2 M3 Pts Equipe
1 34 Dylan Ferrandis Yam YZ250F 2 1 2 26 Monster Energy/Star Racing/Yam
2 31 Rj Hampshire Hon CRF 250 3 2 4 23 GEICO Hon/AMSOIL/Factory Connection
3 39 Colt Nichols Yam YZ250F 5 4 1 21 Monster Energy/Star Racing/Yam
4 92 Adam Cianciarulo Kaw KX 250 1 10 3 19 MONSTER ENERGY PRO CIRCUIT KAWASAKI
5 64 James Decotis Suz RM-Z250 6 5 6 18 Jgrmx/Yoshimura/Suz Factory Racing
6 44 Cameron Mcadoo Hon CRF 250 9 6 5 17 GEICO Hon/AMSOIL/Factory Connection
7 60 Justin Starling Hus FC250 12 8 8 16 Gas Monkey Energy / AJE Motorsports
8 40 Sean Cantrell KTM 250 SX-F 11 7 13 15 Troy Lee Designs/ Red Bull/ KTM
9 61 Garrett Marchbanks Kaw KX 250 10 3 19 14 MONSTER ENERGY PRO CIRCUIT KAWASAKI
10 111 Chris Blose Hus FC250 8 19 7 13 Gas Monkey Energy / AJE Motorsports
11 72 Martin Castelo Hus FC250 15 12 9 12 JMC Motorsports Racing/ Fly Racing WPS/ Hus
12 36 Michael Mosiman Hus FC250 4 18 14 11 Rockstar Energy Hus Factory Racing
13 156 Jacob Hayes Yam YZ250F 7 20 10 10 Cycle Trader Rock River YAMAHA
14 170 Michael Leib Hus FC250 16 9 12 9 JMC Motorsports, Canvas MX, Rocket Exhaust, On Tr
15 471 Logan Karnow Kaw KX 250 17 13 11 8 Team PRMX/Strikt Gear/Pelletier Kaw
16 54 Dylan Merriam Hus FC250 13 11 20 7 Gas Monkey Energy / AJE Motorsports
17 68 Brandan Leith Hus FC250 19 14 15 6 Jmc Motorsports,fly racing, intergrity electric, Husqvarn
18 83 Killian Auberson KTM 250 SX-F 14 16 18 5  
19 221 Mathias Jorgensen KTM 250 SX-F 20 15 16 4 -- none listed --
20 122 Chris Howell Hus FC250 18 17 17 3 JMC Motorsports, Fly Racing, Hus Motorcycles,
21 321 Bradley Lionnet Yam YZ250F 21 21 21 2  
22 141 Robbie Wageman Hon CRF 250 22 22 22 1 Fasthouse, BWR Engines, Gaerne, SSI, Dunlop, Xbra

Classificação Geral

P. # 450 Pts
1 2 Cooper Webb 288
2 25 Marvin Musquin 271
3 3 Eli Tomac 262
4 94 Ken Roczen 252
5 4 Blake Baggett 215
6 15 Dean Wilson 201
7 17 Joey Savatgy 173
8 14 Cole Seely 160
9 22 Chad Reed 151
10 51 Justin Barcia 150
11 10 Justin Brayton 141
12 19 Justin Bogle 124
13 7 Aaron Plessinger 123
14 46 Justin Hill 119
15 43 Tyler Bowers 103
16 16 Zach Osborne 80
17 11 Kyle Chisholm 78
18 41 Ben Lamay 72
19 42 Vince Friese 65
20 62 Alex Ray 47
21 1 Jason Anderson 46
22 805 Carlen Gardner 38
23 71 Cole Martinez 29
24 800 Mike Alessi 27
25 111 Chris Blose 25
26 27 Malcolm Stewart 17
27 86 Ryan Breece 16
28 99 Austin Politelli 13
29 201 Cedric Soubeyras 12
30 12 Shane Mcelrath 11
31 97 Adam Enticknap 11
32 606 Ronnie Stewart 9
33 118 Cheyenne Harmon 6
34 282 Theodore Pauli 5
35 393 Daniel Herrlein 5
36 60 Justin Starling 4
37 74 Cade Autenrieth 4
38 941 Angelo Pellegrini 4
39 33 Joshua Grant 3
40 383 Casey Brennan 3
41 330 Aj Catanzaro 3
42 412 Jared Lesher 2
43 224 Charles Lefrancois 2
44 184 Scott Champion 2
45 80 Heath Harrison 1
P. # 250 Leste Pts
1 92 Adam Cianciarulo 182
2 34 Dylan Ferrandis 177
3 39 Colt Nichols 142
4 31 Rj Hampshire 126
5 12 Shane Mcelrath 123
6 64 James Decotis 112
7 111 Chris Blose 111
8 44 Cameron Mcadoo 111
9 36 Michael Mosiman 110
10 61 Garrett Marchbanks 99
11 156 Jacob Hayes 91
12 72 Martin Castelo 71
13 160 Jess Pettis 66
14 40 Sean Cantrell 61
15 60 Justin Starling 45
16 35 Mitchell Harrison 38
17 67 Enzo Lopes 37
18 194 Jerry Robin 30
19 141 Robbie Wageman 29
20 221 Mathias Jorgensen 25
21 910 Carson Brown 23
22 471 Logan Karnow 20
23 122 Chris Howell 17
24 54 Dylan Merriam 17
25 68 Brandan Leith 17
26 321 Bradley Lionnet 13
27 184 Scott Champion 12
28 216 Devin Harriman 10
29 83 Killian Auberson 10
30 170 Michael Leib 9
31 773 Thomas Do 9
32 427 DeeganVonlossberg 7
33 621 Rj Wageman 6
34 952 Ludovic Macler 2
35 188 Gage Schehr 1




 



Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet