X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > Motocross Internacional

MX Internacional Valence - França / Starcross Mantova - Itália
Publicado em: 22/02/2011
Clique e saiba mais

Clement Desalle e David Philippaerts garantiram primeiras vitórias do ano na Europa
Redação MotoX.com.br - Texto: Malu Souza / Maurício Arruda - Fotos: Divulgação 


Uma das três largadas da MX1 no Motocross Internacional de Valence, na França


Clement Desalle venceu o evento na categoria MX1
A temporada 2011 do Mundial de Motocross ainda não começou, mas alguns pilotos já colocaram a mão no acelerador em tradicionais provas pela Europa. Clement Desalle, da Rockstar Suzuki, venceu este fim de semana o Valence International, em Valence, na França. O belga garantiu a vitória na MX1, seguido pelo estreante na categoria, o francês, Steve Frossard, da Yamaha. O terceiro lugar ficou com outro francês, Sebastien Pourcel, da Kawasaki. Na categoria MX2, Arnaud Tonus alcançou a vitória à frente de Nicolas Aubin e Karo Mattis.
O circuito francês, próximo a Lyon, sofreu com as fortes chuvas todo o sábado à noite e no domingo pela manhã. Nessas condições, a pista exigiu dos pilotos grande preparo e cautela. Atual vice-campeão mundial da MX1, Desalle não teve tanto trabalho na largada da primeira bateria. Após fazer o holeshot, abriu uma vantagem de 10 segundos para o segundo colocado Steve Ramon, igualmente confortável logo atrás. Depois disso, conseguiu administrar tranquilamente e só aguardou a definição das posições seguintes.


Steven Frossard ganhou a última bateria ficando com o segundo posto na geral

Prova francesa é um dos tradicionais eventos pré-temporada na Europa
Foto: Ray Archer
Ramon não foi tão eficiente na segunda prova do dia, onde não coneguiu mais do que a nona posição. Desalle logo ocupou o primeiro lugar novamente e não olhou mais para trás. Somente durante dois momentos, teve a leve pressão de Sebastien Pourcel, mas no final este foi superado pelo compatriota Steve Frossard. Na terceira e última bateria Frossard foi ainda melhor, completou em primeiro para alegria da torcida. Desalle garantia uma confortável segunda posição, quando teve problemas no freio traseiro. A falha mecânica teve consequências, uma pequena queda nos momentos finais, que deixou Desalle na terceira colocação da bateria, mas o detalhe não impediu seu triunfo na soma das provas.
"Ontem tentamos algumas mudanças na moto. Foi bom para experimentar, mas ainda não estávamos seguros, por isso, resolvemos manter o mesmo set-up que tínhamos antes", disse Desalle. "Os resultados foram muito bons hoje porque a pista estava escorregadia e eu me esforcei quando uma pedra bateu no meu freio traseiro na última bateria. Eu não queria bater e me machucar como no ano passado."

Resultados Valence
MX1 (Soma das Baterias)

1. Clément Desalle - Bélgica
2. Steven Frossard - França
3. Sébastien Pourcel - França
4. Shaun Simpson - Grã Bretanha
5. Grégory Aranda - França
6. Julien Bill - Suiça
7. Loïc Larieux - França
8. Steve Ramon - Bélgica
9. Davide Guarnieri - Itália
10. Jonathan Barragan - Espanha
11. Evgeny Bobryshev - Rússia
12. Rui Gonçalves - Portugal
13. Christophe Martin - França
14. Loïc Rombaut - França
15. Pascal Leuret - França

MX2  (soma das baterias)

1. Arnaud Tonus - Suíça
2. Nicolas Aubin - França
3. Matiss Karro - Grã Bretanha
4. Jordi Tixier - França
5. Elliot Banks - Grã Bretanha
6. Charles Lefrancois - França
7. Joël Roelants - Bélgica
8. Jurgen Wybo - Bélgica
9. Dylan Ferrandis - França
10. Kevin Fors - Bélgica
11. James Cottrell - Gran Bretanha
12. Liam Garland - Gran Bretanha
13. Jens Getteman - Bélgica
14. Maxime Desprey - França
15. Pascal Raucheneccker - Austrália


David Philippaerts dominou as três baterias da MX1 no Starcross, em Mantova, Itália


Gaultier Paulin completou a festa da Yamaha no evento italiano dominando a MX2
Outro tradicional desafio, o Starcross, em Mantova, na Itália, reuniu mais nomes de destaque do Mundial de Motocross. Respectivamente, David Philippaerts e Gautier Paulin venceram a MX1 e a MX2 com suas Yamahas YZ450FM e YZ250FMs no circuito de areia ao lado de Bolonha. Na categoria principal, Philippaerts finalizou um dia perfeito com vitória nas três baterias, sempre seguido por Tanel Leok. Anthony Boissiere garantiu o terceiro posto marcando 4º, 3º e 4º. Kevin Strijbos teve um problema técnico na segunda corrida, quando caiu do segundo para o nono lugar, perdendo a oportunidade de estar no pódio. Nas outras baterias o belga foi o terceiro colocado, mas na soma das provas ele acabou com a quarta colocação. Na categoria MX2, Paulin também venceu as três corridas. Logo atrás, ficaram Herri Kullas e Jose Antonio Butron.
"Meu início não foi tão bom, mas minha largada foi rápida e eu fui capaz de passar os pilotos e chegar à frente", disse Philippaerts, que ganhou as três corridas sob garoa em Mantova. "É um pouco difícil julgar o meu nível no momento. Não tínhamos tantos pilotos de nível mundial aqui, mas eu me senti bem e a moto estava funcionando muito bem. Este foi um bom teste e com certeza é sempre bom vencer. Vamos testar um pouco mais o equipamento já nas próximas corridas."
O próximo compromisso de grande parte dos pilotos será a abertura do Campeonato Italiano em Ponte e Egola, próximo a Florença, no próximo final de semana. Outro desafio que vem pela frente é a abertura do Campeonato Britânico, que começa em duas semanas. Neste, o atual campeão europeu, Zach Osborne, entrará na pista pela primeira vez na temporada, após um período de treinamento nos Estados Unidos, seu país de origem.
 
Resultados Starcross

MX1 (soma das baterias)
1. David Philippaerts - Itália
2. Tanel Leok - Estônia
3. Anthony Boissiere - França
4. Kevin Strijbos - Bélgica
5. Aigar Leok - Estônia
6. Bas Verhoeven – Holanda
7. Manuel Monni – Itália
8. Angelo Pallegrini – Itália
9. Matteo Bonini – Itália
10. Gert Krestinov - Estônia
11. Herjan Brakke – Holanda
12. Peter Bartos – República Tcheca
13. Stefano Dami – Itália
14. Augusts Justus – Letônia
15. Eric Foguenne - Bélgica
MX2 (soma das baterias)
1. Gaultier Paulin - França
2. Antonio Butron - Espanha
3. Harri Kullas - Finlândia
4. Glenn Coldenhoff - Holanda
5. Stephen Kjaer Olsen – Dinarmarca
6. Christophe Charlie – França
7. Roberto Lombrici – Itália
8. Petr Smitka – República Tcheca
9. Lars Oldekamp – Alemanha
10. Petar Petrov – Bélgica
11. Valentin Gulliod – Chile
12. Mike Kras – Holanda
13. Marco Maddii – Itália
14. Nikolaj Larsen – Grã Bretanha
15. Rasmus Jorgensen - Dinamarca






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet