X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Brasileiro de Motocross

2006 - 3ª etapa - Revisitando Canelinha - SC
Publicado em: 04/06

Como foi o Brasileiro no Motódromo mais tradicional do Brasil
Texto: Lucídio Arruda - Fotos: Flávio Oliveira 


Há uma semana da quarta etapa programada para Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, vamos recordar como foi a terceira etapa do campeonato realizada em Canelinha, Santa Catarina, o motódromo mais tradicional do Brasil.


Marronzinho faturou a etapa em seu Estado e assumiu a liderança na pontuação.
Primeiro vamos fazer uma pequena correção sobre o que foi públicado no dia da corrida. O vencedor da 65cc, Marcos Holtman, não é catarinense, mas paranaense filiado na FCM. Assim o placar de vencedores em Canelinha ficou assim: Paraná 2 X Santa Catarina 3. De qualquer forma o sul do país faturou tudo na etapa.

Ausências

O evento teve algumas ausências importantes. A mais importante foi sem dúvida a do então líder do campeonato na MX1 Jorge Balbi Jr. que no mesmo dia competia em Hangtown na abertura do AMA Motocross. O mineiro chega essa segunda feira no Brasil para participar da quarta etapa e tentar reassumir a liderança.

Na MX2 o grande desfalque foi do gaúcho Fábio Andolhe, 3º colocado em Carlos Barbosa, que fraturou os dois pulsos treinando dias antes da prova. Uma pena pois ele se encontrava em grande fase tanto no Brasileiro como no Arena Cross.

Sábado

Ainda não foi dessa vez que o novo cronograma de horários da CBM foi seguido pontualmente. O corpo de bombeiros local proibiu a realização dos treinos enquanto todas as arquibancadas eram vistoriadas. Resultado: as motos só entraram na pista para a primeira sessão de treinos livres depois das 13:30hrs. 


Leandro Silva



As entortadas só foram possíveis nos treinos de sábado. O céu atrás de Swian Zanoni anunciava um domingo chuvoso.
Quando começaram os treinos cronometrados já era quase quatro e meia da tarde e a classificação da MX1 foi adiada para o dia seguinte. Os tempos do warm-up valeriam para a escolha do gate.

Estes problemas com os horários logicamente foram alheios à vontade da CBM e dos organizadores locais, mas nos fazem refletir no sentido inverso quando há um certo excesso de rigor. Quando um piloto chega 10 segundos atrasado na área de espera não adianta chorar nem espernear, está fora do evento.

Os mais rápidos na classificação foram: MX3: Chumbinho; 65: Daniel Guelman; 85: Eduardo Ferreira Lima; MX2: Rodrigo Selhorst.

O público de Canelinha é um espetáculo à parte. No fundo do motódromo rola uma espécie de "Woodstock do Motocross". São milhares de "malucos" fazendo tudo que não se deve com as motos. Tem até um circuito onde o pessoal explora os limites das pequenas motos, geralmente CGs depenadas. Dá até arrepio de ver! No barro então...

Outra boa novidade em Canelinha é que parece mesmo que vai sair o primeiro autódromo de Santa Catarina no município. A família Jacowicz doou uma área ao lado do motódromo onde foi anúnciado o projeto no ano passado. Em maio o governo estadual lançou a pedra fundamental do empreendimento que promete arquibancada para 30 mil pessoas. 


Marcos Holtman comemorou sua primeira vitória no Brasileiro 65



Gabriel Gentil
Por falar em governo a presença de autoridades locais dá uma idéia da importância do motociclismo na região. Na prova estiveram presentes o prefeito municipal, deputados estaduais e até o governador do Estado. Imagina quando isso vai acontecer aqui no Sudeste?

Domingo

A previsão do tempo noticiou para domingo chuvas esparsas com um volume estimado de 10mm. Mas de madrugada a garoa começou a cair e não parou mais. Pela manhã já tinha chovido bem mais que isso.

No warm-up (opcional) quase ninguém entrou, apenas os pilotos da MX1 foram obrigados a rodar já que o treino valia a ordem do gate e quem não marca pelo menos uma volta não pode correr. 

Vamos conferir como foram as provas:



65 cilindradas 


Everaldo Bonsenhor



Endrews Armstrong
A garoa não deu trégua e a organização acertadamente inverteu a ordem das largada colocando a categoria 65 na primeira corrida. Depois do cancelamento em Carlos Barbosa, tudo que os pequenos pilotos não precisavam era perder outra prova no campeonato.

Após marcar a melhor volta nos treinos cronometrados com mais de 4 segundos de vantagem o fluminense Daniel Guelman era apontado como favorito no Sábado. Mas a chuva e o barro mudam as coisas, e como! Quem foi soberano na prova foi o paranaense Marcos Holtman, que largou na frente e foi pressionado por Guelman apenas por alguns instantes na primeira volta.

Na segunda passagem a vantagem de Holtman já era boa e a partir daí só aumentou até a parte final da prova quando sua pilotagem entrou no "modo de proteção" extra cuidadoso para garantir sua primeira vitória no Brasileiro de Motocross.

A cada volta a situação da pista piorava ainda mais e, entre quedas e tombos, dos 32 pilotos que largaram apenas 18 completaram a prova.

Atrás de Holtman chegaram mais três paranaenses: Everaldo Bonsenhor, Endrews Armstrong e Eduardo Rudnick. Na quinta
posição chegou o matogrossense Cézar Zamboni.

A situação do campeonato ficou interessante: Armstrong e Guelman dividem a liderança da pontuação com Holtman dois pontos atrás. Apenas nove pontos separam os seis primeiros colocados na classificação geral. A briga pelo título está aberta. 















MX3 


A disputa entre Muller e Chumbinho durou apenas algumas curvas



Nico Rocha
A prova da MX3 viu mais uma vitória absoluta de Milton Chumbinho Becker. Ele tomou a liderança de Leonardo Muller ainda na primeira volta e depois foi embora. Parecia que a pista estava seca para ele enquanto todo mundo tentava se equilibrar no barro.

Chumbinho recebeu a bandeirada com mais de dois minutos e meio de vantagem sobre o segundo colocado Nico Rocha. Leo Muller foi o terceiro e último a completar a prova na mesma volta.

O gaúcho Carlos Kettermann e o paranaense Alencar Krefta completaram o pódio da etapa. No campeonato Chumbinho disparou invicto na liderança e já tem 30 pontos de vantagem sobre Nico Rocha.

85 cilindradas 


Eduardo Lima



Rodrigo Rodrigues
Na categoria 85 cilindradas o catarinense Gabriel Gentil liderou de ponta à ponta. A pista já estava ficando impraticável e o tempo de corrida foi reduzido para quinze minutos mais duas voltas.

Nas nove voltas da prova Gentil conseguiu abrir quase um minuto de vantagem. Foi a primeira vitória dele na categoria. Rodrigo Rodrigues sustentou a segunda posição quase até a última volta quando Eduardo Lima, em prova de recuperação o ultrapassou. Fábio Quartucci foi o quarto colocado e Marçal Muller o quinto.

Na classificação geral Eduardo Lima assumiu a liderança três pontos a frente de Rodrigo Rodrigues. Gentil é o terceiro colocado 22 pontos atrás.

MX2 


Kurt Rocha  foi o 3º colocado.



Marcello Ratinho Lima
Quando a MX2 largou a situação da pista já estava pra lá de péssima. O barro nem mais escorregava, já estava naquela situação extremamente pegajosa, parecia uma cola. Quem não atravessasse a pista muito esperto deixava o tênis grudado lá no meio...

Nem mesmo as duas quedas durante as 13 voltas de prova impediram Leandro Silva de conquistar sua primeira vitória na temporada. Ele liderou o início da prova após ultrapassar Rodrigo Selhorst e depois reassumiu a liderança na fase final quando tomou a ponta de Marcello Ratinho Lima. Sua vantagem sobre Ratinho foi de apenas 12 segundos na bandeira, muito pouco considerando as condições do terreno.

Kurt Rocha, Wellington Garcia e Daniel Chies completaram os cinco primeiros colocados, únicos a percorrer treze voltas. Dos 40 pilotos que largaram apenas 14 completaram a prova.

No campeonato Leandro deu uma pequena escapada e tem agora nove pontos de vantagem sobre Ratinho. A terceira posição está nas mãos de Selhorst que completou apenas 4 voltas em Canelinha.

MX1 


Roosevelt Assunção



Douglas Parise
A ausência de Balbi aumentou a expectativa pela prova da MX1 pois muitos pilotos enxergaram a possibilidade de vitória.

Quando caiu o gate o ótimo público que resistiu debaixo da chuva se empolgou com a liderança de João Paulino Marronzinho.

Logo no início alguns favoritos já ficaram fora da prova. A corrida de Massoud Nassar não durou mais que algumas curvas (problemas com a roda dianteira após um choque), enquanto Kristofer Florenzano abandonou com problemas mecânicos na quarta volta.

Roosevelt Assunção foi o único a conseguir acompanhar Marronzinho, mesmo assim por pouco tempo. Volta a volta o catarinense foi abrindo uma sólida vantagem conseguindo ser um dos poucos a pilotar com uma certa segurança numa situação de pista abominável.

Enquanto Marronzinho garantia a vitória e Roosevelt permanecia isolado na segunda posição o gaúcho Douglas Parise silenciosamente abria caminho até o terceiro posto. Atrás dele chegou o conterrâneo Leonardo Sebben e na quinta posição o piloto local Cristopher Pipo Castro que caiu na largada e fez uma impressionante recuperação.

Com a primeira posição Marronzinho assumiu a liderança da pontuação com quatro pontos de vantagem sobre Jorge Balbi. Parise é o terceiro colocado a 11 pontos do líder.

Este final de semana o campeonato segue para Cachoeiro do Itapemirim onde será disputada a quarta etapa, que marca a metade da temporada.

O Campeonato Brasileiro de Motocross tem o patrocínio de Honda e Mobil, co-patrocínio de Dunas Race, Pro Tork e Yamaha e apoio da Pirelli.


Confira também:
Galeria de Imagens com 382 fotos das corridas!
Galeria de Imagens com 308 fotos dos treinos!
4 videoclipes com o melhor dos treinos e coridas na MotoX TV!

Classificação Geral  
MX3
1 1 Milton Becker Honda Riffel Mobil Ngk Pirelli Honda 75
2 16 Nicomedes Soares Rocha Tork Protork Ama Mitas American Import Protork 45
3 91 Alexandro Martins Toquedepele Intima Vhm 250f 36
4 44 Leonardo Pedro Muller Twm Racing Ims Racing Honda 34
5 55 Carlos  Kettermann Rui Veículos, Pneus Rinaldi, Copasa M Honda 28
6 134 Mario Lucio Teixeira Minas Compressores , Mr-pro 28
7 30 Ricardo Raspa Mobil Honda Fox Monaco Honda 17
8 49 Ricardo Sebbe Raid Monaco Shift Vaz Circuit Prosh Yamaha 15
9 36 Leo Lopes Www.leomotos.com.br Honda 15
10 310 Marcelo Alan Agostini A Gostini Comercial Eletrica Dilvo Ra Honda 13
11 43 Julio Cezar Xavier Almeida Motos, A Pedal De Ouro, Ham 12
12 808 Alencar Krefta Florafarma Protork Mitas orma R2 M Suzuki 11
13 28 Jaques Pich - 11
14 449 Rogerio Antonio Schmitt Moto Shop Fox Ims Suzuki 10
15 45 Sandro Silveira Mcr, Vsx E Dragon Suzuki 10
65cc
1 6 Endrews Armstrong Protork Ama Enzo Ktm 32
2 9 Daniel Guelman Circuit, Motobiu Polini 32
3 23 Marcos Paulo Holtman Gvt , Vale Fértil , Boeing Marcas Ktm 30
4 24 Everaldo Bonsenhor Jr Sind. Dos Desp. Aduan. Do Pr E Sc, Pro Ktm 27
5 2 Cezar Augusto Zamboni Honda Canopus Motos Ktm 24
6 15 Eduardo L. Rudnick Protork Freelux Irmãos Maahs Cera Ktm 23
7 8 Everaldo Rodrigues F. Asw.orbital.super Trucks Ktm 20
8 10 Talles Henrique Hess Hess Express Mcr Racing Sea Life Se Ktm 16
9 12 Caio Cardoso .Celino Centro Educ Delta, Academia Movime Ktm 15
10 20 Gustavo Roratto Steffens Pneus ,pirelli,o-zone Kawasaki 14
11 100 Hallex Dalfovo Dalfovo Veiculos,abn Amro Bank,web Ktm 10
12 30 Gabriel Modolo Ranzani Dayco Gr Motos Kids Racing Colégio Para . 9
13 65 Thiago Bortoloti Formehl Agrifor,maneja Biodizel Ktm 6
14 28 Ruan .Rodrigues Piscuilos Pedras,pneus Rinaldi,mcr,sebb Ktm 5
15 35 Manoel H. Oliveira K. Transkuhn Ltda, Pneus Rinaldi, Mcr P Ktm 4
85cc
1 6 Eduardo Ferreira Lima Pro Circuit Vaz Yamaha Kaerre Zelao 60
2 11 Rodrigo Rodrigues Honda,fox,orbital,mobil,did,ngk,master 57
3 9 Gabriel Bitencourt Gentil Honda Fox Orbital Moto Shop Ngk D.i.d 38
4 15 Marçal Muller Pneus Rinaldi Ramarim Asa Kelmack Lu 38
5 23 Gustavo Focchesato Crespo Car Pneus Rinaldi Circuit Kelmak 35
6 97 Gustavo V. Bonaventura Honda Circuit Racetech Mrpró Af Fri Honda 25
7 83 Douglas F. Dos Santos Luiz Automoveis Mcr Bamba Vsx Honda 23
8 24 Fabio Quartucci Só-frio Lg Cp Honda 20
9 32 Rodrigo Santos Foto Colo Prints-zoolo-shel Honda 19
10 13 Gabriel F. Montenegro Honda Mobil Fox Mxtech Master Orbital D 19
11 184 Felipe Guaragni Belmac Redemac - Centro De Pinturas - C 15
12 70 Pablo Ricardo Sebben Pneus Rinaldi Maxibus Petrobras Seb Honda 8
13 122 Joao Paulo M. Fuentes J.p. - Oakley - Vortex - Mrp Honda 8
14 126 Hector Freitas Assunçao Honda,mobil,did,ngk,fox,pirelli E Orbit Honda 8
15 19 Jessica Michely Pro Tork Epoca Agricola Bradal Pne 7
MX2
1 11 Leandro Nunes Da Silva Honda Karekas Pireli Mobil Benazi 65
2 1 Marcello Ferreira  Lima Pro Circuit Vaz, Yamaha, Kaerre, Zelão  56
3 8 Rodrigo C. Selhorst Honda Mobil Pirelli Fox Honda 41
4 9 Wellington Garcia Matos Honda, Pirelli, Fox, Honda 32
5 13 Lucas Lemgruber Moraes Dunas Pro Tork Pirelli Motul Yamaha 31
6 52 Daniel Chies Mcr, Mba, Lubsul, Cassol,arwi, Tecnoma 23
7 62 Jean Carlo Ramos Pro Tork Tork Ama Jmr Escola De Motocr  21
8 25 Kurtt Airton Rocha Pro Tork Tork Ama Mitas Kr Moto P Kawasa 19
9 67 Fabio Joao Andolhe Concessionarias Honda Rs Pneus Rin 16
10 63 Rafael Da Silva Faria Agua Mineral Ouro Fino Oasis Racing Suzuki 14
11 35 Fabio Grundling Teixeira Carhouse Toyota 13
12 788 Kaian Teixeira E. Osmoze Pro Tork Baterias Júpiter Ta 9
13 7 Rafael Zenni Pro Tork,alpinestars, Mitaspneus ,zenn 9
14 19 Luiz H.Zimmermann Theilacker Racing Thomas Motos Mc Honda 8
15 39 Edson Luiz Bertos Circuit, Race Tech, Ting, Trans.montem 8
MX1
1 1 Joao Paulino Da Silva Suzuki, Petrobras, Circuit, Motoshop Suzuki 54
2 965 Antonio Jorge Balbi Honda,orbital,vaz,mobil,cia Atletica Honda 50
3 4 Douglas S. Parise Suzuki-petrobras-bsc-total-brandy- Suzuki 43
4 3 Roosevelt Assuncao Honda Mobil Did Ngk Fox Pirelli Orbit Honda 40
5 10 Kristofer Florenzano Honda,habib´s,fox,mobil,pirelli,d.i.d,n Honda 30
6 59 Cristopher Castro Pro Tork Yamaha Geração Moto Dest 24
7 68 Cesar Adrian Cantero Protork Ama Mitas Suvinil Dima Kawasa 24
8 5 Massoud Nassar Neto Pro Tork Kawasaki 23
9 26 Marcos C. Cordeiro Msam Distribuidora De Peças Asw Rac 22
10 29 Leonardo Sebben Pneus Rinaldi Maxibus Petrobras Seb Honda 17
11 34 Davis Guimarães Usa Connection Dunas Racing Mitas T Yamaha 17
12 37 Rodrigo Zen Charrua Motocenter Zenicar Fox Suzuki 14
13 227 Ademir A.Todeschini Aço Motocross Racing Honda 9
14 15 Rodrigo Dias Siqueira Suzuki Petrobrás, Pirelli, Ims, Tobey M Suzuki 7
15 214 Fabio Soares Correa Did, Ngk, Ebf, Polivisor, Polisport, Im Honda 6
                                     



Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet