fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Regional

Copa MX Park de Motocross - São Paulo - SP - 5ª etapa
Publicado em: 01/08/2017

Pista realizou no dia 23 de julho corrida de despedida na capital paulista
Redação MotoX.com.br - Texto: Luís Bueno / Maurício Arruda - Fotos: Luís Bueno

Após mais de 30 anos de competição, MX Park encerra as atividades em São Paulo


Corrida foi a última da história na pista MX Park em São Paulo

O tão esperado domingo da etapa final da Copa MX Park de Motocross chegou trazendo uma mistura de emoções aos competidores que por tantas vezes lá estiveram. O dia 23 de julho marcou a última corrida na mais tradicional pista da cidade de São Paulo. Por isso, apesar da alegria do encontro entre amigos e do clima de confraternização entre os pilotos, havia também uma grande nostalgia e tristeza em saber que depois de décadas a capital paulista ficará órfã do circuito. Pois é, palco de tantas provas memoráveis, o MX Park encerrou neste mês de julho suas atividades. O espaço onde a pista funcionava desde os anos 1980 fomentando o esporte, foi engolido pela expansão imobiliária na zona leste.
 
+ Veja mais fotos na galeria de imagens da prova

O último evento ficará na memória de todos que compareceram e o que não faltou foi piloto para a corrida de despedida. Edson Jacome, que por mais de uma década esteve à frente do MX Park, fez questão de cumprimentar cada um que alinhou no gate em todas as baterias. Após os treinos, agradeceu a todos que de uma forma ou de outra apoiaram e ajudaram o local. "Após todos esses anos à frente do MX Park, todas as expectativas foram superadas. Formamos uma família e 98% dos frequentadores daqui são pessoas maravilhosas, que sempre souberam usar e respeitar este espaço", disse emocionado.


Edson Jacome

O sucesso da despedida serve como um termômetro do prestígio que o circuito manteve até o final. Faltou espaço no box e no estacionamento. Ambos foram totalmente ocupado pelos pilotos, equipes e público. No parque fechado o que mais se via eram histórias vividas alí sendo relembradas.


Jair Gano

Logo na primeira bateria, o gate ficou praticamente completo para a corrida da MX50. Entre os veteranos, Marcos Cedevem assumiu a ponta logo no início, mas sofreu com a intensa disputa nas primeiras voltas e cedeu a pressão. Jair Gano passou ao comando da bateria e permaneceu na frente até a bandeirada final. Reinaldo Pinheiro, que também estava no pelotão, conseguiu a segunda colocação com uma bela manobra, deixando Cedevem em terceiro. Mais atrás as trocas nas posições também foram intensas e acabaram com Paulo Lopes ocupando a quarta colocação seguido por Francisco Mathias em quinto.


Rogério Louro

Guilherme Castanho foi o mais rápido na largada da MX30, mas Ariel Silva, que foi um dos principais nomes do dia, logo assumiu a liderança da prova. Rogério Louro duelou por algumas voltas com Castanho pela segunda posição e na metade da prova, após superá-lo, encostou em Ariel. Louro insistiu e conseguiu a ultrapassagem assegurando a vitória. Ariel fechou a prova em segundo e Castanho em terceiro. Diego Jimenes, depois de conquistar algumas posições terminou na quarta colocação e Jean Marino completou o pódio.


Michel Torquato

A categoria MX Park Prata teve uma grande participação, porém com tem regras bem específicas para participação, exige atenção do piloto, pois quem não cumpre é punido. E foi o que aconteceu com alguns. Parte dos pilotos que brigava pela vitória foi desclassificada. Mesmo assim a disputa foi grande e com muita alternância na briga pelo pódio. Após os acertos na clasificação, o pódio contou com Michel Torquato no lugar mais alto, Hugo Souza na segunda colocação, Gledson Crispin na terceira, Wladimir Mignela na quarta e Robson Hussein na quinta.


Fabiano Giordani


Carlos Neto
Na MX40 mais um gate cheio. Desta vez, Ariel Silva de cara já assumiu a frente do pelotão seguido de perto por Herbert Trisoldi. Apesar do segundo colocado não dar folga ao ponteiro a prova toda, ambos mantiveram as respectivas colocações. Os demais pilotos lutaram pelo terceiro lugar. Maurício Suzuki deu duro e se manteve na posição, nas últimas voltas com Valmir Polaco marcando presença próximo após conquistar várias ultrapassagens até completar a prova em quarto seguido de Rogério Duarte em quinto.

Gate lotado também para a disputa da MX Intermediária Prata, onde Fabiano Giordani foi logo lutando pela liderança e, após a desclassificação de Erick Keller ganhou o lugar mais alto do pódio. Danilo Anselmi fez ótima corrida e conquistou várias posições até receber a bandeirada na segunda colocação, seguido por Rubens Malinski em terceiro depois de largar na décima quarta colocação. Tadeu Araújo foi outro piloto que subiu na classificação terminando a prova em quarto e Rafael Januário completou o pódio.

A MX Intermediária Ouro teve o pódio definido nas últimas voltas. Com a pista cheia mais uma vez, as trocas de posições aconteciam a todo instante. Na largada a disputa para contornar a primeira curva na frente foi intensa e quem levou vantagem foi Carlos Neto, que assumiu a liderança, mas teve que dar duro para manter o posto até a chegada. Eduardo Hanada travou bela disputa pela segunda posição se alternando com Ricardo Freitas que terminou em terceiro colocado. Babi Fernandes, a única mulher a competir, não deu moleza para os marmanjos e subiu ao pódio na quarta posição seguida de Erick Keller em quinto.


Ariel Silva

Fortes emoções foram garantidas pelos pilotos da MX1, com a expectativa de bons pegas logo confirmada por Ariel Silva, Rogério Louro e Guilherme Castanho, mais uma vez juntos na mesma bateria. Ariel saiu bem na largada assumindo a ponta, mas os rivas se mantinham próximos. Ao redor da metade da prova, outro piloto roubou a cena assumindo a ponta: Rafael Bubinha logo abriu vantagem e seguiu até a bandeirada, porém o jovem garoto estava participando apenas para treinar e abriu mão de sua colocação para não interferir no campeonato, atitude que foi aplaudida por todos os presentes. Com isso o pódio ficou da seguinte forma: Ariel Silva em primeiro, Rogério Louro em segundo e Guilherme Castanho em terceiro. Laércio Neves se manteve na quarta colocação e Diego Jimenes, depois de ganhars algumas posições ocupou a quinto lugar.


Valmir Polaco

A categoria Nacional reuniu um grande número de pilotos, mas na primeira parte da corrida Valmir Polaco andou como se estivesse só sem dar chances aos adversários. No entanto, na segunda metade da prova Pedro Paraná, que durante todo o tempo manteve Polaco ao alcance da vista, resolveu atacar para tentar a liderança, mas foi contido pelo ponteiro que passou a fazer uma corrida defensiva. O duelo se manteve até a bandeirada sem mudança. Robson Dias que chegou a ocupar a segunda posição por algumas voltas, concluiu na terceira posição. Fellipe Santiago se manteve constante chegando na quarta colocação e Rafael Saccheto completou o pódio.


Rafael Saccheto

Além de estar com gate totalmente cheio, a MX Park Ouro só foi definida na última volta e fez o público vibrar com ótimos duelos. Alexandre Lucas largou na frente só que no decorrer da prova perdeu rendimento e terminou na quarta posição. Rafael Saccheto assumiu a ponta logo nas primeiras voltas, mas na segunda metade da prova perdeu a posição para Fellipe Santiago e os dois se mantiveram em uma bela disputa até a última volta. Neste momento, Rafael voltou a superar Fellipe recebendo a bandeirada em primeiro. Matheus Henrique variou pouco sua posição na prova até concluir em terceiro. Juliano Generoso ganhou algumas posições e completou o pódio na quinta posição.


Heriko Gonçalves

Heriko Gonçalves não deu chances na MX2 vencendo a bateria de ponta a ponta. De volta a pista e desta vez valendo, Rafael Bubinha conquistou duas ultrapassagens terminando na segunda colocação. Laércio Neves perdeu um posto na primeira parte da prova, mas se manteve bem terminando com a terceira posição. Bruno Biela e Lucas Belgini completaram em quarto e quinto, respectivamente.


De quatro baterias disputadas, Ariel Silva venceu três sendo que a última conquista, na classe Super Final, foi a mais importante, consagrando o piloto como grande vencedor do dia. Laércio Neves não fez boa largada, mas conseguiu boas ultrapassagens terminando na segunda posição. Heriko Gonçalves perdeu o segundo lugar na última volta terminando em terceiro. Erick Keller subiu na classificação ao longo da disputa e fechou em quarnto, enquanto Diego Jimenes, depois de largar na ponta, foi vencido pelo cansaço e ficou com a quinta colocação.

+ Veja mais fotos na galeria de imagens da prova

Com o agradecimento de muitos pilotos que acompanharam sua trajetória por tantos anos na administração do MX Park e o sentimento de dever cumprido, Edson Jacome celebrou o sucesso da última temporada do circuito. "A quantidade de pilotos nesta última etapa me surpreendeu, mesmo em todas sempre tendo uma boa quantidade em nossas corridas. Esta superou toda e qualquer expectativa, isso porque é a última etapa de um campeonato que fizemos sem nenhum incidente grave, um campeonato rápido e dentro do prazo pois temos que entregar o local. Só tenho a agradecer a todos que sempre prestigiaram as corridas aqui do MX Park", finalizou.


A Copa MX Park de Motocross 2017 contou com o apoio de 2Di, Visual Turismo, MX Family e New Implantes

Resultados

MX50

1. #772 Jair Gano
2. #121 Reinaldo Pinheiro
3. #25 Marcos Cavedem
4. #12 Paulo Lopes
5. #334 Francisco Mathias
6. #67 Edson Almeida
7. #102 Reinaldo Lobinho
8. #212 Luiz Carrato
9. #998 Celso Paulo
10. #143 Luciano Souza

MX30
1. #120 Rogerio Louro
2. #151 Ariel Silva
3. #110 Guilherme Castanho
4. #12 Diego Jimenes
5. #311 Jean Marino
6. #117 Daniel Milan
7. #412 João Batista
8. #82 Ricardo Moreira
9. #308 Maurício Suzuki
10. #24 Adelmo Dias

MX Park Prata
1. #308 Michel Torquato
2. #43 Hugo Souza
3. #788 Gledson Crispin
4. #777 Wladimir Mignela
5. #111 Robson Hussein
6. #765 Fabiano Luccas
7. #99 João Pedro
8. #25 Igor Fatica
9. #36 Elias Cesar
10. #10 Luiz Monteiro

MX40
1. #151 Ariel Silva
2. #28 Herbert Trisoldi
3. #308 Mauricio Suzuki
4. #1 Valmir Polaco
5. #969 Rogério Duarte
6. #2 Heriko Gonçalves
7. #25 Marcos Cedevem
8. #116 Julio Preto
9. #727 Lincoln Ventura
10. #110 Guilherme Castanho

MX Intermediária Prata
1. #73 Fabiano Giordani
2. #42 Danilo Anselmi
3. #9 Rubens Malinski
4. #7 Adriano Silva
5. #86 Tadeu Araújo
6. #125 Rafael Januário
7. #71 Marcio Santos
8. #151 Heliton Costa
9. #998 Celso Paulo
10. #135 Pedro Alexandre

MX Intermediária Ouro
1. #8 Carlos Neto
2. #7 Eduardo Hanada
3. #82 Ricardo Freitas
4. #949 Babi Fernades
5. #307 Erik Keller
6. #42 Paulo Anselmo
7. #6 Cleiton Santos
8. #948 Frabricio Koga
9. #178 Alessandro
10. #612 Rafael Tenorio

MX1
1. #151 Ariel Silva
2. #120 Rogério Louro
3. #110 Guilherme Castanho
4. #125 Laercio Neves
5. #12 Diego Jimenes
6. #55 Bruno Rodrigues
7. #24 Adelmo Dias
8. #117 Daniel Milan
9. #72 Estefano Melo
10. #292 Guilherme Negrão

Nacional
1. #1 Valmir Polaco
2. #3 Pedro Paraná
3. #800 Robson Dias
4. #95 Fellipe Santiago
5. #03 Rafael Saccheto
6. #56 Alexandre Borracha
7. #909 Alan Peterson
8. #569 Leandro Lauria
9. #37 Ivan Feitosa
10. #41 Vanderlei Real

MX Park Ouro
1. #03 Rafael Saccheto
2. #95 Fellipe Santiago
3. #171 Matheus Henrique
4. #438 Alexandre Luccas
5. #306 Juliano Generoso
6. #69 Junior Brucu
7. #909 Alan Peterman
8. #135 Pedro Ferreira
9. #8 Sergio Oliveira
10. #82 Willians Oliveira

MX2

1. #2 Heriko Gonçalves
2. #99 Rafael Bubinha
3. #125 Laercio Neves
4. #7 Bruno Biela
5. #980 Lucas Belgini
6. #14 Thiago Nunes
7. #72 Stefano Melo
8. #311 Jean Marino
9. #42 Danilo Anselmi
10. #6 Claiton Santos

Super Final
1. #151 Ariel Silva
2. #125 Laercio Neves
3. #2 Heriko Gonçalves
4. #3 Erick Keller
5. #12 Diego Jimenes
6. #72 Stefano Melo
7. #26 Gustavo Ferreira
8. #612 Rafael Tenório
9. #144 Edson Soares
10. #110 Guilherme Castanho







Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet