X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Notícias > Últimas Notícias

Equipe Monster Energy Yamaha se prepara para reiniciar o MXGP na Letônia
Publicado em: 06/08/2020
Clique e saiba mais

Gautier Paulin, Jeremy Seewer, Arnaud Tonus e Jago Geerts falam sobre preparação para retorno ao Mundial
Redação MotoX.com.br – Carolina Arruda – Fotos: divulgação


Expectativa dos pilotos gira em torno da preparação para as etapas seguidas no formato one-day

Exatamente 154 dias depois do GP de Valkenswaard, na Holanda, os gates do Mundial de Motocross 2020 cairão de novo. Para realizar as 14 etapas restantes em 16 semanas, as etapas do campeonato acontecerão de forma condensada: Kegums, na Letônia, será sede de três rodadas seguidas em uma mesma semana, sendo a primeira neste domingo (09).
Gautier Paulin, Jeremy Seewer e Arnaud Tonus, pilotos da Monster Energy Yamaha, estão a postos para recuperar pontuação depois de um início difícil na disputa pelo título da MXGP. A dois pontos da quarta posição e a 10 pontos da terceira na MXGP, Paulin acumula boas experiências no circuito em Kegums. O francês venceu o Nações em 2014 no local e nos anos seguintes esteve presente em diversos pódios.

“Estou ansioso para estar atrás do gate. Tudo está preparado desde a última etapa. A equipe está pronta, eu estou. Eu espero que dê tudo certo até lá. Essa situação já está há bastante tempo e muda constantemente, então espero que agora as coisas aconteçam de forma positiva. Temos três rodadas em sete dias, mas não estou preocupado com isso. Vejo como três GPs apenas”, declarou Paulin.

Vice-campeão no último ano, Jeremy Seewer retorna com expectativa de estar dentro do top cinco. Na primeira etapa do campeonato, o suíço saiu com o segundo lugar, mas uma série de erros no evento seguinte o colocaram em nono na classificação geral. Mas com 28 corridas ainda em aberto, o piloto é otimista.


Gautier Paulin

“Estou ansioso para voltar a correr, todo mundo está! Será diferente com o formato one-day, três GPs em uma semana e na mesma pista. É um sistema completamente diferente, mas a competição segue a mesma, então estou ansioso. Aceito o desafio! É o mesmo para todos. Todos nós teremos três etapas em sete dias. Será difícil de manter a parte física, mas estou bem preparado. Apenas preciso ser consistente e não errar, porque não tem espaço para se recuperar de um erro grande. Tentarei estar entre os cinco ou três primeiros. Vamos ver”, projetou Seewer.

Ano passado o GP da Letônia foi um dos pontos para Arnaud Tonus, que não venceu a etapa por conta do desempate técnico. Neste ano, o piloto ainda se recupera de uma lesão, o que o atrapalhou no início da temporada. Atualmente ele é o 16º colocado na classificação, mas espera que a pausa forçada seja tempo suficiente para se recuperar da lesão e voltar a ganhar posições no ranking da MXGP.

“Foram longos meses sem saber se voltaríamos a competir ainda esse ano, então estou feliz por voltar. Não sabemos como será, mas já podemos correr e isso é o que importa. Não corro há muito tempo, então não tenho expectativas”, disse Tonus. “A agenda compactada é novidade para todos. Estamos acostumados a andar durante toda a semana, mas a intensidade agora será diferente. Em breve vamos descobrir como nosso corpo vai reagir. Será interessante”, completou.


Jago Geerts

Na MX2, a equipe azul é representada por Jago Geerts e Bem Watson. Geerts segue na vice-liderança da classe a cinco pontos do líder Tom Vialle e promete ser um forte candidato ao título. O pilot já venceu duas das quatro provas disputadas até agora, faturou a vitória do primeiro GP e na segunda etapa, na Holanda, uma forte queda prejudicou seus resultados, mas não tirou o piloto da ponta do campeonato.

“Estou muito ansioso para o recomeço da temporada. Faz bastante tempo que estamos afastados, então todos estão animados de voltar a correr. Kegums é uma das minhas pistas favoritas, então é uma motivação extra para mim. E três etapas em uma semana será algo especial. Não terá muito descanso entre as provas, então será difícil para todo mundo. As corridas serão todas em um dia só, pode ser um pouco mais fácil, mas também será maior a pressão. Meu objetivo para esse GP é ser consistente e ganhar o máximo de pontos possível”, comentou Geerts.

Em oitavo na classificação geral, Ben Watson é mais receoso com o no formato. “Acho que a parte mais difícil é o novo formato e ter que se adaptar rapidamente. Tenho meus objetivos, mas guardo para mim. Acho que é assim para todo mundo: você sempre quer melhorar, então não me preocupo com o que está ao meu redor. Eu trabalho para evoluir e aproveitar o que faço todos os dias”, declarou Watson.






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet