X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Mundial de Motocross

2018 Águeda - Portugal - 5ª etapa
Publicado em: 21/04/2018

Herlings conquista quarto GP na temporada e começa a abrir vantagem
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Ray Archer / J.P. Acevedo / ShotbyBavo / Pascal Haudiquert


Jeffrey Herlings

Bom, chegamos a um quarto do campeonato de 20 etapas e nenhuma outra marca além da KTM conseguiu vencer alguma das baterias válidas por pontos na classe principal MXGP. Na MX2, Thomas Covington venceu uma bateria em Trentino, tomando a ponta de Jorge Prado na última volta, mas como a Husqvarna é uma marca irmã da KTM, isso nos faz pensar sobre as condições e a capacidade das japonesas em reverter, ou pelo menos minimizar essa situação.

Na MXGP Jeffrey Herlings e Antonio Cairoli parecem estar em outra dimensão, ao ponto dos demais pilotos se contentarem com um terceiro lugar. A única exceção ocorreu na primeira bateria em Trentino, onde Cairoli largou mal e falhou em recuperar posições a contento, completando a bateria em quarto. Em todas as outras a KTM fez dobradinha.

A eletrônica e as largadas de Jeffrey Herlings


Largada MXGP. Desalle lento na reação e Jasikonis fora do prumo

No topo do jogo - e possivelmente na melhor fase de sua carreira - Jeffrey Herlings conseguiu resolver o principal problema que lhe afetava. O holandês e sua equipe trabalharam por semanas para melhorar as largadas e a eletrônica teve papel fundamental nisso.

Os dados de telemetria indicavam a dificuldade do holandês em manter a rotação ideal (ao redor dos 9 mil rpm) em meio ao ruído das outras motos no gate de largada. A motocicleta do holandês apareceu com um display de leds sobre o para-lama dianteiro em Águeda. Cinco das seis luzes acessas indicam que ele está na faixa de rotação ideal para partir sobre a tela de metal que se tornou padrão a partir de 2017.


Jeffrey Herlings

Herlings também foi flagrado acionando um dispositivo abaixo do assento de sua moto antes das largadas e isso gerou muita curiosidade no paddock. Mas o chefe da ala holandesa da KTM disse que não é nada demais, nem coisa que as outras equipes não tenham: "Apenas alteramos o seletor do mapa de largada para outro local. É um botão a menos para ocupar o guidão e também evita qualquer acionamento acidental", afirmou Dirk Geubers. A partir do momento que a terceira marcha é engatada sai de cena o mapa mais suave de largada e entra o mapa de corrida, mais agressivo.

Herlings 7 x 3 Cairoli


Antonio Cairoli


O resultado da pedrada na primeira bateria no olho direito
Este é o placar até o momento em vitórias nas baterias e já é o bastante para Cairoli perceber que não tem o controle da situação e sair completamente de sua zona de conforto. Bom, em Águeda o italiano levou uma pedrada no olho durante a primeira bateria que, com certeza, não o deixou mais confortável, entretanto é clara sua preocupação em relação a Herlings.

Nunca antes Cairoli se esforçou tão claramente para evitar ultrapassagens de algum outro adversário, como tem se esforçado com Herlings. Tomou um drible em Trentino e outro em Águeda, ambos em início de segunda bateria. Em situações similares no passado ele cozinhava o adversário para atacar no final, onde seu excelente preparo físico se sobressaía. Com Herlings isso não tem funcionado.

Curiosamente "informantes" de dentro da tenda do italiano dizem que ele espera reverter a situação durante as provas mais quentes do verão europeu. As dificuldades de Herlings com o calor são de conhecimento público e o experiente Cairoli trabalha para atingir o ápice de sua forma neste período do campeonato, que pode ser decisivo.

Águeda diferente


Tim Gajser fez seu primeiro pódio no ano

Os noticiosos mais sensacionalistas chegaram a ventilar a possibilidade de cancelamento da etapa, já que a chuva não deu trégua durante a semana precedente ao GP português. Porém tanto o clube local como os promotores do campeonato fizeram um trabalho primoroso na conservação da pista. Os pits e arredores tinham pontos de alagamento diversos, mas o circuito surpreendeu com boas condições de corrida.

Mas foi uma pista completamente diferente de todos outros GPs em Águeda, normalmente de chão duro, onde se formaram incontáveis trilhos por todo o traçado. É um tipo de situação que exige cautela redobrada dos pilotos - Thomas Covington lesionou o joelho numa das canaletas - mas casa perfeitamente com o estilo de pilotagem de Cairoli e mais ainda de Herlings, que pilotam mais em pé que a maioria dos adversários. Na primeira bateria, onde não houve uma disputa direta entre os pilotos da KTM, Gautier Paulin (4º) fez a volta mais rápida por um décimo de segundo sobre o holandês e Tim Gajser (3º) esteve no mesmo segundo do líder. Na segunda corrida, com Cairoli em seu encalço, Herlings virou nada menos que 4 segundos mais rápido que Gajser!

Bobryshev se destaca


Evgeny Bobryshev

Não podíamos deixar de comentar os resultados de Evgeny Bobryshev com a oitava posição geral (9-9) furando o domínio dos times de fábrica. Os resultados do russo são ainda mais marcantes por receber zero apoio de fábrica e competir por um time estreante no campeonato. A equipe BOS GP é bastante experiente preparando suspensões no Mundial de Rally (WRC, de carros), mas participa pela primeira vez de um campeonato de alto nível no motocross.

Problemas mecânicos ou eletrônicos


Clement Desalle

Dois abandonos marcaram o GP português, ambos por problemas nas motocicletas. Na primeira bateria Clement Desalle saiu da pista por problemas de mal funcionamento com sua Kawasaki. Na segunda foi a vez de Gautier Paulin sofrer com sua Husqvarna apagada.

Ambas as equipes foram bastante vagas nas explicações sobre os defeitos, limitando-se a um genérico "problemas técnicos", mas os abandonos mexeram com a classificação geral em dois pontos importantes: o francês Romain Febvre (4º geral da etapa) subiu para o terceiro posto; o resultado distancia ainda mais o restante do pelotão da dupla da KTM. O líder Herlings já tem 72 pontos de vantagem sobre o terceiro colocado.

Mudanças de rumo na MX2?


Jorge Prado


Pauls Jonass
O atual campeão da MX2 Pauls Jonass teve um início de campeonato devastador (para os adversários) dominando as seis primeiras baterias. Mas a partir de Trentino não só sua invencibilidade foi posta à prova, como também sua capacidade de reagir a situações desfavoráveis. Bom, todos sabem que as pistas de chão duro (Trentino) e canaletas (Águeda) não são suas preferidas, mas o letão usou mais do que devia sua cota de erros. Na Itália com más largadas e tentando ultrapassagens impossíveis (que o deixaram no chão), em Portugal com erros e mais erros na segunda bateria, após um bom segundo lugar na primeira.

O espanhol Jorge Prado conseguiu a dupla vitória em Portugal e em apenas dois GPs diminuiu a diferença de 45 pontos para 14. A rivalidade entre as tendas da KTM volta a esquentar também na classe MX2.


Thomas Kjer Olsen

O dinamarquês Thomas Kjer Olsen ficou com a segunda posição no pódio, seguido pelo australiano Jed Beaton na terceira posição geral do GP. Quem também mostrou boa velocidade nas difíceis condições de Águda foi o britânico Ben Watson, que por pouco não tomou o segundo lugar de Olsen na bateria final.


Jed Beaton

Neste fim de semana o campeonato tem uma pausa antes da longa viagem para a sexta etapa, em Orlionok, Rússia.

Vídeo



Resultados
P Nr MXGP Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 84 Herlings, Jeffrey NED KTM 25 25 50
2 222 Cairoli, Antonio ITA KTM 22 22 44
3 243 Gajser, Tim SLO HON 20 16 36
4 461 Febvre, Romain FRA YAM 16 18 34
5 259 Coldenhoff, Glenn NED KTM 14 15 29
6 89 Van Horebeek, Jeremy BEL YAM 15 13 28
7 91 Seewer, Jeremy SUI YAM 13 14 27
8 777 Bobryshev, Evgeny RUS SUZ 12 12 24
9 25 Desalle, Clement BEL KAW 0 20 20
10 12 Nagl, Maximilian GER TM 9 11 20
11 24 Simpson, Shaun GBR YAM 10 10 20
12 21 Paulin, Gautier FRA HUS 18 0 18
13 33 Lieber, Julien BEL KAW 11 3 14
14 6 Paturel, Benoit FRA KTM 5 8 13
15 77 Lupino, Alessandro ITA KAW 6 7 13
16 141 Desprey, Maxime FRA KAW 7 5 12
17 7 Leok, Tanel EST HUS 8 4 12
18 22 Strijbos, Kevin BEL KTM 0 9 9
19 27 Jasikonis, Arminas LTU HON 0 6 6
20 152 Petrov, Petar BUL HON 3 2 5
21 17 Butron, Jose ESP KTM 4 0 4
22 920 Valentin, Ander ESP HUS 1 1 2
23 210 Alberto, Paulo POR YAM 2 0 2

P Nr MX2 Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 61 Prado, Jorge ESP KTM 25 25 50
2 19 Olsen, Thomas Kjer DEN HUS 18 22 40
3 14 Beaton, Jed AUS KAW 20 18 38
4 919 Watson, Ben GBR YAM 16 20 36
5 1 Jonass, Pauls LAT KTM 22 14 36
6 18 Brylyakov, Vsevolod RUS YAM 13 16 29
7 811 Sterry, Adam GBR KAW 15 12 27
8 29 Jacobi, Henry GER HUS 12 13 25
9 10 Vlaanderen, Calvin RSA HON 3 15 18
10 70 Fernandez, Ruben ESP KAW 9 8 17
11 66 Larranaga Olano, Iker ESP HUS 5 10 15
12 747 Cervellin, Michele ITA HON 10 5 15
13 161 Östlund, Alvin SWE YAM 14 0 14
14 321 Bernardini, Samuele ITA TM 4 9 13
15 98 Vaessen, Bas NED HON 11 2 13
16 172 Van doninck, Brent BEL HUS 8 4 12
17 118 Rubini, Stephen FRA KTM 0 11 11
18 193 Geerts, Jago BEL YAM 2 7 9
19 338 Herbreteau, David FRA KTM 7 0 7
20 46 Pootjes, Davy NED KTM 0 6 6
21 95 Furlotti, Simone ITA YAM 6 0 6
22 34 De Waal, Micha-Boy NED HON 0 3 3
23 44 Lesiardo, Morgan ITA KTM 1 1 2

P Nr MXGP Nat. Bike Total
1 84 Herlings, J. NED KTM 241
2 222 Cairoli, A. ITA KTM 225
3 461 Febvre, Romain FRA YAM 169
4 25 Desalle, C. BEL KAW 165
5 21 Paulin, G. FRA HUS 147
6 259 Coldenhoff, G. NED KTM 140
7 89 Van Horebeek, J. BEL YAM 132
8 243 Gajser, Tim SLO HON 113
9 91 Seewer, Jeremy SUI YAM 110
10 12 Nagl, M. GER TM 88
11 33 Lieber, Julien BEL KAW 86
12 24 Simpson, Shaun GBR YAM 76
13 777 Bobryshev, E. RUS SUZ 72
14 27 Jasikonis, A. LTU HON 58
15 141 Desprey, M. FRA KAW 58
16 22 Strijbos, K. BEL KTM 56
17 77 Lupino, A. ITA KAW 52
18 99 Anstie, Max GBR HUS 45
19 7 Leok, Tanel EST HUS 41
20 6 Paturel, B. FRA KTM 22
21 100 Searle, Tommy GBR KAW 20
22 152 Petrov, Petar BUL HON 18
23 17 Butron, Jose ESP KTM 17
24 55 Irwin, Graeme GBR KTM 15
25 151 Kullas, Harri EST HUS 14
26 128 Monticelli, I. ITA YAM 9
27 9 de Dycker, Ken BEL KTM 5
28 28 Salazar, Jetro PER HON 5
29 920 Valentin, A. ESP HUS 5
30 20 Bengtsson, F. SWE YAM 3
31 210 Alberto, Paulo POR YAM 2
32 94 Van der Mierden, S. NED YAM 1
P Nr MX2 Nat. Bike Total
1 1 Jonass, Pauls LAT KTM 216
2 61 Prado, Jorge ESP KTM 202
3 19 Olsen, T. DEN HUS 185
4 919 Watson, Ben GBR YAM 141
5 14 Beaton, Jed AUS KAW 129
6 18 Brylyakov, V. RUS YAM 115
7 426 Mewse, Conrad GBR KTM 100
8 96 Lawrence, H. AUS HON 99
9 10 Vlaanderen, C. RSA HON 97
10 29 Jacobi, Henry GER HUS 96
11 64 Covington, T. USA HUS 91
12 811 Sterry, Adam GBR KAW 82
13 193 Geerts, Jago BEL YAM 81
14 46 Pootjes, Davy NED KTM 81
15 57 Sanayei, D. USA KAW 68
16 66 Larranaga Olano, I. ESP HUS 66
17 98 Vaessen, Bas NED HON 56
18 321 Bernardini, S. ITA TM 54
19 747 Cervellin, M. ITA HON 53
20 70 Fernandez, R. ESP KAW 38
21 161 Östlund, Alvin SWE YAM 35
22 118 Rubini, S. FRA KTM 33
23 172 Van doninck, B. BEL HUS 30
24 959 Renaux, Maxime FRA YAM 12
25 95 Furlotti, S. ITA YAM 9
26 199 Zaragoza, J. ESP YAM 8
27 338 Herbreteau, D. FRA KTM 7
28 872 Boisrame, M. FRA HON 7
29 101 Pichon, Z. FRA KTM 5
30 26 Bertuzzi, N. ITA KTM 4
31 56 Weltin, M. USA HON 3
32 34 De Waal, M. NED HON 3
33 44 Lesiardo, M. ITA KTM 3
34 129 Agard-Michelsen, S. NOR YAM 1





Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet