X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Notícias > Últimas Notícias

Bandeira brasileira sobe ao pódio na Europa com Bárbara Neves
Publicado em: 21/10/2019

Piloto brasileira competiu em Portugal no Enduro Internacional Feminino
Redação MotoX.com.br - Fotos: Divulgação / Mundo Press


Bárbara Neves fez prova de recuperação e encerrou com pódio

Teve bandeira verde e amarela no pódio do Enduro Internacional Feminino neste domingo (20) em Lousada, Portugal. Quem colocou o Brasil entre as melhores foi a piloto Bárbara Neves, terceira colocada na disputa, que reuniu mais de 40 atletas. “Foi uma experiência incrível, com um resultado muito importante. A prova foi duríssima, tive que superar muitas dificuldades para seguir firme no objetivo de chegar até o pódio”, conta a goiana.

A competição contou com três voltas em um circuito de 31 quilômetros, com duas especiais: um Enduro Teste e um Cross Teste. O desafio foi além da exigência técnica do roteiro, com chão, liso, pedra e deslocamentos trabalhosos, Bárbara Neves precisou fazer uma prova de recuperação. A piloto era líder quando sofreu uma queda, forçando-a manter o foco em retomar o tempo perdido até a terceira colocação na geral e na categoria Pro (Elite). A vencedora foi Rita Vieira, seguida por Bruna Antunes, ambas de Portugal.


Bárbara Neves

“Choveu bastante durante a semana, o que dificultou ainda mais o percurso por causa do barro e do piso escorregadio. Os deslocamentos eram difíceis e com controles de horário bastante justos, então foi preciso acelerar como se fosse em uma especial. Sofri a queda no Enduro Teste, em uma reta muito rápida, com capim alto, havia uma pedra escondida que bateu na roda da frente da moto. Foi um susto, mas consegui continuar e buscar o resultado
”, relata a piloto.

Na categoria em que participou, a Pro, Bárbara de 19 anos era a piloto mais jovem. Essa foi a segunda vez que a brasileira participou do desafio em solo português. Em 2016, ela também alcançou o terceiro posto. "Senti uma evolução muito grande das meninas, com relação a 2016, e espero continuar evoluindo também para buscar um resultado ainda melhor no ano que vem”, completa.

Bicampeã brasileira e latino-americana da modalidade, a piloto goiana competiu com a motocicleta Honda CRF 250RX.

A equipe Honda Racing de Enduro FIM é patrocinada por Pro Honda, ASW, Alpinestars, DID e Seguros Honda.






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet