X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Enduro

Brasileiro de Enduro - 11ª e 12ª etapas - Itupeva - SP
Publicado em: 29/09/2016

Norte-americano Ian Blythe domina temporada e conquista títulos da E2 e da Geral
Redação MotoX.com.br - Fotos: Idário Araújo / Janjão Santiago

Rômulo Bottrel fatura troféu na E1


Ian Blythe

Itupeva (SP), tradicional nos calendários das competições off-road, recebeu neste fim de semana, dias 24 e 25, a decisão do Campeonato Brasileiro Borilli de Enduro. Com o Shopping SerrAzul como base, a rodada final  - 11ª e 12ª etapas - da competição contou com quatro voltas no sábado e três no domingo, em um percurso de aproximadamente 35 quilômetros.

A organização, que neste evento ficou a cargo do Adrenatrilha Trail Club, preparou um trajeto que incluía dois Enduro Testes (ETs) e um Cross Teste (CT), mesclando trilhas abertas com trechos técnicos e locais de mata fechada.


Júlio Ferreira

O destaque da temporada ficou para Ian Blythe. Em seu segundo ano no Brasil, o norte-americano faturou o título da E2 e da Geral. Mesmo largando praticamente com as duas mãos já firmes no bicampeonato da E2, o piloto da Orange BH KTM acelerou forte durante os dois dias de disputa e, sem encontrar adversários, dominou a grande maioria das especiais.

“Estou muito feliz pelo bicampeonato, especialmente com direito a vitória na última etapa. Ser campeão pela segunda vez é sempre mais complicado, já que o nível do campeonato fica mais forte a cada ano, e não teria sido possível sem uma grande equipe”, comentou Blythe, que por pouco não conquista a temporada perfeita na categoria. Na E2, Júlio Ferreira  cresceu na segunda metade da competição e encerrou o ano com a segunda colocação no dois dias do evento e na classificação final. Mauricio Rizzon fez o mesmo em terceiro.


Rômulo Bottrel

Também confirmando o favoritismo, Rômulo Bottrel venceu os dois dias de prova pela E1, adicionando mais um título ao currículo. Companheiro de equipe do piloto no Zanol Team Honda ASW Rinaldi, Bruno Martins foi o segundo colocado e Diego Collet o terceiro. Os dois disputavam o vice-campeonato e Bruno levou a melhor.

“Estou feliz com o título da categoria E1, e ainda mais satisfeito porque o Bruno acabou em segundo também, mas minha temporada foi muito irregular para que eu pudesse lutar pela vitória na geral”, comemorou o mineiro que também foi campeão nacional em 2011 e 2013.



Bruno Martins

Bottrel ainda avaliou a temporada: “Tive momentos de grande nível técnico ao longo do ano, mas também tive etapas onde pilotei muito abaixo do meu potencial. Em um campeonato assim, com um adversário tão forte, eu não poderia ter oscilado tanto. Ele (Blythe) foi melhor e fez por merecer. Ainda temos a Copa EFX para fechar o ano e lá temos grandes chances de conquistar novos títulos, tanto pessoais como para a equipe”, explicou.


Ripi Galileu

Com a decisão antecipada na E3, o abandono de Gustavo Pellin por fortes dores nas costas não afetou o título do gaúcho, mas impediu que ele mantive uma longa sequência de vitórias que durou quase duas temporadas inteiras. Ripi Galileu aproveitou o caminho livre, vencendo os dois dias de prova e faturando o vice-campeonato. O segundo colocado na prova foi Tavinho Carradori.


Vinícius Calafati

Na Júnior, Vinícius Calafati venceu com folga os dois dias e garantiu o título com tranquilidade. Na segunda colocação, ficou o mineiro Vitor Borges Garcia seguido de Patrik Capila, dono do vice-campeonato. “É o meu primeiro título brasileiro e esse momento é inesquecível. Eu evoluí durante o ano e agora quero comemorar bastante. Em 2017, continuo na categoria Júnior e vou fazer de tudo para defender bem esse título”, declarou Calafati.


Nielsen Bueno

Com apenas dois pontos de diferença, Michel Cechet e Nielsen Bueno protagonizaram o maior duelo do fim de semana. Para conquistar o título, Nielsen precisaria terminar os dois dias à frente de Cechet. No sábado, o mineiro da equipe Sacramento Racing conseguiu empurrar a decisão para o dia seguinte. No domingo Nielsen conseguiu ser ainda mais consistente, vencendo e conquistando o título da E35. Michel Cechet fez o segundo tempo e acabou com o vice-campeonato. Oriel Casagrande Neto foi o terceiro colocado na prova.

“Eu estava afastado do Brasileiro de Enduro desde 2012 e voltei com a expectativa de ser o chefe de equipe. A vontade de pilotar veio forte e aproveitei a oportunidade, tive um ano muito duro e trabalhoso, realmente não foi nada fácil conquistar esse título. A taça foi disputada até a última volta, o que valorizou ainda mais a conquista. Precisei ter sangue frio e usar a minha experiência em todos os momentos, e no fim tudo deu certo e valeu a pena”, contou Nielsen.


Pélmio Simões

Na E40, Cassiano Tebaldi, já com o título confirmado, fez questão de encerrar a temporada com a vitória, enquanto Pélmio Simões conquistou o campeonato da E45 invicto.


Pódio da rodada na categoria E4

Pela E4, Jaime Zorzal venceu o sábado, mas quem mais comemorou foi Victor Miranda que, com a quarta posição no primeiro dia, conquistou o título antecipado. No domingo, o campeão não deixou ninguém carimbar a faixa e garantiu o melhor tempo, mas Jaime fechou em segundo e com mais pontos no fim de semana conquistou o topo do pódio na rodada. Na soma, Victor Miranda acabou com o terceiro degrau, logo atrás do vice-campeão Ednaldo Souza.

Campeonato Brasileiro Feminino



Janaína Souza

O Campeonato Feminino ainda não terminou, pois segue um calendário diferente, com outros eventos. A líder Janaína Souza venceu o sábado e fechou o fim de semana com a primeira colocação. Com o melhor tempo de domingo, Tainá Aguiar ficou com a segunda posição na soma dos dias à frente de Bárbara Gonzaga.

O título feminino será definido somente no dia 23 de outubro, na gande final da Copa EFX Brasil em Mogi das Cruzes (SP).

Resultados 11ª etapa

Pos E1 Tempo
1 Romulo Bottrel Alvarenga Neto 01:02:52,46
2 Bruno Batista Martins 01:05:17,74
3 Diego Baesso Colett 01:05:22,81
4 Ronald Santi 01:05:35,16
5 João Vitor Ferreira Lima 01:08:37,43
6 Anderson Cardoso Vieira 01:12:53,36
Pos E2 Tempo
1 Ian William Blythe 01:01:57,59
2 Julio Cesar Ferreira Eliziário 01:04:41,40
3 Mauricio Triches Rizzon 01:12:51,06
4 Reinaldo Muniz De Almeida 01:19:04,91
5 Riago Dilan Ferreira De Oliveira 01:22:10,50
Pos E3 Tempo
1 Ripi Galileu Ferreira De Oliveira 01:07:04,63
2 Leandro José Cassaro 01:18:24,77
3 Flavio Hironobu Yatsugafu 01:21:12,65
4 Gustavo Pellin 07:14:38,04
Pos E35 Tempo
1 Nielsen Paraíso Bueno 01:05:02,18
2 Michel Luiz Cechet 01:05:34,20
3 Oriel Casagrande Neto 01:10:36,84
Pos E40 Tempo
1 Cassiano Marcos Tebaldi 01:10:50,37
2 Kleber Nunes Goncalves 01:14:54,18
3 Mauricio Ghiraldelli 01:19:22,19
Pos E45 Tempo
1 Pélmio Simões De Carvalho Filho 01:12:45,55
2 Evandro Bozetti 01:14:40,03
3 Julio Cesar Lemos 01:26:56,10
Pos EJ Tempo
1 Vinicius Calafati Ribeiro 01:03:10,27
2 Patrik Capila De Souza Reginaldo 01:08:14,08
3 Vitor Borges Garcia 01:09:25,33
Pos E4 Tempo
1 Jaime Zorzal Junior 01:09:31,80
2 Edinaldo Rolim De Souza 01:12:10,14
3 Rogério Rodrigues Batata 01:26:38,90
4 Victor Camargo Miranda 03:17:54,33

Resultados 12ª etapa

Pos E1 Tempo
1 Romulo Bottrel Alvarenga Neto 00:57:13,71
2 Bruno Batista Martins 00:58:57,21
3 Diego Baesso Colett 00:59:42,02
4 João Vitor Ferreira Lima 01:02:37,35
5 Anderson Cardoso Vieira 01:05:01,81
6 Ronald Santi 01:23:38,01
Pos E2 Tempo
1 Ian William Blythe 00:56:11,08
2 Julio Cesar Ferreira Eliziário 00:58:02,62
3 Mauricio Triches Rizzon 01:03:48,90
4 Riago Dilan Ferreira De Oliveira 01:09:41,19
5 Reinaldo Muniz De Almeida 01:10:15,00
Pos E3 Tempo
1 Ripi Galileu Ferreira De Oliveira 01:00:24,29
2 Leandro José Cassaro 01:11:36,62
3 Flavio Hironobu Yatsugafu 01:14:16,24
4 Gustavo Pellin 02:59:41,18
Pos E35 Tempo
1 Nielsen Paraíso Bueno 00:58:47,77
2 Michel Luiz Cechet 00:59:29,60
3 Oriel Casagrande Neto 05:51:18,31
Pos E40 Tempo
1 Cassiano Marcos Tebaldi 01:03:27,36
2 Kleber Nunes Goncalves 01:08:32,65
3 Mauricio Ghiraldelli 01:10:26,21
Pos E45 Tempo
1 Pélmio Simões De Carvalho Filho 01:05:45,96
2 Evandro Bozetti 01:09:05,77
3 Julio Cesar Lemos 01:16:19,95
Pos EJ Tempo
1 Vinicius Calafati Ribeiro 00:57:15,99
2 Vitor Borges Garcia 01:01:42,46
3 Patrik Capila De Souza Reginaldo 01:02:25,23
Pos E4 Tempo
1 Victor Camargo Miranda 01:00:50,69
2 Jaime Zorzal Junior 01:01:50,37
3 Edinaldo Rolim De Souza 01:03:04,32
4 Rogério Rodrigues Batata 01:19:07,86

Classificação final (já considerando o descarte)

Pos Geral Pts
1 Ian Blythe 237
2 Rômulo Bottrel 213
3 Gustavo Pellin 190
4 Júlio Ferreira 185
5 Vinícius Calafati 142
Pos E1 Pts
1 Rômulo Bottrel 250
2 Bruno Batista 208
3 Diego Collet 202
4 Ronald Santi 194
5 João Vitor Ferreira Lima 144
Pos E2 Pts
1 Ian Blythe 250
2 Júlio Ferreira 219
3 Mauticio Rizzon 183
4 Loandro Anton 122
5 Riago Dilan 88
Pos E3 Pts
1 Gustavo Pellin 250
2 Ripi Galileu 224
3 Thiago Vermelho 167
4 Felipe Legarrea 84
5 Otávio Carradori 44
Pos Over 35 Pts
1 Nielsen Bueno 239
2 Michel Cechet 235
3 Luiz Felipe Bastos  
4 Oriel Casagrande Neto  
5 Anildo Theiss Junior  
Pos Over 40 Pts
1 Cassiano Tebaldi 247
2 Fábio Ribas 98
3 Luciano Lima 84
4 Cléber Gonçalves 79pts
5 Sidney Siquela 74
Pos Over 45 Pts
1 Pélmio Simões 250
2 Júlio Lemos 151
3 Evandro Bozetti 115
4 José Ricardo Castro 106
5 Daniel dos Reis 92
Pos EJ Pts
1 Vinícius Calafati 229
2 Patrik Capila 169
3 Bruno Crivillin 165
4 Lucas Santos 89
5 Willian Dalmonech 84
Pos E4 Pts
1 Victor Miranda 238
2 Ednaldo Souza 155
3 Jaime Zoral 129
4 Vitor Garcia 101
5 Fabrício Theiss 88








© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet