fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Mundial de Motocross

16ª etapa - Assen - Holanda
Publicado em: 28/08/2016

Chuva muda o rumo da etapa e Desalle retorna ao topo do pódio após jejum de dois anos
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Ray Archer / J. P. Acevedo / Bavo / Divulgação

Título de Tim Gajser é adiado após pior etapa do esloveno na MXGP


Largada MXGP

A já complicada pista de Assen ficou ainda mais desafiadora depois de uma noite de temporal. A chuva voltou a cair logo após o warm-up pela manhã e a fina areia clara e pesada ficou também encharcada. Parou de chover antes das provas, mas a primeira bateria em ambas as categorias foi disputada quase em condições críticas. Se manter em pé e manter o equipamento funcionando foi prioridade em corridas com os tempos de volta cerca de 15 segundos acima das classificatórias de sábado.

+ Livia Lancelot conquista título no Mundial de Motocross Feminino 2016

As condições ficaram mais secas na segunda bateria, mas não menos difíceis. A mesa de chegada, por exemplo, poucas vezes foi completada pelos pilotos mesmo com a pista mais rápida.

Corridas


Após mais de dois anos Clement Desalle volta a vencer um GP

Com as ultrapassagens dificultadas, uma boa largada era essencial. E foi o que Shaun Simpson, vencedor da etapa em 2015, conseguiu na primeira bateria. O britânico começou a corrida logo atrás de Antonio Cairoli e Glenn Coldenhoff, mas já tinha superado os dois antes de completar a primeira volta.

Logo ficou claro que quem errasse menos levaria a melhor. Tim Gajser caiu na terceira curva e começou uma sofrida batalha pela recuperação. Cairoli tomou uma postura mais conservadora no início, mas isso não o livrou dos erros. Perdeu a segunda posição para Clement Desalle e duas voltas depois foi superado também por Coldenhoff.


Cairoli faz um passeio fora da pista durante a primeira bateria.


Max Nagl
A distância entre os quatro ponteiros ficou ao redor dos três ou quatro segundos, mas essa distância sumia e voltava como uma sanfona, conforme aconteciam os deslizes de cada um. Não foram poucos. Esses eram os momentos de tentar ganhar posições. Desalle chegou a encostar em Simpson por duas ou três oportunidades, como Cairoli foi para cima de Coldenhoff nas duas voltas finais, entretanto as posições permaneceram inalteradas. Enquanto isso mais atrás a situação virava um salve-se quem puder. Um dos momentos inusitados da bateria aconteceu com os companheiros de equipe da Suzuki, Kevin Strijbos e Arminas Jasikonis, disputando o mesmo espaço. E ambos foram ao chão.

Simpson comemorou a vitória na bateria, a primeira do ano, com Desalle, Coldenhoff e Cairoli na sequência. Jeremy van Horebeek ficou em quinto com Max Nagl em sexto. O português Rui Gonçalves, um dos especialistas na areia, aproveitou as condições para a sua melhor corrida na temporada com a sétima posição, depois de passar um bom tempo em sexto. Tim Gajser chegou apenas em 12º.

Segunda bateria


Glenn Coldenhoff

Confiante, Simpson tinha técnica e velocidade para repetir a vitória de 2015, mas suas chances implodiram com uma queda na primeira curva. O britânico ainda teve de passar nos pits para um reparo rápido em sua KTM e completou a bateria apenas em 16º, uma volta atrás dos líderes.

Com a pista um pouquinho mais rápida, Coldenhoff liderou as primeiras voltas. Desalle veio da terceira posição e passou por Cairoli e pelo holandês para assumir a liderança. Logo depois o italiano ligou o "modo turbo" e fez algumas voltas espetaculares para avançar a liderança, não sem antes tomar um sustinho e quase passar reto por uma das curvas.


Jeremy van Horebeek

Com a melhor largada (quinta posição) na segunda bateria, Tim Gajser conseguiu entrar na briga pelas primeiras posições. Chegou a alcançar o terceiro lugar, mas errou numa seção de costelas e foi praticamente ejetado de sua Honda. A moto ainda acertou uma proteção de madeira e quebrou o suporte da manete de freio, que ficou pendurado pelo conduíte. Acabava assim qualquer chance de garantir o título na Europa: Tim Gajser abandonava um GP pela primeira vez desde que subiu à classe principal.

Cairoli sustentou a liderança com vantagem ao redor dos quatro segundos, mas Desalle tinha a vitória no GP mantendo a segunda posição. O belga ainda sofreu um "calor" de Coldenhoff na última volta, o que levantou a torcida. Porém o piloto da casa não conseguiu aproveitar a chance. Nas voltas finais Nagl e Febvre encostaram no pelotão dianteiro e ambos ganharam a posição de Horebeek que sofreu uma queda quando ocupava o terceiro posto.


Arminas Jasikonis fez um sétimo lugar na segunda bateria. Nada mal para um novato substituto


Kawasaki comemora a vitória no GP
Clement Desalle voltou a vencer um GP após jejum de dois anos: "Essa vitória tem um sabor especial, já que muita gente dizia que eu não poderia vencer na areia. Hoje provei que posso, com duas boas corridas. Tentei ao máximo vencer também a segunda bateria, não foi possível, mas estou muito contente por voltar ao topo do pódio".

Cairoli: "Foi um bom final de semana, mas poderia ter sido melhor. Especialmente na primeira bateria quando a pista estava horrível. Muito perigosa e lenta, mas a mesma para todo mundo. Sofri uma queda e Desalle e Coldenhoff me passaram. Sabia que seria difícil faturar o GP com a quarta posição. Vamos tentar dificultar esse campeonato e quem sabe brigar pelo título".


Tim Gajser

Tim Gajser: "Claro que estou desapontado com o resultado de hoje. Na primeira corrida caí duas vezes e recuperei até 12º. Na segunda bateria tentei um recomeço e as coisas estavam indo muito melhor e brigava pela segunda posição quando saí da pista. Quebrei o freio dianteiro e o acelerador e não foi possível continuar. Não gostei do final de semana, mas não podemos mais mudá-lo, só podemos aprender com os erros e mirar uma nova largada em Charlotte (próxima etapa nos EUA)".

Gajser vai para as duas etapas finais nos Estados Unidos com 65 pontos de vantagem. Cairoli precisa fazer pelo menos 16 pontos a mais que o esloveno para empurrar a decisão do título para a última etapa em Glen Helen.

MX2 - Herlings conquista uma difícil vitória em seu retorno.


Novato abusado. Jorge Prado não aliviou para Jeffrey Herlings na segunda bateria

Se Coldenhoff alegrou os holandeses com o pódio, o que dizer da classe MX2 onde os pilotos da casa fizeram a dobradinha? A KTM não saiu menos satisfeita pelo fim de semana, apesar da vitória escapar na MXGP, cinco dos seis pilotos no pódio estavam com motos da marca.

Uma falha mecânica na classificatória de sábado deixou Jeffrey Herlings com a última escolha do gate e ele pagou por isso já na primeira volta. Quando tentava recuperar posições no meio do bolo acertou outro moto caída e também foi ao chão.


Com uma má largada e duas quedas, Herlings sofreu para conquistar a segunda posição na 1ª bateria, quando...


... a vitória ficou com Thmas Covington
O francês Benoit Paturel liderou por quatro voltas até se perder num salto. Então o britânico Adam Sterry ganhou a liderança, mas também não permaneceu muito tempo sobre duas rodas. Finalmente o norte-americano Thomas Covington herdou a primeira posição e soube administrar a vantagem. O segundo lugar ficou com Herlings, mesmo após outra queda durante a bateria.

Na segunda bateria o novato espanhol Jorge Prado fez seu segundo holeshot no dia. Dessa vez não caiu logo na segunda volta, pelo contrário, permaneceu na liderança com um ritmo fortíssimo.

Mesmo saindo lá da ponta esquerda novamente, Herlings conseguiu uma boa largada e em pouco tempo já estava disputando a liderança com o jovem companheiro de equipe. Quem pensou que o espanhol iria aliviar para o primeiro piloto da equipe se enganou. Foram pelo menos seis voltas até Herlings conseguir a liderança, quando ainda recebeu um "totó" do abusado novato.


Max Anstie


Brian Bogers
Na frente Herlings conseguiu abrir vantagem e administrar nas voltas finais. Boa briga aconteceu pela terceira posição no finalzinho da corrida, quando o holandês Brian Bogers superou Max Anstie pela terceira posição. O resultado colocou Bogers no segundo degrau do pódio. Covington sofreu com quedas e completou apenas em 15º.

O retorno vitorioso de Herlings foi ainda mais bem sucedido pelo fraco desempenho de Jeremy Seewer no fim de semana. O vice líder do campeonato foi apenas 14º geral no GP, o que permitiu ao holandês ampliar a vantagem para 76 pontos. Agora ele precisa de apenas 24 pontos para garantir o título na próxima etapa.

Vale destacar também a impressionante estreia de Jorge Prado na MX2. Ele deveria ter feito sua primeira corrida em Lommel, mas acabou caindo e se machucando nos treinos cronometrados. Em Assen provou que sua promoção à equipe oficial da KTM não foi a toa e fechou o fim de semana com a vitória na classificatória e o terceiro lugar no pódio.


Pódio MX2

O circo do Mundial de Motocross agora cruza o Atlântico para as duas etapas finais nos Estados Unidos. Muitos pilotos do AMA já confirmaram presença nas corridas que prometem ser um pequeno aperitivo do Motocross das Nações.

Vídeo





Resultados

P. # MXGP Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 25 Desalle, Clement BEL KAW 22 22 44
2 222 Cairoli, Antonio ITA KTM 18 25 43
3 259 Coldenhoff, Glenn NED KTM 20 20 40
4 12 Nagl, Maximilian GER HUS 15 18 33
5 89 Van Horebeek, Jeremy BEL YAM 16 15 31
6 24 Simpson, Shaun GBR KTM 25 5 30
7 7 Leok, Tanel EST KTM 12 13 25
8 911 Tixier, Jordi FRA KAW 13 11 24
9 461 Febvre, Romain FRA YAM 7 16 23
10 777 Bobryshev, Evgeny RUS HON 10 12 22
11 100 Searle, Tommy GBR KAW 8 10 18
12 92 Guillod, Valentin SUI YAM 11 7 18
13 177 Jasikonis, Arminas LTU SUZ 3 14 17
14 999 Goncalves, Rui POR HUS 14 2 16
15 151 Kullas, Harri EST KTM 5 9 14
16 22 Strijbos, Kevin BEL SUZ 6 6 12
17 45 Nicholls, Jake GBR HUS 1 8 9
18 243 Gajser, Tim SLO HON 9 0 9
19 21 Paulin, Gautier FRA HON 2 3 5
20 71 Graulus, Damon BEL HON 0 4 4
21 221 Ratsep, Priit EST HON 4 0 4
22 77 Lupino, Alessandro ITA HON 0 1 1

P. # MX2 Nat. Bike Race 1 Race 2 Total
1 84 Herlings, Jeffrey NED KTM 22 25 47
2 189 Bogers, Brian NED KTM 20 20 40
3 61 Prado Garcia, Jorge ESP KTM 9 22 31
4 99 Anstie, Max GBR HUS 13 18 31
5 116 Kjer Olsen, Thomas DEN HUS 14 16 30
6 64 Covington, Thomas USA HUS 25 5 30
7 6 Paturel, Benoit FRA YAM 16 11 27
8 98 Vaessen, Bas NED SUZ 12 13 25
9 107 van Berkel, Lars NED HUS 18 7 25
10 10 Vlaanderen, Calvin NED KTM 8 15 23
11 66 Larranaga Olano, Iker ESP KTM 15 4 19
12 88 van der Vlist, Freek NED KAW 7 10 17
13 321 Bernardini, Samuele ITA TM 0 14 14
14 91 Seewer, Jeremy SUI SUZ 6 8 14
15 172 Van doninck, Brent BEL YAM 0 12 12
16 152 Petrov, Petar BUL KAW 11 0 11
17 161 Östlund, Alvin SWE YAM 10 0 10
18 959 Renaux, Maxime FRA YAM 0 9 9
19 747 Cervellin, Michele ITA HON 0 6 6
20 94 Van der Mierden, Sven NED HUS 3 3 6
21 83 Renkens, Nathan BEL KTM 5 0 5
22 29 Jacobi, Henry GER HON 4 0 4
23 426 Mewse, Conrad GBR HUS 1 2 3
24 75 Roosiorg, Hardi EST KTM 2 0 2
25 132 Kutsar, Karel EST KTM 0 1 1

Classificação Geral
P. # MXGP Nat. Bike Total
1 243 Gajser, Tim SLO HON 653
2 222 Cairoli, A. ITA KTM 588
3 12 Nagl, M. GER HUS 542
4 461 Febvre, Romain FRA YAM 522
5 777 Bobryshev, E. RUS HON 494
6 89 Van Horebeek, J. BEL YAM 477
7 259 Coldenhoff, G. NED KTM 347
8 25 Desalle, C. BEL KAW 342
9 92 Guillod, V. SUI YAM 326
10 24 Simpson, Shaun GBR KTM 307
11 22 Strijbos, K. BEL SUZ 291
12 100 Searle, Tommy GBR KAW 272
13 21 Paulin, G. FRA HON 230
14 23 Charlier, C. FRA HUS 198
15 7 Leok, Tanel EST KTM 193
16 911 Tixier, Jordi FRA KAW 192
17 17 Butron, Jose ESP KTM 187
18 8 Townley, Ben NZL SUZ 128
19 32 Potisek, Milko FRA YAM 119
20 77 Lupino, A. ITA HON 104
21 45 Nicholls, Jake GBR HUS 103
22 151 Kullas, Harri EST KTM 59
23 999 Goncalves, Rui POR HUS 49
24 177 Jasikonis, A. LTU SUZ 47
25 149 Ullrich, D. GER KTM 41
26 685 Lenoir, Steven FRA HON 38
27 400 Yamamoto, Kei JPN HON 34
28 251 Getteman, Jens BEL KTM 31
29 19 Philippaerts, D. ITA YAM 17
30 71 Graulus, Damon BEL HON 16
31 221 Ratsep, Priit EST HON 15
32 37 Krestinov, G. EST HON 13
33 22G Reed, Chad AUS YAM 11
34 156 Heidecke, A. GER KTM 10
35 20 Aranda, G. FRA YAM 9
36 920 Valentin, A. ESP KAW 9
37 212 Dewulf, J. BEL YAM 8
38 225 Andrade, E. MEX YAM 7
39 903 Aubin, Nicolas FRA SUZ 6
40 121 Boog, Xavier FRA KAW 6
41 737 Teillet, V. FRA HON 5
42 941 Satink, Rick NED HUS 4
43 444 Fanello, E. ARG YAM 4
44 112 Trossero, M. ARG YAM 3
45 31 Snow, Alex GBR YAM 3
46 11 Bengtsson, F. SWE SUZ 2
47 201 Soubeyras, C. FRA YAM 2
48 50 Macuks, Toms LAT KAW 1
49 58 Carranza, N. ARG HON 1
50 702 Schmit, Marco ARG YAM 1
51 430 Malin, V. FIN KTM 1
52 48 Irt, Peter SLO YAM 1
53 171 Penjan, T. THA HON 1
P. # MX2 Nat. Bike Total
1 84 Herlings, J. NED KTM 644
2 91 Seewer, Jeremy SUI SUZ 568
3 6 Paturel, B. FRA YAM 460
4 99 Anstie, Max GBR HUS 447
5 41 Jonass, Pauls LAT KTM 403
6 4 Ferrandis, D. FRA KAW 378
7 152 Petrov, Petar BUL KAW 351
8 189 Bogers, Brian NED KTM 349
9 321 Bernardini, S. ITA TM 341
10 59 Tonkov, A. RUS YAM 320
11 64 Covington, T. USA HUS 225
12 18 Brylyakov, V. RUS KAW 219
13 161 Östlund, Alvin SWE YAM 197
14 10 Vlaanderen, C. NED KTM 188
15 172 Van doninck, B. BEL YAM 173
16 747 Cervellin, M. ITA HON 165
17 95 Justs, Roberts LAT KTM 130
18 426 Mewse, Conrad GBR HUS 126
19 101 Zaragoza, J. ESP HON 126
20 66 Larranaga Olano, I. ESP KTM 120
21 46 Pootjes, Davy NED KTM 94
22 29 Jacobi, Henry GER HON 94
23 128 Monticelli, I. ITA KTM 92
24 811 Sterry, Adam GBR KTM 82
25 88 van der Vlist, F. NED KAW 59
26 107 van Berkel, L. NED HUS 56
27 116 Kjer Olsen, T. DEN HUS 54
28 338 Herbreteau, D. FRA HON 54
29 132 Kutsar, Karel EST KTM 44
30 71 Graulus, Damon BEL HON 43
31 81 Hsu, Brian GER SUZ 43
32 919 Watson, Ben GBR HUS 39
33 16 Sabulis, K. LAT YAM 34
34 98 Vaessen, Bas NED SUZ 33
35 251 Getteman, Jens BEL KTM 32
36 61 Prado Garcia, J. ESP KTM 31
37 223 Tropepe, G. ITA HON 25
38 776 Rauchenecker, P. AUT HUS 24
39 40 Zecchina, S. ITA YAM 24
40 15 Bonini, Davide ITA HUS 21
41 951 Furlotti, S. ITA YAM 20
42 14 Valente, C. SUI KTM 20
43 991 Lapucci, N. ITA HUS 16
44 200 Dunn, James GBR HUS 15
45 97 Ivanov, M. BUL KTM 11
46 959 Renaux, Maxime FRA YAM 9
47 175 Garrido, V. ARG YAM 8
48 129 Gomez , C. MEX YAM 8
49 164 Alix, Dakota USA YAM 7
50 83 Renkens, N. BEL KTM 6
51 94 Van der Mierden, S. NED HUS 6
52 75 Roosiorg, H. EST KTM 6
53 194 Vasquez, J. CHL HON 5
54 510 Sanchez, O. MEX KAW 5
55 500 Yasuhara, N. JPN YAM 5
56 831 Wysocki, T. POL KTM 4
57 102 Sikyna, R. SVK KTM 2
58 197 Toya, Igniacio ARG HON 2
59 417 Kahro, Erki EST KTM 2
60 611 Kriger, Nahuel ARG SUZ 2
61 86 Danke, Felipe CHL KAW 1
62 52 Ueda, Shota JPN KAW 1
63 28 Hallgren, Ben THA YAM 1
64 490 Mataro Vilar, F. ESP YAM 1










Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet