fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > AMA Motocross

1ª etapa - Hangtown - CA
Publicado em: 23/05/2016

Ken Roczen e Joey Savatgy dominam abertura do campeonato 2016
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Simon Cudby / Garth Milan


Largada classe 450


Ken Roczen
Garoa e tempo nublado deixaram o tradicional circuito de Hangtown "no ponto" para a abertura do campeonato outdoor, longe dos estádios e cidades. O início da temporada do AMA Motocross significa uma nova chance a quem não se saiu tão bem no Supercross durante os cinco primeiros meses do ano. Quem venceu nos estádios tem, agora, que mostrar que também domina os campos abertos, maior velocidade e tempos de baterias maiores.

Muito muda na transição de uma campeonato para o outro, tanto no acerto da moto, como na preparação do piloto e dois deles mostraram que já começam a série de 12 etapas um degrauzinho a frente dos demais. Vamos aos destaques deste primeiro evento.

450 - Roczen será o bicho papão?


Ken Roczen

O alemão Ken Roczen subiu de produção, e bastante, entre o início do ano e a metade final do Supercross. Melhorou as largadas e deixou a inconsistência para trás ao se tornar presença frequente no pódio, muitas vezes no topo. Ainda assim não tem um histórico de consistência a lá Dungey. Prova disso foi o erro na final em Las Vegas quando caiu logo depois de assumir a liderança.

Em Hangtown dominou as duas baterias praticamente de ponta a ponta. Não largou na frente em nenhuma das duas, mas também não deixou de assumir a ponta - inclusive contra Ryan Dungey - antes de completar a primeira volta, o que demonstra que está completamente à vontade nos outdoors. Velocidade sabemos que Roczen tem de sobra, evitar erros pode mantê-lo na disputa do título até o final.


Ryan Dungey

Curiosamente Ryan Dungey nunca venceu em Hangtown e não foi dessa vez que quebrou o tabu. Com dois segundos lugares, o atual campeão começa bem o campeonato, sem muito terreno para recuperar. Exceto Roczen, ninguém foi mais rápido que Dungey. Na primeira bateria o terceiro colocado ficou a nada menos que 35 segundos do líder. Na segunda corrida a diferença foi de 29 segundos. Pode ser mais um camponato polarizado entre esses dois pilotos.


Eli Tomac

Eli Tomac subiu ao pódio no terceiro lugar, mas não mostrou nem a sombra de sua velocidade avassaladora do início do campeonato do ano passado, quando venceu as cinco primeiras baterias por larga margem antes de lesionar o ombro. Além disso não andou perto de Dungey (muito menos de Roczen) em nenhuma das baterias. Na primeira foi ultrapassado por Blake Bagget no final. Na segunda corrida subiu de sétimo no início para a quarta posição, mas não conseguiu encostar em Jason Anderson. Ou o peso de ficar seis meses parado no ano passado ainda não saiu de seus ombros ou Tomac não conseguiu com a Kawasaki o ajuste perfeito que tinha com a Honda.


Jason Anderson

Jason Anderson ficou com a quarta posição geral na etapa. Ainda tem dificuldades para acertar as largadas com frequência, problema que lhe custou muitos pontos no Supercross. Na primeira corrida começou ao redor de 20º para completar em sexto. Na segunda corrida se saiu melhor. Após completar a primeira volta em quinto, recebeu a bandeirada em terceiro.


Trey Canard

A dupla oficial da Honda formada por Trey Canard e Cole Seely preencheu quinto e sexto lugares na classificação geral. Curiosamente largaram excepcionalmente bem na primeira corrida, praticamente dividindo o holeshot, mas na segunda largada a equipe viu seus dois pilotos fora dos 15 primeiros no início. As chances de Canard na primeira bateria evaporaram quando caiu na segunda volta. Chegou em sétimo após outra pequena queda no final da bateria. Seely manteve a terceira posição por bastante tempo até perder dois postos na fase final da corrida. Após a má largada na segunda bateria, Canard se saiu melhor recuperando posições. Chegou em quinto, enquanto Seely não passou da décima posição.


Blake Baggett

Menção honrosa para Blake Baggett, que mostrou boa velocidade na primeira corrida e surpreendeu muita gente ao tomar o terceiro posto de Tomac. Na segunda corrida chegou a andar na quinta posição até sofrer uma queda e fraturar a clavícula. Ainda completou em 19º, mas passou por cirurgia na segunda-feira e ainda não tem prazo para voltar.


James Stewart

James Stewart... Bem James Stewart fez mais do mesmo ao longo de 2016. Caiu na quinta volta quando ocupava a 14ª posição. Passou reto numa curva (vídeo abaixo) e deslocou o ombro. Saiu da pista com o braço esquerdo na tipoia, mas a equipe Suzuki Yoshimura - que já está sem Baggett por tempo indeterminado - avisou que o piloto tentará retornar no próximo sábado em Glen Helen. Stewart completou apenas uma corrida esse ano durante o Supercross, na 14ª posição.


Pódio 450

250 - Grande início para Joey Savatgy


Joey Savatgy


Alex Martin foi o melhor dos pilotos da Star Racing Yamaha
A primeira etapa não poderia ter sido melhor para o piloto da Kawasaki Pro Circuit Joey Savatgy, que até então nunca havia vencido uma bateria. Além de vencer as duas corridas, ele sai da primeira etapa com uma considerável vantagem de 15 pontos, já que seus adversários não tiveram um sábado regular.

Na primeira corrida Savatgy dominou de ponta a ponta, evitando o ataque de Jordon Smith no final. Na segunda corrida, perseguiu Jessy Nelson por quase 20 minutos antes de tomar a ponta e liderar as seis voltas finais. Alex Martin, que começou a corrida na sexta posição, completou em segundo.

Além de Alex, a Star Racing Yamaha colocou seus demais pilotos na sequência da classificação geral, ocupando da segunda a quinta posição com Cooper Webb, Aaron Plessinger e o atual campeão Jeremy Martin, irmão do Alex.

Com uma prova marcada por erros na segunda bateria, Smith, que chegou a ocupar a terceira posição, jogou fora as chances de pódio após duas quedas. Completou apenas em 16º.


Equipe Kawasaki Pro Circuit comemora a liderança no campeonato

O campeonato continua na Califórnia com a segunda etapa no desafiador circuito de Glen Helen.

Vídeos





Veja também:

Vídeos das corridas completas: http://www.motox.com.br/motoxtv/ama/
Resultados por bateria.

Resultados

P. # 450 Moto B1 B2 Pts
1 94 Ken Roczen Suz RMZ 450 1 1 50
2 1 Ryan Dungey KTM 450 SX-F FE 2 2 44
3 3 Eli Tomac Kaw KX 450F 4 4 36
4 21 Jason Anderson Hus FC450 6 3 35
5 41 Trey Canard Hon CRF450R 7 5 30
6 14 Cole Seely Hon CRF450R 5 10 27
7 51 Justin Barcia Yam YZ 450F 10 6 26
8 25 Marvin Musquin KTM 450 SX-F FE 9 7 26
9 33 Joshua Grant Kaw KX 450F 8 8 26
10 34 Phillip Nicoletti Yam YZ 250F 11 9 22
11 4 Blake Baggett Suz RMZ 450 3 19 22
12 19 Justin Bogle Hon CRF450R 12 11 19
13 29 Andrew Short KTM 450 SX-F FE 15 12 15
14 377 Christophe Pourcel Hus FC450 17 15 10
15 20 Broc Tickle Suz RMZ 450 14 18 10
16 28 Weston Peick Yam YZ 450F 39 13 8
17 43 Fredrik Noren Hon CRF450R 13 37 8
18 167 Benny Bloss KTM 450 SX-F FE 21 14 7
19 121 Cody Cooper Hon CRF450R 19 16 7
20 10 Justin Brayton KTM 450 SX-F FE 18 17 7
21 96 Noah Mcconahy Hus FC450 16 36 5
22 76 Scott Champion Yam YZ 450F 23 20 1
23 47 Thomas Hahn Yam YZ 450F 20 38 1

P. # 250 Moto B1 B2 Pts
1 37 Joseph Savatgy Kaw KX 250F 1 1 50
2 26 Alex Martin Yam YZ 250F 8 2 35
3 17 Cooper Webb Yam YZ 250F 4 5 34
4 23 Aaron Plessinger Yam YZ 250F 9 3 32
5 1 Jeremy Martin Yam YZ 250F 3 9 32
6 13 Jessy Nelson KTM 250 SX-F FE 7 6 29
7 39 Jordon Smith Hon CRF250R 2 16 27
8 214 Austin Forkner Kaw KX 250F 13 7 22
9 403 Tristan Charboneau Hon CRF250R 6 14 22
10 42 Mitchell Oldenburg KTM 250 SX-F FE 11 10 21
11 16 Zachary Osborne Hus FC250 20 4 19
12 38 Christian Craig Hon CRF250R 15 8 19
13 44 Adam Cianciarulo Kaw KX 250F 12 11 19
14 69 Colt Nichols Yam YZ 250F 14 12 16
15 31 RJ Hampshire Hon CRF250R 5 38 16
16 128 Alex Frye KTM 250 SX-F FE 10 17 15
17 36 Justin Hill KTM 250 SX-F FE 21 13 8
18 66 Arnaud Tonus Kaw KX 250F 22 15 6
19 289 Mitchell Harrison Yam YZ 250F 16 20 6
20 46 Luke Renzland Yam YZ 250F 19 19 4
21 40 Kyle Peters Hon CRF250R 17 37 4
22 48 Anthony Rodriguez Kaw KX 250F 25 18 3
23 30 Shane McElrath KTM 250 SX-F FE 18 36 3









Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet