X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > Motocross Internacional

1º Motocross Internacional - Ponta Porã - MS
Publicado em: 21/11/2008
Clique e saiba mais

1º Motocross Internacional: desafio Brasil x Paraguai agita divisa dos países
Texto e fotos: Maurício Arruda 


Largada MX3


Carlos Eduardo Franco
A divisa entre Brasil e Paraguai foi palco da primeira edição do Motocross Internacional, evento que agitou as cidades de Ponta Porã, no Estado do Mato Grosso do Sul, e Pedro Juan Caballero, no país vizinho. O evento contou com a presença dos atuais campeões nacionais na categoria principal de ambos países. O brasileiro João Marronzinho Silva e o paraguaio Carlos Vazques, os mais rápidos da temporada em seus respectivos países, foram duas das estrelas que prestigiaram este fantástico evento idealizado e promovido pelo empresário, e também piloto, Carlinhos Fretes.

Viajamos para acompanhar a prova a convite da American Cross, empresa de importação de motocicletas off-road - conhecida por trazer ao Brasil a linha Kawasaki de competição - e chegamos ainda durante a semana em Ponta Porã, MS. Logo fomos conhecer a pista do American MX Park, local que sediou a competição no final de semana dos dias 15 e 16 de novembro. Chegando ao circuito - batizado de Dr. Juan Carlos Alvarenga A. em homenagem ao médico bastante conhecido e que atua na região - ficamos surpresos pela grande estrutura e, mais ainda, por tudo estar preparado com grande antecedência."O planejamento para este evento teve início um ano atrás", explicou Fretes. 


Cerimônia de Abertura do Evento


Torre de Cronometragem
A pista construída por Fernando Dal Mas, bastante larga e com extensão de 1.100 metros, apresentava grande variedade de obstáculos em um terreno todo plano. Chama atenção a torre de cronometragem construída próxima a mesa de chegada, de alvenaria ela conta até com ar condicionado, mostra de que a organização não poupou investimentos na estrutura local que também conta com banheiros permanentes na área de box. O tratamenteo do piso, gradeado e molhado diversas vezes durante a semana fez a diferença no dia do evento, quando exigiu pouca manutenção apesar do forte calor. Para os pilotos do Estado do Mato Grosso Sul esta prova teve importância ainda maior, já que a competição foi válida também como 7ª e penúltima etapa do campeonato estadual de motocross.

As arquibancadas e a grande área vip montadas pela organização ficaram repletas de espectadores, estimados em 10.000 pessoas. O público prestigiou e completou a grande festa do esporte que ocorreu exatamente na divisa dos dois países. Além das 8 baterias de motocross, um show aéreo com paraquedistas também fez parte da programação. Os pilotos puderam familiarizar-se com o circuito durante o sábado e também no warm-up da manhã de domingo. 


Nico Rocha


Ricardo Jurça
Para as provas a presença de diversos atletas da equipe Pro Tork, além dos campeões de Brasil e Paraguai, era garantia de um grande espetáculo para a torcida. Após a cerimônia de abertura do evento, quando foram executados os hinos nacionais dos dois países, o locutor José Wilson, popularmente conhecido como Mixirica, anunciou a entrada na pista da primeira bateria, válida pela categoria MX2.

A primeira disputa do evento começou com a liderança de Daniel Portiolli, piloto local de Ponta Porã e que já havia conquistado com antecedência o título estadual desta temporada na categoria MX2. Portiolli no entanto não resistiu ao ataque de Carlos Eduardo Franco que na segunda volta chegou à liderança imprimindo forte ritmo ao início da prova. Rodrigo Rodruigues não fez grande largada, mas recuperou-se ultrapassando Carlos Vazques, o campeão paraguaio, e logo estava na briga pelas primeiras colocações. 



Marcus Ribeiro
Após ultrapassar Portiolli, Rodrigues tinha tudo para iníciar uma boa batalha pela liderança com seu companheiro de equipe, mas o paulista acabou cometendo erros - sofreu duas quedas - voltando na quarta posição da bateria. Após 17 voltas Carlos Eduardo Franco confirmou com tranquilidade a vitória seguido por Daniel Portiolli, Carlos Vazques e Rodrigo Rodrigues. Fredi Ortilho, do Paraguai, completou o pódio na quinta colocação.

Na categoria MX3 o favoritismo de Nico Rocha e Mariana Balbi confirmou-se. O piloto de Londrina, PR, largou na frente, mas precisou ficar atento com a atleta mineira, que fez uma grande apresentação perseguindo o líder principalmente na primeira metade da corrida. Com o decorrer da prova os dois alcançaram grande vantagem sobre Neco Carpinkis, representante paraguaio que confirmou a terceira posição.

Boa briga na classe dos veteranos ocorreu pela quarta posição, definida somente nos minutos finais. Paulo Sérgio ocupou o posto na maior parte da prova, mas acabou surpreendido por Asaji Yanagihara, de Pedro Juan Caballero, que ultrapassou primeiro Júnior Feitosa para depois ganhar o quarto lugar definitivamente. 


TR50F


Leonardo Simon
Em seguida foi a vez da garotada acelerar na 65cc, uma das baterias que mais mexeu com o público. Kioman Navarro liderou a prova desde o início conquistando uma vantagem confortável. O piloto goiano só não contava com uma pane seca na última volta! Foi o suficiente para que Ricardo Jurça ganhasse a posição conquistando a vitória. 

Kioman ainda reabasteceu sua Kawasaki, voltou para a prova e terminou na segunda posição para vibração da torcida. Paulo Rossato, Fabrício, Kaio Yanagiara e Mateus Fretes, em sua corrida de estréia na categoria, completaram a etapa nas posições seguintes.

Com participação restrita a motocicletas produzidas no Brasil, mas com a inscrição de pilotos brasileiros e paraguaios, a classe MX Nacional teve início com a liderança de Diego Oliveira. Mas desde o início o líder do campeonato sofreu forte pressão de Marcus Vinícius Ribeiro, o Mano. Na quarta volta Mano já era o líder enquanto Diego enfrenta problemas com o pedal de câmbio de sua moto e acaba abandonando a bateria. Apesar disto Diego Oliveira deixou Ponta Porã com o título de campeão antecipado do Estado do Mato Grosso do Sul. 


Gate MX1


Luis Alberto Zizi
Mano Ribeiro conseguiu uma larga vantagem na liderança que lhe permitiu administrar a prova até a bandeirada. O segundo lugar ficou com Diego Pich seguido dos paraguaios Angel Caballero e Geraldo Caballero, ambos da cidade de Pedro Juan Caballero. O brasileiro Darlan Coxo completou os cinco mais rápidos da prova.

A descontração tomou conta do American MX Park com a disputa da categoria TR50F, exclusiva para pilotos maiores de 18 anos. Os marmanjos competindo com pequenas motos da Pro Tork totalmente originais fizeram a festa do público, ainda mais com as inevitáveis trapalhadas nos trechos onde o chão do circuito estava liso, já que a organização molhou e fez manutenção na pista pouco antes da largada. Para Daniel Portiolli nenhuma dificuldade e vitória garantida nesta bateria. Marcos Samara, Luiz Henrique Barone, João Borges e Gilnei Ratinho conquistaram segunda, terceira, quarta e quinta posições da prova.

Na classe 85cc assistimos a única vitória paraguaia no evento. O piloto Leonardo Simon dominou a corrida desde a largada garantindo a vitória de ponta a ponta apesar do esforço de Gilnei Ratinho Jr. O representante da cidade de Sonora completou a prova na segunda posição seguido pelo vencedor da categoria 65cc, Ricardo Jurça. Vitor Daniel subiu ao pódio no quarto lugar enquanto o "preferido da torcida" Kioman Navarro fez prova de recuperação partindo de último para a quinta posição final. 


João Marronzinho


Rodrigo Rodrigues
A bateria da Intermediária foi outra onde o líder abriu vantagem confortável na liderança. Luis Alberto Zizi não deu chances aos concorrentes e conquistou o primeiro lugar com muita tranquilidade. Já o segundo lugar foi extremamente concorrido. O piloto Anderson, de Governador Valadares, MG, precisou batalhar bastante para receber a bandeirada na posição.

O terceiro colocado foi Diego Rossato que com este resultado ficou mais próximo do título de campeão da temporada. O paraguaio Alfredo Harder ocupou na maior parte da prova a segunda colocação, mas perdeu ritmo nas voltas finais encerrando sua participação no quarto posto. A quinta colocação ficou com Tiago Rossato.

Os campeões do Brasil e do Paraguai na classe MX1 foram para pista na derradeira bateria do evento. João Marronzinho e Carlos Vazques alinham para a prova concientes de que outros bons pilotos estavam na disputa prontos para lutar pela vitória e tentar brilhar como grande destaque deste desafio. Já na largada quem rouba as atenções é o jovem Daniel Portiolli que leva sua 250cc a liderança da bateria. 


Daniel Portiolli


Mariana Balbi
A pressão sobre o piloto de Ponta Porã é grande, ele puxa o pelotão com João Marronzinho em segundo, Rodrigo Rodrigues em terceiro, Carlos Franco em quarto e Carlos Vazques na quinta colocação. Marronzinho não está para brincadeira e pula para a primeira posição na segunda volta. O campeão brasileiro dita o ritmo da prova e vai ganhando vantagem. Já o campeão paraguaio, Carlos Vazques, não consegue subir posições e antes da metade da bateria acaba abandonando a prova.

Marronzinho segue isolado na frente e garante a vitória da categoria principal no 1º Motocross Internacional. Para alegria da torcida Daniel Portiolli faz bonito por Ponta Porã, resiste bravamente às investidas de Rodrigo Rodrigues e conquista merecidamente a segunda colocação. Carlos Franco termina isolado na quarta colocação enquanto uma forte briga pelo quinto lugar chama a atenção na útlima volta. É Nico Rocha que tenta de todas as formas recuperar a posição, mas enfrenta uma forte oposição de Mariana Balbi. A mineira aproveitou uma queda do concorrente para assumir o quinto lugar, mas Nico não se acomada e os dois partem para o tudo ou nada no final da bateria. A insistência do paranaense dá resultado e nos últimos metros Nico Rocha ultrapassa Mariana conquistando o quinto lugar do pódio.


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 594 Fotos!


Clique e veja galeria com as fotos do Joaninha Pro Tork Freesyle Show
"A pista entre os dois países foi muito legal, pois trouxe vários pilotos para o evento, tornando-o bem competitivo. O carinho do público também foi bacana, o reconhecimento é importante para nós pilotos. Fiquei contente com minha participação e a conquista do primeiro lugar", afirmou Marronzinho. 

Simultaneamente com o Motocross ocorreram em Ponta Porã o 6º Motorcycle - Encontro Internacional de Motociclistas, e duas apresentações do Joaninha Pro Tork Freesyle Show, com os pilotos Gilmar Flores e Cyro Oliveira. Esperamos que este belíssimo evento - que já nasceu grande - vire tradição e no ano que vem aconteça mais uma edição do Motocross Internacional no American MX Park.

O 1º Motocross Internacional teve patrocínio da American Cross Import, Concessionária Honda Caiobá, Pro Tork e Prefeitura Municipal de Ponta Porã.

Resultados

MX1
1. João Marronzinho - Laguna
2. Daniel Fretes Portiolli - Ponta Porã
3. Rodrigo Rodrigues - Junqueirópolis
4. Carlos Eduardo Franco - Sete Quedas
5. Nico Rocha - Londrina
MX2
1. Carlos Eduardo Franco - Sete Quedas
2. Daniel Fretes Portiolli - Ponta Porã
3. Carlos Vasquez - Assunção
4. Rodrigo Rodrigues - Junqueirópolis
5. Fredi Ortilho - Conceição
MX3
1. Nico Rocha - Londrina
2. Mariana Balbi - Siqueira Campos
3. Neco Carpinkis - Santa Rita
4. Asaji Yanagihara - Pedro Juan Caballero
5. Paulo Sérgio - Sonora
MX85
1. Leonardo Simon - Santa Fé
2. Gilnei Ratinho Jr - Sonora
3. Ricardo Jurça - Bragança Paulista
4. Vitor Daniel - Conceição
5. Kioman Navarro - Goiânia
MX Nacional
1. Marcos Vinicius Ribeiro - Dourados
2. Diego Pich - Rio Brilhante
3. Angel Cabalerro - Pedro Juan Caballero
4. Geraldo Cabalerro - Pedro Juan Caballero
5. Darlan Coxo - Nova Alvorada do Sul
MX 65
1. Ricardo Jurça - Bragança Paulista
2. Kioman Navarro - Goiânia
3. Paulo Rossato - Ponta Porã
4. Fabricio Mateus - Pedro Juan Caballero
5. Kaio Yanagiara - Ponta Porã
MX Intermediária
1. Luis Alberto Zizi - Sorriso
2. Anderson - Governador Valadares
3. Diego Rossato - Ponta Porã
4. Alfredo Harder - Loma Plata
5. Tiago Rossato - Ponta Porã
TR50F
1. Daniel Fretes Portiolli - Ponta Porã
2. Marcos Samara - Alto Taquari
3. Luiz Henrique Barone -
4. João Borges - Alto Taquari
5. Gilnei Ratinho - Sonora






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet