X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > Motocross Internacional

Final - Italiano de Motocross - San Severino
Publicado em: 23/03/2010
Clique e saiba mais

Davide Guarnieri (MX1) e Christophe Charlier (MX2) conquistam títulos italianos
Redação MotoX.com.br - Texto: Renato Fernandes


Davide Guarnieri
Foto: Honda Racing


Max Nagl
Foto: Jahn M.
O Campeonato Italiano de Motocross já chegou ao fim e definiu seus campeões em San Severino, neste último final de semana, dias 20 e 21 de março. Como, a exceção do GP Brasil, as demais provas do Mundial de Motocross são realizadas em solo europeu, a maioria dos campeonatos nacionais dos países do continente são mais curtos e acontecem antes da abertura do mundial.

Mas nem por isto o campeonato nacional italiano deixa de ser importante, afinal além da tradição de "produzir" grandes pilotos duas das etapas do mundial passam pelo país, sendo uma delas a final. Contando com a presença de grandes nomes o campeonato começou em fevereiro na cidade de Montevarchi e terminou com esta prova de San Severino, a última de quatro etapas. O piloto Honda LS Motors, Davide Guarnieri, foi o campeão na classe MX1, enquanto na MX2, Christophe Charlier do time Yamaha Gariboldi Monster Energy, garantiu um importante título, no ano em que fara sua estreia no Mundial de Motocross. 


Tanel Leok
Foto: Honda Racing


Antonio Cairoli
Foto: Jahn M.
Subindo este ano para a categoria MX1, Guarnieri já se mostra a vontade nas 450cc, conquistando o título italiano com resultados consistentes. Seu companheiro de equipe, Tanel Leok, foi o vice-campeão e Manuel Monni foi o terceiro. 

A temporada contou ainda com a participação esporádica de vários favoritos ao título mundial como David Philippaerts, que venceu as duas primeiras etapas, além dos pilotos Red Bull KTM, Antonio Cairoli e Max Nagl que, por sinal, dominaram esta última etapa.

Cairoli venceu a primeira bateria seguido por Nagl, já na segunda prova as posições se inverteram, dando à Nagl a vitória geral da MX1. O que chamou mais a atenção de todos, foi a forma como os dois se destacaram dos demais competidores, finalizando as duas baterias com mais de um minuto de vantagem sobre o terceiro colocado. 

Tanel Leok foi o terceiro na soma dos dois resultados, à frente de Guarnieri que, com a quarta colocação, conquistou pontos suficientes para conquistar o campeonato. 


Christophe Charlier
Foto: Yamaha Monster Energy Gariboldi Team


Harri Kullas
Foto: Yamaha Monster Energy Gariboldi Team
Na MX2 o francês Christophe Charlier teve muito trabalho para garantir o título nesta última etapa. Depois de terminar a primeira bateria na quarta colocação, logo atrás de seu principal concorrente no campeonato, o alemão Marcus Schiffer, Charlier dominou a segunda prova trazendo com ele seu companheiro de equipe, Harri Kullas, na segunda posição, conseguindo assim o título na categoria. Kullas ficou ainda com a vitória geral da etapa na categoria.

Assim como Philippaerts, seu companheiro de Yamaha Monster Energy, Gautier Paulin, piloto da classe MX2, participou das duas primeiras etapas. Com bastante superioridade sobre os demais, venceu sem dificuldades as duas provas, mostrando que está determinado em buscar o título mundial 2010, que tem sua rodada inicial em 4 de abril na cidade de Sevlievo, na Bulgária. 

Resultados
Resultados da etapa MX1
1. Max Nagl, Alemanha, KTM
2. Antonio Cairoli, Itália, KTM
3. Tanel Leok, Estônia, Honda
4. Davide Guineri, Itália, Honda
5. Manuel Monni, Itália, Yamaha
Resultados da etapa MX2
1. Harry Kullas, Finlândia, Yamaha
2. Christophe Charlier, França, Yamaha
3. Marcus Schiffer, Alemanha, KTM
4. Alessandro Lupino, Itália, Yamaha
5. Nicolaj Larsen, Dinamarca, Honda






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet