X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > Motocross Internacional

2ª etapa - Latino Americano de Motocross MX2 - Guará - DF
Publicado em: 01/06/2010
Clique e saiba mais

Brasileiros dominam etapa. Venezuelano segue pra final na liderança do campeonato
Redação MotoX.com.br - Fotos: Ilk Araújo 


Largada 1ª Bateria


Raimundo Trasolini
Correndo em casa e empurrados por cerca de 20 mil pessoas nas arquibancadas da Pista do Cave, no Guará (DF), os pilotos brasileiros deram um grande show neste domingo e dominaram a 2ª etapa do Campeonato Latino Americano de Motocross MX2. O grande destaque foi Leandro Silva, da Honda, que venceu as duas baterias do dia somando 50 pontos na classificação geral. Agora o paranaense é o atleta nacional com maiores chances de brigar pelo título da competição na 3ª e última corrida, que acontece no próximo fim de semana, em Cacoal (RO).

Não será fácil para os brasileiros reverter a situação no campeonato. Eles precisarão não só de um grande desempenho na terceira e decisiva etapa, mas também de uma combinação de resultados favoráveis já que não competiram na etapa de abertura, realizada no Equador. Quem chegou ao Brasil na liderança da classificação geral foi o equatoriano Miguel Cordovez. Mas a segunda rodada não foi nada positiva para o atleta que abandonou a primeira bateria quando ainda restavam 7 voltas para o final, e nem alinhou para a disputa seguinte. 


Leandro Silva
Foto: Bruno Spada / Vipcomm


Swian Zanoni
Na primeira bateria os brasileiros mostraram total domínio da corrida. Leandro Silva venceu de ponta à ponta, acompanhado de perto por Jean Ramos e Wellington Garcia em grande parte da bateria. Swian Zanoni enfrentou problemas com os óculos de proteção, mas ainda assim garantiu a quarta posição seguido do venezuelano Raimundo Trasolini, melhor estrangeiro na prova. O paulista Thales Vilardi, Jetro Salazar, Felipe Espinosa, Andres Benanaula - todos do Equador - e Scott Simon, norteamericano radicado no Brasil, completaram os dez mais rápidos.

A segunda bateria começou com a liderança de Swian, que mais tarde foi superado por Leandro, mais uma vez primeiro colocado ao final. "Vencer em Brasília foi muito legal. É uma cidade bem parecida com Curitiba. Obviamente não no clima, que eu estranhei um pouco por estar bem mais quente do que lá onde eu moro", brincou Leandro. "As baterias foram muito boas. Larguei na ponta na primeira, e na última acabei ficando em segundo, então foram boas largadas. Nas duas eu sempre tive companhia. Na segunda o Swian me pressionou bastante. Ele está muito rápido e em ótima fase. E na primeira também, com o Wellington e o Jean me pressionando até o final. Graças a Deus consegui render o meu melhor e conquistar os dois primeiros lugares", ressaltou o piloto paranaense. 


Wellington Garcia


Jean Ramos
Wellington foi novamente terceiro, desta vez com Scott Simon, da Pro Tork, em quarto, e o equatoriano Jetro Salazar - que representa o Peru - em quinto. Raimundo Trasolini sofreu uma queda realizando uma prova de recuperação, concluída na sexta colocação. O resultado foi suficiente para que o piloto da Yamaha Venemotos Solintex conquistasse a liderança isolada do campeonato com 76 pontos.

Jetro Salazar é o segundo na classificação com 68 pontos, seguido por seus conterrâneos: Felipe Espinosa (55) e Miguel Cordovez (52), terceiro e quarto, respectivamente. O brasileiro Leandro Silva é o quinto, com 50 pontos. Após ter ficado com o vice-campeonato duas vezes, Leandro quer aproveitar o bom momento e se livrar do tabu, mas precisará descontar 26 pontos com apenas 50 ainda em jogo.

"Não fiz as contas para ver que resultado eu preciso fazer, mas duas vezes eu ganhei três baterias e tive problema. Uma delas em que eu fui vice, acabei caindo e perdi o título por besteira. Na outra eu tive problema com a minha moto quando estava liderando a quarta bateria. Então, esse ano espero que eu não tenha nenhum problema e consiga finalmente conquistar esse título", ressaltou o brasileiro. 


Jetro Salazar


Scott Simon
Swian Zanoni comentou as dificuldades que enfrentou nas baterias. "Tive vários problemas, mas a corrida foi excelente. Na primeira o "tear-off" - película sobressalente do óculos - ficava rasgando e não saía inteiro. Precisei limpar os óculos com a luva e isso me atrapalhou. No fim da bateria não estava enxergando nada", explicou. "Na segunda eu consegui fazer uma boa largada, mas cometi um pequeno erro e bati o pé no chão. Senti muita dor e comecei a errar mais. O Leandro passou e eu procurei me concentrar bastante para tentar seguí-lo. Não tinha como atacar, pois meu pé estava doendo muito. Mas estou feliz com o resultado e quero parabenizar o Leandro, pois hoje foi o dia dele. Estava andando muito forte", completou o mineiro que soma 40 pontos na tabela e sgue para Rondônia empatado com Wellington Garcia. 

Imprevistos

Para o novo líder do campeonato o final de semana também não foi dos mais tranquilos. Raimundo Trasolini precisou alugar uma moto em São Paulo para participar das etapas brasileiras, as duas últimas do campeonato. Até ai tudo bem, o que o jovem piloto de 18 anos não contava é que receberia no Distrito Federal uma motocicleta da categoria errada. Foi enviado um modelo de 450cc, ou seja, da classe MX1. Desta forma a equipe do venezuelano teve que sair as pressas atrás de uma moto 250cc para conseguir competir no campeonato (que é da MX2). Pior sorte tiveram Miguel Cordovez, Felipe Espinoza, Andres Benenaula, Justiniano Romero, Jetro Salazar e Julian Araujo, todos vítimas de um incidente lamentável após a competição. As motocicletas destes 6 atletas foram roubadas durante o transporte rumo à final do campeonato (clique aqui e saiba os detalhes). 


Público lotou as arquibancadas da Pista do Cave

A segunda etapa do Campeonato Latino Americano de Motocross foi uma realização da Federação de Motociclismo do Distrito Federal, com supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e da União Latino-Americana de Motociclismo (ULM). A etapa final da competição acontece nos dias 5 e 6 de junho em Cacoal, RO.

Resultados

1ª Bateria
1º - Leandro Silva (BRA) - 33m58s218
2º - Jean Ramos (BRA) - a 6s514
3º - Wellington Garcia (BRA) - a 10s284
4º - Swian Zanoni (BRA) - a 23s515
5º - Raimundo Trasolini (VEN) - a 35s278
6º - Thales Vilardi (BRA) - a 43s479
7º - Jetro Salazar (PER) - a 1 volta
8º - Felipe Espinosa (EQU) - a 1 volta
9º - Andres Benanaula (EQU) - a 1 volta
10º - Scott Simon (EUA) - a 1 volta
11º - Heinz Whynther (BRA) - a 1 volta
12º - Caio Cardoso (BRA) - a 1 volta
13º - Julian Araujo (PER) - a 2 voltas
14º - Kurt Feichtenberger (BRA) - a 2 voltas
15º - Victor Blanco (MEX) - a 5 voltas
16º - Miguel Cordovez (EQU) - a 7 voltas
17º - Claudner Coelho (BRA) - a 9 voltas
18º - Vinicius Angelini (BRA) - a 10 voltas
19º - Ricardo Angelini (BRA) - a 13 voltas
20º - Justiano Romero (EQU) - a 16 voltas
2ª Bateria
1º - Leandro Silva (BRA) - 35m03s278
2º - Swian Zanoni (BRA) - a 4s011
3º - Wellington Garcia (BRA) - a 29s615
4º - Scott Simon (EUA) - a 35s051
5º - Jetro Salazar (PER) - a 1m11s484
6º - Raimundo Trasolini (VEN) - a 1m22s88
7º - Andre Benanaula (EQU) - a 1m26s939
8º - Thales Vilardi (BRA) - a 3m09s197
9º - Jean Ramos (BRA) - a 1 volta
10º - Felipe Espinosa (EQU) - a 1 volta
11º - Heinz Whynther (BRA) - a 1 volta
12º - Justiano Romero (EQU) - a 1 volta
13º - Julian Araujo (PER) - a 2 voltas
14º - Kurt Feichtenberger (BRA) - a 2 voltas
15º - Caio Cardoso (BRA) - a 3 voltas
16º - Victor Blanco (MEX) - a 4 voltas
Classificação da 2ª etapa
1º - Leandro Silva (BRA) - 50 pontos (25, 25)
2º - Swian Zanoni (BRA) - 40 (18, 22)
3º - Wellington Garcia (BRA) - 40 (20, 20)
4º - Jean Ramos (BRA) - 34 (22, 12)
5º - Raimundo Trasolini (VEN) - 31 (16, 15)
6º - Jetro Salazar (PER) - 30 (14, 16)
7º - Scott Simon (EUA) - 29 (11, 18)
8º - Thales Vilardi (BRA) - 28 (15, 13)
9º - Andres Benanaula (EQU) - 26 (12, 14)
10º - Felipe Espinosa (EQU) - 24 (13, 11)
Classificação geral após duas etapas
1º - Raimundo Trasolini (VEN) - 76 pontos
2º - Jetro Salazar (PER) - 68
3º - Felipe Espinosa (EQU) - 55
4º - Miguel Cordovez (EQU) - 52
5º - Leandro Silva (BRA) - 50






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet