fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > AMA Motocross

2017 RedBud - MI - 6ª etapa
Publicado em: 02/07/2017

Eli Tomac reassume comando do campeonato. Zach Osborne abre ainda mais vantagem na 250
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Simon Cudby / Garth Milan / Jeff Kardas


Primeira Largada da 450

O Lucas Oil AMA Motocross completou a primeira metade da temporada 2017 com a disputa da sexta etapa no circuito de Red Bud, cidade de Buchanan, Michigan. A belíssima pista proporcionou grandes provas tanto na classe principal, a 450, como na 250. Repetindo a etapa passada, os vencedores foram Eli Tomac e Zach Osborne, agora cada um ostenta três vitórias na série. Já a situação de ambos no campeonato é um pouco diferente, apesar da liderança. Tomac acabou de recuperar a ponta, enquanto Osborne pavimenta o caminho do título com uma boa margem.

Corridas


Eli Tomac assume a liderança da tabela com 13 pontos de vantagem

De volta ao campeonato Christian Craig fez um belo holeshot na bateria inicial da 450 e liderou as três primeiras voltas seguido por um trio de respeito: Marvin Musquin, Eli Tomac e Blake Baggett. Musquin foi o primeiro a ultrapassar, com Tomac e Baggett fazendo o mesmo logo em seguida. Enquanto a briga se desenrolava na frente, Craig ainda perdeu espaço para Jason Anderson e Justin Bogle, mas recuperou a quinta posição - onde chegou ao final - aproveitando uma queda do piloto da Suzuki.

 Com Musquin na alça de mira, Tomac passou a marcar voltas rápidas e não levou mais que quatro minutos para encontrar o ponto para passar o francês. Baggett sofreu mais para fazer o mesmo, exatamente sete voltas. Depois de ultrapassado, Musquin aliviou o ritmo e ajustou a velocidade para garantir o terceiro posto.


Marvin Musquin perseguido por Eli Tomac

As últimas voltas foram palco de uma grande apresentação de Baggett, que obrigou Tomac a sair da zona de conforto e voltar a acelerar. A diferença chegou a cair de 5 para 1 segundo cravado, mas o piloto da Kawasaki garantiu a vitória marcando na última volta o melhor tempo da prova.

Segunda bateria


Jason Anderson

Baggett fez o holeshot na segunda bateria e por poucos momentos imaginou uma corrida mais fácil com pista livre pela frente. Não durou muito. Justin Barcia contornou melhor a primeira curva e ficou com a tangência interna na segunda, onde assumiu a liderança. Ainda durante a primeira volta Baggett cometeu um erro que lhe custou caro: não aliviou quando sua linha cruzou com a de Jason Anderson. O piloto da Rocky Mountain KTM foi da liderança à última posição em alguns piscares de olhos e, pela segunda vez na temporada, precisou correu para conter os prejuízos.

Na frente, Barcia não poderia deixar de mostrar seu lado casca dura. Buscou de todas as formas a velocidade para continuar na liderança enquanto era pressionado por Anderson e Tomac. Foram nada menos que sete voltas, ora com um, ora com outro colado em sua roda traseira. Antes de completar a oitava volta Barcia perdeu a aderência na traseira e rodou. Tomac assumiu a ponta e navegou num mar azul pelas dez voltas seguintes, onde abriu 15 segundos de vantagem sobre Anderson. Marvin Musquin ficou com a terceira posição, enquanto Baggett conseguiu se recuperar apenas até décimo e viu Tomac abrir 13 pontos em uma única bateria.


Justin Barcia liderou as primeiras voltas

"Tivemos um ótimo dia", comentou Tomac. "Os fãs aqui são incríveis e podia sentir a energia! Apesar da pista bastante larga, parece ter apenas uma linha boa, então tive que me esforçar bastante. Não queria me precipitar, já que tinha um bom ritmo, fui paciente para executar as ultrapassagens. É ótimo ficar com o number plate vermelho e já estou ansioso para corre na areia em Southwick."

Notas


Largada da segunda bateria. Blake Baggett faz o holeshot para cair ainda na primeira volta.

- Apesar de evitar a cirurgia, Marvin Musquin conseguiu minimizar os efeitos da lesão no menisco esquerdo e reencontrou um bom ritmo, suficiente para o pódio na etapa. "Consegui fazer boas voltas e sou capaz de esticar a perna esquerda nas curvas novamente."

- Cooper Webb tomou um capote federal na largada da primeira bateria, literalmente voando para fora da pista. No incidente Weston Peick e Josh Grant (além de vários outros) também caíram. Trey Canard caiu num outro incidente, ainda na reta de largada. Webb não completou nenhuma bateria, enquanto Peick fez 14-4 e Grant 18-5. Canard não conseguiu ficar entre os 10 primeiros na etapa com 13-11.

- Com a corrida próxima ao feriado de 4 de julho, a independência norte-americana, pista, pilotos e motos foram decorados com temas ligados às cores da bandeira dos EUA.

250 - Osborne favoritíssimo


Largada 250 - Jeremy Martin liderou a primeira bateria de ponta a ponta

Conforme passam as etapas, Zach Osborne vai confirmando cada vez mais a liderança no campeonato. Além da velocidade para disputar com qualquer outro piloto no mano a mano, ele demonstra uma consistência rara de se ver na categoria 250. Talvez a idade (28 anos), um pouco acima da média na categoria, pese a seu favor nesse momento.

Na primeira bateria o animado público de RedBud assistiu a um belo duelo entre Osborne e Jeremy Martin. Na verdade foi mais uma perseguição, com Jeremy liderando do início ao fim e Osborne pressionado durante toda a bateria. Jeremy foi um dos poucos na classe a eventualmente mandar o famoso triplo denominado LaRocco's Leap e conseguiu abrir vantagem de cerca de 4 segundos nas duas últimas voltas. Alex Martin, Austin Forkner e Dylan Ferrandis completaram os cinco primeiros.


Zach Osborne


Austin Forkner
Na segunda corrida uma sucessão de quedas dos irmãos Martin teve grande peso no resultado. Jeremy repetiu o holeshot da primeira bateria, mas afundou a frente na segunda curva e foi ao chão. Alex assumiu a ponta e liderou por dez voltas. Tinha uma vantagem relativamente tranquila, cerca de 4 segundos, mas também perdeu a frente sozinho em uma das curvas.

O local Mitchell Harrison herdou a liderança, mas não conseguiu segurar Osborne - que completou a primeira volta em oitavo - que fez a ultrapassagem a três voltas do fim. Martin finalizou em terceiro seguido de Ferrandis e Justin Hill. Jeremy recuperou-se de último até a oitava posição, marcando a segunda melhor volta da bateria, atrás apenas do irmão Alex.

Zach Osborne: "Classifiquei na pole e fiz 2-1 para a vitória geral da etapa. Foi um dia bom pelos pontos e pelo cenário geral do campeonato. Vamos tentar continuar a brindo vantagem e correndo pelo título."


Alex Martin

Brasileiros

Após enfrentar problemas com o pedal de câmbio e uma pedrada no olho durante a primeira bateria, Gustavo Pessoa voltou a pontuar na segunda corrida com a 19ª posição. "Na primeira bateria, não fui muito bem porque o pedal de câmbio da moto apresentou problemas e isso atrapalhou bastante, pois tive dificuldades de mudar as marchas. Além disso, uma pedra bateu no meu olho e também dificultou. Na segunda, impus um ritmo bom, passei pilotos de fábrica. A pista estava muito difícil e somar pontos aqui é muito importante”.

Pepê Bueno encarou pela primeira vez uma etapa do AMA Motocross. Depois de apenas dois treinos em solo norte-americano o piloto comentou que andou meio travado na primeira bateria onde fez 29º. Na segunda corrida disse estar mais satisfeito com a pilotagem e melhorou o resultado com um 24º.

No próximo sábado o campeonato passa pela pista mais pesada da temporada. Southwick, Massachussets e sua areia escura.

Vídeos











Resultados

450 Largada Chegada Pts
P. # Piloto Moto M1 M2 M1 M2 Totais
1 3 Eli Tomac Kaw KX 450F 6 3 1 1 50
2 21 Jason Anderson Hus FC450 19 2 4 2 40
3 25 Marvin Musquin KTM 450 SX-F FE 2 6 3 3 40
4 4 Blake Baggett KTM 450 SX-F FE 3 35 (HS) 2 10 33
5 51 Justin Barcia Suz RMZ 450 5 1 7 6 29
6 33 Joshua Grant Kaw KX 450F 18 5 10 5 27
7 14 Cole Seely Hon CRF450R 4 12 6 9 27
8 19 Justin Bogle Suz RMZ 450 7 9 9 7 26
9 15 Dean Wilson Hus FC450 10 8 8 8 26
10 32 Weston Peick Suz RMZ 450 36 4 14 4 25
11 48 Christian Craig Hon CRF450R 1 (HS) 19 5 12 25
12 41 Trey Canard KTM 450 SX-F FE 29 10 13 11 18
13 40 Fredrik Noren Hon CRF450R 12 7 11 14 17
14 30 Martin Davalos Hus FC450 25 14 15 13 14
15 81 Henry Miller Yam YZ 450F 8 13 12 16 14
16 88 John Short Yam YZ 450F 21 18 17 15 10
17 20 Broc Tickle Suz RMZ 450 35 24 18 17 7
18 70 Dakota Alix KTM 450 SX-F FE 32   16 40 5
19 151 Dakota Tedder Kaw KX 450F 24 28 31 18 3
20 718 Toshiki Tomita Hon CRF450R 34 23 26 19 2
21 154 Brandon Scharer Yam YZ 450F 13 21 19 33 2
22 27 Nicholas Wey Kaw KX 450F 9 15 22 20 1
23 309 Jeremy Smith Yam YZ 450F 11 11 20 21 1

250 Largada Chegada Pts
P. # Piloto Moto M1 M2 M1 M2 Totais
1 16 Zachary Osborne Hus FC250 2 8 2 1 47
2 26 Alex Martin KTM 250 SX-F FE 3 1 3 3 40
3 6 Jeremy Martin Hon CRF250R 1 (HS) 21 (HS) 1 8 38
4 45 Mitchell Harrison Yam YZ 250F 8 2 7 2 36
5 108 Dylan Ferrandis Yam YZ 250F 6 5 5 4 34
6 23 Aaron Plessinger Yam YZ 250F 7 15 6 11 25
7 24 Austin Forkner Kaw KX 250F 4 30 4 14 25
8 38 Shane McElrath KTM 250 SX-F FE 9 9 9 9 24
9 486 Chase Sexton Hon CRF250R 27 6 12 7 23
10 17 Joseph Savatgy Kaw KX 250F 12 7 11 10 21
11 36 Adam Cianciarulo Kaw KX 250F 13 16 8 13 21
12 46 Justin Hill Kaw KX 250F 32 4 17 5 20
13 39 Colt Nichols Yam YZ 250F 10 17 10 12 20
14 50 Luke Renzland Yam YZ 250F 39 3 20 6 16
15 42 Kyle Cunningham Suz RMZ 250 15 25 14 16 12
16 78 Nick Gaines Yam YZ 250F 16 11 13 18 11
17 487 Josh Osby KTM 250 SX-F 14 19 15 17 10
18 183 Lorenzo Locurcio Yam YZ 250F 20 13 24 15 6
19 129 Sean Cantrell KTM 250 SX-F FE 24 12 16 21 5
20 74 Bradley Taft Yam YZ 250F 25 24 19 20 3
21 367 Hunter Sayles KTM 250 SX-F 17 10 18 28 3
22 791 Gustavo Souza Hon CRF250R 28 20 22 19 2
23 677 Cody Williams Yam YZ 250F 18 18 21 23 0
24 570 Cody VanBuskirk KTM 250 SX-F 19 22 25 22 0
25 179 Jon Ames Yam YZ 250F 38 14 23 25 0
26 970 Pedro Bueno Kaw KX 250F 23 28 29 24 0


Classificação Geral
P. # 450 Pts
1 3 Eli Tomac 241
2 4 Blake Baggett 228
3 21 Jason Anderson 216
4 25 Marvin Musquin 201
5 19 Justin Bogle 163
6 15 Dean Wilson 163
7 20 Broc Tickle 146
8 32 Weston Peick 137
9 33 Joshua Grant 133
10 14 Cole Seely 132
11 51 Justin Barcia 125
12 2 Cooper Webb 112
13 30 Martin Davalos 110
14 40 Fredrik Noren 103
15 70 Dakota Alix 65
16 48 Christian Craig 62
17 41 Trey Canard 39
18 68 Heath Harrison 31
19 111 Dean Ferris 29
20 88 John Short 25
21 125 Josh Mosiman 24
22 81 Henry Miller 22
23 244 justin hoeft 17
24 154 Brandon Scharer 17
25 718 Toshiki Tomita 16
26 606 Ronnie Stewart 14
27 97 Thomas Sipes 13
28 90 Dillan Epstein 12
29 121 Cody Cooper 11
30 151 Dakota Tedder 11
31 333 Rhys Carter 7
32 170 Zack Williams 6
33 926 Kaven Benoit 5
34 544 Morgan Burger 3
35 921 Isaac Teasdale 3
36 596 Carson Tickle 2
37 637 Robert Piazza 2
38 941 Angelo Pellegrini 2
39 309 Jeremy Smith 1
40 167 Zachary Bell 1
41 27 Nicholas Wey 1
42 157 Jacob Baumert 1
P. # 250 Pts
1 16 Zachary Osborne 254
2 26 Alex Martin 216
3 6 Jeremy Martin 209
4 23 Aaron Plessinger 190
5 24 Austin Forkner 184
6 36 Adam Cianciarulo 168
7 17 Joseph Savatgy 165
8 108 Dylan Ferrandis 152
9 45 Mitchell Harrison 147
10 39 Colt Nichols 144
11 38 Shane McElrath 126
12 46 Justin Hill 88
13 129 Sean Cantrell 88
14 342 Michael Mosiman 64
15 50 Luke Renzland 61
16 78 Nick Gaines 55
17 486 Chase Sexton 54
18 42 Kyle Cunningham 50
19 183 Lorenzo Locurcio 49
20 31 RJ Hampshire 34
21 74 Bradley Taft 27
22 28 Mitchell Oldenburg 24
23 57 James Decotis 23
24 172 Mark Worth 17
25 558 Jerry Robin 12
26 128 Cameron Mcadoo 11
27 791 Gustavo Souza 11
28 487 Josh Osby 10
29 105 Steven Clarke 9
30 367 Hunter Sayles 3
31 677 Cody Williams 2
32 388 Brandan Leith 2
33 321 Bradley Lionnet 1
34 179 Jon Ames 1
35 81 Henry Miller 1










Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet