fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Enduro

Mundial de Enduro - 11ª e 12ª etapas - Gordexola - Espanha
Publicado em: 05/07/2016

Eero Remes se complica na disputa da EnduroGP e Mathias Bellino volta a vencer no Mundial de Enduro
Redação MotoX.com.br: Carolina Arruda – Fotos: Future7Media


Mathias Bellino

Engatando na fase decisiva da temporada 2016, a cidade de Gordexola, na Espanha, sediou as 11ª e 12ª etapas (de 16 programadas) do Mundial de Enduro. O evento aconteceu nos dias 2 e 3 de julho, marcando alguns reveses importantes na competição.


Alex Salvini

No sábado, Mathias Bellino se recuperou de uma etapa ruim na Suécia e voltou ao topo do pódio. O francês faturou a EnduroGP com cerca de 25 segundos de vantagem sobre Alex Salvini, segundo colocado, e Manuel Monni, terceiro. Eero Remes, um dos favoritos da categoria, enfrentou um dia difícil e terminou com a 14ª colocação, perdendo pontos importantes na disputa.

“Foi um dia ótimo para mim. Me senti bem durante o percurso e gostei muito do cross teste e também do extreme. Felizmente, a chuva não deixou o solo muito escorregadio e consegui puxar”, comentou Bellino.

De brinde com a vitória da EnduroGP, Bellino levou também a E2, sua categoria. A segunda colocação também ficou por conta de Alex Salvini – que venceu dois trechos cronometrados - depois de disputa intensa contra Matt Phillips, terceiro.


Manuel Monni

Muitos dos pilotos da E3, definiriam o dia como dramático. Exceto Manuel Monni, da TM, que conquistou sua primeira vitória na classe. “É um dia muito especial para mim. Faz anos que tenho trabalhado por uma vitória no campeonato e finalmente consegui. Gostei de todos os trechos cronometrados e o cross teste estava ótimo”, comentou Monni. Johnny Aubert e Jaume Betriu completaram, respectivamente, o pódio.


Jeremy Joly

Entre os azarados da E3 estava Jeremy Joly. O piloto liderou boa parte da categoria, inclusive com boa margem de segurança, porém ao final do dia um tombo no cross teste o empurrou para a quarta colocação. O drama foi ainda maior para Steve Holcombe: o líder da classe enfrentou problemas mecânicos e a troca de peças da moto durante a etapa, lhe rendeu uma penalização de 12 minutos e a última posição do dia (10º).


Nathan Watson

Com ritmo constante, Nathan Watson venceu a E1 com 38 segundos de vantagem sobre Danny McCanney. Eero Remes não largou 100% e, mesmo sem acompanhar a cadência dos líderes, completou o pódio da categoria. Já na Feminina, o público pode ver Laia Sanz de volta a sua melhor forma. A espanhola dominou o dia e venceu todos os trechos cronometrados, terminando à frente de Maria Franke, segunda, e Jane Daniels, terceira.


Mathias Bellino

Domingo

Contrariando a previsão do tempo, no domingo, o Sol apareceu e transformou as condições do solo: de úmido para extremamente seco. Em um final de semana perfeito, Mathias Bellino venceu a EnduroGP novamente. O piloto ditou o ritmo do dia e faturou a vitória com aproximadamente 30 segundos de vantagem sobre Loic Larrieu, da Yamaha. Nathan Watson completou o top 3. Alex Salvini não manteve o passo e caiu para a quarta posição, à frente de Matt Phillips, quinto.


Loic Larrieu

E, mais uma vez, a EnduroGP definiu o pódio da E2: Mathias Bellino, Loic Larrieu e Alex Salvini, respectivamente. “É ótimo voltar a correr bem e ainda ganhar. Depois das últimas etapas, eu realmente dei duro para melhorar e me senti confortável neste fim de semana. Mas, mesmo com o chão seco, foi uma etapa difícil”, explicou Bellino.


Steve Holcombe

Na E3, Manuel Monni não teve a mesma sorte do dia anterior. Uma penalização de 30 segundos tirou a vitória do italiano, que ficou com a segunda posição, logo atrás de Steve Holcombe – em fase de recuperação no campeonato, depois da multa de 12 minutos. “Não é legal ganhar quando você sabe que outro piloto foi mais rápido. Mas depois de ontem, vou aceitar esses pontos. É um final positivo para um final de semana complicado”, falou Holcombe. Johnny Aubert foi o terceiro colocado.


Pascal Rauchenecker

Nathan Watson repetiu a vitória na E1, terminando à frente de Danny McCanney e Pascal Rauchenecker, respectivamente. Eero Remes brigou pela ponta durante todo o dia, porém viu a corrida chegar ao fim quando enfrentou problemas mecânicos com sua moto. “Me senti muito cansado no começo do dia. Cometi alguns erros e perdi tempo por conta disso, mas no fim deu tudo certo. No último trecho cronometrado, minha vantagem era de apenas dois segundos, mas mesmo assim acabei vencendo. Então foi um bom final de semana”, comentou Watson, da KTM.


Laia Sanz

Na Feminina, Laia Sanz se manteve inalcançável e apenas administrou o ritmo para encerrar no topo do pódio. Já Jane Daniels perdeu a vice-liderança para Maria Framke durante o último cross teste. A classe agora volta a largar somente na final, nos dias 10 e 11 de setembro, na França. Na briga pelo título, apenas dois pontos separam Sanz e Daniels.

Participação brasileira

Bruno Crivilin, da Orange BH KTM Racing, competiu na categoria Junior. Mesmo fora da sua melhor condição física - com uma contusão no joelho adquirida durante competições no Brasil - Crivilin enfrentou as trilhas espanholas. No Super Teste de sexta-feira marcou o oitavo tempo entre 23 concorrentes.


Bruno Crivilin
Foto: Orange BH KTM Racing

No sábado ficou com a 11ª posição, mas optou por não largar no domingo para preservar o joelho: "Terminei hoje a etapa do Campeonato Mundial de EnduroGP com dois sentimentos distintos. O primeiro é de que poderia ter ido muito além do 11° lugar já que minha lesão não me deixou ser mais rápido. O segundo sentimento é de muita felicidade, já que mesmo com a lesão no joelho e andando com muita dor, pude perceber que posso andar em bom nível no campeonato mundial. Valeu demais a experiência e decidimos, por causa das dores e para não agravar mais a lesão, não largar amanhã. Triste? Nada disso!! Tenho muitos motivos pra comemorar e muita coisa tá acontecendo por aqui!", comentou o capixaba em seu perfil em uma rede social.

Antes das finais na França, o Mundial de Enduro passa ainda por Fabriano, na Itália, nos dias 16 e 17 de julho.

Vídeos







Resultados

Sábado 

Bruno Crivilin
Foto: Orange BH KTM Racing

EnduroGP
1. Mathias Bellino (Husqvarna) 1:06:47.54;
2. Alex Salvini (Beta) 1:07:12.87;
3. Manuel Monni (TM) 1:07:14.29;
4. Nathan Watson (KTM) 1:07:19.73;
5. Matthew Phillips (Sherco) 1:07:27.48

Enduro 1

1. Nathan Watson (KTM) 1:07:19.73;
2. Daniel McCanney (Husqvarna) 1:07:58.30;
3. Eero Remes (TM) 1:08:12.03;
4. Victor Guerrero (KTM) 1:08:34.47;
5. Rudy Moroni (KTM) 1:09:33.18

Enduro 2
1. Mathias Bellino (Husqvarna) 1:06:47.54;
2. Alex Salvini (Beta) 1:07:12.87;
3. Matthew Phillips (Sherco) 1:07:27.48;
4. Oriol Mena (Honda) 1:07:27.91;
5. Loic Larrieu (Yamaha) 1:07:38.63

Enduro 3
1. Manuel Monni (TM) 1:07:14.29;
2. Johnny Aubert (Beta) 1:07:37.29;
3. Jaume Betriu (KTM) 1:07:46.05;
4. Jeremy Joly (KTM) 1:08:02.44;
5. Antoine Basset (KTM) 1:08:16.85

Enduro Junior
1. Giacomo Redondi (Honda) 1:06:55.74;
2. Albin Elowson (Husqvarna) 1:08:09.49;
3. Josep Garcia (Husqvarna) 1:08:20.18;
4. Henric Stigell (TM) 1:09:19.51;
5. Anthony Geslin (Yamaha) 1:09:50.85

Domingo

EnduroGP
1. Mathias Bellino (Husqvarna) 1:04:55.26;
2. Loic Larrieu (Yamaha) 1:05:21.80;
3. Nahtan Watson (KTM) 1:05:27.21;
4. Alex Salvini (Beta) 1:05:28.74;
5. Matthew Phillips (Sherco) 1:05:40.40

Enduro 1
1. Nathan Watson (KTM) 1:05:27.21;
2. Daniel McCanney (Husqvarna) 1:05:52.69;
3. Pascal Rauchenecker (Husqvarna) 1:06:11.53;
4. Victor Guerrero (KTM) 1:07:09.69;
5. Ivan Cervantes (KTM) 1:07:42.26

Enduro 2
1. Mathias Bellino (Husqvarna) 1:04:55.26;
2. Loic Larrieu (Yamaha) 1:05:21.80;
3. Alex Salvini (Beta) 1:05:28.74;
4. Matthew Phillips (Sherco) 1:05:40.40;
5. Taylor Robert (KTM) 1:05:49.69

Enduro 3
1. Steve Holcombe (Beta) 1:05:41.17;
2. Manuel Monni (TM) 1:05:45.94;
3. Johnny Aubert (Beta) 1:06:08.64;
4. Luis Correia (Beta) 1:06:22.98;
5. Jaume Betriu (KTM) 1:06:33.17

Enduro Junior
1. Giacomo Redondi (Honda) 1:06:21.78;
2. Albin Elowson (Husqvarna) 1:06:52.85;
3. Josep Garcia (Husqvarna) 1:07:26.04;
4. Matteo Cavallo (Beta) 1:08:15.07;
5. Henric Stigell (TM) 1:08:22.73

Classificação geral

EnduroGP

1. Matthew Phillips (Sherco) 181pts;
2. Eero Remes (TM) 153pts;
3. Steve Holcombe (Beta) 148pts;
4. Mathias Bellino (Husqvarna) 146pts;
5. Nathan Watson (KTM) 142pts

Enduro 1
1. Eero Remes (TM) 212pts;
2. Nathan Watson (KTM) 207pts;
3. Daniel McCanney (Husqvarna) 145pts;
4. Ivan Cervantes (KTM) 123pts;
5. Pascal Rauchenecker (Husqvarna) 117pts

Enduro 2
1. Matthew Phillips (Sherco) 217pts;
2. Mathias Bellino (Husqvarna) 184pts;
3. Taylor Robert (KTM) 166pts;
4. Loic Larrieu (Yamaha) 165pts;
5. Alex Salvini (Beta) 152pts

Enduro 3

1. Steve Holcombe (Beta) 204pts;
2. Johnny Aubert (Beta) 195pts;
3. Antoine Basset (KTM) 173pts;
4. Manuel Monni (TM) 163pts;
5. Jaume Betriu (KTM) 132pts

Enduro Junior
1. Giacomo Redondi (Honda) 240pts;
2. Albin Elowson (Husqvarna) 170pts;
3. Diogo Ventura (Gas Gas) 134pts;
4. Henric Stigell (TM) 127;
5. Josep Garcia (Husqvarna) 123pts







Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet