fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Mundial de Motocross

2017 4ª etapa - León - México
Publicado em: 02/04/2017

Tim Gajser repete fim de semana perfeito no México
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Ray Archer / J. P. Acevedo/ Bavo Swigjers


Largada da primeira bateria

León, México, recebeu pela quarta vez consecutiva uma etapa do Mundial de Motocross.  O circuito no Parque Ecológico Municipal é, digamos, problemático. O lay-out não está entre os mais interessantes e o tratamento da terra dura é complicado. Geralmente chegamos às baterias principais com uma pista esburacada, cheia de trilhos e poeirenta. Além disso a altitude também dificulta o acerto dos motores que têm o desempenho prejudicado pela menor densidade de oxigênio. Para completar venta, e não é pouco.

Mas, apesar de ruins, as condições são as mesmas para todo mundo. Quem tomou melhor proveito da situação foi Tim Gajser que repetiu o fim de semana perfeito da Argentina. Venceu a classificatória no sábado e as duas corridas principais de domingo. Na MX2 deu o norte-americano Thomas Covington, reprisando a vitória de 2015 neste mesmo circuito.

Corridas


Com mais uma vitória dupla, Tim Gajser abre 20 pontos no campeonato

Na classe principal o esloveno Gajser foi soberano em ambas as baterias. Liderou a primeira corrida de ponta a ponta, conseguindo uma vantagem segura desde o início. Não foi uma corrida muito movimentada... as cinco primeiras posições se definiram  já na primeira volta. Na quinta volta os oito primeiros já estavam na mesma ordem em que chegariam.

Alguma emoção sobrou para os momentos finais quando Antonio Cairoli pressionou Gautier Paulin pela terceira posição, mas o francês se defendeu e segurou o posto. Resultado: Gajser, Evgeny Bobryshev, Paulin, Cairoli, Jeremy van Horebeek, Arnaud Tonus, Max Nagl e Clement Desalle, que caiu durante as primeiras voltas. O principal responsável por trocas de posições na fase final da bateria foi Romain Febvre, que sofreu com o arm-pump (braços travados), perdendo o nono lugar para Max Anstie e o décimo para Kevin Strijbos.

Segunda bateria


Antonio Cairoli

A movimentação foi um pouquinho maior nessa corrida, embora a liderança estivesse sempre nas mãos de Gajser. O circuito mais difícil gerou mais erros dos pilotos que se acostumaram com uma escorregada aqui, outra ali. Bobryshev foi uma das vítimas com uma queda na aterrissagem de um salto: "Era uma mesa simples e desci exatamente no mesmo lugar de sempre, só que dessa vez a moto saiu debaixo de mim. Talvez tenha sido o vento forte." O russo trocou a segunda posição da primeira bateria pela 14ª na segunda, após ir parar em 21º depois de uma segunda queda. O resultado só não foi pior porque não tinha muita gente correndo, apenas 23 pilotos. A etapa teve um único piloto local.

Na frente Gajser sentiu a pressão de Cairoli, mas no final o italiano aliviou e o piloto da equipe HRC conquistou a quarta bateria consecutiva, dando um salto importante no campeonato. "Me senti bem durante todo o final de semana e me diverti com a moto. Na segunda bateria o Cairoli me empurrou bastante e a pista também ficou muito dura e lisa em alguns pontos, mas estou feliz com a vitória e de olho na próxima corrida."


Gautier Paulin

A segunda posição na segunda bateria deu a Cairoli o segundo degrau do pódio no México. Mas seu principal adversário ganhou mais dez pontos de vantagem, ampliando a diferença para 20. "Dei o meu melhor, terminei em quarto na primeira bateria, o que é bom para o campeonato. Na segunda Tim e eu éramos um pouco mais rápidos que os outros e tentei ficar por perto porque é divertido correr com ele."

Com outro terceiro lugar na segunda bateria Paulin comentou que está próximo do ajuste ideal com sua Husqvarna: "Tudo está se acertando para nós e eu me sinto recompensado com o pódio. Avançamos bastante com o acerto da moto e eu também melhorei minhas largadas."


Arnaud Tonus

Com os três primeiros definidos desde o início nessa bateria, foi interessante assistir Arnaud Tonus avançar do sétimo para o quarto lugar, arrancando a posição na última volta de Jeremy van Horebeek.


Pódio MXGP

MX2


Thomas Covington

Se tem um cara que deve gostar do circuito mexicano, seu nome é Thomas Covington. Após a quarta posição na primeira bateria, o norte-americano duelou com Pauls Jonass pela vitória na segunda prova. Jonass superou Covington na primeira volta e após várias tentativas a resposta veio no sétimo giro, quando assumiu definitivamente a liderança.

Com as duas únicas vitórias em GPs na carreira neste circuito, Covington comentou: "Minha segunda largada foi bem melhor. Consegui o holeshot e logo depois me encontrei atrás de Jonass. Achei algumas boas linhas para retomar a liderança algumas voltas depois. Vencer a segunda bateria e conseguir a vitória geral dá um grande empurrão na confiança. Tivemos um começo de campeonato difícil, mas as coisas estão bem melhores agora. Estou bem animado para as próximas etapas."


Jeremy Seewer

Jeremy Seewer deve estar triste por perder a vitória geral da etapa pelo critério de desempate. Após vencer a primeira bateria de ponta a ponta, uma escorregada lhe tirou da disputa pela segunda posição na corrida número dois mandando o piloto da Suzuki para o quarto lugar, atrás de Julien Lieber. Porém o suíço pode comemorar a melhor situação no campeonato. Na classificação abriu cinco pontos sobre Jonass - que correu com uma mão dolorida por uma queda no warm-up -  e oito sobre o francês Benoit Paturel (quinto na geral).

Lieber, correndo de KTM por uma equipe privada, está de volta ao pódio e também empata com Paturel na terceira posição do campeonato.


Julien Lieber

Terminada a primeira perna global do campeonato, pilotos e equipes comemoram a volta para a casa na Europa, ondem podem contar com suas estruturas completas. A Itália será a próxima parada com o GP de Trentino daqui duas semanas.

Vídeo





Resultados

P. # MXGP Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 243 Gajser, Tim SLO HON 25 25 50
2 222 Cairoli, Antonio ITA KTM 18 22 40
3 21 Paulin, Gautier FRA HUS 20 20 40
4 4 Tonus, Arnaud SUI YAM 15 18 33
5 89 Van Horebeek, Jeremy BEL YAM 16 16 32
6 777 Bobryshev, Evgeny RUS HON 22 7 29
7 25 Desalle, Clement BEL KAW 13 15 28
8 12 Nagl, Maximilian GER HUS 14 13 27
9 461 Febvre, Romain FRA YAM 10 14 24
10 22 Strijbos, Kevin BEL SUZ 11 11 22
11 99 Anstie, Max GBR HUS 12 8 20
12 84 Herlings, Jeffrey NED KTM 7 12 19
13 27 Jasikonis, Arminas LTU SUZ 8 9 17
14 24 Simpson, Shaun GBR YAM 9 6 15
15 259 Coldenhoff, Glenn NED KTM 4 10 14
16 92 Guillod, Valentin SUI HON 6 4 10
17 77 Lupino, Alessandro ITA HON 5 1 6
18 17 Butron, Jose ESP KTM 0 5 5
19 7 Leok, Tanel EST HUS 2 3 5
20 999 Goncalves, Rui POR HUS 1 2 3
21 45 Nicholls, Jake GBR KTM 3 0 3
22 139 LaPorte, Nathen USA SUZ 0 0 0
23 225 Andrade, Eduardo MEX SUZ 0 0 0

P. # MX2 Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 64 Covington, Thomas USA HUS 18 25 43
2 91 Seewer, Jeremy SUI SUZ 25 18 43
3 33 Lieber, Julien BEL KTM 20 20 40
4 41 Jonass, Pauls LAT KTM 16 22 38
5 6 Paturel, Benoit FRA YAM 22 13 35
6 172 Van doninck, Brent BEL YAM 13 16 29
7 19 Olsen, Thomas Kjer DEN HUS 14 14 28
8 10 Vlaanderen, Calvin NED KTM 15 9 24
9 811 Sterry, Adam GBR KAW 11 12 23
10 18 Brylyakov, Vsevolod RUS KAW 7 15 22
11 747 Cervellin, Michele ITA HON 12 10 22
12 66 Larranaga Olano, Iker ESP HUS 9 8 17
13 96 Lawrence, Hunter AUS SUZ 10 7 17
14 189 Bogers, Brian NED KTM 0 11 11
15 297 Gole, Anton SWE HUS 6 4 10
16 321 Bernardini, Samuele ITA TM 8 2 10
17 118 Rubini, Stephen FRA KAW 3 6 9
18 57 Sanayei, Darian USA KAW 4 5 9
19 919 Watson, Ben GBR KTM 5 0 5
20 128 Monticelli, Ivo ITA KTM 1 3 4
21 61 Prado Garcia, Jorge ESP KTM 2 1 3
22 142 Petrov, Ivan BUL HUS 0 0 0
23 67 Klingsheim, Magne NOR KAW 0 0 0

Classificação Geral
P # MXGP Nat. Moto Pts
1 243 Gajser, Tim SLO HON 156
2 222 Cairoli, A. ITA KTM 136
3 25 Desalle, C. BEL KAW 119
4 89 Van Horebeek, J. BEL YAM 116
5 21 Paulin, G. FRA HUS 112
6 777 Bobryshev, E. RUS HON 111
7 461 Febvre, Romain FRA YAM 89
8 22 Strijbos, K. BEL SUZ 78
9 12 Nagl, M. GER HUS 73
10 24 Simpson, Shaun GBR YAM 70
11 99 Anstie, Max GBR HUS 69
12 4 Tonus, Arnaud SUI YAM 65
13 259 Coldenhoff, G. NED KTM 62
14 84 Herlings, J. NED KTM 59
15 27 Jasikonis, A. LTU SUZ 37
16 911 Tixier, Jordi FRA KAW 36
17 999 Goncalves, Rui POR HUS 35
18 17 Butron, Jose ESP KTM 32
19 7 Leok, Tanel EST HUS 29
20 92 Guillod, V. SUI HON 24
21 77 Lupino, A. ITA HON 18
22 45 Nicholls, Jake GBR KTM 15
23 60 Salazar, Jetro ECU HON 4
24 179 Poli, Joaquin ARG HON 1
25 261 Hendro Fahrodjie , F. INA KAW 1
P # MX2 Nat. Moto Pts
1 91 Seewer, Jeremy SUI SUZ 153
2 41 Jonass, Pauls LAT KTM 145
3 6 Paturel, B. FRA YAM 139
4 33 Lieber, Julien BEL KTM 139
5 19 Olsen, T. DEN HUS 127
6 172 Van doninck, B. BEL YAM 102
7 747 Cervellin, M. ITA HON 84
8 64 Covington, T. USA HUS 83
9 18 Brylyakov, V. RUS KAW 81
10 321 Bernardini, S. ITA TM 80
11 61 Prado Garcia, J. ESP KTM 70
12 57 Sanayei, D. USA KAW 66
13 811 Sterry, Adam GBR KAW 66
14 189 Bogers, Brian NED KTM 60
15 10 Vlaanderen, C. NED KTM 56
16 96 Lawrence, H. AUS SUZ 51
17 66 Larranaga Olano, I. ESP HUS 43
18 46 Pootjes, Davy NED KTM 42
19 919 Watson, Ben GBR KTM 39
20 128 Monticelli, I. ITA KTM 29
21 297 Gole, Anton SWE HUS 24
22 161 Östlund, Alvin SWE YAM 19
23 170 Ward, Caleb AUS HUS 14
24 88 van der Vlist, F. NED KTM 14
25 67 Klingsheim, M. NOR KAW 11
26 98 Vaessen, Bas NED SUZ 11
27 118 Rubini, S. FRA KAW 11
28 426 Mewse, Conrad GBR HUS 6
29 48 Wilson, Jay AUS YAM 1
30 218 Tanti, Aaron AUS HUS 1
31 28 Notsuka, C. JPN HON 1










Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet