X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Regional

Copa Backfish MX Park - 4ª etapa - São Paulo - SP
Publicado em: 17/09/2016

Deninho Alves brilha em mais uma prova no circuito paulistano
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Ronaldo Sampaio


Largada MX Park Prata

Em um domingo de inverno, mas com temperaturas de verão, pilotos e equipes de reuniram na pista MX Park, em São Paulo, para a quarta etapa da Copa BackFish de Motocross MX Park no dia 11 de setembro. Como sempre, a presença de muitos competidores garantiu gates cheios no tradicional circuito paulistano, e também belas disputas, mas os destaques do campeonato seguem sendo os mesmos. Ariel Silva e Deninho Alves mantém a rivalidade e continuam dando show nas principais categorias do campeonato. Acompanhe a seguir quais pilotos sairam com a vitória nas onze provas da etapa.

+ Veja mais fotos na galeria de imagens da prova


Reinaldo Piu Pinheiro

Os "inoxidáveis" competidores da MX5 abriram o evento mostrando esperiência no traçado. Mesmo contornando a primeira curva mais por fora, quem assumiu a ponta foi Reinaldo "Piu" Pinheiro. Com caminho livre, ele consolidou a liderança já na primeira parte da bateria, conquistando a vitória sem ser ameaçado. Valmir "Dedé" Antunes não largou bem, mas recuperou posições e na metade da bateria superou ninguém menos que o anfitrião do evento, Edson Jacome, garantindo a segunda posição da bateria. Jacó teve problemas e abandonou a prova logo depois, deixando a terceira colocação para Edson Almeida. Reinaldo Lobo e Luciano Almeida completaram o pódio na quarta e quinta posições, respectivamente.


Ariel Silva

Na MX3, Ariel Silva seguiu o riscado habitual e largou na ponta, mas teve desde o início um determinado Diego Jimenes em sua perseguição. A disputa durou praticamente toda a prova e Diego chegou a assumir a ponta, mas levou o troco. No final Diego cansou e deixou de pressionar o líder, definindo as duas primeiras posições. Jean Marino assumiu a terceira posição no início da bateria, chegou a estar bem longe dos líderes, mas aos poucos foi descontando a distância, mas sem tempo de encostar de vez para tentar uma ultrapassagem e brigar pelo segundo lugar. Alex Sander foi o quarto colocado e João Batista o quinto.


Dener Alves

Na sequência a MX4 teve sua primeira largada cancelada. Na segunda largada Sandro Silva repetiu o holeshot da primeira, assumiu a ponta nos primeiros minutos de prova, mas não escolheu um traçado defensivo e acabou superado por Dener Alves, que conhece muito bem os caminhos do MX Park. Sandro ainda seria ultrapassado por mais dois adversários para confirmar a quarta colocação. Reinaldo Piu, vencedor da MX5, chegou a ocupar a vice-liderança na metade da bateria, no entanto acabou superado por Alex Sander na parte final da prova. Júlio Preto completou os cinco primeiros colocados.


Deninho Alves

O primeiro encontro de Ariel Silva com seu principal rival, Deninho Alves, aconteceu na MX1, e mais uma vez ele estava na frente quando o gate caiu. Diego Jimenes repetiu as primeiras voltas da MX3 e acompanhou o rimo do líder, mas não demorou muito para ele ficar para atrás, ultrapassado por Deninho, que passou pressionar o líder. Os dois começaram uma forte disputa, Ariel resistiu e ambos se revezaram na liderança. Deninho insistiu, completou a ultrapassagem mais uma vez e depois liderou a segunda metade da bateria até a bandeirada quadriculada. Atrás de Ariel chegou Bruno Batista, que tomou a terceira posição de Diego nos minutos finais da prova. João Batista completou o pódio.


Jean Marino

Após uma pausa para a manutenção na pista, as provas recomeçaram com a relização da MX2. Jean Marino assumiu a liderança na primeira curva, soube controlar a distância do segundo colocado e liderou de ponta a ponta para vencer convincentemente. Guilherme Negrão manteve a segunda posição a prova toda e assim recebeu a bandeirada quadriculada pouco depois. Geovani Romanha e Leonardo Alves tiveram um início de prova complicado, mais ainda Leonardo, que caiu na primeira curva iniciando a prova na última posição. Os dois foram recuperando posições, e nessa escalada se encontraram na pista, iniciando uma forte disputa ao mesmo tempo em que subiam na classificação da prova. Depois de trocarem posições, Leo superar Geovani e levar o troco, na parte final da bateria a distância entre os dois aumentou. Geovani consolidou a terceira posição, recebendo a bandeirada com relativa vantagem sobre Leonardo. Laércio Neves completou a prova na quinta colocação.


Deninho Alves e Ariel Silva

Na Super Final, prova que reúne os cinco melhores de cada bateria do dia, Ariel largou na ponta pela terceria vez no dia, dessa vez seguido por Bruno Batista. Geovani e Leonardo, também integrando o primeiro pelotão, repetiram a disputa da MX2. Deninho Alves não fez uma boa largada e, mais atrás no pelotão, acompanhou os primeiros movimentos do líder a distância. Antes que a bateria chegasse a sua metade, Deninho superou Bruno para ocupar a vice-liderança, e a partir daí passou a mirar a liderança, conseguida a poucas voltas do fim. Deninho venceu com Ariel em segundo, Bruno em terceiro, Leonardo em quarto e Geovani em quinto.


Fellipe Santiago

Na prova da Nacional a disputa também foi emocionante. João Moraes largou na ponta enquanto Fellipe Santiago buscava caminhos para melhorar sua posição depois de uma largada apenas medianna. Fellipe assumiu a segunda posição aos cinco minutos de prova, não perdeu tempo e foi para cima do líder que não resistiu e entregou o primeiro lugar. Com as posições invertidas foi a vez de Fellipe sofrer pressão, mas sem se entregar ele manteve a liderança até a bandeirada. Alexandre Borracha foi o terceiro colocado, Rafael Shacchetto o quarto e Kelbson Regis o quinto colocado.


David Lima

Outras quatro baterias largaram na etapa. Na MX Park Prata, David Lima, Mateus Fonseca, Lucas Real e Wagner Lizi foram os destaques ocupando o pódio nessa ordem. A Intermediária Prata teve Felipe Cojo, Gilberto Lima, Edson Soares, Rafael Tenório e Marcelo Silva nas cinco primeiras posições. Na Intermediária Ouro, Bruno Melo venceu seguido por Luciano Ferreira, Carlos Neto, Leonardo Santos e Marcos Reis. A MX Park Ouro teve a vitória de Gilberto Lima, com Fellipe Santiago, Alexandre Borracha, Rafael Sacchetto e Kelbson Regis recebendo a bandeirada na sequência.


Felipe Cojo e Gilberto Lima

A Copa Backfish MX Park de Motocross tem patrocínio de Backfish, e o apoio de 2DI Publicidade, Turismo Visual, New Implantes, Village e MX Family.


Bruno Melo


A quinta etapa da Copa Backfish MX Park será disputada no dia 16 de outubro

Resultados

MX5
1º   -  121 Reinaldo Pinheiro (Piu)
2º   -  99 Valmir antunes
3º   -  67 Edson Almeida
4º   -  102 Reinaldo Lobo
5º   -  143 Luciano Souza
6º   -  998 Celso Paulo
7º   -  108 Manoel Lisboa
8º   -  41 Venderley Real
9º   -  993 Edson Jácome
10º  -  7 Mauro Varella

MX3
1º   - 151 Ariel Silva
2º   - 12 Diego Jimenes
3º   - 311 Jean Marino
4º   - 35 Alex Sander
5º   - 4 João Batista
6º   - 91 Dener Alves
7º   - 220 Julio Preto
8º   - 718 Maurilio Silva
9º   - 350 Sandro Silva
10º - 787 Ivanildo Dias

MX Park Prata
1º   - 612 David Lima
2º   - 46 Mateus Fonseca
3º   - 100 Lucas Real
4º   - 4 Vagner Lizzi
5º   - 11 Rodey Maeda
6º   - 98 Jhon Hilário
7º   - 1 Icaro Real

MX4
1º   - 91 Dener Alves
2º   - 35 Alex Sander
3º   - 121 Reinaldo Pineiro (Piu)
4º   - 350 Sandro Silva
5º   - 220 Julio Preto
6º   - 777 Luciano Ferreira
7º   - 65 Anivaldo Kabral
8º   - 67 Edson Almeida
9º   - 97 Leonardo Santos
10º - 102 Reinaldo Lobo

Intermediária Prata
1º   - 78  Felipe Cojo
2º   - 601 Gilberto Lima
3º   - 144 Edson Soares Presidente
4º   - 612 Rafael Tenorio
5º   - 399 Marcelo Silva
6º   - 4 Marcos Reis
7º   - 18 Renan Jordão
8º   - 86 Fábios Thomaz
9º   - 86 Tadeu Araujo
10º - 56 Alexandre Borracha

MX1
1º   - 188 Denner Alves (Denninho)
2º   - 151 Ariel Silva
3º   - 55 Bruno Batista
4º   - 12 Diego Jimenes
5º   - 4  João Batista
6º   - 292 Gulherme Negrão
7º   - 25 Vitor Reis
8º   - 14 Thiago Nunes
9º   - 37 Henrique Castro
10º - 718 Maurilio Silva

MX2
1º   - 311 Jean Marino
2º   - 292 Guilherme Negrão
3º   - 22 Geovani Romanha
4º   - 118 Leonardo Alves
5º   - 969 Laercio Neves
6º   - 14 Thiago Nunes
7º   - 20 Bruno Melo
8º   - 100 Alisson Barreto
9º   - 97 Leonardo Santos
10º - 143 Luciano Souza

Nacional
1º   - 95 Felipe Santiago
2º   - 7 João Moraes
3º   - 56 Alexandre Borracha
4º   - 3 Rafael Sarccheto
5º   - 28 Kelbson Godini
6º   - 740 Vanderlei Real Filho
7º   - 41 Vanderlei Real
8º   - 76 Ari Barreto
9º   - 100 Lucas Real
10º - 113 Elias Leal

Intermediária Ouro
1º  - 20 Bruno Melo
2º   - 777 Luciano Mineiro
3º   - 8 Carlos Neto
4º   - 97 Leonardo Santos
5º   - 4 Marcos Reis
6º   - 612 Rafael Tenorio
7º   - 949 Fabricio Koga
8º   - 144 Edson Soares Presidente
9º   - 78 Felipe Cojo
10º - 243 Maurilio Felipe

MX Park Ouro
1º   - 601 Gilberto Lima
2º   - 95 Felipe Santiago
3º   - 56 Alexandre Borracha
4º   - 3 Rafael Sarccheto
5º   - 28 Kelbson Regis
6º   - 135 Pedro Silva
7º   - 612 David Lima
8º   - 169 Flavio Dias
9º   - 740 Vanderlei Real Filho
10º - 76 Ari Barreto

Super Final
1º   - 118 Denner Alves (Denninho)
2º   - 151 Ariel Silva
3º   - 55 Bruno Batista
4º   - 118 Leonardo Alves
5º   - 22 Geovani Romanha
6º   - 12 Diego Jimenes
7º   - 969 Laercio Neves 
8º   - 4 João batista
9º   - 100 Alisson Barreto
10º - 99 Valmir Antunes









© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet