fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Enduro

Mundial de Enduro 2017 Hungria e Grécia - 4ª e 5ª etapas
Publicado em: 09/07/2017

Steve Holcombe (EnduroGP) e Josep Garcia (Enduro 2) consolidam lideranças na temporada
Redação MotoX.com.br - Fotos: Future7Media


Christophe Nambotin

Com duas rodadas consecutivas - no final de junho e no início de julho - o Mundial de Enduro passou pela Hungria e pela Grécia, para a quarta e quinta etapas da temporada 2017. Mais duas provas foram concluídas e agora restam apenas três para o fim do campeonato. Mantendo a regularidade desde o começo da competição, Steve Holcombe, da Beta, ampliou a liderança na EnduroGP e neste momento conta com 28 pontos de vantagem sobre Loic Larrieu, da Yamaha. Na Enduro 2, Josep Garcia, da KTM, mantém a primeira posição desde a terceira corrida e soma 12 pontos a mais que Jamie McCanney, da Yamaha.

Depois de mais de duas décadas, a Hungria voltou ao calendário do Campeonato Mundial com a quarta etapa, em  Paradfurdo. Apesar da chuva nos dias anteriores ao evento, a disputa nas florestas da região foi em clima quente e terreno seco. Quem parece não ter se importado muito com isso foi Christophe Nambotin que faturou os dois dias da categoria EnduroGP. Holcombe, manteve a liderança do campeonato com um segundo lugar no sábado e um quarto no domingo, quando Nathan Watson foi o principal rival de Nambotin.


Steve Holcombe

"Andei bem neste fim de semana, me sinto muito melhor do que no início da temporada e realmente gostei desse GP. Era importante ter uma boa primeira volta no primeiro dia, o que consegui fazer. A equipe trabalhou muito, então recompensá-los com a vitória é realmente bom. Honestamente, achei a última volta no segundo dia um pouco difícil. Eu tive que forçar o máximo que pude em cada teste especial para ficar à frente de Nathan, e nesse calor não foi fácil. Há três ou quatro pilotos andando muito bem na classe EnduroGP, por isso parece que haverá muitas batalhas nesta temporada", avaliou Nambotin.

Na E2, Josep Garcia superou Eero Remes por pouco mais de um segundo no primeiro dia, com Jamie Mccanney também muito próximo em terceiro. Os três também foram protagonistas no domingo, quando McCanney foi o mais rápido, Garcia acabou em segundo e com a regularidade foi o melhor do fim de semana. Remes acabou o domingo em terceiro.


Josep Garcia

"Foi um bom GP para mim. Gostei bastante das condições e, apesar de ter cometido três erros, no primeiro dia cheguei ao último teste especial apenas alguns segundos atrás do Eero Remes. Acelerei forte e consegui vencer. Fui competitivo novamente no segundo dia, mas cometi um erro em um dos Extremes Testes quando liderava, então me atrasei por seis ou sete segundos. Mesmo forçando foi muito difícil recuperar porque Jamie McCanney estava muito rápido. Infelizmente, eu caí novamente no Enduro Teste final e terminei em segundo. Teria sido ótimo vencer novamente como no primeiro dia, mas estou muito satisfeito em como o GP da Hungria foi para mim", destacou Garcia.

Disputada em Grevena, na região da Macedônia Ocidental, a prova grega substituiu na última hora o GP que estava programado para a Eslováquia e foi cancelado. Na Grécia os pilotos enfrentaram altas temperaturas e trilhas extremamente técnicas na quinta etapa, assim como um Cross Teste com belíssimos saltos, tudo com os termômetros ao redor dos 40 graus!


Nathan Watson

O líder Steve Holcombe começou em ritmo acelerado, vencendo a EnduroGP no sábado. "Foi um dia perfeito para mim depois da minha vitória no Super Teste. Tudo correu bem e amarrado ao meu objetivo de chegar em casa, na Inglaterra, com a placa de número 1", disse o britânico que terminou na frente de Nathan Watson e Loic Larrieu.

No domingo Watson deu o troco, deixando Holcombe em segundo. "Ganhar o segundo dia aqui na Grécia é uma ótima maneira de terminar os GPs consecutivos que tivemos na Hungria e na Grécia. A Hungria foi um ponto de virada para mim - antes disso parecia que não tinha nada além de má sorte. Eu trouxe muita confiança neste fim de semana e tive um bom começo no primeiro dia. Eu ganhei vários testes e, apesar de ter brigado um pouco com o Extreme Teste, terminei em segundo lugar, como fiz no segundo dia na Hungria. Eu me sinto realmente bem, muito confortável na minha moto, e tenho minha confiança de volta", destacou o piloto que alcançou a sua primeira vitória na classe EnduroGP no ano.

Pela Enduro 2, Josep Garcia e Jamie McCanney, que brigam diretamente pela liderança do campeonato, foram os protagonistas. Garcia começou melhor e superou o rival no primeiro dia, mas no seguinte as posições se inverteram com vitória de McCanney.  


Jamie McCanney

"É ótimo vencer aqui na Grécia, como fiz na Hungria no último fim de semana. Assim como na Hungria, eram apenas alguns segundos entre mim e Josep Garcia até o teste final, e consegui a vitória. O Enduro Teste foi longo, em torno de 10 minutos, e pude forçar o ritmo até o final. Continuarei trabalhando muito e aguardo com expectativa o próximo GP em Portugal", comentou McCanney.

Garcia ficou satisfeito com o resultado. "Em muitos aspectos, foi muito parecido com o fim de semana passado, na Hungria - lutando com Jamie McCanney e obtendo um resultado de 1-2. No segundo dia, tive um pequeno acidente no segundo Enduro Teste e cometi alguns erros, mas Jamie foi muito rápido, então estou satisfeito com o segundo lugar. Este deveria ser um ano de aprendizado, meu primeiro fora da Júnior, mas liderar o campeonato é realmente bom. Estou ansioso para o resto da série", comentou.

O MXGP de Portugal, nos dias 22 e 23, é o próximo desafio da temporada.

Vídeos













Resultados

Primeiro dia Hungria - quarta etapa

EnduroGP
1. Christophe Nambotin (KTM) 47:16.50
2. Steve Holcombe (Beta) 47:38.40
3. Loic Larrieu (Yamaha) 47:41.91
4. Matthew Phillips (Sherco) 47:49.78
5. Nathan Watson (KTM) 47:50.28

Enduro 2
1. Josep Garcia (KTM) 47:27.72
2. Eero Remes (TM) 47:29.52
3. Jamie McCanney (Yamaha) 47:32.96
4. Davide Guarneri (Honda) 47:53.64
5. Pascal Rauchenecker (Husqvarna) 48:00.84

Segundo dia Hungria - quarta etapa

EnduroGP

1. Christophe Nambotin (KTM) 46:53.04
2. Nathan Watson (KTM) 46:57.72
3. Loic Larrieu (Yamaha) 47:01.15
4. Steve Holcombe (Beta) 47:27.28
5. Alex Salvini (Beta) 47:39.65

Enduro 2
1. Jamie McCanney (Yamaha) 47:13.91
2. Josep Garcia (KTM) 47:25.12
3. Eero Remes (TM) 47:47.00
4. Danny McCanney (Husqvarna) 47:52.07
5. Jonathan Barragan (Gas Gas) 47:54:99

Primeiro dia Grécia - quinta etapa

EnduroGP

1. Steve Holcombe (Beta) 57:55:56
2. Nathan Watson (KTM)58:07:95
3. Loic Larrieu (Yamaha) 58:40:54
4. Alex Salvini (Beta) 58:49:59
5. Christophe Nambotin (KTM) 58:56:02

Enduro 2
1. Josep Garcia (KTM) 58:08:51
2. Jamie McCanney (Yamaha) 58:26:85
3. Davide Guarneri (Honda) 58:29:82
4. Pascal Rauchenecker (Husqvarna) 58:55:91
5. Eero Remes (TM) 59:14:72

Segundo dia Grécia - quinta etapa

EnduroGP

1. Nathan Watson (KTM) 56:54:99
2. Steve Holcombe (Beta) 57:18:76
3. Loic Larrieu (Yamaha) 57:24:92
4. Alex Salvini (Beta) 57:27:31
5. Jaume Betriu (KTM) 57:30:48

Enduro 2
1. Jamie McCanney (Yamaha) 57:08:73
2. Josep Garcia (KTM) 57:17:72
3. Davide Guarneri (Honda) 57:32:57
4. Eero Remes (TM) 57:45:44
5. Pascal Rauchenecker (Husqvarna) 57:52:92

Classificação do campeonato após cinco etapas

EnduroGP

1. Steve Holcombe (Beta) 214 pts
2. Loic Larrieu (Yamaha) 186
3. Christophe Nambotin (KTM) 169
4. Nathan Watson (KTM) 164
5. Matt Phillips (Sherco) 160

Enduro 2
1. Josep Garcia (KTM) 223 pts
2. Jamie McCanney (Yamaha) 211
3. Eero Remes (TM) 199
4. Pascal Rauchenecker (Husqvarna) 170
5. Danny McCanney (Husqvarna) 139







Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet