X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Enduro

Brasileiro de Enduro FIM 2019 - Itapema - SC - 1ª etapa
Publicado em: 24/03/2019

Gustavo Pellin vence abertura da temporada e lidera classes E3 e Enduro GP
Redação MotoX.com.br - Fotos: Maurício Arruda

Prova técnica nas trilhas encharcadas do litoral catarinense deu início ao campeonato


Gustavo Pellin

Os dias 15, 16 e 17 de março foram de muitos desafios para os principais pilotos de enduro do Brasil com a abertura da temporada 2019 do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, em Itapema (SC), um evento bastante prestigiado por equipes e competidores de 16 categorias. Entre todos, o mais consistente foi o gaúcho Gustavo Pellin (Equipe Power Husky) que garantiu a vitória nas categorias E3 e Enduro GP. Apesar do clima instável e chuvoso, especialmente durante as madrugadas, o fim de semana também foi marcado por muito calor.

+ Veja mais fotos na Galeria de Imagens da prova

Atual campeão da E1 e da Enduro GP, Bruno Crivilin não correu pois está em recuperação de uma cirurgia no joelho direito. O capixaba, novo contratado da equipe Honda Racing, apenas largou por uma questão do regulamento, possibilitando o descarte desta prova no futuro. "Depois de consultar a equipe, o meu médico e o fisioterapeuta, optamos por não forçar a recuperação, que está indo muito bem", comentou Crivilin. "Ajudei o time no que foi possível - mostrando os melhores traçados, marcando os tempos e trocando informações. O fim de semana ainda foi de aprendizado, já que pude analisar o nível do Brasileiro, que cresceu muito", completou.


Gabriel Soares

Antes das trilhas, o primeiro compromisso dos competidores foi o inédito Super Prime disputado na noite de sexta-feira em um ponto central da cidade, a Praça da Paz, uma interessante novidade que atraiu um grande público. As disputas homem a homem foram realizadas em um circuito de obstáculos artificiais, como rampas de madeira, seções de pedras e troncos, sobre um piso de concreto, ou seja, nada de terra ou barro na desafio que abriu o evento. A competição foi um sucesso e além de algumas chegadas bem equilibradas rendeu também algumas quedas sem maiores consequências. Os mais rápidos no Super Prime ganharam alguns segundos de vantagem na disputa do dia seguinte. Os cinco primeiros colocados foram, respectivamente: Gabriel Soares "Tomate" (Honda Racing), Gustavo Pellin, Júlio Ferreira (Edgers Racing), o francês Romain Dumontier (O2BH Yamaha) e Vinicius Calafati (KTM Sacramento).


Apresentação da nova MXF 105TS foi realizada pouco antes do Super Prime
Mais informações sobre o modelo em breve em outro artigo

Os dois dias seguintes tiveram três voltas de aproximadamente 45 quilômetros por trilhas bastante escorregadias, justamente o tipo de terreno onde Pellin costuma ser muito rápido. "A prova estava muito técnica, com especiais bem lisas, do jeito que eu gosto. Eu me senti confiante desde o início. Imprimi um ritmo forte e tudo deu certo, mesmo depois de ter sofrido uma queda no domingo", destacou o gaúcho que no pódio da E3 teve a companhia de Nicolás Rodriguez (Honda Racing) e Vinicius Calafati (KTM Sacramento), em segundo e terceiro, respectivamente.


Romain Dumontier

Quem aproveitou bem o erro do líder do campeonato foi Romain Dumontier, que no primeiro dia, quando também caiu, não foi além da sexta colocação. Mas no domingo o gringo foi o mais rápido entre todos e faturou o dia na Enduro GP. No entanto, na soma do fim de semana, Pellin manteve a primeira colocação e o francês acabou em segundo. Já pela classe E2 a história foi diferente, pois Dumontier empatou na pontuação com o mineiro Gabriel Soares e assim garantiu o topo do pódio.


Júlio Ferreira

O francês considerou a estreia no Brasil positiva. "Foi um fim de semana bom, de aprendizado para mim, para eu entender melhor como é o enduro no Brasil. Na sexta, no Super Prime, me senti bem, gostei da presença do público e achei muito interessante o show que fizeram. No sábado, senti dificuldades com o calor, demorei a encontrar um bom ritmo, mas no domingo fiz meu trabalho e consegui mostrar que podemos brigar pelo título ao vencer uma prova que estava muito difícil. Estou feliz com a recepção e com o resultado. Volto para França e retorno ao Brasil em poucos dias para a segunda etapa", disse Dumontier. 


Rômulo Bottrel

Gabriel Soares sabe que os pormenores fizeram a diferença. "Me senti rápido, muito bem com a motocicleta e preparado fisicamente. A vitória escapou por pequenos erros, ou seja, cada detalhe vai fazer muita diferença no campeonato. Eu já estou pensando para frente, em buscar esse resultado na segunda etapa. O Brasileiro apenas começou", avaliou.   


Lolo Anton

A nova equipe Edgers Racing venceu logo na primeira prova com Júlio Ferreira pela classe E1. "Foi um final de semana muito bom, entramos no Campeonato Brasileiro com o pé direito. Estou muito satisfeito em estrear com vitória em uma nova equipe. Temos muito trabalho pela frente, já que este foi apenas o primeiro desafio, e estou animado", comentou o mineiro que na soma dos dois dias acabou os mesmos 47 pontos que o conterrâneo Rômulo Bottrel.


Patrik Capila

Bottrel, que defende a Yamaha O2BH Racing, sofreu com o clima. "Comecei bem, ganhando a categoria no sábado, mas me desgastei demais e acabei passando mal. Desidratei e terminei o dia de sábado sofrendo muito. No domingo, acordei ainda sentindo as consequências e dei meu melhor na prova. Dentro das circunstâncias, foi bom porque saio empatado em pontos na liderança. Vamos recuperar e focar na próxima", garantiu.
 

Bárbara Neves

Lolo Anton, da equipe KTM Sacramento, completou o pódio da E1. "As trilhas estavam bem molhadas, eu gosto do terreno assim e não tive problemas no sábado, minha KTM 350 EXC-F esteve perfeita e acabei com o terceiro lugar na E1 e a quinta colocação geral na Enduro GP. No domingo acabei sofrendo uma queda na primeira volta, perdi algum tempo, mas continuei e ganhei algumas especiais, porém não o suficiente para subir de posição. Fiquei feliz com o meu desempenho e o terceiro lugar na soma da etapa", ressaltou.    


Nielsen Bueno

Atual campeão da EJ, Patrik Capila (Yamaha O2BH Racing) driblou a dor para sair com a vitória depois de uma queda sofrida dias antes da abertura do campeonato. "Foi um pouco complicado para mim, porque senti dores na região lombar que me atrapalharam na hora de acelerar. A prova estava pesada, com muito barro, e bem difícil. Mesmo sem poder acelerar tudo que podia, o balanço é positivo, consegui vencer a etapa e lidero minha categoria", analisou Capila.


Maurício Fernandes

Na categoria EF a vitória foi da goiana Bárbara Neves, da Equipe Honda Racing. "A prova teve de tudo um pouco, pedra, lama e chão escorregadio, e os pilotos mais completos se destacaram", disse a piloto. Tainá Aguiar ficou com o segundo lugar, seguida por Beatriz Miozzo.


Marcos Benvenutti

Na E35, Nielsen Bueno (Power Husky) largou na frente na busca por mais um título. Pela E40, José Mário da Fonseca conquistou a vitória, enquanto Maurício Fernandes (Power Husky) foi o mais rápido na E45. Marcos Benvenutti (Sócramento) faturou a E50 e Flávio Volpi (DNA/Moto Litoral), a E4 230. Na EA, para pilotos amadores, Juliano Wilgen foi ao topo do pódio.


Leo Kauffmann

As categoria Kids, outra novidade desta temporada, foram quatro: Infantil, Juvenil, Cadete e Youth. A garotada das três primeiras acelerou apenas no Cross Teste ao redor da base do Itapema Off-Road, enquanto os competidores da Youth, de 16 a 18 anos, fizeram o mesmo percurso completo, o mesmo das categorias principais.


Segunda etapa será na cidade gaúcha de Nova Bréscia, nos dias 6 e 7 de abril

Os vencedores foram: Theo Cravo (classe Infantil / BC11 Forte Racing), Miguel Margon (Cadete), Frederico Mediote Rangel (Juvenil / BC11 Forte Racing) e Leonardo Kauffmann (Youth / Equipe Enduro MX).


A segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM terá como palco a cidade gaúcha de Nova Bréscia, nos dias 6 e 7 de abril. Para as categorias Kids a próxima prova está marcada para os dias 8 e 9 de junho, em Aracruz (ES), já para a classe EF (Feminina) a próxima rodada será nos dias 29 e 30 de junho, em Marzagão (GO).

Resultados (soma dos dois dias)

Enduro GP

1. Gustavo Pellin, 45 pontos
2. Romain Dumontier, 40
3. Júlio Ferreira, 40

E1
1. Júlio Ferreira, 47
2. Rômulo Bottrel, 47
3. Loandro Anton, 40

E2
1. Romain Dumontier, 47
2. Gabriel Soares, 47
3. Diego Colett, 40

E3
1. Gustavo Pellin, 50
2. Nicolás Rodriguez, 42
3. Vinicius Calafati, 40

EJ
1. Patrik Capila, 47
2. Willian Lauers, 45
3. Washington Murillo, 42

E35
1. Nielsen Bueno, 50
2. Mauricio Rizzon, 42
3. Anderson Vieira, 42

E40
1. José Mário da Fonseca, 50
2. Cassiano Tebaldi, 44
3. Erasmo Klering, 38

E45
1. Maurício Fernandes, 50
2. Frederico Garcia, 44
3. Adenilson Schmitt, 36

E50
1. Marcos Benvenutti, 47
2. José Antônio Cadima, 40
3. Daniel dos Reis, 39

EF
1. Bárbara Neves, 50
2. Tainá Aguiar, 42
3. Beatriz Miozzo, 22

E4 230
1. Flávio Volpi, 47
2. Fernando Pereira, 47
3. Ewerson Araújo, 40

EA
1. Juliano Wilgen, 50
2. Felipe Schwantz, 42
3. Diego Schneider, 40

Categorias Kids

Youth

1. Leonardo Kauffmann
2. Vinícius Aguilar
3. Bruno Massa

Juvenil
1. Frederico Mediote Rangel
2. Bruno Tennut
3. Danilo Sfalsim

Cadete
1. Miguel Margon
2. Estevão Mediote Rangel
3. Fernando Almeida

Infantil
1. Theo Cravo
2. Pedro Henrique
3. Arthur







© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet