X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Notícias > Últimas Notícias

AMA Motocross: Ken Roczen abandona temporada 2020
Publicado em: 11/08/2020
Clique e saiba mais

Prioridade do piloto será recuperar a saúde para retornar em plena forma no AMA Supercross 2021
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Foto: Simon Cudby

Piloto oficial da Honda HRC nos Estados Unidos deixa a disputa do AMA Motocross 2020 e planeja seu retorno às competições no AMA Supercross 2021.


Ken Roczen anuncia que não corre o AMA Motocross deste ano

O campeão do AMA Motocross 450 2016 abriu mão da disputa no campeonato deste ano para focar na recuperação de sua saúde e passar mais tempo com a família - sua esposa Courtney aguarda o primeiro filho do casal para setembro.

A notícia pegou muitos fãs de surpresa e de certa forma tira um pouco do brilho da disputa que começa no próximo sábado no famoso Rancho da Loretta Lynn, em Hurricane Mills, Tenesse. Mas os rumores ganharam força quando Christian Craig foi flagrado nos últimos dias testando com a equipe oficial. Craig já foi confirmado pela Honda como substituto de Roczen. Boa parte dos torcedores também apontavam Roczen como um dos poucos capazes de obstruir o quarto título consecutivo de Tomac no AMA Motocross.

Durante a temporada do Supercross Roczen sugeriu por mais de uma vez que problemas respiratórios estavam prejudicando sua performance, algo que ficou evidente em várias etapas onde começou bem e perdeu ritmo na segunda metade das finais. Além disso seu braço esquerdo, que sofreu grave fratura no início de 2017 nunca se recuperou plenamente - o alemão compete com uma munhequeira até hoje.

“Abdicar dessa temporada foi uma decisão muito difícil, mas estou confiante de que é o melhor para mim e para minha equipe no longo prazo”, explicou Roczen. “Será bom me reagrupar, deixar meu corpo se curar, aproveitar esta importante experiência com Courtney e me preparar para 2021. Gostaria de agradecer à minha equipe e aos patrocinadores por me apoiarem nisso e estou ansioso para torcer por Chase (Sexton) e Christian Craig de casa neste verão, antes de voltar ao trabalho para dar o meu melhor.”

Com um título mundial no Motocross MX2 e um no AMA Motocross 450, o título no Supercross é claramente o derradeiro objetivo do alemão. Não se espantem se o piloto ajustar seu contrato com a Honda para competir apenas no estádios daqui em diante. Jeremy Mcgrath foi o pioneiro com contratos Supercross only, expediente replicado por outros grandes pilotos como James Stewart e Chad Reed. Nos dois últimos anos a Honda também abrigou o veterano Justin Brayton em acordos que previam apenas o Supercross. 

Em razão da pandemia o AMA Motocross também teve seu calendário afetado. Estão programadas 9 etapas em vez das tradicionais doze, de 15 de agosto a 10 de outubro. 






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet