X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Notícias > Últimas Notícias

Yamaha anuncia equipes para AMA Supercross e Motocross 2021
Publicado em: 15/10/2020
Clique e saiba mais

Dylan Ferrandis sobe para as 450cc e Barcia se despede do time. Jeremy Martin e Christian Craig são confirmados
Redação MotoX.com.br - Fotos: divulgação


Dylan Ferrandis

A Yamaha anunciou nesta quinta-feira (15) a extensão do contrato com a equipe Monster Energy Star Yamaha por mais três anos para a participação no AMA Supercross e AMA Motocross, tanto nas classes 450cc quanto 250cc. Anteriormente a Star Racing Yamaha operava somente entre as 250, assumindo no próximo ano a operação de ambas as categorias.
O time das 450cc será liderado por Aaron Plessinger e o mais novo campeão das 250cc Dylan Ferrandis, enquanto entre as 250 a equipe assinou com o bicampeão Jeremy Martin e Cristhian Craig, que se juntam aos pilotos Colt Nichols, Justin Cooper e Jarrett Frye.


Aaron Plessinger
Plessinger continua com a equipe para sua terceira temporada na 450. Nos bastidores, o atleta se mantém pois já tinha contrato assinado até 2021. Afinal, este ano Plessinger não apresentou bons resultados e ficou de fora de boa parte da temporada.

Com a saída confirmada de Barcia que deve ir para a GasGas, Dylan Ferrandis estreia na categoria principal. O piloto acumula boas temporadas com o vice campeonato na 250 do AMA Motocross em 2019 e neste ano faturou os títulos da classe tanto no AMA SX e AMA MX. O gerente da equipe Monster Energy Star Yamaha será Jeremy Coker.

“É um sonho meu brigar por um título entre as 450cc aqui nos EUA. Estou muito feliz por poder fazer isso com a equipe. Eu me sinto em casa. Ainda estou sem os pés no chão com dois campeonatos vencidos este ano, mas voltaremos no próximo para brigar pela próxima temporada”, declarou Ferrandis.


Jeremy Martin

Na 250cc, a equipe “adotou” órfãos da extinta Geico Honda (Equipe Factory Connection), que fechou as portas após mais de 20 anos de atividade por conta do encerramento do patrocínio da seguradora Geico. Jeremy Martin já é conhecido da Yamaha e agora retorna à equipe. Ele é uma das apostas da equipe para o título no próximo ano, o piloto já tem no currículo os títulos de 2014 e 2015 no AMA MX, além de bons resultados na última temporada.


Christian Craig
A surpresa ficou por conta de Christian Craig, que tinha um longo relacionamento com a Honda, e agora é o novato da equipe. O californiano teve uma temporada competitiva no supercross, antes de ser afastado por conta de uma lesão no início da temporada do motocross.

“Mudar para a Monster Energy Star Yamaha é um grande negócio para mim. Bobby Reagan tem falado comigo nos últimos, tentando me trazer para cá, mas o timing não dava certo. Finalmente, neste ano, eu sabia que precisava sair da minha zona de conforto se eu desejasse levar minha carreira para o próximo nível. Eles têm muita estrutura e isso me ajuda a ganhar confiança. Estou extremamente grato por começar o próximo capítulo da minha carreira com eles e apresentar resultados”, disse Craig.

Justin Cooper segue na equipe. Ele também é uma das apostas da equipe por mais um título na 250cc. Em 2019, ele terminou em segundo lugar na 250 Leste e em terceiro no 250MX. Em 2020, o piloto marcou sua primeira vitória no Supercross em Anaheim I, encerrando como vice na 250 Oeste. Apesar de uma lesão durante a temporada do AMA MX, Cooper ainda terminou em quinto na classificação geral. Ou seja, vale ficar de olho nele. Além dele, Colt Nichols e Jarrett Frye são mantidos na equipe, gerenciada por Will Hahn.






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet