fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Mundial de Motocross

1ª etapa - Losail - Catar
Publicado em: 25/02/2017

KTM domina abertura do campeonato com vitórias duplas de Cairoli e Jonass
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Ray Archer / Bavo / Pascal Haudiquert


MXGP do Catar, abertura da temporada, é a única corrida noturna do Mundial de Motocross

Acabou a espera! O Mundial de Motocross deu a largada de sua temporada 2017. Temporada mais aguardada e cheia de expectativa. A classe principal reúne uma quantidade de talentos como há muito tempo não se via e a MX2 começa com um campeonato completamente aberto, sem favoritos claros.

+ Supergaleria de fotos da prova: a atmosfera e imagens únicas de um GP que pode não acontecer mais
+ Resultados, fotos e vídeos das classificatórias disputadas na sexta-feira

Mesmo com todas as possibilidades abertas, foi o time da KTM que embalou as caixas com destino à Tailândia com um sorriso de orelha a orelha. Pauls Jonass liderou todas as voltas na MX2, mesmo sofrendo muita pressão. Já na MXGP Antonio Cairoli deu um verdadeiro show e comprovou que a excelente performance na pré-temporada não foi por acaso. Depois de vencer a primeira bateria de ponta a ponta, arrancou a vitória na segunda com um pilotagem de cair o queixo nas últimas voltas.


Antonio Cairoli

Corridas

Não é segredo que o circuito do Catar passa longe de entrar na lista de favoritos dos fãs e dos pilotos. Esta foi a última prova de um contrato de cinco anos com os donos do petróleo local e ainda não se sabe se o país continua no calendário no ano que vem. Além da quase completa ausência de público, a pista não é das mais atraentes. Completamente plana e com sequências infindáveis de curvas opostas - numa disputa onde quem faz uma curva por dentro, automaticamente fica do lado de fora na outra - que tornam as ultrapassagens ainda mais difíceis. Além disso o tipo de preparação sobre a base dura, deixa as curvas repletas de canaletas fundas e esburacadas que reduzem muito a liberdade de traçado dos pilotos e dificulta ainda mais as ultrapassagens.


Tim Gajser

Fora isso, alguns grandes saltos são desafiadores. O triplo antes da chegada só era feito pelas motos 450, mesmo assim uma boa dúzia de pilotos preferia não arriscar mandar o obstáculo. Outra particularidade da prova de abertura são as corridas noturnas, que criam uma atmosfera única entre as etapas do Mundial.

MXGP - Aula de Cairoli

Na primeira bateria Antonio Cairoli fez o holeshot e esqueceu que havia adversários. Os pilotos HRC Evgeny Bobryshev e Tim Gajser saíram em segundo e terceiro respectivamente, mas ainda na primeira volta a linha dos dois cruzou numa das curvas e o esloveno caiu para o quarto lugar, atrás de Clement Desalle.


Clement Desalle

Com a briga atrás, Cairoli rapidamente abriu vantagem: quatro segundos em duas voltas e a distância foi aumentando até chegar a 15 segundos enquanto Desalle sofria para encontrar um espaço para superar o russo.

Com a prova entrando em sua fase final, Cairoli tirou a mão para administrar. Foi também o momento em que Desalle, finalmente, fez a ultrapassagem sobre Bobryshev, que acabou superado também por seu companheiro de equipe duas voltas depois. Bobryshev perdeu tanto ritmo no finalzinho que chegou ter a quarta posição ameaçada por Jeremy van Horebeek.


Evgeny Bobryshev

Com a mão recém operada, Jeffrey Herlings  largou em sexto e até que sustentou a posição por um bom tempo, até que errou um salto e foi ultrapassado por quatro adversários quase que simultaneamente. Depois disso perdeu completamente o ritmo e completou a primeira corrida em 18º.

Destaque para o suíço Arnaud Tonus que foi sétimo colocado, atrás de Gautier Paulin.

Segunda bateria - Batalha estratégica entre Cairoli e Gajser


Romain Febvre

Além de muito rápido, Cairoli mostrou-se um grande estrategista nesta corrida. Largou em terceiro, logo atrás de Gajser e Romain Febvre, mas superou o francês ainda na primeira volta. Não demorou para encostar no atual campeão, mas com a pista ainda mais degradada, achar um ponto para ultrapassagem estava ainda mais difícil.

O italiano acompanhou o esloveno por boa parte da bateria, sempre pouco mais de um segundo atrás. Porém a certo momento perdeu contato. A vantagem de Gajser chegou a quatro segundos e parecia que o italiano tinha se contentado com o segundo lugar, posição que ainda assim lhe daria a vitória no GP.


Cairoli lidera o campeonato com 50 pontos, oito a mais que Tim Gajser

Ledo engano, a poucas voltas do fim Cairoli aproveitou a "relaxada" de Gajser para voltar à carga total. Tirou a diferença e colocou 100% de pressão no rival. Quando subiu a placa de duas voltas Cairoli conseguiu a ultrapassagem e Gajser, visivelmente no limite de sua energia, simplesmente desistiu do contra-ataque, permitindo que Cairoli abrisse mais de três segundos em apenas meia volta.

Romain Febvre ficou com a terceira posição depois de segurar os ataques de Desalle por toda a bateria. Gautier Paulin foi o quinto, seguido de Jeremy van Horebeek e Evgeny Bobryshev. Herlings superou melhor a dor e manteve a 11ª posição.


Pódio da MXGP com Gajser, Cairoli e Desalle

Entusiasmado com a vitória, Cairoli comentou a batalha na segunda bateria: "A certo momento achei que tinha quebrado alguns raios na roda dianteira e tive que conter um pouco o ritmo", disse o piloto que "zerou" uma das mesas. "Mas no final consegui imprimir boa velocidade e assumir a primeira posição. É um campeonato longo e o plano e chegar sempre entre os três primeiros", completou o líder da MXGP.

Tim Gajser sofreu com uma gripe durante a semana, inclusive, no sábado seu desgaste após a classificatória foi visível. "Hoje eu me senti melhor do que ontem, mas ainda não recuperei a plena forma. Na segunda bateria me senti melhor, mas perdi a concentração nas últimas voltas e cometi alguns erros. Estou de olho no próximo final de semana", avaliou o piloto da Honda.

MX2 - Jonass segura pressão de Paturel nas duas baterias


Largada da MX2

Pauls Jonass conseguiu um resultado perfeito no Catar vencendo as duas baterias de ponta a ponta. O piloto da Letônia faturou também a classificatória na sexta-feira, mas não podemos de forma alguma afirmar que foi um final de semana fácil para ele. Em ambas as baterias, Jonass teve a concorrência de adversários mais rápidos e suas boas largadas foram fundamentais para o resultado final.

Na primeira uma das surpresas foi a desempenho do belga Julien Lieber que superou Jorge Padro e partiu para cima de Jonass. Após pressionar o líder por algumas voltas, Lieber perdeu o equilíbrio numa curva e caiu para o quarto lugar. Benoit Paturel assumiu o segundo posto logo depois, ao ultrapassar Thomas Kjer Olsen, e logo estava na cola de Jonass. Apesar da pressão, o piloto oficial da KTM não cometeu erros e também não deu chances para a ultrapassagem do rival da Yamaha. Resultado: Jonass, Paturel, Lieber - dono da volta mais rápida que retomou a terceira posição - Olsen e Samuelle Bernardini que colocou sua TM entre os cinco primeiros.

Segunda bateria


Pauls Jonass

A segunda corrida foi quase um repeteco da primeira, com Jonass novamente fazendo o holeshot. A diferença é que Paturel já colou na roda traseira do líder na segunda volta, logo depois de ultrapassar Olsen. Lieber ultrapassou o dinamarquês na quarta volta, mas esse grupo de quatro pilotos permaneceu próximo durante quase toda a corrida.

Thomas Covington chegou a se aproximar do pelotão também, mas abandonou com problemas mecânicos na altura da metade da prova.


Benoit Paturel

Lá na frente a proximidade entre os pilotos não colaborou para que ocorressem mais ultrapassagens. Nem mesmo Paturel foi capaz de achar espaço durante os mais de 30 minutos que seguiu Jonass que, diga-se de passagem, suportou muito bem a pressão, sem cometer erros.

Jeremy Seewer chegou na quinta posição a frente de seu companheiro de equipe Hunter Lawrence.

"É ótima a sensação de começar a temporada dessa maneira", disse Jonass. "Só queria fazer duas corridas consistentes e sou muito grato a toda a equipe. Não posso esperar pelo próximo GP e espero que continuemos assim", completou o líder da MX2.


Pódio da MX2 com Paturel, Jonass e Julien Lieber

A Tailândia sedia a segunda etapa do Mundial de Motocross 2017 na semana que vem no circuito de Pangkal Pinang.

Vídeos









Resultados

Pos Nr MXGP Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 222 Cairoli, Antonio ITA KTM 25 25 50
2 243 Gajser, Tim SLO HON 20 22 42
3 25 Desalle, Clement BEL KAW 22 18 40
4 777 Bobryshev, Evgeny RUS HON 18 14 32
5 461 Febvre, Romain FRA YAM 11 20 31
6 21 Paulin, Gautier FRA HUS 15 16 31
7 89 Van Horebeek, Jeremy BEL YAM 16 15 31
8 911 Tixier, Jordi FRA KAW 12 12 24
9 259 Coldenhoff, Glenn NED KTM 6 13 19
10 99 Anstie, Max GBR HUS 8 11 19
11 22 Strijbos, Kevin BEL SUZ 10 9 19
12 12 Nagl, Maximilian GER HUS 13 5 18
13 17 Butron, Jose ESP KTM 9 8 17
14 4 Tonus, Arnaud SUI YAM 14 2 16
15 84 Herlings, Jeffrey NED KTM 3 10 13
16 24 Simpson, Shaun GBR YAM 4 7 11
17 77 Lupino, Alessandro ITA HON 7 3 10
18 7 Leok, Tanel EST HUS 5 4 9
19 999 Goncalves, Rui POR HUS 2 6 8
20 45 Nicholls, Jake GBR KTM 1 1 2

Pos Nr MX2 Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 41 Jonass, Pauls LAT KTM 25 25 50
2 6 Paturel, Benoit FRA YAM 22 22 44
3 33 Lieber, Julien BEL KTM 20 20 40
4 19 Kjer Olsen, Thomas DEN HUS 18 18 36
5 747 Cervellin, Michele ITA HON 15 13 28
6 91 Seewer, Jeremy SUI SUZ 9 16 25
7 18 Brylyakov, Vsevolod RUS KAW 12 12 24
8 61 Prado Garcia, Jorge ESP KTM 14 10 24
9 57 Sanayei, Darian USA KAW 11 9 20
10 161 Östlund, Alvin SWE YAM 8 11 19
11 96 Lawrence, Hunter AUS SUZ 3 15 18
12 172 Van doninck, Brent BEL YAM 4 14 18
13 811 Sterry, Adam GBR KAW 10 7 17
14 321 Bernardini, Samuele ITA TM 16 0 16
15 189 Bogers, Brian NED KTM 6 8 14
16 64 Covington, Thomas USA HUS 13 0 13
17 98 Vaessen, Bas NED SUZ 7 4 11
18 46 Pootjes, Davy NED KTM 5 5 10
19 10 Vlaanderen, Calvin NED KTM 0 6 6
20 128 Monticelli, Ivo ITA KTM 0 3 3
21 66 Larranaga Olano, Iker ESP HUS 0 2 2
22 297 Gole, Anton SWE HUS 1 1 2
23 919 Watson, Ben GBR KTM 2 0 2

Para os resultados individuais por bateria clique aqui.






Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet