X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Mundial de Motocross

2019 Grã Bretanha - Matterley Basin - 2ª etapa
Publicado em: 30/03/2019

Cairoli vence, mas Gajser mostra que o italiano não está sozinho
Redação MotoX.com.br:  Lucidio Arruda - Fotos: Ray Archer / Bavo Swijgers / Pascal Haudiquert

Após a abertura na Argentina, o Mundial de Motocross retornou à Europa para a disputa da segunda etapa no também espetacular circuito de Matterley Basin, na Inglaterra. Para muitos é onde o Mundial começa realmente, principalmente para as categorias de apoio, ausentes nas viagens mais distantes.


Largada MXGP


Goggle Lane
A qualidade das pistas neste início de campeonato realmente anima os fãs do verdadeiro motocross. Pena que esse padrão não se mantém por toda a temporada. Matterley Basin recorta um vale gramado com uma traçado de alta velocidade e grandes saltos. O solo é naturalmente mais duro, mas após a preparação numa época em que o clima hidrata mais a terra na região, não deixou de criar muitos trilhos e buracos que exigiam cuidados dos pilotos. No vídeo onboard de Gautier Paulin (mais abaixo) é notório como o francês procura as linhas mais limpas ao longo da corrida. 

A data escolhida em março é também uma loteria do ponto de vista climático, já que é o período de chuvas local. Mas a aposta, principalmente este ano, valeu a pena para o organizador Steve Dixon, também chefe da equipe que leva seu sobrenome, onde corre o brasileiro Gustavo Pessoa. Matteley Basin é uma região onde ocorrem muitos eventos, especialmente festivais de música. Antecipando a data para fora da alta temporada, Dixon conseguiu reduzir os custos com aluguel de infraestrutura em 30%. Ainda assim realizar lucro com uma etapa do Mundial de Motocross é um desafio difícil de alcançar e o próprio organizador afirmou isso em recente entrevista. Saiba mais por quê.

Uma das novidades da etapa foi a implantação da "Goggle Lane", um ponto pra pit stop rápido para a troca de óculos. A ideia ainda está em fase experimental, mas é praticamente certo que a partir do ano que vem o regulamento do campeonato impedirá que os pilotos circulem sem óculos de proteção por mais de uma volta. Se tirar o óculos, o piloto terá que parar e colocar outro. No "Goggle Lane", por ser menor e mais próximo à pista, o piloto perde menos tempo do que percorrendo o longo pit stop tradicional.

MXGP


Antonio Cairoli

Well, well. Quem esperava um domínio absoluto de Antonio Cairoli, perdeu a posta. Tim Gajser foi o piloto mais rápido do fim de semana e se não fosse sua mania de comprar terrenos de formas espetaculares, poderia ter saído com a vitória do MXGP da Grã-Bretanha.

Gajser venceu a classificatória no sábado, mesmo com uma largada não muito boa. Alcançou Cairoli e aproveitou-se de uma queda do italiano para assumir a ponta. Cairoli ainda tentou revidar na última curva, mas caiu de novo.

As quedas de Cairoli no sábado foram brincadeira de criança perto do capote que Tim Gajser tomou no domingo, num dos trechos mais rápidos do circuito. O esloveno perdeu o controle numa ricocheteada da traseira, foi ejetado espetacularmente e ainda teve sorte de não ser atingido pela própria moto.


Tim Gajser

"Usei o mesmo trilho várias vezes e na volta anterior a moto já tinha dado uma "quicada" naquele lugar", comentou o campeão da MXGP em 2016. "Mas não esperava perder o controle daquela maneira na volta seguinte. São coisas que acontecem no nosso esporte. Felizmente ainda consegui completar num ritmo forte apesar da moto ficar bastante torta."

Gajser levantou em terceiro, posição em que completou apesar dos ataques de Clement Desalle. Cairoli foi o primeiro na bateria e Paulin o segundo.

Segunda bateria


Gautier Paulin

Cairoli fez outra boa largada na segunda bateria, mas foi ultrapassado por Gajser ainda na primeira volta. "Tim ataca muito forte nas primeiras voltas e eu ainda estava meio travado no início. Depois dos 20 minutos consegui me soltar mais e diminuir a distância", afirmou o atual líder do campeonato.

Impressionante que os dois fizeram suas melhores voltas justamente no fim das baterias. Cairoli marcou 2min23seg305 na penúltima (13ª) volta e Gajser devolveu com 2min23seg647 na 14ª e última volta. Os dois cruzaram a bandeirada separados por menos de 2 segundos.

Gautier Paulin, o terceiro melhor piloto no domingo, marcou como melhor volta 2min26seg271 e chegou mais de 50 segundos atrás dos líderes. Imagina se não foi forte o ritmo lá na frente...


Clement Desalle

O sempre consistente Clement Desalle ficou com a quarta posição geral. Apesar de uma queda no início da segunda bateria, ainda conseguiu uma boa recuperação até o sétimo lugar, o que lhe salvou um bom resultado no GP.


Jeremy Van Horebeek

Jeremy Van Horebeek continua mostrando serviço com uma Honda privada. Seu esquema para o Mundial só foi fechado no meio de fevereiro, a duas semanas do início do campeonato, e parece que a tensão fez bem ao belga, que está despejando velocidade na pista de uma maneira que não fez em seus últimos anos com a Yamaha oficial. Apesar dos bons resultados, ainda é cedo para falar de alguma ajuda direta da Honda. Gordon Crockard, manager de motocross da Honda Europa afirmou que, obviamente, a marca esta muito contente com o desempenho do piloto, mas que o orçamento está todo comprometido e, por enquanto, não há margem para ajudar Horebeek.


Pódio MXGP com Tim Gajser, Antonio Cairoli e Gautier Paulin

Em termos de campeonato, Cairoli conquistou 97 de possíveis 100 pontos. Segundo o matemático Oswald de Souza, caso ele se aproxime ou supere os 200 pontos antes do retorno de Jeffrey Herlings - que não volta antes da quinta etapa - a administração do 10º título fica bem mais tranquila.

Para Gajser, a corrida atrás do segundo título na categoria principal também se mostra bastante possível. O piloto HRC mostrou evolução e começa o ano perfeitamente saudável, enquanto em 2018 um acidente pré-temporada atrapalhou demais seu ritmo no início do campeonato. Teoricamente sua principal desvantagem em relação a Cairoli é que o italiano se dá bem em qualquer tipo de pista, principalmente na areia, ponto onde Gajser focou bastante sua preparação para 2019. O primeiro embate neste tipo de solo é neste domingo em Valkenswaard.


Yamaha continua sem um piloto na principal equipe oficial


Dean Ferris

Dean Ferris, recrutado pra substituir Romain Febvre (tornozelo fraturado) por pelo menos três etapas, torceu o joelho numa queda no início da segunda bateria (após a 15º posição na primeira). O australiano não conseguiu continuar e abandonou a corrida. Nesta semana a Yamaha comunicou que o piloto ficará de fora por pelo menos mais dois GPs. O mais provável é que a moto de Febvre continue parada por enquanto. Não há previsão de um substituto para o substituto.

MX2 - Thomas Kjer Olsen fatura 50 pontos na Inglaterra


Thomas Kjer Olsen

Na categoria o fato mais relevante foi a ausência do então líder e atual campeão Jorge Prado com um probleminha no ombro. Thomas Kjer Olsen fez do limão uma bela limonada, garantindo os possíveis 50 pontos da etapa com vitórias nas baterias a frente de Jacobi Henry e Calvin Vlaanderen.


Jacobi Henry

Olsen ficou contente com a vitória e a liderança na pontuação, mas afirmou no pódio que deseja bater Jorge Prado no mano a mano. O espanhol já está de volta neste fim de semana na Holanda.


Tom Vialle comemora o primeiro pódio no Mundial

Destaque para o novato oficial da KTM Tom Vialle, que fez um holeshot e, em apenas seu segundo GP na MX2, subiu ao pódio na terceira posição da etapa. Os austríacos não brincam em serviço na hora de escolher seus futuros campeões!


Gustavo Pessoa

O brasileiro Gustavo Pessoa fez uma excelente primeira bateria, largando em 16º e completando em 14º. Na segunda bateria andou em 13º até uma queda atrapalhar sua corrida. Com 17 pontos o brasileiro ocupa a 18º posição na classificação do campeonato.


Vídeos











Resultados

P Nr MXGP Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 222 Cairoli, Antonio ITA KTM 25 22 47
2 243 Gajser, Tim SLO HON 20 25 45
3 21 Paulin, Gautier FRA YAM 22 20 42
4 25 Desalle, Clement BEL KAW 18 14 32
5 89 Van Horebeek, Jeremy BEL HON 16 15 31
6 27 Jasikonis, Arminas LTU HUS 12 18 30
7 91 Seewer, Jeremy SUI YAM 13 16 29
8 259 Coldenhoff, Glenn NED KTM 9 13 22
9 99 Anstie, Max GBR KTM 14 7 21
10 24 Simpson, Shaun GBR KTM 5 12 17
11 41 Jonass, Pauls LAT HUS 7 10 17
12 100 Searle, Tommy GBR KAW 10 6 16
13 4 Tonus, Arnaud SUI YAM 15 0 15
14 7 Leok, Tanel EST HUS 8 5 13
15 911 Tixier, Jordi FRA KTM 3 9 12
16 33 Lieber, Julien BEL KAW 11 1 12
17 128 Monticelli, Ivo ITA KTM 0 11 11
18 77 Lupino, Alessandro ITA KAW 0 8 8
19 297 Gole, Anton SWE YAM 4 3 7
20 151 Kullas, Harri EST HON 2 4 6
21 111 Ferris, Dean AUS YAM 6 0 6
22 17 Butron, Jose ESP KTM 0 2 2
23 152 Petrov, Petar BUL KTM 1 0 1

P Nr MXGP Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 19 Olsen, Thomas Kjer DEN HUS 25 25 50
2 29 Jacobi, Henry GER KAW 22 20 42
3 28 Vialle, Tom FRA KTM 20 18 38
4 10 Vlaanderen, Calvin NED HON 13 22 35
5 919 Watson, Ben GBR YAM 18 16 34
6 46 Pootjes, Davy NED HUS 14 14 28
7 747 Cervellin, Michele ITA YAM 16 12 28
8 53 Walsh, Dylan NZL HUS 11 11 22
9 193 Geerts, Jago BEL YAM 5 15 20
10 14 Beaton, Jed AUS HUS 12 8 20
11 98 Vaessen, Bas NED KTM 8 9 17
12 811 Sterry, Adam GBR KAW 10 6 16
13 426 Mewse, Conrad GBR KTM 15 0 15
14 766 Sandner, Michael AUT KTM 9 5 14
15 43 Evans, Mitchell AUS HON 0 13 13
16 172 Boisrame, Mathys FRA HON 3 10 13
17 161 Östlund, Alvin SWE HUS 6 7 13
18 56 Pessoa, Gustavo BRA KAW 7 0 7
19 102 Sikyna, Richard SVK KTM 2 4 6
20 101 Pichon, Zachary FRA HON 4 0 4
21 959 Renaux, Maxime FRA YAM 0 3 3
22 57 Sanayei, Darian USA KAW 0 2 2
23 313 Polak, Petr CZE KTM 0 1 1
24 275 Furbetta, Joakin ITA HUS 1 0 1


P Nr MXGP Nat. Bike Total
1 222 Cairoli, A. ITA KTM 97
2 243 Gajser, Tim SLO HON 89
3 21 Paulin, G. FRA YAM 74
4 89 Van Horebeek, J. BEL HON 66
5 25 Desalle, C. BEL KAW 65
6 27 Jasikonis, A. LTU HUS 56
7 91 Seewer, Jeremy SUI YAM 50
8 99 Anstie, Max GBR KTM 39
9 24 Simpson, Shaun GBR KTM 39
10 100 Searle, Tommy GBR KAW 38
11 41 Jonass, Pauls LAT HUS 38
12 33 Lieber, Julien BEL KAW 33
13 259 Coldenhoff, G. NED KTM 29
14 4 Tonus, Arnaud SUI YAM 26
15 77 Lupino, A. ITA KAW 25
16 911 Tixier, Jordi FRA KTM 25
17 128 Monticelli, I. ITA KTM 22
18 461 Febvre, Romain FRA YAM 20
19 7 Leok, Tanel EST HUS 13
20 189 Bogers, Brian NED HON 9
21 297 Gole, Anton SWE YAM 7
22 111 Ferris, Dean AUS YAM 6
23 151 Kullas, Harri EST HON 6
24 17 Butron, Jose ESP KTM 6
25 179 Poli, Joaquin ARG HON 3
26 152 Petrov, Petar BUL KTM 1
27 171 Luzzardi, J. ARG KTM 1
28 220 Salazar, Jetro PER HON 1
P Nr MX2 Nat. Bike Total
1 19 Olsen, T. DEN HUS 94
2 29 Jacobi, Henry GER KAW 78
3 10 Vlaanderen, C. NED HON 71
4 28 Vialle, Tom FRA KTM 65
5 919 Watson, Ben GBR YAM 63
6 61 Prado, Jorge ESP KTM 50
7 46 Pootjes, Davy NED HUS 50
8 43 Evans, M. AUS HON 49
9 193 Geerts, Jago BEL YAM 45
10 747 Cervellin, M. ITA YAM 41
11 811 Sterry, Adam GBR KAW 41
12 426 Mewse, Conrad GBR KTM 36
13 53 Walsh, Dylan NZL HUS 33
14 98 Vaessen, Bas NED KTM 32
15 161 Östlund, Alvin SWE HUS 26
16 14 Beaton, Jed AUS HUS 20
17 172 Boisrame, M. FRA HON 19
18 56 Pessoa, G. BRA KAW 17
19 766 Sandner, M. AUT KTM 14
20 57 Sanayei, D. USA KAW 11
21 32 Van doninck, B. BEL HON 8
22 102 Sikyna, R. SVK KTM 8
23 101 Pichon, Z. FRA HON 6
24 959 Renaux, Maxime FRA YAM 4
25 11 Haarup, Mikkel DEN HUS 1
26 313 Polak, Petr CZE KTM 1
27 275 Furbetta, J. ITA HUS 1





Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet