X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > AMA Motocross

2019 Ironman - IN - 12ª etapa
Publicado em: 26/08/2019

Kawasaki fica com os dois títulos do AMA Motocross 2019
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Simon Cudby / Rich Shephard / Octopi


 

Mais uma temporada do AMA Motocross encerrou-se no circuito Ironman Raceway, em Crawfordsville, Indiana. Com o título da classe 450 já definido a favor de Eli Tomac, as atenções se voltaram para a disputa da classe 250, onde Adam Cianciarulo, da Kawasaki Pro Circuit, chegou à final com uma mão na taça e garantiu o título já na primeira bateria.

E as provas da categoria representaram bem o que foi a segunda metade do campeonato onde o francês Dylan Ferrandis (Yamaha) venceu mais baterias que todos os outros juntos, 7 em 12 largadas. Cianciarulo, apoiado no excelente início de campeonato, administrou com maestria os resultados e controlou a a situação fechando a série com exatos 20 pontos sobre Ferrandis.


Adam Cianciarulo, campeão 250 2019

Cianciarulo colocou novamente a equipe do exigente Mitch Payton novamente no topo do AMA Motocross após 7 anos. Os últimos títulos do time no Outdoor foram em 2011 com Dean Wilson e 2012 com Blake Baggett. Antes disso Payton comandou a força dominante na categoria com 10 títulos em 12 anos entre 1997 e 2008, pelas mãos de pilotos como Ricky Carmichael. Mike Brown, James Stewart, Ivan Tedesco e Ryan Villopoto.


Adam Cianciarulo

Após uma carreira amadora meteórica, CIanciarulo precisou esperar nada menos que seis anos para chegar ao topo entre os profissionais. A "vida adulta" foi marcada por sequências de lesões, ano após ano. "Desde garoto sempre soube que chegaria a essa posição, mas parecia que isso foi arrancado de mim. No final foi uma longa espera e precisei aprender e evoluir muito como pessoa. É incrível o que você consegue com a mente completamente focada nos objetivos", comentou o campeão cujos piores resultados na temporada em baterias foram três 5º lugares. Eliminando um 4º lugar na última bateria do campeonato com o título já no bolso, Cianciarulo chegou todas as outras baterias entre os três primeiros (7 vitórias). Certamente uma regularidade e consistência de campeão. Em 2020 seu desafio será na classe principal, ao lado de Eli Tomac na equipe oficial Kawasaki.


Dylan Ferrandis

Além de Cianciarulo e Ferrandis, campeão e vice, podemos destacar a temporada do jovem Justin Cooper, terceiro colocado geral. O piloto da Yamaha começou bem a temporada com três vitórias durante as seis primeiras baterias. Porém depois desse início espetacular, falhou em cruzar a bandeirada em primeiro novamente, enquanto seu companheiro de equipe importado foi acertando o ritmo ao longo da temporada. Na etapa final Cooper chegou a liderar e incomodar o francês em ambas as baterias, mas não conseguiu manter a ponta até o final.


Justin Cooper

RJ Hampshire colocou a Geico Honda na quarta posição geral, distante do trio lá na frente. Mais de 100 pontos distante. O piloto que se despede neste momento de um longo relacionamento com a equipe - e deve anunciar em breve um acordo com a Husqvarna - brilhou em dois em alguns momentos como na terceira (Fox Raceway) e sétima (Red Bud) etapas, mas ao longo da temporada não teve a regularidade necessária para brigar por posições mais a frente.


Shane McElrath

KTM - Interessante notar que apesar do sucesso no Mundial de Motocross na classe MX2 (250), a marca austríaca não deslanchou na categoria do lado de cá do Atlântico, onde tem dificuldades para obter algum sucesso, entenda-se títulos. Com a equipe satélite administrada pela Troy Lee Designs, a marca teve como melhor piloto Shane McElrath. Não se pode afirmar que lhe falta velocidade, já que ele dominou a penúltima etapa em Budds Creek com uma dupla vitória. No restante, falhou em chegar entre os três primeiros e só ficou entre os cinco em três ocasiões.


Enzo Lopes

Enzo Lopes - Lesionado na fase final do Supercross, o brasileiro quase ficou de fora de toda a temporada do Motocross. Retornou nas duas últimas etapas onde marcou 12 pontos, suficientes para lhe colocar na 33ª posição geral. Ramyller Alves, que nos representará no Nações 2019 na Holanda, perdeu as quatro primeiras etapas e fechou o ano em 29º, com 25 pontos.


Thomas Covington

Thomas Covington - O norte-americano que correu toda sua carreira profissional na Europa, onde chegou a ser vice-campeonato mundial, pode ser apontado como a grande decepção da temporada com as dificuldades de adaptação ao Supercross e ao formato de apenas um dia no Motocross. Além disso, sofreu com o vírus do Epstein-Barr, conhecido por aqui como mononucleose e ficou fora de sete etapas. Das dez baterias que correu pontuou apenas em duas e fechou o ano em 34º. Rumores indicam que deve voltar ao Mundial (na classe MXGP) com seu antigo chefe de equipe na Husqvarna Jacky Martens, que provavelmente terá apoio semioficial  da Kawasaki.

450 - Com o título garantido, Eli Tomac faturou mais uma


Eli Tomac

Há alguns meses comentei que as pistas de motocross são o habitat natural de Eli Tomac. Seu estilo bruto e pouco refinado não consegue explorar todo o seu potencial nas pistas montadas dentro dos estádios. Em campo aberto sua força física faz a diferença, principalmente nas curvas onde consegue colocar toda a cavalaria de sua Kawasaki para trabalhar com eficiência.

Não foram poucas as vezes que Tomac ultrapassou pilotos do nível de Marvin Musquin e Ken Roczen destruindo a linha externa das curvas. Com vitórias em 11 das 24 baterias, Tomac construiu o terceiro título consecutivo evitando desvios de rota ao longo da temporada. Praticamente não cometeu erros e com resultados constantes entre os primeiros, abriu uma vantagem tranquila na pontuação com as falhas dos adversários.


Ken Roczen

No início do campeonato Ken Roczen deu mostras que seria capaz de enfrentar Tomac na corrida pelo título e nas quatro primeiras etapas acompanhou Tomac no mano a mano. Ora um pouco na frente, ora um pouco atrás. Foi a partir da segunda bateria na Flórida (5ª etapa) que, aparentemente, o piloto da Honda HRC perdeu o rumo, com alguns resultados bem abaixo do padrão.


Marvin Musquin

A "derrapada" de Roczen coincidiu com o fortalecimento de Marvin Musquin, que só encontrou a vitória na etapa da Flórida, que marcou a metade do campeonato. O francês chegou a ocupar a segunda posição geral e após a vitória na primeira bateria da final, tinha tudo à mão para ficar com o vice-campeonato, mas largou muito afoito na segunda bateria e "esqueceu" de fazer a terceira curva, acertando em cheio a traseira da Husqvarna de Zach Osborne, lesionando o joelho. Com o abandono de Musquin, Roczen voltou à segunda posição geral.


Zach Osborne

Entre os demais pilotos podemos destacar Jason Anderson, que perdeu toda a temporada do Supercross e voltou com bastante consistência no Motocross. Não venceu nenhuma bateria, mas a regularidade o colocou na quarta posição geral. Osborne mostrou alguns flashes do que é capaz, chegou a vencer uma bateria nas areias de Sowthwick e completou a temporada a apenas 4 pontos de Anderson. Caso não tivesse perdido uma etapa por causa de uma queda nos treinos durante a semana....

Após a temporada sensacional no Supercross, a expectativa foi alta pelo desempenho de Cooper Webb no Motocross. Apesar de alguns bons resultados, não foi capaz de se "enturmar" no pelotão da frente com regularidade. Exceção na oitava etapa em Milville onde venceu as duas baterias sem muita preocupação com os demais. Depois disso se machucou em Unadilla e ficou fora da reta final do campeonato.


Fredrik Noren

Na oitava posição geral destacamos o suíço Fredrik Noren, comente recrutado como piloto substituto na Honda HRC, neste ano foi parar na equipe JGR Suzuki, onde manteve a regularidade de resultados. Sua melhor etapa foi em Southwick, sétimo na geral, mas empatado com Justin Barcia e Jason Anderson, sexto e quinto, respectivamente.


Kawasaki comemora dois títulos no AMA Motocross 2019

Vídeos:







Resultados da etapa

P. # 450 Moto B1 B2 Pts
1 1 Eli Tomac KAW KX450 3 1 45
2 94 Ken Roczen HON CRF450R WE 2 3 42
3 16 Zachary Osborne HQV FC450 FE 5 2 38
4 17 Joseph Savatgy KAW KX450 4 6 33
5 51 Justin Barcia YAM YZ 450F 7 4 32
6 21 Jason Anderson HQV FC450 FE 6 5 31
7 15 Dean Wilson HQV FC450 FE 9 7 26
8 29 Benny Bloss KTM 450 SX-F FE 8 8 26
9 25 Marvin Musquin KTM 450 SX-F FE 1 40 25
10 101 Fredrik Noren SUZ RMZ 450 10 10 22
11 37 Kyle Cunningham HON CRF450R 12 12 18
12 49 Henry Miller KTM 450 SX-F 14 13 15
13 43 Tyler Bowers KAW KX450 13 14 15
14 19 Justin Bogle KTM 450 SX-F FE 33 9 12
15 285 Marshal Weltin KTM 450 SX-F 20 11 11
16 63 John Short HON CRF450R 11 36 10
17 332 Dustin Winter YAM YZ 450F 19 15 8
18 718 Toshiki Tomita HON CRF450R WE 18 16 8
19 90 Jeremy Hand HON CRF450R 17 17 8
20 70 Josh Osby YAM YZ 450F 15 20 7
21 700 James Weeks YAM YZ 450F 16 21 5
22 125 Luke Neese HON CRF450R 29 18 3
23 444 Caleb Tennant KTM 350 SX-F 22 19 2

P. # 250 Moto B1 B2 Pts
1 34 Dylan Ferrandis YAM YZ 250F 1 1 50
2 32 Justin Cooper YAM YZ 250F 3 2 42
3 92 Adam Cianciarulo KAW KX 250 2 4 40
4 23 Chase Sexton HON CRF250R 4 3 38
5 36 Michael Mosiman HQV FC250 5 5 32
6 26 Alex Martin SUZ RMZ 250 6 8 28
7 31 RJ Hampshire HON CRF250R 9 6 27
8 12 Shane McElrath KTM 250 SX-F FE 8 9 25
9 61 Garrett Marchbanks KAW KX 250 11 7 24
10 44 Cameron Mcadoo KTM 250 SX-F FE 7 13 22
11 936 Ty Masterpool YAM YZ 250F 10 12 20
12 45 Brandon Hartranft YAM YZ 250F 15 11 16
13 496 Jett Lawrence HON CRF250R 12 14 16
14 52 Jordan Bailey HQV FC250 13 15 14
15 374 Jo Shimoda HON CRF250R 14 16 12
16 73 Martin Davalos KAW KX 250 39 10 11
17 67 Enzo Lopes SUZ RMZ 250 19 18 5
18 123 Mitchell Falk KTM 250 SX-F FE 16 37 5
19 667 Jesse Flock KTM 250 SX-F 23 17 4
20 55 Kyle Peters SUZ RMZ 250 17 24 4
21 59 Nick Gaines YAM YZ 250F 18 36 3
22 161 Justin Thompson YAM YZ 250F 22 19 2
23 112 Thomas Covington HQV FC250 21 20 1
24 194 Jerry Robin KTM 250 SX-F 20 38 1


Classificação Geral
P. # 450 Pts
1 1 Eli Tomac 521
2 94 Ken Roczen 463
3 25 Marvin Musquin 451
4 21 Jason Anderson 407
5 16 Zachary Osborne 403
6 2 Cooper Webb 324
7 51 Justin Barcia 315
8 101 Fredrik Noren 240
9 19 Justin Bogle 222
10 4 Blake Baggett 175
11 17 Joseph Savatgy 160
12 29 Benny Bloss 160
13 15 Dean Wilson 140
14 103 Dean Ferris 136
15 63 John Short 135
16 49 Henry Miller 117
17 56 Lorenzo Locurcio 103
18 43 Tyler Bowers 99
19 41 Ben Lamay 84
20 37 Kyle Cunningham 76
21 7 Aaron Plessinger 75
22 14 Cole Seely 59
23 700 James Weeks 53
24 46 Justin Hill 51
25 477 Todd Waters 46
26 718 Toshiki Tomita 39
27 319 Coty Schock 38
28 69 Jake Masterpool 35
29 119 Isaac Teasdale 31
30 929 Taiki Koga 23
31 54 Dylan Merriam 18
32 11 Kyle Chisholm 13
33 90 Jeremy Hand 12
34 285 Marshal Weltin 11
35 332 Dustin Winter 11
36 70 Josh Osby 7
37 711 Tristan Lane 6
38 48 Cody Cooper 6
39 647 Matthew Hubert 5
40 716 Ryan Dowd 5
41 218 Erki Kahro 5
42 444 Caleb Tennant 4
43 125 Luke Neese 3
44 577 Felix Lopez 3
45 221 Mathias Jorgensen 3
46 88 Chris Canning 2
47 270 Jacob Runkles 2
48 85 Dare Demartile 2
49 80 Heath Harrison 1
50 174 Noah McConahy 1
51 68 Brandan Leith 1
52 74 Cade Autenrieth 1
53 309 Jeremy Smith 1
P. # 250 Pts
1 92 Adam Cianciarulo 519
2 34 Dylan Ferrandis 499
3 32 Justin Cooper 461
4 31 RJ Hampshire 337
5 23 Chase Sexton 316
6 26 Alex Martin 305
7 39 Colt Nichols 292
8 36 Michael Mosiman 290
9 12 Shane McElrath 285
10 196 Hunter Lawrence 252
11 936 Ty Masterpool 206
12 45 Brandon Hartranft 174
13 44 Cameron Mcadoo 168
14 61 Garrett Marchbanks 132
15 52 Jordan Bailey 119
16 55 Kyle Peters 94
17 66 Mitchell Oldenburg 90
18 73 Martin Davalos 89
19 156 Jacob Hayes 86
20 233 Derek Drake 83
21 38 Christian Craig 67
22 59 Nick Gaines 57
23 205 Wilson Todd 56
24 28 Jordon Smith 38
25 123 Mitchell Falk 33
26 496 Jett Lawrence 29
27 374 Jo Shimoda 29
28 346 Kevin Moranz 28
29 78 Ramyller Alves 25
30 194 Jerry Robin 25
31 363 Pierce Brown 18
32 291 Zane Merrett 12
33 67 Enzo Lopes 12
34 112 Thomas Covington 11
35 628 Parker Mashburn 9
36 285 Marshal Weltin 8
37 40 Sean Cantrell 7
38 161 Justin Thompson 7
39 83 Killian Auberson 6
40 822 Carson Mumford 6
41 667 Jesse Flock 4
42 89 Joseph Crown 4
43 77 Challen Tennant 4
44 72 Martin Castelo 4
45 110 Yusuke Watanabe 3
46 352 Jalek Swoll 2
47 610 Hayden Halstead 2
48 407 Benjamin Nelko 1








© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet