fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Notícias > Últimas Notícias

Lommel sem Jonass e Herlings, com Suzuki retrô e Gajser na Monster
Publicado em: 29/07/2016

Tradicional circuito belga prepara etapa cheia de novidades
Redação MotoX.com.br: Lucídio Arruda / Fotos: Ray Archer / Divulgação


Kevin Strijbos

O Mundial de Motocross está na Bélgica, próximo à fronteira com a Holanda, para a disputa da 14ª etapa da temporada em Lommel, histórico circuito amado pelos pilotos que dominam a arte de pilotar sobre a areia e temido por todos os demais. Vamos conferir as principais novidades deste fim de semana.

Red Bull Factory KTM: Herlings e Jonass fora, Prado dentro


Jorge Prado faz seu primeiro teste no Mundial de Motocross

Jeffrey Herlings anunciou que ainda não volta nessa etapa. E a próxima, que acontece semana que vem na Suíça, ainda é dúvida. O piloto lida com uma infecção na clavícula recém operada depois da queda em uma etapa do Campeonato Holandês. O líder do Mundial MX2 já perdeu o GP da República Checa e viu sua vantagem na pontuação diminuir para ainda confortáveis 127 pontos. Se Jeremy Seewer vencer as duas baterias em Lommel, o que é pouco provável, a vantagem cairia para 77 pontos.

Herlings ainda pode deixar de lado o GP da Suécia sem riscos de perder a liderança, mas o piloto que já sofreu fraturas nos três últimos anos passa a ter menos margem para erros nas etapas finais da temporada: Holanda (Assen, 28 de agosto), MXGP das Américas (Charlotte, EUA, 3 de setembro) e MXGP dos Estados Unidos (Glenn Helen, 11 de setembro).

Pauls Jonass sofre com as consequências de sua queda em Locket. Algumas pequenas fraturas no nariz e o piloto não recebeu a alta médica para participação na corrida.


Antonio Cairoli mantém a confiança em sua 350

Para não ficar ausente na classe MX2, a equipe promoveu o espanhol Jorge Prado, do Campeonato Europeu EMX250, para o Mundial. Será praticamente uma estreia em casa para Prado, que há quatro anos vive na Bélgica e já venceu o Mundial FIM 65.

Não podemos esquecer também de Antonio Cairoli, que permanece com a SX-F 350 reativada na República Checa. O italiano é um especialista no circuito onde venceu duas baterias no Motocross das Nações em 2013.

Suzuki de volta para o futuro


 

Para comemorar o primeiro GP em casa, a equipe Suzuki, agora capitaneada pelo dez vezes campeão Stefan Everts, voltou no tempo, exatamente para 1992, e recuperou o design das motos da marca da época. Bem, particularmente não classifico o desenho dos adesivos da RM 1992 como brilhantes, e a RM-Z 2016 não ficou muito melhor com o esquema.


 

Mas o que vale é a festa. Os pilotos Kevin Strijbos, Arminas Jasikonis, Jeremy Seewer, Brian Hsu e Bas Vaessen também se apresentarão paramentados no estilo inspirado há 24 anos. Vale lembrar que o lituano Jasikonis assumiu o posto de Ben Townley e estreou marcando quatro pontos na primeira bateria em Loket.

Tim Gajser ganha o patrocínio da Monster Energy


Tim Gajser


Tim Gajser
Num mundo dominado pelos energéticos era de se estranhar que o garoto que tomou a MXGP de assalto não subisse ao pódio com nenhuma garrafinha na mão. Não mais, o esloveno Tim Gajser acaba de ganhar o patrocínio da Monster Energy. A marca passa a ocupar o capacete e o uniforme do esloveno de 19 anos e terá espaço adicional nas duas motos do Team Honda Gariboldi.

Seu título na MX2 e o desempenho espetacular desse ano na MXGP fez explodir o interesse pelo esporte em sua terra natal. Gajser tem um fã clube bastante ativo, que costuma tingir de amarelo muitos dos GPs europeus. As sete vitórias nesse ano e o histórico de 100% de pódio na categoria só ajudam a aumentar sua fama.

O contrato vale para as cinco etapas finais da temporada. 

Cronograma da etapa (horários de Brasília)

Sábado 30 de Julho
08:15 EMX 300 Race 1
10:20 EMX 150 Race 1
11:00 MX2 Qualifying
11:50 MXGP Qualifying
12:40 EMX 125 Race 1

Domingo 31 de Julho
03:25 EMX 300 Race 2
04:25 EMX 250 Race 1
06:05 EMX 150 Race 2
07:00 EMX 125 Race 2
08:00 MX2 Race 1
09:00 MXGP Race 1
10:05 EMX 250 Race 2
11:00 MX2 Race 2
12:00 MXGP Race 2

Para acompanhar a cronometragem e resultados ao vivo visite https://www.motox.com.br/liveresults/mundialmx/









Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet