X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > AMA Motocross

1ª etapa - Hangtown - CA
Publicado em: 26/05/2010
Clique e saiba mais

Nasce uma nova estrela na modalidade
Redação MotoX.com.br - Lucídio Arruda - fotos: Idário Café


Largada categoria 450


Assista aos melhores momentos na MotoX TV
O campeonato 2010 do AMA Motocross deu a largada no último sábado. A tradicional pista de Hangtown, em Sacramento, Califórnia, foi o palco do início da temporada. 

Lá tivemos retornos importantes, a estréia da KTM 350 nos Estados Unidos e belas disputas na modalidade, que para muitos fãs assíduos, representa o verdadeiro espírito do cross.

Mas o nascimento de uma nova estrela ofuscou todos os demais pontos altos do evento. O jovem Eli Tomac surpreendeu a todos e venceu a abertura do Nacional 250 em sua primeira prova profissional.

Assista na MotoX TV 3 vídeos com o melhor da abertura do AMA Motocross

Corridas


Chad Reed


David Millsaps
Primeira prova da temporada é sempre aquela expectativa. Todo mundo se diz preparado, mas só quando o gate cai é que se pode ter noção de como está sua condição em relação aos principais oponentes.

Na primeira bateria quem mostrou melhor preparo foi o australiano Chad Reed. Ostentando o número 1 no "number plate" o atual campeão liderou a bateria do início ao fim. Não foi uma vitória avassaladora, mas o piloto da Kawasaki conseguiu manter uma distância minimamente segura para evitar ser atacado ao longo da corrida.

Um pouco mais atrás "o couro comia solto" na disputa entre David Millsaps, Mike Alessi e Josh Grant.

Alessi, que preferiu se ausentar do Supercross e apostar todas as suas fichas no Motocross estreava a nova KTM SX 350 F em competições oficiais na América.

MIllsaps sustentou a segunda posição por boa parte da bateria seguido de perto por Alessi. Mas foi Josh Grant que deu o bote no final superando os dois nas voltas que precederam a bandeira. Bret Metcalfe foi o quinto colocado e Ben Townley o sexto.

Segunda bateria 450


Mike Alessi venceu a segunda bateria com a KTM SX350F


Josh Grant
Na segunda largada Alessi mostrou que a 350 pode sair na frente e dominou a bateria de ponta a ponta. David Millsaps foi novamente a maior ameaça ao líder na maior parte do tempo. A certa altura Ben Townley foi o mais rápido na pista e chegou a assumir a segunda posição, mas depois errou e ficou apenas com o sexto posto.

Chad Reed chegou em terceiro depois de largar fora dos dez primeiros. O resultado foi o bastante para ele conquistar a vitória no geral da etapa. Dois pontos a frente de Alessi e três a frente de Millsaps.

Nesta bateria Josh Grant largou mal e não conseguiu progredir ao longo da corrida. Foi apenas décimo em contraste com a segunda posição da primeira bateria.

Outros destaques - Muitos dos europeus do Mundial de Motocross já haviam desembarcado na Califórnia e apareceram na pista para acompanhar o evento, mas na categoria o único que alinhou foi o piloto da Yamaha, Ken De Dycker. O belga conquistou a nona posição geral.


Chad Reed começou a temporada do Motocross no topo


Já o campeão do Supercross, Ryan Dungey sofreu com problemas mecânicos.
Uma das grandes decepções da abertura foi o campeão do Supercross Ryan Dungey. O piloto não se encontrou na pista e ficou evidente também que a equipe Suzuki ainda não achou o melhor acerto para as provas "outdoor". Dungey sofreu com problemas na embreagem e suspensões de sua moto.

O chefe de equipe Roger De Coster já prometeu que vão acertar tudo antes da próxima etapa. Palavras de quem é conhecido como "The Man" no circuito.

Credenciais conquistadas com cinco títulos mundiais como piloto e mais inúmeros como chefe das equipes Honda, Suzuki e Estados Unidos no Motocross das Nações.

Corridas 250


William Hahn (49) fez o "holeshot na segunda bateria


Christophe Pourcel
As provas da 250 foram mais movimentadas que as da categoria principal. Estre as apostas os principais nomes eram Christophe Pourcel e Justin Barcia, sem esquecer do sempre rápido Trey Canard. E foi este último que começou na frente, mas ainda na primeira volta Pourcel já era o líder.

Muito veloz no início também foi o inglês Tommy Searle, outro piloto do Mundial que resolveu aquecer os músculos para a prova de Glen Helen no próximo domingo.

Com a briga interessante nas primeiras posições poucos notaram o piloto da Honda nº 249 que largou fora dos 10 primeiros e em apenas duas voltas já era o quarto colocado. A velocidade de Eli tomac não foi fogo de palha. O estreante assumiu a liderança na 11ª volta quando Pourcel caiu.

A pouco mais de duas voltas do fim foi a vez de Tomac cometer um erro de principiante. O próprio piloto confessou que o nervosismo atrapalhou e perdeu a frente em uma canaleta. Pourcel voltou a liderar com pressão máxima de Searle, mas o francês suportou os ataques e garantiu a ponta na bandeirada. Final: Pourcel, Searle, Tomac, Jake Weimer e Justin Barcia.

Segunda Bateria


Eli Tomac tornou-se o primeiro piloto a vencer no Nacional logo em sua estreia profissional


O inglês Tommy Searle fez bonito na primeira bateria e abandonou a segunda
Depois de uma largada cancelada devido a uma queda na primeira curva, Will Hahn repetiu o holeshot seguido de Trey Canard e o estreante Tomac. E se uma terceira posição a principio está mais do que bom para um novato, precisam convencer o jovem Elijah disso.

Tomac assumiu a ponta na terceira volta e não deixou mais ninguém chegar perto. Seu companheiro de equipe, Trey Canard, ficou com a segunda posição e Christophe Pourcel com a terceira. Dean Wilson foi o quarto colocado e Broc Tickle o quinto. Searle abandonou a prova na metade da bateria.

Pourcel e Tomac empataram em pontos, mas como todo mundo que segue o Motocross já sabe (ou deveria saber) o melhor resultado na segunda bateria vale como critério de desempate. 

Ambas as categorias apresentaram boas disputas e o campeonato promete ser interessante. As ausências mais sentidas foram de James Stewart - que tem contrato apenas para o supercross - e Ryan Villopoto que ainda se recupera de uma contusão.

As provas em um dia no sábado, mudança feita para arrumar mais espaço na televisão, ainda não agradou os fãs que acompanham as corridas ao vivo, e a presença de público neste ano foi menor que em anos anteriores.


Trey Canard

Quem é Eli Tomac


Eli Tomac

O sobrenome Tomac não é estranho a quem acompanha ou conhece um pouco sobre o Mountain Bike. John Tomac é considerado uma lenda do esporte onde conquistou títulos nacionais (nos Estados Unidos e Europa), europeus e mundiais. Tanto nas modalidades Cross Country como Down Hill. Por três temporadas ele competiu também em modalidades de estrada.

Tomac alcançou tal fama que virou marca de elite de bicicletas de competição, onde o próprio atleta tem papel fundamental no desenvolvimento e escolha de componentes.

E filho de peixe...

O garoto Elijah herdou a determinação e disciplina do pai. Sob sua supervisão competiu nas categorias infantis e amadoras até conquistar 8 títulos no Loretta Lynn's, principal vitrine onde as equipes recrutam seus novos pilotos.

Eli foi contratado pela Geico Honda, mas optou por uma estratégia diferente para seu ano de estréia. Simplesmente ignorou a temporada de Supercross e dedicou-se desde o início do ano ao Motocross.

Resultado tão bom, nem ele mesmo esperava. Declarou antes das provas que seu objetivo era chegar entre os cinco primeiros. Agora já sabe que tem velocidade para vencer e surpreendentemente se coloca entre os favoritos ao título. Nas próximas etapas vamos descobrir se vai encarar bem a pressão para mais vitórias, da equipe, dos fãs e dele mesmo.

WMA Motocross



Mariana Balbi
Hangtown assistiu também a abertura do Campeonato Nacional Feminino de Motocross, o WMA (Womens Motocross Association). Nele compete a nossa Mariana Balbi (que está na foto acima e nessa ao lado), este ano decidida definitivamente a conquistar as primeiras posições.

Mariana viajou com antecedência aos Estados Unidos e acertou um apoio importante da equipe Motoconcepts que lhe disponibilizou uma ótima infra estrutura e também uma motocicleta "top" para a competição.

Treinando antes da prova Mariana sofreu uma queda, e vários dias que seriam de preparação foram substituidos pelo descanso para a recuperação do ombro.

Na primeira bateria Mariana não largou bem e recuperou-se até a 9ª posição. Na segunda prova a piloto mineira saiu melhor e assumiu o terceiro posto que sustentou até o final. A vitória ficou com Jéssica Patterson que dominou as duas baterias. A atual campeã Ashley Fiolek até que mostrou velocidade na segunda prova ao se aproximar da líder. Mas caiu e teve de se contentar com a segunda posição.


Jéssica Patterson

No resultado geral Mariana ficou com a quarta posição, atrás da antiga campeã Tarah Geiger.


Em breve: Galeria de Imagens do Evento

Resultados

POS. # 450 Moto M1 M2 Pontos
1 1 Chad Reed Kaw KX450F 1 3 45
2 800 Mike Alessi KTM 350SXF 4 1 43
3 18 David Millsaps Hon CRF450R 3 2 42
4 24 Brett Metcalfe Hon CRF450R 5 4 34
5 33 Josh Grant Yam YZ 450F 2 10 33
6 101 Ben Townley Hon CRF450R 6 7 29
7 46 Ryan Sipes Yam YZ 450F 7 8 27
8 5 Ryan Dungey Suz RMZ 450 10 6 26
9 792 Ken DeDycker Yam YZ450F 8 11 23
10 29 Andrew Short Hon CRF450R 15 5 22
11 73 Ben LaMay Yam YZ 450F 13 12 17
12 10 Thomas Hahn Suz RMZ450 9 17 16
13 3 Mike Brown KTM 450 XC 14 13 15
14 41 Kyle Regal Hon CRF450R 19 9 14
15 122 Daniel Reardon Yam YZ450F 17 14 11
16 55 Kyle Chisholm Yam YZ 450F 16 15 11
17 35 Matthew Goerke Yam YZ450F 11 40 10
18 26 Michael Byrne Suz RMZ 450 12 24 9
19 27 Nicholas Wey Kaw KX450F 18 18 6
20 8 Grant Langston Yam YZ450F 21 16 5
21 105 Sean Hamblin Yam YZ450F 24 19 2
22 58 Weston Peick Yam YZ450F 39 20 1
POS. # 250 Moto M1 M2 Pontos
1 243 Eli Tomac Hon CRF250R 3 1 45
2 377 Christophe Pourcel Kaw KX 250F 1 3 45
3 38 Trey Canard Hon CRF250R 7 2 36
4 12 Jake Weimer Kaw KX 250F 4 8 31
5 17 Justin Barcia Hon CRF250R 5 7 30
6 108 Dean Wilson Kawsaki KX250F 10 4 29
7 20 Broc Tickle Yam YZ 250F 11 5 26
8 49 William Hahn Hon CRF250R 13 6 23
9 19 Tommy Searle KTM 250 SXF 2 31 22
10 28 Tyla Rattray Kaw KX 250F 8 16 18
11 48 Max Anstie Yam YZ250F 12 14 16
12 577 Martin Davalos Yam YZ250F 16 11 15
13 116 Ryan Morais Suz RMZ250 14 13 15
14 66 Blake Baggett Suz RM Z250 6 36 15
15 36 Darryn Durham Hon CRF250R 19 9 14
16 21 Blake Wharton Hon CRF250R 9 25 12
17 585 Travis Baker Yam YZ 250F 23 10 11
18 341 Nico Izzi Yam YZ250F 22 12 9
19 613 James DeCotis Hon CRF250R 15 19 8
20 175 Phillip Nicoletti KTM 250 SXF 21 15 6
21 200 Cole Seely Hon CRF250R 34 17 4
22 63 Sean Borkenhagen KTM 250SXF 17 21 4
23 126 Hunter Hewitt Suz RM Z250 26 18 3
24 87 Les Smith Hon CRF250R 18 23 3
25 92 Michael Willard Hon CRF250R 35 20 1
26 61 Vince Friese Yam YZ250F 20 22 1
POS. # WMA Moto M1 M2 Pontos
1 2 Jessica Patterson Hon CRF250R 1 1 50
2 1 Ashley Fiolek Hon CRF2450R 3 2 42
3 18 Tarah Geiger Hon CRF250R 2 6 37
4 8 Mariana Balbi Yam YZ250F 9 3 32
5 54 Alexah Pearson Yam YZ250F 5 5 32
6 5 Elizabeth Bash Hon CRF250R 8 4 31
7 6 Vicki Golden Yam YZ250F 4 10 29
8 15 Sayaka Kaneshiro Suz RMZ250 7 9 26
9 12 Tatum Sik Yam YZ250F 10 7 25
10 10 Jacqueline Strong Yam YZ250F 14 8 20
11 4 Sara Price Kaw KX250F 6 17 19
12 7 Sarah Whitmore KTM 250SXF 11 13 18
13 51 Erica Cook Yam YZ250F 15 12 15
14 196 Kacy Martinez KTM 250SXF 17 11 14
15 30 Lindsey Palmer Hon CRF250R 12 16 14
16 17 Jackie Ives Yam YZ250F 16 15 11
17 20 Hailey Larson Yam YZ250F 13 28 8
18 9 Penni Cyrus Kaw KX250F 24 14 7
19 19 Nicole Madsen Yam YZ250F 25 18 3
20 28 Lindsey Scheltema Kaw KX250F 18 22 3
21 13 Ashley Boham Kaw KX250F 26 19 2
22 56 Brianna Mahon Kaw KX250F 19 25 2
23 57 Denaye Giroux Yam YZ250F 21 20 1
24 22 Julie Anne Parizek Kaw KX250F 20 21 1






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet