X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > Motocross Internacional

Red Bull Straight Rhythm 2014
Publicado em: 06/10/2014
Clique e saiba mais

James Stewart e Marvin Musquin vencem o Red Bull Straight Rhythm
Redação MotoX.com.br: Maurício Arruda - Fotos: Christian Pondella, Chris Tedesco e Garth Milan


James Stewart venceu a categoria Open batendo Justin Brayton na final

Uma longa reta com cerca de 800 metros, dezenas de obstáculos e 14 mil fãs enlouquecidos. O Red Bull Straight Rhythm é um grande show, onde o espetáculo é a técnica dos pilotos de supercross. O evento realizado no Auto Club Raceway, em Pomona, Califórnia, fez sua estreia nos moldes de uma competição. No ano passado o formato foi testado pela primeira vez, mas sem peso de disputa entre os pilotos.

Quando se tem triplos, duplos, costelas, kings e mais pela frente em uma longa seção de encaixe, a máxima "na reta todo mundo acelera" simplesmente não vale. Por isso, 32 pilotos profissionais foram selecionados para disputar baterias homem a homem que definiram os dois finalistas que brigaram pela vitória nas categorias Open e 250.


Malcolm Stewart e Dean Wilson

As disputas em melhor de três classificavam o vencedor para a próxima fase, enquanto o perdedor era eliminado. O showman Travis Pastrana, que encarava sua primeira disputa no motocross desde 2009 com uma 500cc 2 Tempos, foi uma atração à parte na Open. Na disputa por uma vaga com Josh Hansen, Pastrana empatou a série comemorando a vitória com um backflip no último salto! No entanto, Hansen venceu a terceira e decisiva disputa, eliminando Pastrana ainda na primeira fase.

Mesmo assim, Hansen não seguiu muito longe na categoria principal. James Stewart, sempre muito rápido, atropelava quem vinha pela frente e eliminou Hansen na rodada seguinte para encarar na sequência o "mano" Malcolm na semifinal. O caçula da família também acelerou forte, mesmo assim não foi páreo para o irmão mais velho que garantiu presença na final.


Travis Pastrana e sua 500 2 Tempos foram uma atração à parte no evento

Na decisão da Open, Stewart enfrentou Justin Brayton, que havia eliminado Dean Wilson na batalha anterior. Brayton fez o possível para endurecer a disputa, mas Stewart não deu chance ao adversário e faturou as duas primeiras corridas levando o título.

"Foi um grande evento, espero que tenha vindo para ficar. Foi muito mais difícil do que eu pensei. Em cada corrida os caras andavam cada vez mais rápido", disse o campeão. Brayton subiu ao pódio em segundo e Malcolm Stewart em terceiro.


Marvin Musquin venceu a categoria 250

Na classe 250, Marvin Musquin bateu Justin Bogle em uma semifinal e Justin Hill superou Jessy Nelson na outra. Na decisão o francês foi dominante, vencendo as duas corridas contra Hill.

"Consistência é o segredo. Eu senti como se estivesse fazendo bem cada corrida, mas foi muito estressante - você não quer cometer erros, porque sabe que o outro cara está perto. Acho que os fãs e os pilotos realmente adoraram", destacou Musquin. Nelson completou o pódio, na terceira posição.

Assista aos vídeos oficiais do evento:






Confira cada fase da disputa até a definição do pódio nas duas categorias:


Veja mais fotos do evento:




















© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet